História My roommate - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga
Exibições 32
Palavras 1.025
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Iaeee lindos do meu kokorinho <3
Tudo bem? Ctz q sim né? E se n estiver vmk q eu vou te ajudar ><
Então, dois cap no mesmo dia... YAAAAAAAY!!!!
Espero que gostem ^^

Capítulo 4 - Revelation


Fanfic / Fanfiction My roommate - Capítulo 4 - Revelation


              Yoongi Pov. On
    Quando sai do banheiro, Hysu não estava mais em sua cama, tentei me distrair como sempre, para tentar não bancar o CIUMENTO, até porque, nem minha ela é (mas deveria ser). Depois de 5 horas, ela ainda não tinha voltado, já passava das duas da manhã e não havia nenhum sinal dessa garota, estava ficando irritado, sei que o que eu fiz foi errado, sair arrastando ela por ai, sem ao menos dizer o porque de estar fazendo aquilo, tirando que machuquei seu pulso, mas não era motivo para ficar na rua ou sei lá aonde até essa hora. Sai em sua busca e adivinha aonde fui encontrar ela? Isso mesmo, deitado no chão do pátio com vários idiotas quase abusando dela, apesar de estar quase explodindo pra todos os lados, tentei me segurar, afastei todos e peguei ela no meu colo de uma forma delicada, Hysu se encaixava nos meus braços de uma forma perfeita, como se eu fosse a proteção dela para qualquer coisa, mas para isso, ela teria que me contar tudo que aconteceu esse tempo que fiquei fora de sua vida. Eu me sentia parcialmente distante dela nesse momento, mesmo ela estando ali, nos meus braços, parecia que nada era o suficiente.
    Coloquei ela em sua cama e senti seus braços em volta do meu pescoço, como se me pedisse para ficar novamente, virei de costas e esperei ela dormir, podia sentir sua respiração, então virei de frente para ela e fiquei a admirando apenas por algumas horas, depois de fazer carinho em seu cabelo e dar um pequeno beijo em suas bochechas rosadas, ela acordou, me fitando de um jeito incrível, paralisei assim que vi o brilho de seus olhos. Pouco a pouco eu estava perdendo o meu jeito misterioso e arrogante de ser por causa dela, não que isso seja uma coisa ruim, mas tinha a impressão que isso iria me prejudicar no futuro, como meu próprio pai diz "Um grande empresário tem que ser estúpido, arrogante, frio e calculista, se não nunca vai conseguir chegar ao topo", só de pensar em tais palavras, sentia meu estômago revirar. Hysu disse pulando de sua cama:
-O-O QUE VOCÊ TA FAZENDO A-AQUI???!!!- disse assustada, o que também me deixou assustado, mas consegui me conter
-Você não se lembra de nada? Ta com dor de cabeça?- disse com a voz rouca e preocupada
-Por que você está preocupado comigo?- senti calafrios ao ouvir aquilo, ela não se lembra mesmo
-Por que você é a Hysu e eu sou...- parei no meio da frase tentando me recompor, não pretendia falar quem eu sou tão cedo, mas aquilo estava me matando- Você me conhece faz tempo, mas não se lembra- disse apaziguando o clima que já estava um pouco pesado
-Por que ontem você disse "Meu primeiro amor"?- ta, agora eu estava literalmente ferrado, mas ainda tinha uma escapatória que sempre funcionava comigo, mas o problema é que com ela era tudo diferente e não tinha certeza se ia dar muito certo, até porque pelo que eu a conheço, a Sr Hysu não é uma pessoa muito fácil de se lidar
-Vou pegar o seu remédio para a enxaqueca, fique ai ok?- disse mudando de assusto
-Cool- ela fez um sinal de OK com os dedos, me assustei um pouco, aquilo era falta de educação aqui, mas como sei que ela viajou, acho que aprendeu isso lá
    Sai pela porta, deixando a garota ali, tive medo, pois da ultima vez, tive que ver ela pagando calcinha e tudo que tem direito, até que não era uma vista ruim, mas... Min Yoongi, o que você ta pensando? Coloque sua cabeça no lugar!
    Assim que cheguei no quarto a procura de Hysu, ela não estava lá de novo, joguei todas as minhas coisas no chão em um momento de fúria e acabei cortando o meu pé com a jarra de água que caiu no chão, naquele momento eu nem me importei. Depois de procurar muito, encontrei ela caída no chão perto da escada, como se alguém fosse empurra-la dali, mas não teve esse tipo de coragem.
    Coloquei ela na cama novamente e quando percebi, Hysu estava acordada novamente. Ela segurou o meu rosto e me deu um selinho, eu queria ir mais a fundo, mas pela primeira vez em minha vida respeitei uma mulher. Porém uma coisa mudou tudo... o idiota aqui se arriscou de mais e disse:
-Eu sou o Suga, Hysu...
    Vi seu olhar curioso sobre mim, sei que ela queria fazer muitas perguntas, mas as palavras não saiam, podia sentir seu desespero e felicidade ao ouvir aquilo, não podia fazer nada a não ser abraça-la e deixar tudo fluir. Mas ela começou a chorar no meio do abraço, me senti mal e afastei-a, vendo suas lágrimas percorrer seu rosto em direção ao seu queixo, caindo em sua blusa azul claro. Segurei seu rosto dizendo:
-Está tudo bem Hysu? Pode contar comigo ok?- disse fazendo a cara que eu sempre fazia para ela quando pequeno
    Ela apenas fez um sinal positivo com sua cabeça e voltou a me abraçar, senti um aperto no meu peito, mas deixei ela desabar em meus braços, só podia fazer isso por ela por enquanto. Alguém bateu na porta e nós dois pulamos, sai correndo em direção a minha cama e deitei na mesma, Hysu ficou parada encarando a porta. Um garoto de cabelo mel, com um sorriso largo e com sua face toda molhada dizendo:
-Porque diabos a merda do Taehyung jogou uma jarra de água em mim dizendo que eu dei em cima da HyeSun?- disse com um olhar sério, mas ainda estava rindo
-Eu nem sei quem é você- disse o olhando de uma forma um tanto ameaçadora
-HOSEOK!!!- Hysu pulou da cama assim que lembrou de seu amigo dos EUA que disse que viria para cá
Os dois se abraçavam e aquilo não era nem um pouco agradável para mim, sentia meu corpo ferver e minha mente pedir para matar o tal Hoseok, assim que o garoto deixou de abraçar ela, senti um alivio, mas aquilo podia piorar não é mesmo?
            CONTINUA...


Notas Finais


Espero que tenham gostado desse cap <3
Comentem o que estão achando que me incentiva a continuar :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...