História My Sexy Cat — Imagine Jimin - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Gato, Hentai, Híbrido, Park Jimin, Sexo
Visualizações 3.919
Palavras 706
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi, oi. <3

Desculpem a hora e é noix.

Aviso: Eu havia criado essa história com o intuito de ser uma shortfic, mas não irá ser mais. E sim uma long fic. De no máximo 25 capítulos. :v

Boa leitura. ♡

Capítulo 12 - Você parece uma criança.


Fanfic / Fanfiction My Sexy Cat — Imagine Jimin - Capítulo 12 - Você parece uma criança.

Horas antes...

Jimin On.

A Noona havia ido para a faculdade e eu estava sozinho, sentado no sofá enquanto encarava a TV ligada. Ultimamente, venho sentindo algo estranho quando estamos próximos demais. Não que eu não goste, mas a minha Noona faz meu coraçãozinho bater rápido.

Mudo de canal, e não tem nada interessante passando. Reviro os olhos e vou até a cozinha, pego um copo e abro a geladeira, colocando um pouco de leite dentro do recipiente. Levo até a boca e sorrio quando termino de tomar a última gota do meu precioso leitinho. Ouço um barulho e uma voz reconhecível chama o meu nome. Jeon Jungkook, o traidor!

— Jiminnie, sou eu, o Kook. — Cerro os punhos e sinto meu rosto arder.

Esse cachorro safado acha que eu esqueci o que ele falou para a minha Noona? Nananinanão! Se Jeongguk quer levar mais algumas bofetadas, ele vai levar. Caminho até a sala e abro a porta, o salafrário sorri e adentra a sala.

— Eu deixei você entrar, Jungkook?! — Indago com raiva.

— Cala a boca, bichano. — Diz rindo, olhando ao redor. — Uh, o apartamento é bem arrumado.

— O que você quer aqui, Jeongguk? — Sinto uma enorme vontade de arranhar a sua cara quando ouço o vagabundo rir.

— Conversar, Jiminnie. — Senta no sofá, cruzando a perna. — Vem, sente-se aqui bichano.

Fecho a porta e caminho até o moreno e paro em sua frente.

— Não acha que você tem que crescer um pouquinho, Chim? Não quero a sua Noona. — Revira os olhos. — Mas conheço vários homens que a querem...

— Quem?! — Rosno, fechando as mãos com raiva. — A Noona é minha!

— Você vai perdê-la se continuar agindo assim, ChimChim.

— Por que? — Choramingo, meus olhos ardem.

— Você parece uma criança. É manhoso e parece chorar por nada. — Kook bufa. — Mulheres não gostam de homens assim!

— Mas a minha Noona é diferente... — Abaixo a cabeça e começo a chorar.

— Jimin, olha pra mim! — Jeon se põe de pé, e segura-me pelos ombros. — Eu posso lhe ajudar a ser mais homem, ok?

— Promete, Kookie? — Abro um pequeno sorriso, sentindo o gosto salgado das minhas lágrimas.

— Prometo, pequeno! — Bagunça meu cabelo. — O que acha de pintarmos o seu cabelo, hm?

— Pintar? Não, Kookie! — Cruzo os braços emburrado e o maior ri.

— Viu? Já está agindo feito uma criança novamente. Você vai perdê-la, Jiminnie.

— Não, eu não quero perdê-la, Jeongguk... — Sussurro.

— Vou te dar várias dicas, maninho. — Sorri travesso. Lá vem!

***

— Jiminnie, porquê você vai embora? — A minha garota chora, sinto o meu coraçãozinho doer ao vê-la daquela maneira. Tudo por causa de Jeon Jungkook, eu odeio aquele cachorro sarnento.

— Vou morar sozinho. — Digo e a minha Noona enxuga suas lágrimas.

— Só me diz o porquê, ChimChim?— Ela funga e aproxima-se de mim.

"Finja que não se importa, Jiminnie. Mulheres gostam disso".

— Morena, entenda. Quero ficar sozinho. — Pronuncio indiferente.

— Tudo bem, quer ir? Então vá! — Ela grita e sai correndo em direção do quarto.

"O que eu fiz?", penso de cabeça baixa.

Vou até o nosso quarto e penso em bater na porta, mas desisto ao lembrar das palavras do Kook.

"Seja difícil, Chim".

— Me desculpe por isso, Noona.  

Sussurro e pego as roupas que ela comprou pra mim, estavam jogadas ao chão. Visto-as rapidamente e deixo a toalha sobre o sofá, escuto o choro da minha menina e dou um passo para frente, não posso deixá-la.

"Vocês precisam sentir a falta um do outro, Jimin".

— Amo você, Noona.

***

Ao chegar na casa do Jeongguk, este já estava esperando.

— Como foi, Minnie? — Pergunta entregando-me um copo. Cheiro o recipiente e percebo ser leite fresco.

— Horrível. Meu coraçãozinho está doendo. — Deixo o copo em cima da mesinha.

— Não vai tomar o leite, Jiminnie-ah? — Ele pergunta e eu nego.

— Onde é o quarto? Quero descansar... — Peço baixinho.

Deito no colchão macio e a imagem da minha Noona chorando invade os meus pensamentos. Sinto uma dor muito forte no coração, e em todo o meu corpo. É muito pior de quando o dono do restaurante — em que eu roubava alimentos quando era um bichano —, me bateu.

Ela me acolheu...

Ela cuidou de mim...

— Desculpe, Noona. Eu amo você...


Notas Finais


Capítulo sad. :'/

Até o próximo! <3

Perfil: @rabetania ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...