História My roommate - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga
Exibições 28
Palavras 1.314
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Iaeee pessoas lindas do meu core
Tudo bem com vocês? Espero q sim <3
Deu uns problemas aq no meu pc, mas consegui resolver e aq esta o 2cap ><
Peguem a pipoca e o refrigerante q o show vai começar hehehe <3
Boa leitura! ^^

Capítulo 2 - Who are you?


Fanfic / Fanfiction My roommate - Capítulo 2 - Who are you?


                 Yoongi Pov. On
          Era uma manhã como todas as outras, meus pais brigando na sala, quebrando tudo que viam pela frente e eu me arrumando para ir até a nova faculdade, uma forma de escapatória dessa casa, onde felizmente não vivo mais. Sai pela porta sussurrando um pequeno "Adeus" para os meus pai, mas nem se quer olharam em minha direção, desci as escadas com um sorriso enorme nos lábios, afinal estava me livrando daquele inferno que chamo de familia. Depois de uma hora esperando o ônibus, consegui um lugar vazio, coloquei os meus fones e entrei no MEU MUNDO, como costumo chamar quando estou fora de orbita, vi algumas pessoas com mochilas nas costas e deduzi que iam ao mesmo lugar que eu. Assim que o ônibus parou em frente a faculdade, algumas pessoas desceram e outra ficaram me encarando como se soubessem como eu sou o COITADINHO, apesar de aquilo me incomodar, desci do auto-móvel e fiquei fitando a enorme faixa que falava "Façam suas inscrições para a faculdade mais famosa de Daegu", até várias pessoas começaram a passar por mim, me empurrando em direção ao balcão, a senhora me olhou e deu uma leve risada dizendo:
-Essas garotas não tem jeito mesmo... Então, o que deseja senhor?
-Por favor me chame de Min Yoongi e vim aqui por que me deram um dormitório pelo fato do meu pai ser um dos empresários mais famosos daqui
-Ok senhor Yoongi, tome aqui sua chave, você vai dividir o quarto com uma pessoas, mas ela ainda não chegou- disse me entregando a chave

A palavra "ELA" não saia da minha mente, não é permitido dividir nem se quer uma casa com uma mulher se não houve um casamento antes, isso faz parte da cultura, mas se isso acontecesse certamente eu daria um jeito. Apenas apertei o botão do elevador e subi, tudo aqui estava falando pra mim sorrir e ser uma pessoa totalmente feliz a partir de hoje, mas lembrei do meu primeiro amor, o jeito que ela me olhava e quando eu fiquei quando soube que o pai dela estava internado por conta de um acidente, fiquei muito mal por ela, tentei ligar ou ir até sua casa, mas não havia nem uma pessoa ali, desde aquele dia não recebi mais noticias sobre Hysu. Meu membro estava rígido e eu me assustei quando vi que isso estava muito aparente, por sorte ninguém estava no corredor, então corri para o dormitório e me aliviei ali mesmo, na cama longe da janela, mas encostada na parede perto do banheiro, me lembrava dos olhares, de quando protegi ela daqueles meninos idiotas que ficavam insinuando coisas, como eu estava excitado com aquilo? Só dela olhar pra mim me sentia louco, como se meu corpo chamasse por ela a cada segundo da minha vida. Estava tão distraído em meus pensamentos que nem ouvi a porta se abrir, uma garota linda de cabelos castanhos e com uma franja... me lembrei da Hysu por um momento, mas não era possível, quando percebi o olhar dela sobre o meu membro o cobri e disse algumas palavras arrogantes como sempre faço, mas me arrependi assim que vi ela batendo a porta com força, aquela garota tentava arrumar as coisas dela de uma forma desajeitada e aquilo me lembrou quando a Hysu foi empurrada por garotas metidas no primário, o jeito que ela arrumava suas coisas espalhadas pelo chão... era o mesmo jeito que essa garota arrumava sua mala, me senti envergonhado e fui até o banheiro colocar pelo menos a minha box, por um impulso peguei no pulso da garota e a direcionei até mim, disse o meu nome e por um impulso falei coisas q não deveria, ela ficou muito corada e me afastei, me deitei na cama e li meu mangá tentando me distrair, a garota veio em minha direção e disse se sentando na cama:
-Por que fez aquilo?- pude ver o brilho em seus olhos quando disse isso, mas ela ainda estava muito corada
-Aquilo o que?- perguntei debochando dela e vi que a mesma ficou arrepiada- Isso te arrepiou- me aproximei, ao mesmo segundo me arrependi de ter feito isso
Ela tentou se afastar e acabou caindo no chão, por um descuido derramou água em minha cueca, deixando meu membro gelado e parcialmente ereto novamente, mas não estava tão aparente como antes, aquilo me fez ficar muito irritado 
-Garota estúpida!- disse sem pensar
-Idiota!- ela retrucou e eu me assutei com suas palavras

A garota foi em direção a sua cama e abraçou seus próprios joelhos, parecia que a culpa estava estampada em sua face, mas foi um acidente, aquilo era culpa minha, gritei com ela sem ao menos pensar. Fui em sua direção e dei um abraço acolhedor, aquilo era muito familiar para mim, assim que ela retribuiu, me assustei e acabei soltando ela, virando de costas, senti alguma coisa atrás de mim e a garota, com uma voz doce e chorosa disse:
-Por que me abraçou e assim que eu retribui vc me soltou?
-Para uma garota estúpida e atrapalhada, até que sua voz é bonita- disse sem ao menos virar para trás

Não consegui entender o porque de meu temperamento mudar tão rápido, a Hysu sempre fazia isso comigo, me assustei e disse palavras duras para a garota duas vezes, me arrependi muito por ter feito aquilo, ela não tinha nada haver com a minah historia. Quando em virei ela não estava mais lá, vi uma sombra na porta e deduzi que ela estava ali, sentada no chão. Depois de algumas horas vendo TV ou tentando me distrair para não abrir a maldita porta, não aguentei e abri, vi ela caindo no chão e se sentando no mesmo novamente, pisei em sua mão sem querer, mas achei que não tinha machucado e tomei o meu rumo, ouvi ela dar um pequeno grito de dor e murmurar alguns palavrões, voltei minha atenção a ela, pegando sua pequena e delicada mão, vendo se não tinha nada de errado, a garota ja estava muito corada, então sem pensar a soltei e voltei ao meu caminho, senti suas mãos em meu pulso, como se me pedisse para ficar, me virei em sua direção e segurei seu rosto dizendo um pequeno "Desculpa", mas ela me interrompeu dizendo:
-Meu nome é Kim HyeSun, mas pode me chamar de Hysu

Paralisei ali mesmo, ela era o meu primeiro amor, consegui entender poque estava assim, mas eu deveria esconder isso para mim mesmo, ela não me reconheceu, fazia muito tempo, até porque todos me chamavam de Suga pelo fato da minha pele ser branca e minha voz super doce ao ouvido das meninas. Me afastei, fazendo ela soltar meu pulso e me olhar de uma forma curiosa, dei alguns passos para trás e disse:
-Meu primeiro amor...- eu  mesmo em assustei com as minhas palavras fiquei parado em sua frente
Parecia que ela tinha 5 anos novamente, correndo por ai, sem rumo, fui atrás dela e vi a mesma bater de cabeça no peito de um garoto, o nome dele era Taehyung, com seu sorriso retangular a olhou de uma forma intimidadora, a garota fingiu estar com a testa machucado, mas ele disse:
-Ei! Você quem bateu em mim- riu
-M-me desculpe- disse abaixando a cabeça
-Tudo bem- ele colocou as mãos em seu queixo, fazendo ela olhar em seus olhos

Em um momento de fúria, meu sangue ferveu e fui em sua direção, tirando suas mãos do gosto dela, deixando a garota assustada, sai com ela por ai, mas a mesma tentava se soltar das minhas mãos dizendo que estava machucando, não me importei e continuei, aquilo me fez ficar cego, mas acabei voltando para o nosso dormitório a jogando em sua cama, fui até o banheiro e fiquei lá, assustado com minhas atitudes, ouvi a porta se abrir e...
                    CONTINUA....


Notas Finais


Espero que tenham gostado, vou fazer a fic desse jeito pra vcs conhecerem os dois lados da moeda (como minha vó diz KKKKKKKKKK)
Digam se estão gostando e se n estão tbm u.u


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...