História My Reason Is You- JIKOOK - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Abo, Bts, Jikook, Taeyoonseok
Visualizações 137
Palavras 2.339
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLÁAA, como estão?
EU ESTOU MORRENDO, porque WANNA ONE é maravilhoso, Já viram o Debut? Se não, corre lá que ficou muito lindo, os meninos se esforçaram bastante, dêem amor também! \o/
Leiam as notas finais, tenho um recadinho pra vocês ok?
Sem mais delongas,
Boa Leitura xuxus~

Capítulo 7 - Sinceridade é tudo


Fanfic / Fanfiction My Reason Is You- JIKOOK - Capítulo 7 - Sinceridade é tudo

O som estridente da campainha soou por todo o corredor, e fazendo com que meu coração ficasse mil por hora...

- Respire Jimin, não se demonstre fraco.

Logo a porta foi aberta, revelando a pessoa que me deixou em prantos, que agora nada mais é que me ex-namorado.

 

- J-Jimin... O-que? –

- E-Eh, Oi Taemin... Não vou demorar, vim apenas buscar as minhas coisas, não se preocupe.

Consegui dizer sem gaguejar, fiquei tão aliviado, mas assim que adentrei o pequeno apartamento, vi que havia uma garota sentada no sofá. Sem dúvidas, ela era a ômega que estava com ele na cama.

Paralisei por breves segundos enquanto ela me olhava estática...
Desviei-me de meus pensamentos, e fui o mais rápido que pude para o quarto onde estavam minhas coisas.

A porta foi aberta, revelando Taemin encostado na batente da mesma.

 - Não acha que devemos conversar? –Ele cruzava os braços e olhava para minha movimentação, pegando as roupas e tudo o que me pertencia e jogando na mala que estava sob a cama.

- Conversar? –Soltei uma risada sarcástica. –Eu não tenho nada para conversar com você.

- Não seja infantil Jimin, não podemos deixar acabar sem ambos darem as devidas explicações um ao outro.

- DEVIDAS EXPLICAÇÕES? –Já havia perdido a paciência. – ATABOM, Você fala de infantilidade mas quem foi o bebezão aqui, foi você! ERA TÃO SIMPLES, talvez uma ligação “AH, Jimin olha eu não te amo mais e quero ser livre para pegar quem eu quiser novamente” não doeria tanto quanto o peso do chifre elevado ao quadrado que você colocou em mim. –Minha íris já ardia, mas eu n posso chorar, não na frente dele.

- EU TENTEI OK? Mas uma parte de mim não queria te perder... Eu ainda amo você, mas a necessidade foi maior... E-Então, por favor, vamos conversar melhor e quem sabe a gen-

- Taemin, para! Você ainda não entendeu? Não tem mais essa, acabou. Se me amasse como tanto diz, aquela piranha não estaria aqui ainda, não teria mandado Namjoon e Jin irem atrás de mim... Você não passa de um covarde, que me fez ficar possesso em um relacionamento abusivo. –Finalmente fechei as 2 malas que haviam em minha frente, peguei-as e fui em direção a sala.

Taemin continuou vindo atrás de mim e falando várias coisas clichês do tipo “Pera aí, não faça isso comigo”, “eu amo você”, “não posso te perder” etc.

Até que chegando a sala, a garota já estava no colo de outro garoto aos beijos, no mesmo sofá. O maldito alfa que estava com os dois.

- Ah, amor, desculpa, não sabia que estávamos com visitas, e a Naeun não me disse nada. – O Alfa disse quando notou nossa presença.

- Não pensei que fosse importante avisar. –A tal da Naeun disse me olhando com olhinhos cínicos. VOU ARRANHAR A CARA DELA.

 EU RI MUITO ALTO.

- Visita? tsc. Só porque passaram uma noite NA MINHA CASA acham que podem sair falando desse jeito? –Eu estava prestes a arrebentar aqueles dois na minha frente.

- Uma noite? –Foi a vez do alfa rir. –UOW, então foi uma noite com sensação de 2 anos e meio.

O que ele havia acabado de dizer?

- MINHO, CALA A MERDA DA BOCA! ­–Agora foi a vez de Taemin se pronunciar com a voz de alfa, fazendo eu me encolher um pouco, como Naeun também.

- Minnie, olha-

- CHEGA DE MENTIR TAEMIN! 2 ANOS E MEIO? POR 2 ANOS E MEIO VOCÊ ME FEZ DE OTÁRIO? Quer saber, que se foda.

Peguei as minhas coisas, e corri até o elevador, fechando a porta do mesmo rápido, sem dar tempo para Taemin conseguir entrar.

Merda, que desgraçado... Como pude ser tão cego?! Em 2 anos e meio eu já obtinha dúvidas se o amava ainda, mas por que estou tão zangado?

 

Fui em direção ao carro de Namjoon, jogando as malas no banco de trás, e logo me sentando ao seu lado e suspirando pesadamente.

- Pelo jeito vocês se entenderam, e até vão reatar... –Ele disse, me fazendo dar pequenos risinhos.

- NAMJOON, eu vou enlouquecer... Ele me traiu por longos dois anos, nessa época eu já não o amava como antes, mas por que isso está me deixando tão abalado? –Meus olhos já se encontravam embaçados.

- Porque você já o amou. – Namjoon disse simplista, me fazendo arregalar meus olhos. ELE TINHA TODA A RAZÃO.

Não importa se esse sentimento acabou esfriando... Quando queremos romper um relacionamento esperamos que seja da melhor forma possível, e saber que alguém em quem eu já confiei, e compartilhei momentos marcantes, quis que acabasse de forma tão imatura e injusta, me feriu por dentro, me tratou como um lixo.

 

Quando chegamos em casa, Namjoon disse que levaria minhas bagagens para o meu quarto. E enquanto isso, fui em direção a cozinha, notando um bilhetinho de Jin.

“Estou na cafeteria, me encontrem lá assim que chegarem,
Se me deixarem esperando por muito tempo, não queira saber o que irei fazer para compassar a minha raiva, hein?!

Com amor e beijinhos, Jin”.

 

-Namjoon, liga o carro, hora de irmos encontrar Jin na TiAmo. –Sorri largamente ao ler o bilhete, iria para o meu lugar favorito, onde conheci Jin e Namjoon, na cafeteria onde os dois uma vez me garantiram que lá, é onde encontramos o amor, pois foi fundada com esse sentimento pelo casal Kim, e nesse momento, era o que eu precisava, um pouco de carinho.

 

Jungkook POV

- Qual parte do “EU NÃO QUERO SER VELA DE VOCÊS”, tu não entendeu ainda? –Eu disse revirando os olhos, enquanto entrávamos no elevador.

- Ah, qual é Jungkook, você precisa curtir com a gente, você mal chegou na cidade e já teve que lidar com sua família, e o império do seu pai... NÃO TEMPO PROS PARÇA NÃO? –Taehyung, dizia enquanto distribuía tapinhas no meu braço, de forma manhosa.

- PROMETEMOS pra você que essa é a melhor boate de Seul, você precisa ir conosco. –Agora dizia Hoseok, o namorado de Taehyung.

- N- A- O - ~. NÃO! –Eu não me sinto bem em lugares assim...

Ouvi vários risos irônicos, me fazendo revirar os olhos.

- Deixa de ser cusão Jeon, você era o mais baladeiro e pegador de nós três juntos. – Dessa vez fora Min Yoongi que dizia, e namorado de Taehyung e Hoseok.

 

Ok, confesso que foi um choque pra mim no começo.
Min Yoongi, Jung Hoseok, Kim Taehyung e eu, éramos inseparáveis na infância, cada um deles era filho de casais importantes na empresa de meu pai, todos eram sócios dele, por fim, sempre que havia confraternizações e nós nos encontrávamos e brincávamos juntos, e assim foi até a nossa adolescência, onde causávamos muito. Um bando de bad boys enchendo a cara nas madrugadas e passando o rodo em todo mundo, fora assim até os meus 18 anos. Logo meu pai quis tomar as rédeas da minha vida, me mandando para o Japão, e me fazendo não ter mais contato com meus amigos... E fora assim por 5 longos anos. E agora que estou de volta, descubro que o Yoongi (Alfa) se declarou para Hoseok (Beta) e para o Tae (Ômega), e por incrível que pareça, todos se sentiam iguais, logo assumiram o namoro que tinham, e dizem que dá super certo, e eu, só tenho que aceitar e torcer pela felicidade deles.

 

Chegando ao térreo, fui em direção ao meu carro ignorando os três discutindo comigo de que eu deveria ir naquela maldita boate. Adentraram o meu carro, e ficaram no banco de trás tagarelando sem parar.

- Aonde pensam que vão? –Disse olhando para trás.

- Ué, nós vamos onde você vai, não queremos que tente explodir seu carro ao tentar suicído. –Yoongi dizia dando de ombros, e Tae ao seu lado me dava um sorriso quadrado, me fazendo rir, como senti falta deles... Mas não vou admitir isso.

- Queremos mais detalhes sobre essa história Jungkook... –Hoseok disse ao soar preocupado. – Vamos para algum lugar calmo, e você nos conta ok?

Rolei os olhos, e dei partida no carro, indo em direção a uma cafeteria que tinha a poucos metros da empresa, lá eu contaria aos meus amigos o que realmente houvera naquela noite estridentemente fria.

 

 

✌(⊙.⊙)✌ Quebra de tempo ✌(⊙.⊙)✌

 

- UAU JUNGKOOK-AH, ESSA CAFETERIA É LINDA!!! –Tae não conseguia esconder sua enorme animação ao adentrar o local com decoração retrô e lâmpadas amareladas, dando um ambiente relaxante e aesthetic.

Nos sentamos, e logo uma garçonete vinha em nossa direção, e ela aparentava ser atirada, já havia aberto dois botões de seu uniforme fazendo com que um enorme decote sobressaltasse. Parou do meu lado, pegou o bloquinho de anotações, e deu leves mordiscadas na caneta, e olhando para mim.

- Olá, bem vindos a TiAmo... Posso ajudar?

- Pode sim, deixando de ser tão piranha. –Tae disse da forma mais dócil e cínica que eu já houvera visto.

- Taehyung...  –Hoseok lhe deu uma cotovelada desfarçada. –Aish, não nos faça passar vergonha assim.

Tae fez um bico e juntou franziu seu cenho olhando para o moreno ao seu lado.

Fizemos nossos pedidos, e logo aquela moça, que logo reconheci ser ômega pelo maldito cheiro enjoativo que a mesma exalava. As vezes ser um alfa lúpus não é bom, os sentidos são mais apurados, me fazendo sofrer do dobro quando isso acontecia. Porém, quando fugi de tais pensamentos, senti um cheiro familiar, um cheiro que pra mim era único, e não era enjoativo, muito pelo contrário, chegava a ser viciante...

- Jimin? – disse num sussurro, mas meus amigos escutaram.

- Quem é Jimin? –Yoongi perguntou.

- Aquele ali. – Disse apontando logo que consegui o encontrar, ele estava passando pela porta, e logo um homem alto correu para o abraçar, e deixou um selinho no outro homem que acompanhava o pequeno loiro.

- TERRA CHAMANDO JUNGKOOK! –ouvi um estalar de dedos.

- A-ah, não contei a história completa a vocês ainda, certo? –Eles assentiram. –Pois bem, assim que sai de casa atordoado [...]

Contei toda a história para os três que estavam em minha frente, deixando eles surpresos, assustados, e um Taehyung choroso.

- Você realmente iria nos abandonar assim kook-ah? –Tae esfregava os olhos, enquanto Yoongi afagava seus cabelos. –Precisamos agradecer esse Jimin, certo? Ele salvou nosso coelhinho.

Abaixei a cabeça, sussurrando um pedido de desculpas e eles assentiram apertando minhas mãos que se encontrava em cima da mesa, eu havia dito tudo a eles, menos a parte em que fiz um acordo com o Park.

- Estamos esperando o que então para o agradecer logo, huh?

- Espera o qu-

E antes que eu terminasse de falar, Hoseok deu um grito fazendo todos olharem para nós...

- JIMIN, AQUI! –Ele dizia enquanto balançava os braços, para que o menor o notasse. MERDA HOSEOK!

Bati a testa na mesa e fechei os olhos por conta da dor causada, fora muito forte.

- A-ah, olá, eu por acaso conheço vocês? Sinto muito não estou reconhecendo.

Levantei o rosto, e logo me deparei com aquele ômega, que na minha opinião, O mais bonito que eu já houvera visto.

Me peguei secando seus lábios, e o menor percebeu, logo corando.

- Huh? Jungkook? – Logo ele começou a rir, aquela maldita risada, como senti falta.

- O-Oi Jimi.. Park! – Ajeitei a voz, deixando a mais “máscula”. Qual o motivo da graça?

- É que, sua testa esta com um enorme arroxeado... não devia ter batido a mesma tão forte. – Merda, ele viu o que fiz.

- A-Aish... passei a mão em meus cabelos, os jogando para trás, logo fazendo um movimento com a cabeça para o lado para ajeitar a franja.

O cheiro enjoativo tomou conta de minhas narinas, me fazendo notar que a garçonete estava se aproximando com nossos pedidos.

- Aqui está garotos, o pedido de vocês... Espero que aproveitem. –Logo ela deu um risinho e uma piscadela pra mim...

- Toma aqui o meu número... –Ela sussurrou em meu ouvido e inseriu um papel dobrado no bolso do meu palitó.

- AH, desculpa querida –senti mãos retirando o papel do lugar onde se encontrava e o amassando. –Mas se quer panfletar  seus programas, esta fazendo errado, tem que grudar no orelhão da rua, vai que algum cafetão te queira.  –Jimin dizia sarcástico.

- Como é que é? Está me chamando de puta, patinho feio? –Ela rebateu.

- Se a carapuça serviu, quem sou eu pra dizer o contrário, siliconada?!

A garota saiu indignada da mesa, fazendo com que deixasse um Taehyung chorando de tanto rir, seguindo por risinhos do homem que estava atrás de Jimin.

- MEU DEUS, eu já te amo. –Tae dizia enquanto levanta a mão para um hi five com o menor.

- Ah, ás vezes as piranhas esquecem de voltar pro mar... Eu só estou na terra para lembra-lás. –Jimin dizia correspondendo ao hi five do acastanhado.

- Finalmente descobrimos quem é o famoso Jimin... Por que não se senta, queremos conversar com você.

Jimin logo assentiu com um sorriso no rosto, e sentou ao meu lado.

- Bom, então, por que não nos apresentamos antes de começar? –Disse o loiro.

- Huh, certo! Jimin, Eu sou Taehyung, esse é o Hoseok, e o de cabelo verde é o Yoongi... Resumindo, somos o melhor THREESOME que você irá conhecer–Tae disse simplista me fazendo engasgar com o café, e o amigo de Jimin acabar tossindo junto.

Jimin de princípio, ficou surpreso, mas logo os deu uma feição meiga, e disse:

- É um enorme prazer conhecê-los. Espero que sejamos amigos.

- Claro que iremos ser, mas já do Jungkook, talvez você seja algo a mais.

O QUE ELE ACABOU DE DIZER?

- TAEHYUNG! – Eu disse sentindo minhas bochechas quentes, e logo olhando para Jimin que me encarava mais vermelho que um tomate, e sorrindo sem graça.

- O que foi? Eu só disse a verdade...

- Sinceridade é tudo! –Agora o amigo de Jimin havia dito enquanto não parava de rir.


Notas Finais


Olá again florzinhxs,
Bom, agora que ja sei como vão estar meus horários, iriei publicar capítulos novos toda Quarta/ Sexta e Sábado ok? E algumas vezes irei publicar uns bônus, em dias aleatórias pra vocês, como presentinho por estarem me dando tanto apoio!! VOCÊS SÃO DEMAIS, obrigada pelos Views, comentários e favs, fico feliz de estarem gostando. (´・_・`)♡
Bom, espero que tenham gostado do cap, e quero saber quem foi trollado? HUADHAISU pensaram que Jimin foi traído pelo threesome do amor né? hahahaha, opsss.
Até o próximo capítulo,
xoxo~♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...