História My Sister's Boyfriend - Capítulo 7


Escrita por: ~

Exibições 200
Palavras 1.454
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Ficção
Avisos: Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oinn, sorrryyyy que eu demorei pra postar!!!!! Eu tinha dito que ia postar no outro dia e olha só no que deu.... Já possuo dois dias hahahahhahahahah sorry genty mas espero que a esperá valha a pena.

Capítulo 7 - E Agora Não Nos Falamos!


— Porque fez isso?!! Eu disse histérico assim que o beijo acabou e estávamos nos encarando.

— Eu não faço a mínima ideia. Harry respondeu ficando vermelho.

— Como assim "Não faço a mínima ideia" ?

— Sei lá, você estava aí todo triste e vulnerável, eu pensei que talvez ajudasse!

— Em que mundo beijar o namorado da minha irmã seria uma ajuda?!

— Fala mais baixo!!! 

— E não me mande falar baixo porra! Vou quebrar tanto tua cara.

— Aí, mas não precisa disso tudo, foi só um beijo rápido, nem teve língua!

— Mesmo assim foi errado, já pensou se ela entra  aqui e nos pega, provavelmente estaríamos mortos à essa hora.

— Louis olhe ao redor, ela não está aqui, está?

— Tanto faz!!

— Já disse para não gritar, e chega de todo esse drama, eu sei que nao está reclamando de verdade.

— O quer dizer com isso?

— Você já queria isso à algum tempo, eu não me esqueci do jeito como me olhou no dia em que "Acidentalmente" você entrou em meu banheiro.

— Cretino, não use as aspas aquilo não foi de propósito, você acha o que? Que eu só havia visto você uma vez na vida e já queria entrar no banho contigo?! Pelo amor de Deus!

— Eu volto quando você não estiver de TPM! Harry falou se levantando da cama e indo em direção à porta onde segundos depois eu joguei um dos travesseiros.

Eu não queria ficar lembrando disso, não posso fazer algo desse tipo com Lottie, ele me ajudou muito deixando que eu morasse com ela e se descobrir o que houve hoje ela vai me mandar direto para os meus pais de novo. Tento tirar tais pensamentos da mente e vou dormir, afinal amanhã tenho aula e ainda terei que aguentar um Zayn de ressaca fazendo bullying comigo o dia todo, perfeito.

Tentar dormir foi exatamente o que eu fiz mas conseguir realmente dormir eu não consegui, aquele beijo não saía da minha mente, o por que de Harry ter feito aquilo, será que ele havia despertado um certo desejo sobre mim? Não! Isso não pode estar acontecendo, não comigo. Olho no relógio e já são 7:35, eu passei o resto daquela madrugada em claro graças a Harry.

Me levanto e vou tomar um banho, dessa vez quente, volto e observo tempo da janela do meu quarto e sol já estava aparecendo, fui até o guarda-roupa peguei meu velho jeans claro e rasgado nos joelhos e para combinar uma blusa que era regata e cortada nas laterias até chegar na barra o que deixava uma vista perfeita desde minhas costelas até meus quadris, por fim coloco uma touca preta e meus All-Star pretos e desso para a cozinha torcendo para que Harry já tenha saído e ao chegar lá parecia que tinha dado sorte pois o mesmo não estava mais lá, aoenas Lottie estava na pia reclamando que suas torradas estavam saindo todas queimadas:

— Essa torradeira é um verdadeiro saco de lixo!!! Ela gritava.

— Cansei desse cheiro de queimado e também estou atrasado, tenho que ir! Disse indo em direção da mesma para me despedir e Lottie logo me abraçou de volta e quando eu já estava chegando na porta ela gritou:

— Harry está te esperando para te levar para o colégio!! 

Eu abri a porta e vi que ele estava no carro vendo algo em seu celular, tentei passar sem que ele me visse mas não obtive sucesso pois assim que cheguei a 1 metro de distância de seu carro ele gritou um "Entra"

— Não! Estou atrasado! Eu gritei e Harry não disse nada e aoenas abriu a porta de seu carro e me encarou, intimidado eu entro no carro me sentando e colocando o sinto.

— Não precisamos falar mais sobre o que aconteceu, vamos aoenas deixar no passado Okay? Harry falou ligando o carro.

— Perfeito, vamos aoenas fingir que nunca aconteceu. Eu respondi de volta me virando para a janela e observando un pequeno esquilo que passava por ali, abri um sorriso ao ver o pequeno animal me olhar e piscar os olhos, em seguida ele voltou dando pequenos pulos indo em direção a um arbusto.

— E que roupa é essa?? Harry falou.

— Que? Desculpa um esquilo me tirou a atenção. Disse eu.

— Sua roupa, não acha um pouco inapropriada para a escola, quero dizer você está literalmente rasgado.

— E qual o problema disso?

— Não é que seja um problema mas eu sei que você não é do tipo que tem muitos amigos no colégio então usar roupas chamativas pode ser mais um motivo para o bullying.

— Eu prefiro usar o que eu gosto e sofrer bullying por isso do que usar algo ridículo e passar despercebido, além do mais eu sempre gostei de chamar atenção.

— Se você está dizendo...

— Sim eu estou! E sabe o que você devia está dizendo? NADA!!! Só me leva pra essa escolam boba de uma vez. Eu falei voltando à olhar o tempo pela janela do carro de Harry.

Chegamos em frente a escola e eu nem ao menos esperei o carro parar por completo e já desci, segundos depois eu olho para trás e Harry não está mais lá, volto olhar para frente e percebi que Zayn vinha em minha direção:

— Hoje não Zayn! Eu digo quando o garoto chega em minha frente.

— Calma aí, você nem sabe o que eu ia falar. Zayn disse.

— Sei sim, Você vai começar zoabdo minha roupa eu aposto, depois meu cabelo, e minha bunda....

— Me dói saber que você só me vê como um valentão que sente prazer em te ver sofrer.

— Mas é exatamente isso que você é.

— Tá tá tá, foda-se, ontem à noite foi fantástico! Tirando o fato de que seu namorado apareceu e me deu aquele soco, reparou na marca roxa perto da minha boca? Zayn falou apontando para a mesma.

— Eu sinto muito por isso ele é meio irritado e também não é meu namorado.

— Ele deve gostar de você, eu não me engano com sentimentos e foi exatamente por isso que depois de passar a noite de ontem com você e saber mais sobre sua vida eu decidi que não viu mais encher teu saco.

— Me engana que eu gosto.

— É sério! Acredita em mim pelo menos essa vez.

— Não posso fazer isso.

— Por que, olha eu estou tentando ser teu amigo e você não está facilitando viado.

— Eu sou do tipo que confia nos outros desculpe, se quiser que isso aconteça terá de provar que merece.

— Você fala como se fosse alguém importante.

— Olha só!!! Já tá pondos garras de Dora tá vendo.

— Desculpe, vou tentar o máximo que eu conseguir, a lembrei de mais uma coisa.

— O que?

— A prostituta dos anos 90 ligou. Ela quer a blusa dela de volta. Zayn disse saindo dali rindo enquanto eu murmurava um "ridículo" bem baixo.

O dia na escola hoje estava sendo agradável, algumas pessoas que também estavam na festa falaram comigo, nk começo eu já pensei que elas iriam me roubar quando chegaram tão perto, mas no fim elas queriam apenas conversar sobre assuntos típicos da escola, não vou mentir me sentir muito popular, o sinal da última aula bateu, era hora de voltar para casa e eu não sentia um pingo de vontade de fazer isso, Zayn veio correndo até mim logo colocando seu braço em volta de meu pescoço e me puxando para mais perto:

— Então, o que vai fazer mais tarde? Ou agora?  Zayn falou.

— Você não vai parar de me perseguir até que eu diga que confio em você.

— Não eu não vou, eu estou falando sério, quero tentar essa coisa de amigo, -uau me dói falar essa palavra, que esquisito, enfim... 

— Você me disse que depois do que eu te contei ontem sobre minha vida você decidiu que não vai mais fazer bullying comigo, não quero que tente ser meu amigo aoenas por pena.

— Não estou dizendo isso, você está.

— Te avisei, apenas não pude no meu calo.

— Farei o possível. Zayn disse.

E pelo resto daquela semana ele foi um verdadeiro amigo, sentava comigo na hora do lanche, sempre me defendia quando outros garotos vinham praticar bullying comigo, eu o ajudava com matérias que ele não era muito bom ou seja todas, o pior era que eu também não era lá essas coisa então nossa média era sempre 7/8, eu saí com Zayn todos esses dias, chegava tarde em casa nas Lottie não brigava pois estava feliz pelo fato de eu estar me entrosando, enquanto a Harry? Não nos falamos desde aquele dia no carro, eu não ia mas para a escola com ele e em casa não nos falávamos, as vezes eu via ele me olhando de lado mas ninguém iria tomar iniciativa por um bom tempo.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...