História My sin - Imagine hot with Jungkook - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook
Tags Hentai, Imagine Jungkook, Jungkook, Sexo
Exibições 438
Palavras 1.190
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá, bom dia, boa tarde/noite come que Ceis tão??
Eu estou bem, obrigada.
Enfim, espero que gostem do imagine, eu tive um pouco de dificuldade parar escreve-lo porque simplesmente não consigo imaginar ele (maknae, todo fofinho) fazendo sexo. Mas eu tentei. Espero que gostem.
Beijo

Capítulo 1 - Capitulo Único- My Sin


Fanfic / Fanfiction My sin - Imagine hot with Jungkook - Capítulo 1 - Capitulo Único- My Sin

  Eu estava novamente correndo, somente o barulho dos meus sapatos em atrito com o asfalto molhado ecoando pela avenida completamente vazia.

A chuva batia em meu rosto com violência, fazendo com que o mesmo ardesse em resposta.

Eu corria para o desconhecido, as lembranças daquela noite vinham a minha cabeça a todo momento e eu sentia que não poderia parar, era como se quanto mais eu corresse mais próxima eu ficava do meu objetivo: Me afastar de Jeon Jungkook.

Eu não sabia como havia me aproximado, nem como havia permanecido, mas sim, nós estávamos juntos há muito tempo, mas tínhamos tantas brigas, que eu não via motivos para continuar ao lado dele. Mas ele sabia como dar a volta por cima e me deixar como a louca da história, eu estava me afundando nele e em sua profundidade rasa.

- Seunome!! - ele estava atrás de mim a quanto tempo afinal? Eu já estava sem fôlego, mas ele parecia nunca se cansar.

- Não se aproxime Jeon Jungkook! Por favor, deixe-me ir! - eu parei de correr e me virei lentamente para poder vê-lo se aproximar.

- Seunome, por que está fugindo? - ele passou os dedos finos pelo meu rosto, retirando alguns fios da minha face. - Vamos para casa conversar como dois adultos, Seunome.

- Kookie... - eu digo sentindo as lágrimas brotarem em meus olhos. - Me desculpe. - digo baixo. Eu sabia que estava errada.

Nós voltamos para casa lado a lado, debaixo daquela chuva densa, em silêncio. Um silêncio torturante, Jungkook é bom com silêncios, ele não expressa.

Isso é o que mais tortura.

- Acho que deveríamos trocar de roupa, antes de qualquer conversa. Um banho quente talvez. - digo quando chegamos em casa.

- Essa conversa não pode esperar. - Ele diz sério e autoritário. - O seu ciúmes está acabando aos poucos com nosso relacionamento, Seunome. Não é a primeira vez e temo que não seja a última.

- Por favor, Jungkook! Você queria que eu visse aquela cena e não desse um chilique? Ninguém é de ferro tá bom.

- Sim, eu adoraria ver você provando a mim que tem quase vinte anos, Seunome. Você enche a boca para falar para os seus pais que não é uma criança, mas continua agindo como uma.

- Aquela mulher quase te beijou, Jungkook. E você não iria fazer nada para impedir, estava na cara! - Eu digo alto e em bom som o que eu vi e o encaro.

- Você... Você acha que eu beijaria ela?! - Ele me olha incrédulo.

- Não vejo problemas aparentes, ela é bonita, solteira, desimpedida. E ela passou a festa toda te olhando.

- Você é louca, Seunome. - Ele diz se aproximando devagar. - Eu nunca à olharia assim. - Ele se aproxima e me olha penetrante com desejo.

- Não é hora, Kookie, eu estou encharcada e preciso de um banho.

- Deixe-me te esquentar, Seunome. - ele diz baixo e rouco, puxando o cós da minha calça colando nossos corpos em seguida.

Sua mão escorrega para a minha nuca e ele aproxima nossos lábios quase tocando-os.

- Eu nao estou com paciência para brincadeiras, Jung Jungkook. - Digo autoritária e colo nossos lábios, dando início a um beijo calmo, calmo como nosso primeiro beijo.

Aos poucos o beijo ganha ferocidade e Jungkook puxa levemente meus cabelos. Ele afasta nossos lábios ligeiramente para contemplar meu rosto impaciente e pidão.

- Ande logo com isso, ok? - digo desabotoando o primeiro botão de sua camisa e selo nosso lábios novamente.

Sinto a mão do garoto deslizar para as minhas coxas e aperta-las levemente, puxando, em seguida, as minhas pernas para que eu possa me enlaçar em sua cintura.

Término de desabotoar sua camisa e a retiro com certa dificuldade, por estar molhada.

Ele caminha para o quarto, abrindo a porta com certa dificuldade e um pouco desastrado.

Ele repousa minhas costas sobre a cama, ficando por cima, beijando-me calmamente enquanto puxa minha blusa e retira meu sutiã.

Ele inicia uma massagem em meus seios, apertando-os levemente, da minha boca escapam alguns gemidos baixos e de sua boca alguns sorrisos.

Desabotoando minha calça calmamente e a retirando, ele começa uma pequena massagem por cima do pano fino da calcinha, fazendo movimentos circulares enquanto desabotoa a própria calça.

- Ande logo com isso. - Digo baixo em meio a gemidos. Posso sentir minha intimidante molhada pedindo por contato.

A calça do mesmo atinge o chão, e eu me sento na cama.

- O que foi? - ele me olha sem entender.

- Hoje eu irei tentar... - Digo baixo e sinto meu rosto queimar.

Eu nunca havia pagado um boquete para o Jungkook, apesar dele ter pedido poucas vezes, eu nunca havia me sentido confortável.

- Tem certeza? - eu podia ver em seus olhos que era exatamente o que ele queria naquele momento.

Apenas fiz um breve sim com a cabeça e me aproximei enquanto ele deitava.

Abaixei sua cueca e contemplei seu membro que pulsava e ansiava por contato, segurei, um pouco tímida, sua extensão e fiz movimentos de vai e vem com minhas minhas mãos. Jungkook levou a cabeça levemente para trás e agarrou o lençol da cama, o que fez com que eu acreditasse que estava no caminho certo.

Com certo receio, e cogitando a possibilidade de desistir, eu aproximo a minha boca da sua intimidade, a abocanho delicadamente e repito os movimentos de vai e vem.

Ele geme alto e agarra meu cabelo, guiando meus movimentos, levemente.

Sinto o pré-gozo invadir a minha boca e em seguida ele solta meu cabelo. Eu me aproximo dele e o beijo, fazendo com que sinta o seu próprio gosto.

Eu continuo o beijando e massageio levemente a glande de sua intimidade e preparo-me para encaixar-me.

Sento levemente em sua intimidade e cavalgo devagar, fazendo movimentos contínuos e gangorrados. 

Sinto que o ápice dele está próximo, ele estava com os dentes carrados deixando escapar alguns pequenos gemidos de prazer. Ele agarra a minha cintura gentilmente e dita meus movimentos, sinto alguns espasmos percorrerem meu corpo.

Jungkook inverte nossas posições, colocando-me deitada, e começa a iniciar esticadas mais violentas, minhas unhas cravam em suas costas. Um gemido de dor misturado com de prazer sai próximo ao meu ouvido, fazendo com que meu corpo se arrepie por inteiro e eu sinta meu ápice, gemo alto e arrastado, curvando as costas e jogando minha cabeça para trás. Kookie continua com as estocadas por mais algum tempo chegando em seu ápice logo depois.

Ele relaxa o corpo, soltando-o e se deitando sobre mim, nossas respirações ainda aceleradas.

- Kookie... - Digo massageando suas madeixas.

- Hum... - ele diz jogando o corpo para o lado e se deitando na cama, encarando-me.

- Você já percebeu que todas as nossas brigas acabam em sexo? - ele franze as sobrancelhas. - Eu gosto de brigar com você. - Rio travessa e me aconchego em seu peito.

- Eu também... - ele ri, dando um beijo no topo da minha cabeça envolvendo-me em seus braços. - Eu também adoro brigar com você, Seunome.


Notas Finais


E aí? O que acharam? Sério, Me digam pelo amor de nossa sehuna!!
Eu espero que tenham gostado, comentem o que acharam e favoritem, passe no meu perfil que tem mais uma história sendo escrita com os meninos do BTS e estou fazendo um projeto para escrever outra.
Beijo no pulmão, até qualquer dia.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...