História My Sexy Boy (imagine Hot Jungkook) - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Hentai, Romance
Visualizações 1.384
Palavras 1.006
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 23 - Se Eu Morresse.


Fanfic / Fanfiction My Sexy Boy (imagine Hot Jungkook) - Capítulo 23 - Se Eu Morresse.

             **Jungkook off**

Eu acordo  e reparo que eu estou abraçada com o Jungkook, eu tento sair devagar para não acorda-lo. Ele apenas se mexe um pouco mas não acorda, eu vou para o banheiro tomar banho, ao entrar no box eu ligo o chuveiro e começo a molhar meu corpo com a água que caía.

Eu não sei oque fazer com o Jungkook, se o Tae descobrir que ele está aqui... é capaz de matá-lo, mas eu preciso cuidar do Jungkook enquanto ele estiver sob o meu teto, assim como ele cuidou de mim, eu nunca vou esquecer aqueles dias...

Eu termino meu banho e me enrolo na toalha, eu saiu do banheiro e encontro Jungkook já acordado, sentando na beira da cama esfregando seus olhinhos, só de cueca.. Ver aquela cena me deixou um pouco corada apesar deu já ter visto ele nu.

Eu: ... Bom dia.

Jungkook: Bom dia anjo.- eu vou até o guarda-roupas e pego roupas limpas pra eu vestir.

Eu: Pode usar o banheiro a vontade, suas roupas já devem estar secas.

Jungkook: Tá.- ele se levanta e vai até o banheiro e fecha a porta.

Assim que ele entra, eu tiro minha toalha deixando meu corpo totalmente nu.

Jungkook: Você pode pegar uma...- ele aparece na porta, e eu me assusto. Ele olha meu corpo de cima a baixo, e ele lambia seus lábios vermelhos, aquela cena constrangedora acabou me excitando um pouco. Eu acordo dos meus pensamentos e rapidamente me cubro com a tolha novamente.

Jungkook: Err... tem alguma toalha limpa pra eu usar?

Eu: Sim..- eu saiu do quarto de toalha mesmo e desçoa as escadas, vou até o armário e pego a toalha.

Mãe: Pra quem é essa toalha?- eu me assusto.

Eu: Err... pra mim.

Mãe: Mas você já não está usando uma?

Eu: É que.. é pra economizar minhas energias de ter que descer a escadas pra pegar uma toalha limpa. Aí eu vou deixar essa lá em cima pra quando eu precisar.

Mãe: Ok... preguiçosa.

Eu vou em direção as escadas normalmente sem parecer que eu estava quase morrendo de medo por dentro. Eu chego no quarto, tranco a porta e bato na porta do banheiro.

Eu: Jungkook, tá aqui a toalha que você pediu.

Jungkook: Obrigado.- ele pega a toalha e fecha a porta novamente.

...

Depois de algum tempo ele sai do banheiro, com a toalha em volta da sua cintura, com algumas gotas de água sobre seu corpo e seus cabelos molhados.. ele estava tão sexy.. chega S/n! Não é hora de ter pensamentos sujos.

Eu: Você quer que eu saia pra se vestir?

Jungkook: Não, tá tudo bem.- eu me viro de costas e apenas ouço o som de suas roupas sendo vestidas em seu corpo.

Eu: Já terminou?

Jungkook: Já.- eu me viro de costas e ele está vestido com suas roupas já secas.

Eu: Eu vou fazer outro curetivo em você.- eu pego a caixinha de primeiros socorros e uma tesoura. Eu me sento na cama e ele se deita.

Eu levanto sua camisa, retiro o curetivo que eu fiz na noite passada e faço outro. Grudo em sua pele e baixo sua camisa.

Eu: Até que seu ferimento não está tão ruim quanto antes.- eu me levanto e guardo a caixa.

Jungkook: Que bom..

Eu: Você ainda sente dores?

Jungkook: Não. 

Eu: Humm... quer sair daqui?

Jungkook: E ir pra onde?

Eu: Sei lá, eu só quero sair de casa mas não quero te deixar aqui sozinho.

Jungkook: Tudo bem.- ele se levanta.- Como eu vou sair?

Eu: Se minha mãe estiver lá embaixo e a distraio enquanto você sai.

Jungkook: Então tá, espero que der certo.

Eu: Vai dar.- eu saiu do quarto e ele vem logo atrás de mim bem devagar.

Eu desço e minha mãe não está, então eu faço sinal para ele descer. Ele desce os degraus da escada minuciosamente. Eu abro a porta e saímos, o dia estava bem ensolarado com uma brisa refrescante. Nós começamos a andar.

Eu: Tem um parque logo ali, que eu gosto muito de ir. 

Não demoramos muito para chegar lá, nós nos sentamos num banco que havia ali.

Jungkook: Aqui é bem bonito, não sei como eu nunca tinha vindo aqui antes.

Eu: Eu gosto de vir aqui para reflefir.

Jungkook: Refletir é a coisa que eu mais faço na minha vida.

Eu: Refletir?

Jungkook: Sim, porque?

Eu: Eu pensei que fosse sexo.- eu dou uma risada discreta. E ele sorri envergonhado.- Então, você ia me contar oque aconteceu pra você se machucar desse jeito.

Jungkook: Você não precisa saber.

Eu: Mas eu quero.

Jungkook: São coisas do meu pai e eu.. é complicado.

Eu: Você brigou com o seu pai?

Jungkook: Não, pelo contrário. Meu pai faz negócios com um traficante de mulheres ,e ele ficou individado, e não tinha a quantia em suas mãos.

Eu: Pensei que seu pai fosse milionário.

Jungkook: Ele era mas depois da minha mãe morreu, ele começou a gastar todo o dinheiro com bebidas, drogas e mulheres.

Eu: Desculpa, eu não devia ter feito você falar oque não é da minha conta.

Jungkook: Tá tudo bem, eu gosto de conversar com você. Enfim.. nós meio que ficamos falidos por um bom tempo, naquela época eu ainda não tinha minha casa e tinha que conviver com o meu pai todos os malditos dias da minha vida. E naquela noite o traficante foi cobrar o dinheiro que meu pai devia no escritório, mas ele não pagou então ele tirou uma arma da sua calça e apontou pro meu pai, eu estava do lado do meu pai que tava tremendo de medo então eu fui pra cima do cara, e o soquei tanto que minha mão ficou dormente. Eu pensei que ele estivesse morto mas eu ouço o barulho do gatilho e por sorte a bala pegou de raspão em mim.

Eu: Meu Deus Jungkook! Você é maluco?! Esse cara poderia ter te matado!

Jungkook: Posso te fazer uma pergunta?

Eu: Pode.

Jungkook: Sentiria minha falta se eu morresse?

Eu: Porque está me perguntando isso?

Jungkook: Por nada, apenas responda.

Eu: Claro que eu ia, eu sentiria muito a sua falta Jungkook.- eu não sei oque deu em mim, mas eu o abracei bem forte e ele retribui. Eu nunca queria sair de seus braços, apesar de tudo , ele me faz bem...






Notas Finais


Obrigada por lerem.
Tchauu♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...