História My sister's boyfriend - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Shawn Mendes
Tags Brasil, Fanfic, Shawn Mendes
Exibições 42
Palavras 1.819
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Primeira fanfic do Shawn, espero de verdade que gostem! <3
Lembrando que plágio é crime. Boa leitura!

Capítulo 1 - Bem vinda de volta!


Inferno! Porcaria! Droga!
Como alguém no mundo pode não ter medo de avião? Eu poderia sentir meu coração querer sair pela boca!
Nada me fazera calma enquanto eu não pisar em terra firme e vê minha mãe sorrindo largo enquanto segura uma plaquinha escrita "Bem vinda de volta querida!"

Eu estava feliz de voltar pra casa da minha mãe, mas não poderia negar que sentirei saudades da vovó e da pequena casa em Traverse City. Nossa velhinha de 60 anos me fez jurar que vou visitá-la a cada seis meses ou então ela teria que se mudar pra Toronto e morar na casinha do cachorro com a Dote. Ela não existe!
Mas também não posso negar que vai ser incrível rever Jenna, Daniel e as pessoas que eram tão próximas de mim e que eu não vejo a tanto tempo.

- Senhoras e senhores, Bem vindos ao voo numero 1852, partindo do aeroporto internacional de Michigan com destino ao aeroporto internacional de Toronto. Nosso tempo de voo é de aproximadamente 5 horas e 20 minutos, gostariamos de relembrar algumas regras.. - Ok. Cinco horas de voo dará pra tirar uma boa soneca.

[...]


A garota encarou a grande porta branca e a casa que antigamente era o local de suas traquinagens com Jenna e Daniel.
Tantas saudades que sentia quando a única coisa que teria que se preocupar era se as suas trancinhas estavam perfeitamente no lugar. Não era como se com dezessete anos a garota teria milhares de coisas pra se preocupar mas estava se sentindo muito feliz por ter voltado pra casa e terminar seu último ano do colegial aqui em Toronto.

- As coisas estão exatamente como antes mamãe! - disse a menina sorrindo largo assim que entrou em casa e viu como as coisas estavam iguais. Os quadros na parede e o tapete com uma pequena mancha de suco de uva que se lembrava a dez anos atrás quando Daniel a empurrou e sua caixinha de suco foi parar no chão. Era engraçado como se sentia com sete anos novamente!
- Espere pra vê seu quarto querida! Eu comprei um novo papel de parede diferente daquele de antes, espero que você goste! - a mulher disse e a garota se lembrou de seu antigo papel de parede que o seu pai tinha comprado antes de ir embora. Gostava das borboletas rosas e lilás! - Eu estou tão feliz que você voltou querida.. - Clair sentiu a mão quente de sua mãe segurar seu braço e se virou encarando o olhos avermelhados e chorosos de Selitta. 
- Ah mamãe, não chore! Eu estou aqui.. Não sairei nunca mais de casa - a garota disse enquanto acariciava os cabelos de sua mãe.
- Argh! Vamos deixar de tristeza! Você está aqui e temos que comemorar e por isso vou fazer um daqueles bolos de cenoura que você adora! - a menina sorriu com ternura e viu sua mãe enxugando as lágrimas. - Suba querida! Daniel está morrendo de saudades.. 
- Ah, meu deus! Daniel está em casa? Mal posso esperar! - deu pulinhos e largou as malas no chão subindo as escadas em passos rápidos. Sua mãe sorriu e continou a observar como se sua filha tivesse sete anos de novo.
Podia se lembrar os ultimos meses que Clarice esteve em casa. Era tão viva e tão cheia de si!
A mulher não podia negar que todos os dias antes de deitar, quando observava seus outros dois filhos, ficava se imaginando como seria se sua filha estivesse em casa. Passava noites em claro chorando e se culpando por tudo. Ela queria sua filha em seus braços mas não podia. E agora que Clair voltou, não deixaria a menina escapar nunca mais!


Ah. meu. deus. Mal posso esperar pra vê Daniel de novo! Eu sentira tanta saudades do tempo em que ele fazia de tudo pra me tirar do sério!
Se passaram apenas uma hora desde que cheguei. Mamãe disse que Daniel estava no quarto vendo algo na internet e eu preferi guardar minhas coisas de volta ao meu armário antes de ir vê-lo porque sabia que se fosse vê o meu irmão, passarei horas matando a saudade e esqueceria do mundo.
Confesso que quando entrei no meu quarto de novo e vi que tudo estava como antes, (a não ser pelo papel de parede de borboletas que foi substituido por um em branco e azul) senti como fosse explodir de felicidade! Tudo estava no mesmo lugar!
As cortinas ainda eram as mesmas de antes e eu sentia saudade da minha cama de solteiro. Estava tão feliz de voltar a Toronto!

- Será que tem algum little boy aqui? - perguntei sorridente enquanto batia na porta. Abri devagar a porta do quarto de Daniel e coloquei apenas a cabeça pra dentro do cômodo observando meu irmão sentado a frente de seu Notebook com fones de ouvidos e concentrado na tela do aparelho. 
Olhei em volta e vi que algumas coisas tinham mudado. As paredes do quarto de Dani não eram mais azuis e seus poster não eram mais do filme "Harry Potter" e sim, de algumas moças loiras apenas de biquíni minúsculos. Ah, meu deus! Meu irmão virou um tarado! 
- Hey Daniel, pare de encarar essas modelos e olhe pra mim! Sua irmã está de volta! - joguei-o uma almofada que estava em cima da sua cama e o rapaz me encarou quase xingando mas quando viu que era eu, sorriu largo e piscou os algumas vezes. - Vai vir me abraçar ou só ficar encarando com essa cara de bobão? - sorri e o puxei da cadeira onde estava sentado o abraçando forte.
- Merda Clarice, podia jurar que era alguma amiga gostosa da Jenna! - Daniel disse enquanto ainda estávamos abraçados e eu lhe dei um tapa leve no braço.
- Seu pervertido! - rimos e eu me afastei o encarando de cima a baixo. - Você está tomando anabolizantes? Como conseguiu deixar de ser o meu little boy e se tornar um homem de verdade em tão pouco tempo Daniel Laurentiny? - o meu irmão gargalhou alto e jogou a cabeça pra trás.
- Qual é, você tem peitos! Oque me diz sobre isso? - dessa vez, eu que gargalhei e ouvimos a mamãe nos chamar. Provavelmente o bolo de cenoura teria ficado pronto. - Senti tanto sua falta Clair! - meu irmão disse e eu o arrastei para outro abraço. Estava tão crescido! O meu irmão mais velho que brincava de amarelinha tinha realmente, se tornado um homem.

[...]


- Onde estão a Dote e a Jenna? Eu estou morrendo de saudades! - disse enquanto estava sentada na mesa com mamãe e Daniel. Eu tinha até esquecido o quanto o bolo de cenoura da Dona Selitta era maravilhoso.
- Jenna foi a casa do namorado e levou o Dote.. Shawn adora a cadelinha! - meu irmão disse e em seguida deu um gole no seu café quente.
- Shawn? - arqueei a sobrancelha.
- Lembra do vizinho que você vivia implicando? O filho dos Mendes? Então.. Jenna engrenou um romance com o menino! - pisquei algumas vezes lembrando do filho dos Mendes. Até me lembro do "acidente" que aquele metidinho cometeu na viagem da primeira série quando tínhamos um passeio ás seis da manhã e esbarramos dentro do Ônibus quando ele derrubou todo o seu suco de morango em cima da meu vestidinho lilás. Como poderia esquecer? Nunca senti tanta vontade de estrangular alguém desde a terceira série quando uma garotinha intrometida resolveu me atrapalhar justo quando cantava a música da abelhinha.
- Me lembro do Mendes! Ele adorava derrubar líquidos em cima de todas as minhas coisas rosas - ri e mamãe e Daniel me acompanharam.
- Hey Clair, oque você acha de ir comigo na festa de dezoito de um parceiro? Comentei com a Ash que você voltaria essa semana e ela quase..
- AH MEU DEUS! ASHLEY MANDSON? - meu irmão quase correu e minha mãe colocou a mão sobre o peito suspirando pesado.
Ashley Mandson foi a minha melhor amiga da vida até os dias de hoje! Nos conhecemos na primeira série e enquanto eu estava morando em Traverse City com a vovó, sempre estávamos nos falando pelo falecido MSN e quando o Facebook nasceu, lembro que Ash quase me deixou louca forçando eu criar aquela maldita conta.
- Se você me disser que a Ash estará lá eu juro que vou correr pro meu quarto e começar a me arrumar agora! - Daniel riu.
- Posso ligar e avisar que vamos passar pela casa dela? - Meu irmão perguntou e eu o encarei com os olhos semi cerrados.
- Eu não sabia que seu filho estava tendo caso com a minha melhor amiga mamãe, por que não me contou? - encarei minha mãe a perguntando com uma ponta de humor e meu irmão gargalhou.
- Essa eu juro que também não sabia filha! - Minha mãe sorriu divertida enquanto tirava os pratos da mesa. - Eu adoro a Ash! Está aprovado querido!
- Quê? A Ash? Não! - Daniel negou enquanto ainda ria. - Somos só amigos! Aliááás, aviso ou não aviso que vamos passar por lá? 
- É claro que avisa! Hoje eu vou colocar os meus melhores saltos e vamos comemorar minha volta com muito álcool! - disse empolgada com os braços pro ar e meu irmão e minha mãe riram.
- Hey! Eu não estou acostumado com a minha irmã do meio usando saltos! - sorri com o comentário do meu irmão.
- Só não quero vocês dois bêbados chegando em casa as três da manhã, entendido? - Dona Selitta nos encarou com autoridade e eu e Daniel nos entre olhamos fazendo uma careta.

Eu estava tão empolgada por hoje a noite! 
Enquanto estávamos ajudando a mamãe com a cozinha, Daniel me disse que a festa do seu amigo, (cujo disse que o nome era Jason) começaria às dez e que era pra eu estar pronta e impecável as nove. Passei a tarde toda assistindo filmes com o Daniel esperando que a Jenna chegasse mas foi em vão. Dani me disse que ela estava passando por um momento meio difícil no namoro com o Mendes e que talvez estivessem voltado e a menina tinha decidido dormir lá na casa do namorado. Mas oque custava trazer a Dote? Morro de saudades da minha cadelinha! 
Eu e Dani passamos tanto tempo juntos hoje a tarde que tivemos até uma pequena discussão na hora de escolher o filme porque eu queria assistir Breakfast at Tiffany's e o meu irmão insistia em assistir O Senhor dos aneis. E no final das contas, apostando por cara e coroa, não é que o metido ganhou!
Foi uma tarde incrível! Matei de todas as possíveis maneiras do mundo a saudade que eu sentia da minha família e estava tão feliz por isso!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...