História My second love - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Personagens Originais
Tags Jikook
Exibições 105
Palavras 787
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo Lindus! Esta meio curto.. Desculpe.
Mas fiz com todo carinho só para avisar que como essa vai ser a semana das minhas provas finais vou ter que ficar sem postar, mas assim que acabar eu posto um novo okay?!
Bom, boa leitura e espero que gostem ^^

Capítulo 3 - Chapter 3


Fanfic / Fanfiction My second love - Capítulo 3 - Chapter 3

Ele permanece em silêncio por um tempo.

- Quando estávamos no intervalo ela veio atrás de mim na sala, disse coisas esquisitas para depois me convidar para vir.


- Parece que ela ouviu o conselho de Tayler.. - Solto um suspiro longo. Stefany volta com um copo em mãos, não sei qual a bebida. Senta ao lado de Jungkook que pareceu desconfortável pela mesma tentar o tempo todo ficar agarrada ao mesmo e o espremer com seus peitos. Ela está se rebaixando muito para ter alguém com quem a leve pra cama. E isso chega a ser irritante.


- Vem, vamos dançar. - O puxo pelo pulso, pude ouvir um suspiro de alívio vindo do mesmo. - Cuidado com Stefany, ela pode parecer legal no começo, mas só quer te usar para levá-la pra cama. - Reviro os olhos.


A música estava alta. Quando chegamos na pista me viro para o  mesmo e então começamos a dançar. Dançavamos como nunca tinha dançado com alguém antes, era algo meio sexy de se ver e ao mesmo tempo divertido. Sim. Divertido. Fazia um tempo que não sorria assim, tão abertamente. E ele também, pude perceber que seu sorriso parecia com um coelho. Adorável. 


Nossos corpos balançavam conforme a música, até que alguém acidentalmente esbarra no mesmo fazendo com que fosse pra cima de mim. O segurei. Nossos corpos estavam colados e pude sentir meu corpo estremecer com o contato tão próximo, com os rostos também próximos sentia sua respiração desregulada em minha face, eu não estava diferente. Eu dividia minha atenção para seus olhos e boca, sua boca estava entre aberta me dando uma forte vontade de beijá-la. Mas não o faço. O que está acontecendo afinal?
Jungkook olhava diretamente nos meus olhos, paralisado. Ela uma luta constante para ver qual dos dois iria recuar primeiro. Suas mãos que estavam nos meus ombros ao qual foi a única coisa que o mesmo conseguiu se  segurar para não cair, a apertaram. Soltei um suspiro pelo ato.


- O que estão fazendo? - Olho para onde veio a voz e vejo Tayler com as sobrancelhas arqueadas esperando alguma resposta. Ao lembrar na situação que estou solto Jungkook de imediato.


- Só estávamos dançando, não é Kookie? - Passo meu braço por seus ombros. E então o olho.


- Kookie? - Me pergunta confuso.


- Um apelido que dei a você. - Dou de ombros. 


Após confirmámos a pequena história que a pouco tempo estávamos apenas dançando voltamos para a mesa. "Kookie" resolveu se sentar ao meu lado com medo de que Stefany fique grudada ao mesmo novamente. E nossa noite se passou assim. Conversas aleatórias. Risadas. Músicas. Bebidas. E muitas olhadas discretas para o ser que estava ao meu lado.
Na hora de ir embora chamei meu motorista, ao ficar esperando pelo lado de fora vi Jungkook ir andando sozinho a pé. Gostaria muito de deixa-lo ir sem ter que fazer nada a respeito, mas realmente estava um pouco frio e o mesmo só usava uma camiseta. Saio correndo em sua direção o segurando pelo pulso.


- Vai andando? - Pergunto.


- Vou.


Não acredito que vou fazer isso. - Não quer uma carona? Sua casa deve ser longe. - Aqui é um lugar um pouco afastado, então demora para chegar e sair.


- Não, está tudo bem. - Tenta andar novamente, mas o paro ficando a sua frente interferindo a passagem.


- Tenho que insistir. - Tento lançar o sorriso mais gentil. Que da certo, pois mesmo que hesitasse acabou assentindo no final.


Voltamos e ficamos ao lado da entrada, esperando.


- Por que todos tem medo de você? - Tenta retirar o silêncio que já estava constrangedor.


- Meu pai tem grande influência em tudo aqui e alguns outros países, acham que se fizerem algo que não me agradar vão sofrer as consequências. Ou alguma coisa do tipo.


- Mas você faria algo a elas se isso realmente acontecer?


- Acho que sim, não me importo muito com elas para ter alguma dó e elas já sofrem por fazer algo que me envolva que eu não aceite. - Seu olhar demonstrava curiosidade.


- Te derrubar é algo que você não aceite?


Essa me pegou de surpresa, tento encontrar uma reposta rápido. - Pra falar a verdade, sim. - Digo.


- E por que não fez nada comigo ainda?


- Estou pensando numa coisa que te fará passar tanta vergonha que nunca esquecerá. - Ele se engasga com o ar e começo a rir. Rir muito. - Estou brincando.


O carro enfim chega, entro primeiro e depois Kookie. O silêncio se instalou novamente e resolvo o olhar. Mas o mesmo já estava me encarando antes fazendo com que eu me perca mais uma vez em seus olhos escuros.


- Por que isso sempre acontece?


CONTINUA..


Notas Finais


Espero que tenham gostado e assim que a semana de provas acabar eu volto! ^^
Até a próxima Lindus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...