História My Secretary - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren
Exibições 367
Palavras 1.414
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


volteiiiiiiiii

Capítulo 3 - Capítulo 3


Pov Camila

Não demorou muito pra ter tudo o que a Sra Jauregui pediu em mãos.

Caminhei até a porta da sala dela e dei uma batida logo ouvindo um "entra"

- Sra Jauregui, a equipe do seguro já veio aqui e o orçamento está aqui - dou a ela o papel - mais de acordo com eles, o seguro não cobre esse valor.

- Wou - ela fala ao ver o preço - quanto tempo o Sr Mahone não faz nada nessa empresa?

- Desde que eu trabalho com ele, nunca - respondo.

- Obrigada Srt Cabello, pode deixar que irei entrar em contato com eles - ela diz.

- Algo mais Sra?

- Sobre o almoço.

- Sim.

- A Srt poderia ir comigo? Senão tiver nada a fazer lógico - ela diz.

- Ah sim, claro - digo sem ânimo.

- Depois que a reunião da tarde acabar a Srt estará dispensada.

- Ok, mais alguma coisa?

- Não, pode se retirar - ela diz e assim eu faço.

Pov Lauren

Fiquei um bom tempo perdida nos papéis em minha mesa. A respeito do seguro já avia resolvido, cobriria com meu próprio dinheiro. Agora só mais duas reuniões e acabou por hoje. Quando deu a hora do almoço sai da minha sala para chamar a Srt Cabello. Mais a cena que vi não me agradou nem um pouco.

- Atrapalho algo? - interrompi o momento do "casal"

- Não Sra - Cabello diz.

- Sério Camila? Já perdi a conta de quantas vezes você já desmarcou comigo - o rapaz diz.

- Sinto muito Shawn - Cabello diz e me olha - tenho que ir agora - Ela diz e da um beijo na bochecha do rapaz.

- Me perdoe se fiz desmarcar algo - digo assim que entramos no elevador.

- Não se preocupe Sra, até me fez um favor - ela diz com sorriso de lado. Saímos do prédio e fomos em direção ao estacionamento aonde minha BMW 320i preta estaria me esperando. A metade do Caminho fizemos em silêncio até o celular dela tocar.

Pov Camila

Meu celular tocou e logo vi quem era e abri um sorriso.

Ligação On

- Oi amor - digo sorrindo.

- Oi mama!

- Já chegou em casa?

- Já sim mama, Meg foi me buscar - Meg é a babá dele tem 16 anos.

- Que bom meu amor, já comeu?

- Já mama.

- Que bom, cadê seus tios?

- Tia Sofi tá na cama da Amanda e tio Dy eu não sei.

- Ok meu anjo, mama tem que desligar agora.

- Ahh não mama.

- Mais prometo que chegou um pouco mais cedo hoje e vamos ficar juntinhos - digo com um voz fina

- Promete?

- De dedinho, agora passe pra Meg meu amor.

- Tia Meg? a mama quer falar com você.

- Oi Camila?

- Sim Meg, como está?

- Bem.

- Noah está se comportando?

- Como um anjo Dona Camila.

- OK, obrigada Meg, até mais?

- Até.

- TE AMO MAMA!

- Também te amo muito meu amor - digo sorrindo mais ainda

Ligação Off

Encerrei a chama com um aperto no coração de saudades do meu filho. Só então percebi que não estava sozinha e sim na companhia da minha chefe.

- Me desculpe Sra Jauregui, por atender o telefone - digo levemente corada.

- Não tem problema, não estamos em horário de trabalho - ela diz e para em semáforo - me desculpe a pergunta, mais é seu filho?

- Ah sim - digo

- Nossa!

- Algum problema? - perguntei

- Não, nada, é que você é bem nova pra ter filho.

- O tempo me obrigou a ter grandes responsabilidades muito cedo Sra.

- Admiro pessoas como você, sabe, que não aborta, ou joga o filho por ser muito nova - ela diz e logo começa a andar com o carro.

- Na verdade foi por ele que não me afundei.

- Imagino, ter um filho deve ser tudo de bom - ela diz e eu olho pra ela, ela sorri largamente.

- Tem filhos Sra?

- Não, mais sempre tive esse sonho, pena que a pessoa que estava do meu lado, não compartilhava o mesmo sonho.

- Entendo - falei mesmo sem entender nada. Ela largou do companheiro por não ter um filho?

- Chegamos - a mulher ao meu lado me tira de meus pensamentos.

(...)

Já no fim da tarde, tudo já estava feito.

- Bom trabalho Srt Cabello - Sra Jauregui diz. - está dispensada.

- Sim senhora, algo mais?

- Não, pode ir - ela fala e eu quase dou pulinhos de alegria.

Não demorou muito pra mim chegar em casa.

- MAMAE!!! - Noah corre ao me ver.

- Oi meu amor - o peguei no colo, cheirando seu delicioso cheiro de bebê.

- A senhora chegou cedo!

- A mama prometeu não é? - ele assente.

- Vamos no Shopping mama?

- Fazer o que meu amor?

- A dinda disse que iríamos comprar as coisas pro meu anivesario.

- A dinda disse é? - ele concorda com a cabeça - tudo bem então, vou tomar um banho e depois ligo pra ela - deixo ele sentado no sofá - cadê a Meg?

- Na cozinha fazendo meu leitinho - ele diz. Vou até a cozinha e vejo Meg preparando a mamadeira de Noah.

- Boa tarde Meg!

- Céus Camila - ela leva a mão ao peito - que susto!

- Foi mal - sorrio com a língua entre os dentes.

- Chegou cedo.

- A nova presidenta e mais piedosa - digo abrindo a geladeira e pegando uma jarra com suco de uva. - se quiser pode ir Meg.

- Só vou terminar aqui - ela balança a mamadeira.

- ok - digo.

- Mama, Mamá! - Noah entra correndo na cozinha

- Que foi meu amor - peguei ele no colo.

- Dylan chegou com os amigos feiosos dele - ele diz e eu suspiro. Esses amigos do Dylan!

- Fica aqui com a Meg, vou lá conversar com ele - sento ele em cima da mesa e saio da cozinha, subo as escadas e antes mesmo de chegar na porta do quarto do Dylan já escuto risada dos amigos dele.

"Cara ela é muito gostosa"

Escuto a voz de um dos amigos dele falando.

" Você tem sorte de ter ela como irmã, ah se fosse a minha!"

Franzi o cenho

"Quem tem sorte mesmo é o filho dela "

Outro diz e eu abro a porta de vagar sem fazer barulho e minha boca cai uns 20 centímetros ao ver o que eles estavam vendo no computador do Dylan.

- Olha o tamanho da bun... - antes de outro completar a fala e desligo o computador pelo cabo, e eles olham pra entrada do quarto.

- Fudeu - outro diz, tinha no mínimo uns 7 meninos ali. E sabe o que eles estavam vendo? Eu tomando banho! Isso mesmo!

- Todos pra fora agora! - digo.

- Ah qual é Camila! - Dylan diz - são meus convidados!

- E essa é a minha casa. E eu quero todos fora agora - apontei pra porta e foram saindo um por um, ainda um deles ousou falar um "gostosa" pra mim. - Nem adianta eu te colocar de castigo não é mesmo?

- Ainda bem que sabe.

- Como você pode Dylan? Eu sou a sua irmã!

- Mais faz quase 4 anos que parece - ele diz sorrindo debochado.

- Eu não sei mais o que eu faço com você - dou uma pausa pra enxugar a lágrima que caiu - mais sabe tenho uma grande parcela de culpa, deixei muitas coisas que você fez passar, pensando que você iria ver que é errado e iria parar. Eu juro Dylan que eu estou quase distinto.

- Desiste então!

- Por que você faz isso Dylan? Eu te dou tudo, mais você ensiste em fazer o errado.

- o que eu mais preciso você não me dá, não tem tempo não né? quando não está trabalhando está com o Noah ou quando não está com ele, está com a Sofia.

- E do que você precisa Dylan? , você não me diz, você não conversa comigo!

- Ah nada, esquece Camila!

- Quando eu voltar, nós vamos ter uma conversa seria - digo saio do quarto dele.


Notas Finais


eita porra! continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...