História My Sin Hot : Incest - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Estrupo, Incesto, Obsessão, Sasusaku, Sexo
Exibições 816
Palavras 1.219
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Ecchi, Escolar, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Tradução do cap: Lagrimas de Sangue.

Capítulo 5 - Blood Tears


Fanfic / Fanfiction My Sin Hot : Incest - Capítulo 5 - Blood Tears

5 anos atrás 

Autora

Sua respiração era calma e lenta,conforme as costas da rosada subiam e desciam uma mão musculosa apalpava suas costas e passava a mão com delicadeza em seu machucado,arrependido? Não,ele gostava dos gritos de Sakura,mas que fossem direcionados a ele,apenas ele,antes de qualquer coisa talvez sentisse medo de sua flor o deixar ou se revoltar contra o mesmo,mais,nunca,nunca,arrependimento.

- Hum.

Sua rosada gemeu levemente e virando de costas para o moreno,suspirou cansado e sentou-se na cama,talvez tenha exagerado para seu primeiro castigo,levantou expondo sua nudez, queria ter desfrutado do corpo de sua rosada mas o mesmo não tivera coragem ,pegou o aparelho celular que não parava de apitar indicando que algum ser sem nenhuma educação estava o mandando mensagens no meio da noite.

   Mensagem o'n

 ???: Deu um jeito nela?

Sasuke: Apesar de não ser da sua conta,sim!

???: Não me sinto bem fazendo isso.

Sasuke: Não vai se arrepender agora,ou vai?

???: Não claro que não só... Não pegue pesado.

Sasuke: Hum.

Mensagem off

Olhou para traz vendo assim Sakura gemendo de dor,suas costas estavam soadas e o local das mordidas estava ficando enxado,em passos lentos e despreocupados chegou perto da mesma assim tocando na mordida que estava mais profunda,nas suas costas,se remexeu desconfortável quando o moreno pressionou a mordida,a fazendo soltar um gemido de insatisfação e rolar mais uma vez pela cama,soltou um filete de ar que estava segurando e com as mãos no joelho o moreno levantou e entrou no banheiro logo em um BAC fechou a porta com facilidade.

Sakura

Senti filetes de raios solares batendo em meu olho,minha nudez estava exposta apenas um lençol cobria meu traseiro,cocei levemente os olhos sentindo ali um tipo de pano,olhei para minhas mãos um estava enfaixada e com sangue transparecendo,aquilo foi real,gemi de insatisfação,com o pouco de forças que me resta sentei na cama sentindo uma ardência nas costas e nas coxas,meu maxilar estava dolorido assim como minha cabeça,eu realmente estava tonta porém não podia faltar a aula hoje,justo hoje haveria a apresentação de Ino na peça Romeu e Julieta se eu faltasse na hora dela '' Brilhar '' provavelmente meus tímpanos iram explodir de tanta gritaria,sem contar o barraco que a mesma ia fazer,era apenas 6:20 avia tempo,muito tempo para me arrumar,entrei de baixo d'água sentindo meus músculos se contraírem e um inevitável gemido escapar da minha boca entreaberta que continha peles mortas que aviam descascado a noite,passaram cinco minutos,cinco minutos que passei apenas um sabonete,cinco minutos para repensar minha verdadeira vontade de viver,fechei o registo e peguei a toalha enrolando-a em meu corpo,fui para meu quarto em passos lentos e cansados,vesti o uniforme junto com uma meia 3/8 para não mostrar a mordida na coxa,fiz um simples coque e passei um delineador,depois de passar milhões de bases no meu pescoço para disfarçar as marcas que Sasuke deixa-rá peguei minha mochila e meu Skate,tinha uma pequena esperança que o mesmo me deixasse ir sozinha hoje,desci lentamente a escada fazendo um som chato,chegando na sala Sasuke estava sentado na mesa tomando um café com leite e olhando o jornal com seus famosos óculos,assim que me viu desviou a atenção do jornal e olhou para mim dando um breve sorriso de lado,passei reto pelo mesmo logo me preparando para abrir a porta.

- Pensei que não ia a escola hoje.

Sua voz estava mais rouca que o normal dando um ar mais sexy ao mesmo.

- É.

Encerrei o'' longo'' diálogo que aviamos trocado,coloquei meu Skate no chão e comecei a remar até chegar naquele inferno chamado escola.

- Sakura.

Alguém gritou meu nome,virei lentamente dando de cara com um Sasori suado.

- Ohayo Sakura.

Sasori disse ofegante,talvez tenha sido por sua causa que Sasuke me deu as mordidas,porém ele realmente não tinha culpa de Sasuke ser um louco obsessivo.

- Ohayo Sasori.

Sorri amigavelmente,começamos a andar até nossas salas de aula que eram separadas.

- Bom a-até amanha.

- Até.

Sorri minimamente para o mesmo que se despediu e saiu correndo,entrei na sala e não avia ninguém apenas Ino que confeccionava suas roupas em plena sala de aula.

- É feio trabalhar na sala de aula sabia porquinha?

- É feio atrapalhar os outros sabia testuda?

Sentei ao seu lado já que era aula de biologia e fazíamos em dupla.

- O que ouve?

- Hum?

Perguntei dispersa da nossa conversa.

- Você esta abalada Saky,o que ouve?

- Não tem como te esconder as coisas certo porca?

Perguntei e ela negou rapidamente,contei o que avia acontecido e por que estava pensativa.

- Meu deus.

Sussurrou.

- Pois é.

Mordi meu lábio inferior.

- N-nossa Saky,e eu achando que ele era o santo,mais ele te machucou muito.

Assenti apoiando minha bochecha em meu punho.

- Saky você tem que falar pros seus pais.

- Pra que? Minha mãe o iria defender,apesar de meu pai gostar mais de mim ele não iria acreditar pois Sasuke é o santo,e mesmo que eu denunciasse até a mídia ama Sasuke,não iriam acreditar em mim,ficaria com fama de mentirosa e Sasuke ia fazer algo pior do que me morder até sangrar.

Disse mordendo meu lábio inferior inteiro e o soltando assim o deixando úmido.

- O pior que estou receosa pelo presente de aniversario dele.

- Mais o aniversario dele não já passou?

- Sim,mais ele vive falando que ainda vai receber seu presente e me olha de forma sinistra.

- Olha,se você quiser você pode ir la para casa,meus pais não ficam muito e...

- Agora não da Ino,ele iria atrás de mim,quando meus pais voltarem de viajem juro que vou de mala e cuia para sua casa.

Ela soltou um riso sem humor.

- Não acredito que queria me envolver com ele.

Ela sussurrou.

- Pois é no '' diário '' dele estava te chamando de vadia e dizendo que pelo menos na parte de dar em cima dele eu deveria imitar você.

Ela levantou a sobrancelha e começou a rir,só que ela se tava rindo tanto que começou a se engasgar com o ar e eu ri da cara dela.

                                                                                                                       ooOoo

 

     Finalmente avia chegado em casa,eu estava acabada,estava com sono,mesmo depois de dormir na aula da Senhorita Kurenai,abri a porta de casa e tudo que iluminava a sala era a luz da janela principal e o computador de Sasuke que iluminava seu rosto que estava corado.

- A-ah falando nela ela já chegou!

Sasuke fingia uma gagueira,provavelmente falava com nossos pais,sentei ao seu lado e olhei para a tela,meu pai estava com um sorriso no rosto e cabelo molhado,Mebuki parecia que estava sorrindo mais assim que me viu fechou o rosto.

- E-eu já conversei com ela pai.

- Sério que você aceitou Sakura?

Meu pai franziu o senho.

- Aceitei o que?

Olhei para Sasuke em busca de resposta,ele virou lentamente seu rosto para mim e soltou um sorriso meio macabro em minha opinião.

- Hora irmanzinha... Vir morar comigo longe dos nossos pais.

   

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...