História My Sins - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 37
Palavras 1.024
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Harem, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Pansexualidade, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá :B
Mais um capítulo dessa fanfic tão... Sei lá.
Anyways, hope you enjoy :)

Capítulo 10 - Minha


   Alice O.N.

 

   Depois de avisar ao Jimin que Yoongi queria vê-lo, decidi andar por aí. Eu não tinha nada melhor para fazer e ainda não conhecia o castelo por completo, então eu apenas escolhi uma direção e comecei a andar. Além do mais, eu ainda estava irritada com o Yoongi por ter sido tão grosso comigo e precisava me acalmar.

   Aquele lugar parecia não ter fim; quanto mais corredores eu percorria, mais corredores eu encontrava. Todos eles mantinham unicidade quanto à decoração do castelo, tendo um perfeito equilíbrio entre o belo e o sombrio e formando o cenário perfeito para um filem de época. Durante o caminho, não encontrei nenhum outro funcionário do castelo, o que me deixou confusa- talvez eles só ficassem lá quando os demônios precisavam de algo.

   O resto da tarde passou tranquilo e nenhum dos sete havia me pedido nada, o que era muito estranho, diga-se de passagem. Como eu havia passado o dia andando, resolvi voltar para o meu quarto, tomar um banho e descansar. Adentrei meu quarto, fechei a porta atrás de mim e fui até o banheiro já com uma toalha em mãos. Enchi minha banheira, despi-me e entrei na mesma. Soltei um suspiro. A água quente me fez relaxar quase que instantaneamente e eu aproveitava cada segundo daquilo, afinal, era meu primeiro momento de paz desde que cheguei aqui. Com meus olhos fechados, eu cantarolava baixinho a música que minha mãe costumava cantar para mim.

   -You are my Sunshine. .­­­­­­­- eu fazia pequenas pausas entre os versos enquanto brincava com a água da banheira - My only Sunshine... You makes me happy... – o silêncio do quarto permitia que minha voz fosse ouvida nitidamente- When skies are grey... You’ll never know dear how much i love you – senti um nó se formar em minha garganta- Please don’t take my Sunshine away...

   Senti uma lágrima quente e solitária desder pelo meu rosto. Lembranças... Não queria concentrar meus pensamentos nisso agora, então tentei pensar em qualquer outra coisa enquanto terminava meu banho. Saí de dentro da banheira, me enrolei na toalha e saí do banheiro.

   -Bela voz- Taehyung disse me assustando e me fazendo voltar para o banheiro num pulo- E belo corpo- ele disse mais alto para que eu ouvisse.

   -Meu Deus, Taehyung, o que você está fazendo aqui?- eu perguntei ainda me recuperando do susto.

   -Primeiro: não há Deus aqui. Segundo: eu faço o que eu quiser. Terceiro: eu te trouxe aqui, mas ainda não te pedi nada.

   -Ok, o que você quer?

   -Tem uma coisa que eu não tenho ainda e eu a quero.

   -Que coisa?

   -Você.

   Ele disse e eu me mantive calada. Não por não querer dizer nada, simplesmente por não saber o que dizer. Senti meu rosto queimar e logo ouvi sua voz outra vez.

   -Você está viva?

   -Sim...- respondi depois de algum tempo- Você pode me dar licença um minuto? Eu quero me vestir.

   -Não. Abre a porta ou eu mesmo irei abri-la, vamos.

   Pelo tom de sua voz, ele parecia irritado e, por mais que eu não quisesse abrir, queria menos ainda que ele abrisse... Então, mesmo hesitante, abri a porta.

   Abri apenas uma fresta da porta, apenas o suficiente para ver seu rosto me encarando com um pequeno sorriso nos lábios. Desviei meu olhar para o chão- não vou mentir, eu estava morrendo de medo do que ele poderia fazer- senti uma de suas mãos abrir a porta por completo enquanto a outra segurava meu queixo, me fazendo encará-lo. Percebi que ele começou a se aproximar de mim mais e mais, então comecei a recuar o quanto pude, mas logo minhas costas bateram na parede do banheiro.

   -Você é adorável, Alice- ele disse sorrindo sem desviar o olhar de mim- Está com medo?- eu apenas olhei para baixo- Oh, sim, você está. Não se preocupe, eu não farei nada de mais... Hoje. Apenas quero poder afirmar que você é minha.

   Ele disse e mordeu seu lábio inferior com força o bastante para fazê-lo sangrar. Em seguida, fez o mesmo com o meu lábio inferior e selou nossos lábios. Ele não estava tentando aprofundar o beijo, apenas permaneceu ali por alguns segundos e então eu senti uma área em meu pescoço perto da minha nuca arder. Ele nos separou e então notei que ele estava em sua forma demoníaca e que ele sorria ganancioso- jura?

   -Até mais tarde, minha Alice- ele lambeu os lábios até então sujos de sangue e sorriu.

   Ele saiu e eu soltei o ar preso em meus pulmões. Levei minha mão até o meu pescoço onde ardia e quando olhei para os meus dedos, percebi que eles estavam sujos de sangue. Fui até o meu espelho e olhei para o meu pescoço procurando o ferimento. Ali havia agora uma espécie de tatuagem ou algo do tipo em preto- de onde ainda saía um pouco de sangue- escrito “Ganância”. Filho da puta.

 

   Yoongi O.N.

 

   Mais tarde naquele mesmo dia, eu e Jimin já havíamos conseguido comunicar os outros sobre nossa futura reunião, então eu resolvi passar o resto do dia em me quarto mesmo- como todos os outros­. Eu estava entediado. As horas passavam lentamente e tudo o que eu fazia era ficar deitado em minha cama olhando para o teto ou rabiscando qualquer coisa em meu velho caderno de música. Lembrei então que eu queria ter uma conversa com Alice e saí a sua procura novamente.

   Como eu não a encontrei em lugar nenhum, supus que ela estava em seu quarto então fui até lá, porém no caminho encontrei com Taehyung e resolvi lhe perguntar:

   -Você sabe onde Alice está?- queria ter certeza de que não estava fazendo viagem perdida.

   -Ela está em seus aposentos, mas seja lá o que queira, terá de esperar e fazer depois- ele respondeu brevemente.

   -Por que?- perguntei irritado.

   -Porque agora eu estou indo resolver um assunto com a mesma.

   Dito isso, ele apenas continuou andando e me deixou ali sozinho. Quem esse desgraçado pensa que é? Bufei, e segui de volta o caminho para o meu quarto inconformado. O que será de tão importante que Taehyung tinha para resolver com Alice..?


Notas Finais


Taehyunggie mauzinho e.e
Eu estou sentindo a treta chegando quando um Yoongi aí souber disso... Hehe
Link da musiquinha -> https://www.youtube.com/watch?v=vITgKNByoLY
XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...