História My Refuge - Imagine Yoongi ( Hiatus ) - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais
Tags Fluffy, Imagine Yoongi, Romance
Exibições 134
Palavras 818
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Fluffy, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HELLO SOOKINHOS

Vortey com mais um cap, e eu espero que vcs aguetem tiro
Coloquem seus coletes aprova de bala.

Falei o cap passado sobre os 50+, e recentemente chegamos a 60+, EU AMO VOCES SOOKINHOS <3

Me desculpem qualquer erro
Boa Leitura Sookinhos *~*

Capítulo 17 - Reencontro


---Ane POV's ON:---

Eu já estava tão proxima, que em um simples assopro eu podeira me desenquilibrar e lhe dar um selinho acidentalmente.

-Annyeong Ane - ouço uma voz feminina, o que me lembrava muito a de Yang.

Me afasto de Yoongi e tento me recompor no banco. Procuro a quem pertencia a tal voz e me deparo com Yang e Tae bem próximos de nós.

-Aigoo, por que? - ouvi Yoongi resmungar em um quase sussurro.

-Ane, você precisa vir com a gente - diz Tae e Yang puxou meu pulso para sair do banco.

-Que? Não, eu estou com o Yoongi, não estão vendo? Me deixem em paz apenas por um dia - falo tirando a mão de Yang do meu braço, violentamente

-Mas você precisa vir, caso contrário você... - diz Yang, mas logo fez uma pausa repentina - Aigoo, você só precisa vir.

Estranhei o modo em que eles estavam agindo, parecia que algo, ou alguém, iria me matar ou algo do gênero. Tenho certeza que eles não fazeriam isso tudo se fosse algo "besta".

-Ela não quer ir, vocês não entenderam? - diz Yoongi já com uma certa irritação.

-VOCÊ QUER AJUDAR ELA, NÃO QUER? - grita Tae, fazendo com que Yoongi ficasse calado - ENTÃO DEIXE ELA VIR CONOSCO.

Yang e Tae me puxaram novamente e eu quase cai do banco, onde eu me encontrava sentada antes que meus amigos resolverem "brincar" comigo, não deu tempo nem de pegar as pelucias que eu e o Yoongi haviamos conseguidos, que acabaram caindo no chão, apenas fui quase que carregada até o outro lado do parque.

Minha cabeça já explodia de perguntas e de curiosidade para saber o que estava acontecendo. Eles nunca fizeram isso antes, o que me preocupava ainda mais...
Parecia que algo ruim estáva para acontecer. Não, não poderia ser tão ruim assim, ou seria?

-ME SOLTEM - gritei me debatendo para ver se consegui sair do braço dos dois mas, foi uma tentativa falha.

Eles me soltaram e me olharam no fundo de meus olhos, observei meus pulsos e eles estavam quase roxos. Me segurei para não avançar neles, dando a famosa "voadora".

-O que vocês querem? Falem logo antes que minha mão voe na cara de vocês dois - falo ja irritada com eles.

- Não acredito... - diz Yang, olhando algo atrás de mim mas antes de ver o que era, ou quem era, ela me puxou novamente.

-Soltem ela - ouço uma voz feminina, a qual eu reconhecia muito bem.

-Você... - falo sem me virar - Agora eu entendo o porque de vocês quererem me tirar daqui. Vamos embora.

(N/A: Fiz essa parte ouvindo Lie, de BTS. Então se quiserem mais "emoção", escutem também ;) )

-Filha, como eu senti sua falta... - diz minha "mae", puxando o meu braço.

-VOCE NÃO É MINHA MÃE - grito retirando as mãos de minha "mãe" de meu pulso, o que eu já sentia uma forte ardencia devido a Yang que havia me puxado.

-Como não? Então você é orfão? - diz ela com um tom provocador.

- O que você quer dizer com isso? - falei e me virei para a mesma.

-Vamos logo Ane - ouço Yang falar em um quase sussurro.

-Espere, deixe me saber o que essa "moça" quer - digo, fazendo aspas com os dedos, me referindo a minha "mae".

-E o que você ouviu. Eu sendo sua mãe ou não, você é orfão mesmo. Eu te A-D-O-T-E-I - diz ela pausadamente.

Senti lágrimas descerem em minha bochecha. "Adotada"? Mas eu me pareço tanto com eles, como eu fui adotada? Eu deveria estar feliz por não ser dessa família, que só me trás infelicidade, mas senti a necessidade de chorar, afinal, eu confiava muito neles a ponto de contar meus maiores segredos, meus sentimentos, minha vida...

Sinto como o nosso laço familiar foi cortado com uma tesoura afiada, como se esse laço não tivesse significado para mim...

-Você... Por que? - digo em meio dos soluços, que já estavam altos.

-Quem é você? - ouço a voz de Yoongi.

-Sou a mãe da Ane, e você? Qual seu nome, querido? - diz minha "mae" com a maior falsidade possivel.

-Yoongi por favor, não... - foi a única coisa que consegui falar em meio dos soluços.

-O que aconteceu com você, Ane - diz Yoongi com um olhar preocupado.

-Você já deveria saber Yoongi, esse e teu nome, não e mesmo? - diz minha "mae" - Ela está assim porque Taehyung recusou ser seu namorado...

-O QUE? - falo em coro com Yang, Tae e Yoongi.

-Você não deveria ter caido nos encantos do Kim Taehyung, Ane minha querida. Sinto pena de vocês também, Yang e Yoongi, por acreditarem nele. Ele não passa de um psicopata...

"Psicopata? Por que, Tae?" foi a única coisa que pensei antes de ver uma grande luz em meu rosto...


Notas Finais


EITAAAN, SENTIRAM O IMPACTO?
(parei :v)

Ate o proximo cap
Beijus da Tia Sook :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...