História My roommate - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga
Exibições 23
Palavras 1.129
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Iaeee pessoas lindas do meu core ><
Tudo bem cm vcs? Espero q sim hehehe.
Nessa fanfic, eu vou contar um pouco da minha história, já vou avisando q n é muito bonita, então é isso.
Peguem a pipoca, refrigerante e se preparem q o show vai começar.

Capítulo 1 - Fresh Start


Fanfic / Fanfiction My roommate - Capítulo 1 - Fresh Start


                HyeSun Pov. On
           Acordei com um barulho de algo quebrando na cozinha e fui até lá, minha avó estava cheia de cacos de vidro no pé e chorava de dor, ajudei ela a sair daquele caus, peguei o quite de primeiros socorros e comecei a fazer os curativos, a mesma resmungava cada vez mais, murmurei alguns palavrões e ela me olhou de uma forma ameaçadora.
-Quem te ensinou esse palavriado em Kim HyeSun?!- disse com a voz forte- Me dê isso aqui e vá direto pro seu quarto mocinha!
Caminhei ate o meu quarto batendo os pés em sinal de birra, mas adiantou muito. Park ChoHee continuava tentando ajeitar o curativo de uma forma que pudesse andar sem nenhum desconforto, o que foi em vão, assim que pisou um de seus pés no chão, caiu e jogou o peso de seu corpo contra o seu braço, que já estava com machucados leves dos tombos que ela andava levando por ai. Tentei ajuda-la, mas a mesma negou minha ajuda e se arrastou ate a cadeira da mesa da cozinha, se apoiando, conseguiu se levantar e me olhou com um meio sorriso em seus lábios, aquilo me deixava preocupada, ela sempre vazia isso quando se machucava, mesmo com dor, continuava a sorrir.
Eu estava quase pronta para ir para faculdade quando minha avó me abordou na porta de casa e disse
-Tome cuidado Hysu- ela sempre me chamava assim, de uma forma carinhosa, amava esse apelido- Sempre que quiser, pode vir me visitar ok?
-Cool- disse fazendo um sinal de OK com os dedos
Sai pela porta prometendo voltar assim que pudesse, mas como a sorte nunca está ao meu favor, sabia que aquilo não iria acontecer. Desci as escadas apressada e consegui pegar o ultimo ônibus que parava em frente a faculdade, todos me olhavam de uma forma estranha, como se soubessem meu passado e aquilo me assustou um pouco, mas continuei seguindo em frente até chegar ao balcão 
-Olá senhorita, o que deseja?
-Eu fiz uma inscrição a um mês atrás e como fiquei nos EUA por 8 anos, vocês me deram o direito de ter um dormitório, mas com a condição de dividir com alguém
-Aqui está sua chave, a pessoa com quem vai dividir seu dormitório já chegou e subiu
Peguei a chave e me dirigi até o elevador, tudo aqui era extremamente bonito, nunca tinha vindo aqui, pois fiz minha inscrição pela internet. Quando cheguei na porta do dormitório, respirei fundo, entrei com vergonha, mas me deparei com uma cena, vamos se dizer que ...MUITO constrangedora. UM GAROTO BATENDO PUNHETA
- Da pra parar de me olhar assim garota? Sou um homem se é que você não sabe- disse cobrindo seu membro com o lençol um pouco sujo do seu esperma.
         Entrei rápido bufando e bati a porta com força, tentei me destrair arrumando minhas coisas com certa dificuldade pela cena que acabei de presenciar, meu rosto estava queimando e eu definitivamente não sabia o que fazer, até que o garoto se levantou e foi até o banheiro, saiu de lá com sua box vermelha, que combinava com a minha blusa por uma mera coincidencia. Ele, em um motimento rápido, pegou o meu pulso me puxando com o seu corpo, deixando meu rosto ainda mais corado do que estava, tentei me soltar, mas ele me segurou pela cintura, me pressionando mais contra o mesmo. O garoto acariciou meu cabelo, o colocando atrás de minha orelha, se aproximando da mesma e dizendo
-Meu nome é Min Yoongi, muito prazer em te conhecer- disse com a voz rouca e cheia de luxuria, o que me arrepiou cada centimentro do meu corpo- Queria muito te beijar agora, mas vou te respeitar- se afastou de mim com um sorriso malicioso em seu rosto
Yoongi me deixou ali, paralisada, aquela voz doce e rouca ainda estava em minha mente, como tudo aquilo pode ocorrer em um dia só? O que me deixou mais assustada foi que ele se deitou e ficou ali, lendo seu mangá em silencio. Até que me aproximei, sentando na cama.
-Por que fez aquilo?- disse com um olhar sério, mas ainda estava muito corada
-Aquilo o que?- me olhou de uma forma que causou mais e mais arrepios, o que me fez contorcer um pouco- Isso te arrepiou?- se levantou e segurou meu rosto
     Em um piscar de de olhos ja estava chão, como se algo estivesse me empurrado, mas na verdade, tentei me afastar e acabei caindo derramando um pouco de água que estava na comoda, em sua cueca, deixando bem aparente o seu membro, disse que a sorte nunca está ao meu lado. Encarei seu membro, até que Yoongi ficou corado, me encarando com um olhar frustrado dizendo
-Garota estúpida!- disse com um tom de voz um tanto quanto alto para mim
-Idiota!- retruquei sem nem ao menos olhar para ele, mas em um tom baixo, como se falasse para mim mesma
        Sentei em minha cama e abraçei meus proprios joelhos, uma lágrima percorreu meu rosto, caindo em minha blusa vermelha, senti mais e mais lágrimas, como se eu me culpasse por ter caído e derramado a água nele, me senti mal e fiquei com a cabeça baixa, aquilo me lembrou o tempo que me meu padrasto me abusou e me culpei, achando que usava roupas curtas de mais, mas eu era uma criança, não tinha como ele fazer isso comigo sendo que eu era uma CRIANÇA, não entendia nem metade do que entendo hoje e me culpei por isso também. Min Yoongi se aproximou me abraçando, aquilo me deixou confortavel, aparecia que conhecia ele há anos, mas só tinha se passado algumas horas desde que entrei no quarto e vi aquela cena, sem pensar retribui o abraço, mas o mesmo me soltou virando de costas e passei a não entender mais nada do que acabou de acontecer, me levantei, ainda com lágrimas nos olhos e disse
-Porque me abraçou e assim que retribui me soltou?
-Sua voz até que é bonita para uma garota atrapalhada e estúpida como você
-SEU IDIOTA!!- disse saindo do quarto e batendo a porta logo atrás de mim
         Me encostei na porta e deslisei sobre ela, sentando no chão, acabei dormindo, mas acordei com a porta se abrindo atrás de mim e dela saiu Yoongi, me fitando com um olhar curioso, mas apenas passou por mim e acidentalmente pisou na minha mão, gritei de dor e ele parou no meio do caminho voltando em minha direção correndo, pegou minha mão vendo se estava machucada, assim que percebeu como eu estava corada, soltou a mesma, se levantando e tomando seu rumo. Fui atrás dele e consegui segurar sua mão, fazendo ele virar para mim com um olhar confuso, mas...

CONTINUA...
 


Notas Finais


Então foi isso, sei que aconteceu tudo muito rápido, mas isso vai ter suas consequências no futuro, não vou dar spoiler pq n sou dessas u.u
Bju na coxa direita ><
Espero que tenham gostado, comentem oq acharam que me incentiva a continuar
Fllw <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...