História My sexy Devil.(Jungkook)+Hot - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts
Visualizações 768
Palavras 865
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - °*Dores*°


Fanfic / Fanfiction My sexy Devil.(Jungkook)+Hot - Capítulo 15 - °*Dores*°

°Cada segundo que passa seu veneno judia de minhas correntes sanguíneas.Enfeitiçando minha alma e derretendo minhas lágrimas °

       ~~~~~~~~

             °15°



- O q-que você q-que? _ Encostei novamente na porta, minhas mãos já tremiam e o medo de que ele fizesse alguma coisa badalava em minha alma.


- Nada apenas conversar _ Levantou da cama, aproximou de mim rindo sarcástico..


Assim que se aproximou, me vi sem lugar para ir me senti encurralada quando cada mão sua se apoiou em meu ombro.


Nenhuma palavra saia de seus lábios, senti os mesmos surrar contra a pele de meu pescoço, leves beijos foram depositados naquela area.


Delicadamente senti sua mão descer de encontro aos meus seios, depois foram apoiadas em minha barriga, o que me ajudou a lembrar do pequeno ser em minha barriga.


- Me solta _ empurrei ele, antes que ele fizesse alguma coisa estendi meu exame.- Leia .


Ele pegou de minha mão e rapidamente cogitou o que dizia ali, souto uma risada soprada e jogou o papel na cama.


- Como se isso me impediria..Afinal a porcaria do sacrifício foi cancelado, então essa criança nao fará falta alguma _ Um de seus poderes que nem eu mesma imaginava que ele possuía foi usado contra mim, a velocidade.


Já me encontrava caída na cama e ele por cima me olhando risonho.


- N-nao _Resmungo quando sentir minha carne do pescoço sendo mordida.


A única coisa que me resta é essa criança nao vou a perder de forma alguma .


Meus olhos percorreram pelo meu redor, a procura de alguma salvação, encontrei ali um abajur acima do criado-mudo.


Estico meu braço o máximo possível para alcança-lo assim que minha mão tocou o abajur, agarro ele e acerto sua cabeça.


Ele caiu na cama desmaiado, passei as mãos em meus cabelos que caiam sobre meu rosto, levantei as pressas e fui ate o lugar onde ele guardava brinquedos de tortura.


A caixa prateada de tamanho volúvel foi segurada firmemente por minha destra retomo meus passos de volta para cama e me sento ao seu lado reviro todos os objetos e me deparo com uma algema bem útil , vou ate ele e seguro seu pulso prendendo os mesmos na cama.


Com dificuldades levanto ele e prendo suas mãos na cama.


Sorri ao vê-lo tão vulnerável, quero que ele sinta o mesmo que eu sinto quando estou cercada pôr sua maldade.


Se sentir indefesa e submissa, tortura é a palavra que define minhas intenções.


Que a dor perfure sua pele nem que seja pelo o menos por poucos minutos.


- Q-que? 


Despertando aos poucos, seus olhos rolaram por toda extensão do quarto, assim que sua atenção foi direcionada a mim sorri.


- D-desgraçada _ Pressionou suas mãos contra a algema na intenção falha de se livrar.


- Esta gostando? _ Sorri, peguei na caixa um canivete. - Você tem poderes nao e? Então você pode se livrar facilmente de mim _ Levantei calmamente da cama .


- Eu posso queimar esse quarto em questões de segundo se nao me livrar daqui _ Tentou novamente se soltar.


- Poupe suas energias _ Utilizei um timbre calmo e sorrateiro .


- Você ta ferrada _ Vi ao meu lado as folhas começarem a queimar, um fogo imenso invadiu o local.


-  Para _ Falhei em meu timbre o demonstrando meu medo, assim como pedido o fogo cessou.


- Tolinha eu posso sair daqui facilmente _ Riu de canto .


- Você nao me conhece jeon. Você vai se arrepender  de ter me trago aqui .


- Nao seja fútil .Você sabe perfeitamente que nao tem como me enfrentar _ Gabou-se rindo largamente.


- É o que pensa..Eu estou aqui a dias ... Estudei cada passo seu _ Ele acompanhou meus passos calmos ate o meu guarda roupas. 


- Nao sabe nada de mim _ Me observou atentamente .


- Sei de absolutamente tudo, ou você achou mesmo que eu era uma simples qualquer? Nao é atoa que entrei para aquele maldito laboratório .


Abaixe-me ate minhas roupas, adentrei minha mão no fundo da mesma, retirei de la uma garrafa de uísque.


- O que vai fazer? _ Já pude perceber que nao habitava ali o mesmo garoto corajoso de antes.


- Eu me baseio em estudos jeon, e meu foco se tornou você .


Ainda mantinha em minhas mãos o canivete cortante, sentei em cima de seu corpo ficando no seu colo, estava óbvio seu espanto, seu olhar era trémulo sobre a garrafa de uísque.


- Eu vi..Um ser manchado de um liquido verde, nao era porque você estava bêbado. Mais sim porque era sua fraqueza, meu filho vai ser diferente de você, o coração dele será bom _ Vi seus olhos arregalaram de espanto.


- C-como?


- Eu avisei _ Levantei sua blusa sentindo ele se remexer. - Ingerido nao faz mal algum apenas alimenta seus desejos, mais aplicada é seu pior pesadelo .


Fiz um corte profundo em seu abdómen, o que claramente nao causou dor nele, mais ele estava desesperado me ordenava parar.Mais estava insana de meus atos.


Abri a carrafa de uísque e derramei uma pequena quantidade o suficiente para o ouvir gritar de dor. Via sua pele queimando e borbulhando.


- Agora ..Me diga pois aquele seu teatrinho de desentendido nao funcionou. Me diga quem é Mirabell e isabelle. 


         

             °°°°°°°°°°


Eu te torturo, você me tortura 

Somos dois masoquistas

E isso é prazeroso meu belo rapaz .


~Dores~


Notas Finais


Desculpe por nao ter postado ontem .

Motivos: Sem tempo -_-

Mais aqui estamos espero q tenham gostado . Estou tentando melhorar minha escrita


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...