História My psycho ( Imagine Kim Taehyung - BTS) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Revelaçoes, Romance, Tragedia
Visualizações 46
Palavras 1.864
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Mistério, Policial, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


B
O
A

L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 2 - 02


Fanfic / Fanfiction My psycho ( Imagine Kim Taehyung - BTS) - Capítulo 2 - 02

Anteriormente ON

 

olho Para o relogio e vejo que estou super atrasada, corro em direção a sala, abro a porta e vejo que o professor ainda não tinha chegado agradeço aos céus pois ia levar a maior bronca essa foi por pouco isso que da dar flertando com os outros.

anteriomente OFF

POV'S S/N ON

Vou direto para minha mesa arumo meus materias e me acomodo, vejo minha amiga entra a Kim Hye jin ela  e um amor pessoa foi minha primeira amiga deste que cheguei aqui na coreia.

kim Hye Jin: Oi S/N. - fala sentando ao meu lado.

- Oi Hye jin-ssi.

kim Hye jin: quase que nao me deixavam entrar

- isso que da chegar atrasada

kim Hye jin: num fala nao assim nao S/n eu vi tu correndo que nem uma louca Sua piranha fora d' agua. - fala com a cara emburrada.

- piranha nao me respeite sou mais velha que voce. - falo me fazendo de ofendida.

Kim Hye Jin: questao de Um mes S/n que voce e mais velha sua vaca.

- Mais eu nasci primeiro entao me respeite.- falo fazendo a mesma sorrir.

kim Hye jin: Ok minha omma ,agora vamos parar de falar quem nasceu primeiro, vai querer ir em uma festa comigo.

- Nao sei vou pensar no seu caso. 

Kim Hye Jin : num vai pensar em coisas nem uma voce vai e ponto. - falou autoritária.

- ui chega deu medo omma.

Kim Hye jin : hoje voce arruma um namorado sua encalhada

- Olha quem fala.

Kim Hye jin: depois falamos nisso vamos prestar atençao na aula.

    a aula parecia que nao ia acabar eu estava um pouco inquieta senti como se algo ruim fosse acontecer era um presentimento nao muito bom mal prestei atençao, ate que o professor nos liberou para irmos embora.

Professor: por hoje e so vou liberar voces mais cedo hoje pois preciso ir ao hospital boa tarde ate amanha.

   depois que o professor falou aquilo Hye Jin deu um pulo da cadeira comemorando.

- menina para nao estamos mais no colegial.

Kim Hye Jin: sinto tanta falta daquele epoca mais ainda estamos novas ainda nem chegamos aos vinte  anos.- 

- e verdade mais chega de falar do passado e vamos embora.

   fomos o caminho do todo conversando e resolvemos tomar um soverte.

Kim Hye Jin: vai querer de que minha marida.- fala olhando os sabores.

- vou querer de menta com chocolate branco

kim hye jin: vou querer de chocolate e baunilha. -  fala fazendo o garçon anota os pedidos.

      nao demorou muito e nossos pedidos chegaram e ficamos conversando um bom tempo, depois de tomar soverte fomos passear pelo shopping compramos roupas para a festa e tudo que precisamos,

kim hye jin: entao S/N nos vemos daqui a algumas hora byee. - fala subindo no ônibus

-tchau vaca.

 fico um tempinho esperando meu onibus chegar e nada dele chega ate  um carro para e abaixar o vidro de primeira nao conheço mais a sim mesmo nao dou atençao finjo que nao estou vendo ele sai do carro e si aproxima.

xxx: Oi o que uma moça tao linda esta fazendo aqui sozinha.

- nao e da sua conta da licenç...- quando olho vejo que e o cara e esbarrei algumas horas mais antes.

Taehyung: nao ta lembrada de mim.

- oh desculpe pensei que um pevertido que adora paraquera  as mulheres que estao em pontosônibusibus - falo sorrindo sem jeito

taehyung : voce tem toda razao de responder de uma forma informal. - fala sorrindo.

- e voce o que esta fazendo aqui.

Taehyung : e que ia passando e ti vi resolve parar.

- Oh, entao tchau meu onibus esta chegando.- falo assenando para o onibus parar.

taehyung: Entao tchau nos vemos por ai. - fala abrindo a porta do carro.

        chego em casa Era umas 16:40 minha omma nao estava pois ela so chega de noite, vou direto para meu quarto me jogo na  cama e acabo dormindo sem toma um banho.

POV'S S/N OFF

   POV'S Taehyung On

vinha andado distraidamente ate que esbarro em uma garota muita bonita por sinal a mesma fica nervosa fica se desculpando varias vezes achei meio fofo sua precupaçao, depois disso vou direto para minha casa pois so fui naquela faculdade  ver meu amigo Jungkook. quando vou saindo de uma loja de roupas vejo a menina que esbarrei antes paro meu carro chamo atençao da mesma ela nao me reconhecei logo de cara e foi um pouco rude comigo mais achei seu jeito fofo de nao falar com estranhos pareço esta apaixonado mais so que nao ela parece ser uma garota de se conquista adoro meninas assim bobas que se apaixona por qualquer um que for gentil com elas, chega de falar dessa garota e vamos logo a ponto, hoje por voltas das tres horas mim encontrei com Uma senhora mais nem tao senhora pareceu  ter ficado caidinha por mim nao parou de mim olhar uma coisa que odeio nesse mundo e mulheres oferecidas pensos que elas nao era para viver entre a sociedade por conta de uma mulher assim que destruiu minha familia meu appa foi completamente seduzido por uma vadia que trabalhava no seu escritorio toda vez  que ia na empresa de meu appa ela fazia questao de se oferecer para meu appa de antes de meus olhos, quando minha omma descobriu que meu appa estava a traindo ela entrou em depresao  ela queria me esconder que estava bem mais eu via em seus olhos o olhar de tristeza desespero odeio medo, pouco tempo depois meu appa pediu a separaçao foi ai que minha omma entrou em uma depresao profunda o amor dela pelo meu pai era tao forte que eu via que aquilo estava acabando com ela meu maior medo foi que minha omma se mata-se isso foi o que aconteceu  meu maior medo se tornou um pesadelo uma dor sem fim que convivo ate hoje.

             flashback on 

Era 24/09/2010 por volta das 19:00 horas e ponto eu vinha da escola  estudava por tempo integrado  so  voltava para a casa a noite nesse dia estranhei minha omma  nao tinha vindo me buscar ela estava estranha  hoje cedo quando foi  mim deixar e disse que vinha me buscar me deu dinheiro me beijo disse que minha amava e que era para nunca esquecer ela estranhei um pouca naquele tempo era tao inocente nao sabia das coisas direito tinha apenas 14 anos , na volta para casa estava mais frio que o normal parecia que eu ia congelar quando cheguei no portao de casa vi que estava tudo apagado pensei que minha omma estava dormindo fui direto para seu quarto.

- omma a  senhora esta dormindo.- ela nao me responde.

vou para meu quarto tomo um banho visto uma roupa mais confortavel, ate que vejo uma carta na escrevinha.

                      Carta ON

taehyung meu filho sabia que te amo que vou estar te protegendo la de cima perdoa a omma por ter feito isso mais essa foi a saida voce sabe o quanto te amo voce foi a unica coisa que me fez ficaer viva voce foi minha esperança desculpa a omma por nao poder ver voce se torna um grande medico  de ver voce se casando com o amor da sua vida de nao poder aproveitar meus netos mais essa forma foi a unica de acabar com o meu sofrimento sei que voce vai sentir minha falta mais vai superar sei  que vai sentir minha falta mais ela vai se acabar nao se culpe pois foi uma escolha minha por  sofri siliosamente pois nao estava mais aguentando estava sofrendo voce nao sabe a dor que estava sentindo sabia que voce esta  no meu coraçao  para sempre meu diamente te amo cresaudávelavel cheio de vida te amo beijos.

 

     ass: Tua Omma

Carta OFF

quado li aquela carta meus olhos encheram de lagrimas me puis a chorar  precia nao ter fim doia tanto sintia que meu mundo tinha desabado senti uma tristesa que nao tinha mas fim, corre para seu quarto abre a mesma ela nao estava la na minha mente surgiu que ela teria ido  para  a ponte do rio han corre em direçao as escadas corre no meio da neve que caia sem ter fim quando cheguei la vi varios carros de policia ambulância  varias pessoas ao redor quando vi minha mae ale no chao  minha vida tinha acabado naquele momento nao pensei duas vezes corre ate ela empurrando quem estava na minha frente a abracei chorei a dor que sentia aumentou cada vez mais sentia que nao ia viver mais queria morrer junto com ela o que seria de mim sem ela o que vai ser da minha vida sem ela. 

- omma acorda nao me deixa so eu preciso de voce - eu gritava com todas minha força

policial: garoto  o que voce e da dessa senhora. -fala pegando no meu ombro.

- sou filho dela, me diz que ela estava viva, me diz- grito com o policial que se assusta.

policial: sua omma esta morta por favor saia da ai deixe os rapazes tirar o corpo dela dai. - fala pegando no meu braço e me tirando de perto do corpo da minha omma 

policial: olha voce precisar manter a calma eu sei como isso doi e machuca e nao parece ter fim pois tambem ja perdi minha mae e foi uma coisa e suportavel .- fala me dando um lenço.

- ok vou tentar - falo soluçando.

policial : bom menino.- fala sorrindo .

          meu appa chegou no local do acontecido ele veio me abraçar mai eu recuei tudo que estava acontecendo ela sua culpa por minha omma esta morta eu o odeio ele e essa vadia Vou Mata-la nem que eu tenha que passar meus ultimos momentos da minha vida em uma cadeia 

       no enterro da minha omma ele levou aquela mulher que acabou com minha família, depois que tudo acabou ele ia me levar para sua casa  mais eu disse que queria ficar e me despedir  da minha omma a sos, esperei tudo mundo ir embora para poder colocar tudo para fora o que eu estava sentido.

- omma eu prometo que vou me vingar eu vou matar aquela mulher que te destruiu nossa familia  omma eu prometo.

      de passou um ano da morte da minha mae e hoje a "esposa do meu appa" ia sair na calada da noite isso seria perfeito para acabar com ela, voi ate o escritorio do meu appa pego sua arma e vou siguindo a mesma.

- Oi sook esta feliz que conseguiu matar minha mae destrir minha familia.

Sook: ah se nao e o Bastardo sem Omma  o que estava fazendo aqui bastardo.

- o que queria ter feito a muito tempo.- puxo a arma da minha cintura e atiro bem no seu peito vejo a mesma gemer de dor fico la ate seu ultimo suspiro e corro para o meu quarto antes quardo a arma no local onde achei e vou dormir naquele momento parecia que aquilo ver as pessoas morrendo se tornou um vicio incontrolavel .

                                flashback OFF

POV'S Taehyung off


Notas Finais


Desculpe qualquer erro ortográfico nao esqueça de favorita a Fanfic Comentar se gostou dela pois isso ajuda muito obrigado por lerem ate aqui bye bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...