História My Quarterback - Capítulo 11


Escrita por: ~

Visualizações 257
Palavras 2.200
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HEY MEUS AMORES, ESPERO VOCÊS NAS NOTAS FINAIS!!

Capítulo 11 - Alerta


Cassie POV

Ainda restava alguns minutos para o intervalo acabar e eu já sentia o cansaço dá aula de educação física. Suspiro e me aconchego ainda mais entre os braços de Justin, estávamos no refeitório, na mesma mesa só que os garotos e Elisa preenchiam todas as cadeiras. Com minha cabeça encostada em seu peito eu podia escutar cada batida que seu coração dava e com certeza era a melodia mais bonita que eu já vi.

Sinto um olhar em mim e eu levanto a cabeça olhando ao redor dando de cara com Alessia. Ela sorri na minha direção e eu não faço questão de devolver o sorriso, não gosto dela pra quê fingir que gosto? Volto a encostar minha cabeça no peitoral de Justin e é quando o sinal toca. Gemo de preguiça a aula nem tinha começado e eu já estava cansada. Todos se levantam da mesa mas eu ainda continuo sentada em seu colo, bem aconchegada.

Sua risada foi rouca e fraca fazendo eu me arrepiar.

— Babe, eu tenho que me levantar. — diz baixo perto do meu ouvido — Não sei se você se lembra mas temos ainda 3 aulas.

— Okay, vamos logo! — me levanto do seu colo o deixando livre para se levantar.

Já de pé Bieber se aproxima mais e segura meu rosto com suas duas mãos, me dando um selinho. Sorrio com seu ato e abraço seu corpo, sendo abraçada de volta. Me solto dele depois de um tempo, não queria levar falta então tinha que ir logo.

— Te vejo na saída? — pergunto já que não teríamos as mesmas aulas, só por hoje já que o resto da semana tínhamos quase todas as aulas juntos.

— Aham, te espero no meu carro. — diz e se afasta indo na direção oposta a minha.

Pego minha bolsa e coloco uma das alças sobre o ombro, deixando a outra caída. Me coloco ao lado de Elisa e caminhamos em direção ao vestiário feminino para em seguida ir ao ginásio. Como sempre demoramos um pouco para chegar já que nesse horário os corredores estão sempre lotados.

Empurro a porta vermelha e entro no vestiário, passo por três corredores de armários e no quarto corredor eu entro parando na frente do meu armário. 11... 10... 94 e meu cadeado é aberto. Guardo minha bolsa dentro do armário e já começo a tirar minha blusa, seguindo pelos sapatos e calça. Vestida com o uniforme eu fecho o armário deixando de fora só o meu celular e os fones de ouvido.

Ao meu lado estava Elisa pegando seu celular e fechando o armário, ela se vira pra mim e me encara durante um tempo e logo faz uma feição de surpresa levando seu olhar para a tela do celular o encarando por poucos segundos, voltando a me olhar.

— Seu aniversário é daqui a um mês, precisamos planejar uma festa! — diz e eu reviro os olhos, ela sabe que eu não gosto de festas de aniversário — Caramba Cassie, você vai fazer 18 anos! Ficando mais perto ainda da maioridade, precisamos fazer algo.

Até que ela tinha um pouco de razão, era os meus tão sagrados 18 anos. Muita coisa ia acontecer, faculdade, emprego, responsabilidade, precisava comemorar essa data que simboliza meu amadurecimento.

— Okay, mas tem que ser algo simples tipo... — sou interrompida por sua voz animada.

— Uma pool party! Aí meu Deus, vai ser a melhor festa! — diz balançando as mãos ao lado do seu rosto. A ideia era boa mas...

— Eu não tenho piscina Elisa. — digo e ela para abaixando suas mãos notando o que eu tinha falado.

— Verdade... Espera, na casa do Justin não tem uma a que você jogou ele? — pergunta enganchando seu braço no meu me puxando em direção ao ginásio.

— Sim, mas eu vou te dizer quantas vezes que eu não o empurrei de propósito?

— Mas você ia o assustar então ele iria cair. — diz me lembrando do meu planinho — Mas vamos esquecer isso, mesmo que seja engraçado. Então ele tem uma piscina, pede a ele pra fazer sua festa lá.

— Vou falar com ele então. — digo passando pelas portas do ginásio caminhando até as arquibancadas com Elisa ainda ao meu lado.

— Não se esqueça, só falta um mês temos que planejar logo. — alerta parada na minha frente com as duas mãos na cintura enquanto eu estava sentada.

— Sim senhora! — digo levando a mão a testa como aqueles soldados fazem.

— Engraçadinha. — diz rindo.

Não conversamos mais já que a professora chegou chamando todas para o centro da quadra avisando que a aula não seria no ginásio e sim ao redor do campo de futebol. Praguejo diversas vezes, além de ficar cansada e suada ainda vou me torrar por causa do sol forte.

Todas caminhamos em direção ao campo, hoje o dia estava ensoralado, deixando o tempo bastante quente. Pego meu celular conectando os fones de ouvido, coloco um na orelha deixando o outro no meu ombro já que iria treinar conversando com Elisa. Coloco para tocar One Last Time, da maravilhosa Ariana Grande e logo sua voz adentra o meu ouvido.

A professora coloca os garotos para fazer flexões enquanto as garotas corriam, nunca agradeci tanto a Deus por ser uma garota. Coloco o celular no bolso do short de um jeito que ele não caia mas decido tirar e ficar com ele na mão. Começo a correr devagar pegando um pouco de velocidade, logo Elisa consegue me alcançar.

— Corre mais devagar Steinfeld, você não está em uma maratona! — ela súplica morrendo ao meu lado, dou risada do seu cansaço.

— Tá bom assim? — pergunto quando estou correndo mais devagar.

— Preferia estar parada, melhor queria estar deitada na minha cama dormindo. — diz colocando o celular no bolso eu resolvo fazer o mesmo já que minha mão estava começando a ficar suada.

— Então vai pra casa sua louca. — digo ainda rindo dela.

— Aah se eu pudesse, já estava dormindo a horas. — diz respirando fundo.

Arrumo uma mecha do meu cabelo que insistia em cair no meu rosto, ele era curto e por isso não consegui amarrar ele. Olho pro campo vendo os garotos fazendo suas 60 flexões e logo depois deles as líderes de torcida ensaiando e como sempre Alessia estava mandando no grupo. Aí que maravilha!

Quando estou perto delas Alessia se vira me encarando, levanta sua mão me chamando. Okay, o que essa garota quer comigo? Como minha curiosidade é grande eu decido ir até ela.

— Lisa, a falsiane tá me chamando. — lhe aviso e ela começa a parar de correr olhando na direção de Alessia — Vou ver o que ela quer.

— Vai lá é bom que eu aproveito para descansar — diz me fazendo rir, como sempre.

Tiro o celular do meu bolso e ligo a tela desligando a música e vendo uma mensagem de Justin. Desbloqueio a tela e leio sua mensagem:

"Queria você aqui :/

A senhora Fliston está pegando no meu pé hoje... Merda ela me viu com o celular.

Até mais babe <3"

O sorriso no meu rosto era enorme, só com uma mensagem​ ele me fazia feliz. Bloqueio o celular depois de mandar uma mensagem rindo dele, guardo no bolso e volto a encarar Alessia que estava parada olhando para as suas unhas.

— O que você quer comigo? — pergunto parando na sua frente.

— Bom dia pra você também Cassie. — diz com um sorriso mais falso que um nota de três dólares.

— Não precisa ser falsa Alessia, você não gosta de mim e nem eu de você então não precisa disso. — digo e ela revira os olhos

— Então tá, mas não lhe chamei pra você me chamar de falsa. — diz eu dou uma risada fraca balançando a cabeça em negação, como uma pessoa pode ser tão nojenta? — Vou ser direta. Você tá ficando com o Bieber?

— Pra que você quer saber disso? — pergunto desconfiada.

Um sorriso fraco e falso ao mesmo tempo.

— Calma que eu não vou pegar ele... A não ser que ele queira ficar comigo. Não podemos negar um pedaço de mal caminho igual aquele. — diz empurrando seu cabelo pra trás e mudando a pose.

— Ele nunca vai querer ficar com um tribufu igual você! — digo começando a ficar irritada.

— Oh oh, se acalme pequena Cassie. Não irei fazer nada mas preciso te alertar.

— Como assim me alertar? Você tá brincando com a minha cara Johnson? Você me odeia, pra que me alertar? — a encho de perguntas.

— Não me encha de perguntas, só aproveite que estou boazinha.

Bufo irritada, dou uma olhada pra onde Elisa estava, ela nos encarava séria pronta pra qualquer coisa.

— Fique de olho no Bieber, pois muita coisa vai acontecer. — diz e eu franzo o cenho. Sério mesmo? Ela quer que eu fique contra Justin pra ela ir pra cima dele?

— E pra que ficar de olho nele? — pergunto e ela dá um sorrisinho.

— Você pergunta demais Steinfeld mas é uma pena que eu não posso responder. — diz me dando as costas.

Não vou atrás dela porque​ já estava irritada o suficiente para bater nela. Bufo caminhando de volta até Elisa que me olhava de braços cruzados. Paro na sua frente e pego meu celular me lembrando da mensagem de Justin. Se o que ela falou for verdade o que Bieber estaria fazendo?

Coloco uma música qualquer e coloco o fone só em um ouvido.

— O que a naja queria? — pergunta voltando a correr me acompanhando.

— Ela queria perguntar se eu estou ficando com Justin e me alertou sobre ele. — digo e ela franze o cenho.

— Por que ela mandou você ficar alerta em relação a ele? — pergunta tirando os fios de cabelo do rosto.

— Eu não sei, mas se ela estiver falando a verdade eu não sei o que fazer. — digo suspirando. Agora isso vai ficar martelando na minha mente.

— Esquece isso ela deve tá fazendo algo pra te afastar dele. — diz dando de ombros.

— É, deve ser... — murmuro pensando sobre isso.

[...]

O sinal toca liberando todos os alunos da aula e da escola, hoje teria mas um dia do castigo então vou aproveitar cada minuto em casa para dormir. Guardo todos os meus materiais e coloco a bolsa no ombro caminho pra fora da sala acompanhando aquela multidão pra fora do colégio. O sol já não estava tão forte quando eu estava no campo, as nuvens escuras já começavam aparecer. Parece que vai chover muito forte.

— Senhorita Steinfeld! — ouço meu nome ser gritado, olho pra trás vendo a assistente da diretora correndo afobada na minha direção.

— Aconteceu alguma coisa? — pergunto estranhando ela ter me procurado.

— Sim mas não é nada grave! Eu acho que a senhorita vai adorar — diz falando rápido e depois dando uma pausa para respirar — Continuando, eu fui na sua sala mas quando cheguei lá você não estava mas eu te vi aqui e lhe chamei pra avisar que você e o Bieber estão dispensados do castigo.

— Sério? Porquê? — pergunto e um sorriso já brotava no meu rosto.

— Ela viu vocês esses dias e como viu que o "plano" dela deu certo decidiu liberar vocês — diz fazendo aspas com os dedos em plano.

— Como assim o "plano" dela? — volto a perguntar curiosa.

— Ela queria fazer vocês dois se tornarem amigos mas vejo que isso foi além. — diz com um sorrisinho no rosto — Tenho que ir procurar Bieber para avisa-lo.

— Eu vou encontrar com ele agora, pode deixar que aviso. — digo e ela assente agradecendo.

Volto a caminhar em direção ao estacionamento não demorando pra encontrar Justin encostado no seu carro com olhares de várias garotas voltadas pra ele. Dou um sorriso quando ele põe o olhar em mim, não demora muito e seu sorriso enorme invade seu rosto. Chego mais perto e sou recebida com seu abraço forte, inalo o cheiro do seu perfume forte fazendo eu querer ficar mais tempo abraçada a ele.

Me afasto e olho pro seu rosto o encarando.

— Tenho uma ótima notícia. — digo e ele sorri ainda mais.

— E o que seria? — pergunta curioso.

— A assistente da diretora acabou de falar comigo dizendo que fomos liberados do castigo. — digo e ele me encara surpreso.

— Sério? Por que, você sabe?

— Ela viu que estávamos bem próximos e decidiu nos liberar — digo dando a volta no carro abrindo a porta entrando.

— Que bom assim eu posso ficar mais tempo com você. — diz depois de ter entrado no carro e de ter colocado o cinto. Ele se aproxima do meu rosto me beijando.

Sorrio entre o beijo e nos separo com vários selinhos.

— Vamos pra casa, assim podemos ficar mais juntos. — digo lhe dando um último beijo antes de voltar pro meu lugar.

— Sim Senhora! — diz ligando o carro e saindo da vaga. 


Notas Finais


PS: Se os parágrafos estiverem muito separados é porque eu escrevo os capítulos pelo celular.

MIL PERDÕES PELA DEMORA! SÉRIO MESMO. Desculpa pelo capítulo bosta, mas esses dias não estava com criatividade mas como estava demorando me esforcei pra fazer algo bom.

JESUS QUE TIRO QUE LEVEI HOJE!
QUEM TAMBÉM ESTÁ SURTANDO COM I'M THE ONE?
Souberam que nossa querida Hailee que interpreta Cassie lançou uma música hoje também? O nome é Most Girls corre pra escutar pq também é tiro.

E o que Alessia queria com Cassie? Porque pediu pra ela ficar alerta? Foi só por bondade mesmo ou ela está tramando algo?

Prometo mesmo que não irei demorar muito.

Xoxo, Carol.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...