História My sister's friend - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Enzo, Klaus Mikaelson, Personagens Originais, Rebekah Mikaelson, Stefan Salvatore
Tags Amizade, Delena, Drama, Klaroline, Romance, Tvd
Visualizações 96
Palavras 1.779
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá docinhos 🍬🌼

Desculpa a demora

Desculpe qualquer erro

Boa leitura 💙

Capítulo 23 - Papo Jenna


       

 

           Caroline Forbes

 

 

 

    Caroline: Elena – Batia na porta da Elena que nem louca. Cá estou eu, de madrugada na porta de uma surda que está dormindo, e com frio, apenas com um casaco fino de cor azul. Vim porque sabia que Bonnie também está aqui, ela veio dormir na Elena

 

 

    Como ninguém atendeu, meus pés começaram a doer na espera por causa do salto, então eu os tirei. Sim, estou de salto, e com a mesma roupa do encontro

 

 

    Caroline: Elena!

 

    Elena: O que tá fazendo batendo na minha porta de madrugada porra?! – Finalmente atendeu a porta, irritada, com cara de sono e o cabelo bagunçado, enquanto vestia um pijama curto – O que houve? Não era pra você estar com Klaus e não aqui me enchendo? – Suspirou revirando os olhos e deu espaço pra eu entrar

 

    Caroline: Cadê a Bonnie? 

 

    Elena: Está dormindo – Me olhava sério – O que que houve contigo? – Me olhou estranhando, já que, acredito eu, estava com o cabelo assanhado pelo vento e os sapatos em mão

 

    Caroline: Acorda ela – Ela suspirou

 

 

    Bonnie: Espero ser muito importante Caroline – Bufou quando Elena acordou ela e ela apareceu do lado da mesma, vindo até mim na sala

 

    Caroline: Se não fosse importante eu estaria lá ainda com Klaus e não vindo aqui essa hora – Revirei os olhos como se fosse óbvio

 

    Bonnie: Falando em Klaus, como foi? Por que está aqui acordando as pessoas e não no quarto dele?

 

    Caroline: Foi justamente isso que vim explicar – Sentamos em uns pufes da sala – Estava tudo maravilhoso maas.. – Ri baixo – Seria hilário, se não fosse trágico

 

    Elena: Desembucha – Falou alarmada

 

    Caroline: Depois do jantar, que foi tudo perfeito, em um restaurante perfeito com uma comida perfeita e um romantismo perfeito, eu fui até a casa dele – Comecei a explicar – Que por sinal era enorme, eu pensei “Cara, são tantos lugares pra gente brincar”, ao invés de prestar atenção na beleza da casa – Ri – Então eu beijei ele, umas mãos bobas aqui, outras ali.. Só que daí eu me liguei da minha situação e parei com aquilo – Elas me olharam confusas – Eu estava com a visita da cachoeira vermelha do sofrimento – Ri – Eu nem me lembrava que estava naqueles dias, estava tão distraída com ele – Comecei a rir sozinha pra não chorar e as meninas me olhavam estranhando – Eu fui embora depois com uma desculpa esfarrapada e vim contar pra vocês sobre minha noite, que não foi exatamente como eu queria

 

    Bonnie: Ué, dava a roda – Deu de ombros e Elena gargalhou

 

    Caroline: Bonnie – Repreendi ela rindo – Eu queria algo romântico e seria nossa primeira noite juntos.. não né – Ri – Eu não sou maníaca por sexo, eu posso esperar outra oportunidade

 

    Elena: Ela está mesmo apaixonada – Falou baixo pra Bonnie

 

    Bonnie: Caroline, você veio acordar a gente pra falar do seu encontro e da sua quase noite com Klaus. E eu entendo que você estava ansiosa pra contar, e também queremos que você conte tudo. Mas o que custava contar amanhã, sua dramática? Eu estava dormindo!

 

    Elena: Eu pensava que a história era que Klaus tinha broxado ou sei lá – Riu

 

 

 

    ...Um dia depois...

 

 

 

    (...)

 

 

 

    Bonnie: Coisa horrível – Falou arrastado sobre a bebida enquanto estávamos todas no Mystic Grill. Enzo, Damon e um amigo dele, Alaric, estavam do outro lado jogando sinuca, e Bonnie enchendo a cara – Caroline reclama até hoje do encontro sangrento com Klaus – Riu alto da própria ironia – Reclama porque não transaram? Meu amor, eu te dei tantas opções, dava a roda, chuveiro, e já ouviu falar que um bom guerreiro suja sua espada de sangue?.. Não era o fim do mundo – Pediu outro copo, já que não gostou do anterior – E é aquele ditado, se o mar está vermelho, vá pela estrada de barro – Elena fingia que não estava, mas percebia ela prendendo a risada enquanto eu estava com a cara de tacho

 

    Caroline: Bonnie, o dia foi maravilhoso com ele – Falei convencida – E pelo amor Bonnie, olha o que você tá falando, por que está bebendo tanto? – Tentei puxar o copo da mão dela

 

    Bonnie: Porquê eu aceitei sair com Lorenzo – Me olhou entediada – Burra? Sou

 

    Elena: Não é só vocês com problemas agora – Tentou se esconder atrás de mim e eu fiquei sem entender, até ver Jenna entrando aqui

 

 

 

         Damon Salvatore

 

 

 

    Damon: Vai sair com a Hermione? – Perguntei quando Enzo mencionou de sair com Bonnie – Finalmente conseguiu conquistar ela com seu papo furado?

 

    Enzo: Não é papo furado se eu consegui chamar ela pra sair

 

    Alaric: Quem que diz “Por você eu viro até ateu, ateu dispor”? – Bateu na própria testa, zombando dele e eu ri

 

 

    Elena: Vem aqui agora – Apareceu e me puxou em direção do banheiro feminino

 

   

    Enzo: Aqui é lugar de respeito, por favor – Gritou de lá de trás e eu entrei no banheiro com ela

 

 

    Damon: Por que me trouxe aqui? Se alguma senhora me ver aqui, vai me acusar de ser tarado – Ri

 

    Elena: Não tiro a razão de quem falar – Riu fraco – Jenna está aqui

 

    Damon: Foi por isso que me trouxe pra cá? Pra fugir dela? – Ela concordou – Pra que foge tanto dela?

 

    Elena: Se ela ver eu e você aqui, vai querer chamar a gente pra comer algum lanche com ela enquanto conversamos sobre nós – Revirou os olhos e escutamos o barulho da porta abrindo, fazendo-a me puxar pra uma das cabines – Todo cuidado é pouco, não quero falar da minha vida pra ela mesmo – Sussurrou e nossa distancia era pouca

 

    Damon: Você não vai falar da sua vida toda pra ela. Por acaso vai falar sobre isso? – Beijei o pescoço dela – E isso? – Continuei com minha boca ali e escutei baixas risadinhas dela, enquanto passava minha mão na sua coxa, adentrando por debaixo do vestido

 

    Elena: Shiu– Sussurrou perto do meu ouvido e escutamos a porta do banheiro ser aparentemente aberta e fechada novamente. Então Elena abriu a porta da cabine e então eu quis encosta-la naquela pia, eu disse quis, não que eu tenha feito..

 

    Jenna: Acho que o aviso “feminino” na porta do banheiro não significa nada – Pigarreou antes de falar e Elena se separou de mim, abaixando seu vestido de novo

 

    Elena: Achei que quem tinha entrado aqui..

 

    Jenna: Já tinha saído? Foi o que eu quis que pensassem – Riu, mas confesso que não senti diversão na sua risada não – Escutei uns cochichos e tal e imaginei “Da ultima vez que vi minha sobrinha eu percebi que ela e o namorado eram ninfomaníacos”, não que vocês sejam – Riu, pareceu estar um pouco bêbada talvez – E pelo que vi eram vocês mesmo nessa cabine – Sorriu um pouco irônica – Vamos comer algo? Conversar e me atualizar sobre os fatos? – Quis rir na hora, já que foi exatamente o que Elena me disse que a tia faria

 

   

 

    ....

 

 

 

    Jenna: Sinto muito novamente por não ter ido ao funeral. Compromissos, trabalho e essas coisas, não é fácil – Suspirou falando para Caroline sobre minha mãe. Sim, ela convidou para a mesa minha irmã e estava quase chamando Enzo e Bonnie pra cá, o que seria péssima ideia. Bonnie está bêbada e Enzo.. Bom, Enzo é o Enzo – Por que não chamam seus amigos pra cá? – Apontou com a cabeça para Bonnie e Enzo

 

    Elena: Não é uma b..

 

    Enzo: Percebi que apontava, sou Lorenzo – Se fez de galanteador, beijando a mão de Jenna e eu revirei bruscamente os olhos com aquilo

 

    Jenna: Lorenzo – Percebi segundas intenções no seu sorriso?

 

 

    Enzo: Meu amigo Damon é um ótimo partido para sua sobrinha, ele deixou de ser o que era pra agora estar aqui, invés de estar bebendo ou pegando t.. – Chutei ele por debaixo da mesa – Ele é demais – Sorriu forçado e falou com um pouco de dificuldade devido ao chute

 

 

 

     Jenna: Tentem se conhecer melhor, passar um tempo juntos pra tentar evoluir sempre nesse relacionamento de vocês. Acredite nisso como um aviso de Deus – Virou seu copo quando estávamos no balcão

 

    Caroline: Quanta amargura

 

    Damon: Não muito diferente de você, quer dizer, não agora já que você está saindo com um tal loiro por ai – Sorri pra ela irônico

 

    Jenna: Tá saindo com alguém? – Pareceu interessada e eu levantei dali, escapando daquilo e vendo o sorriso sem graça da Caroline. Foi proposital? Preciso mesmo responder?

 

 

    Bonnie: Quero ir pra casa – Disse toda manhosa e molenga

 

    Damon: Calma bruxa, sozinha nesse estado é que você não vai – Sorri e chamei Enzo – Leva ela pra casa, mas não força nada, ela tá bêbada, você não é tão burro assim vai – Ri fraco e sai dali, indo direto pro carro

 

 

     Elena: Conseguiu se livrar do papo Jenna? – Riu sentada no banco do passageiro

 

    Damon: Diferente da Caroline, sim – Liguei o carro

 

    Elena: Ela costuma ser mais divertida bêbada, mas hoje parece não ter dado muito certo – Encostou sua cabeça no meu ombro e eu pensei muito sobre o que Jenna tinha dito, e decidi falar

 

    Damon: Parece cansada – Ela concordou com a cabeça – Janta comigo – Dei de ombros – Sua tia disse sobre passar um tempo juntos, eu sei que passamos, mas, além da cama – Elena riu junto a mim, balançando a cabeça negativamente – Vamos jantar, v.. – Ela tomou minha boca antes que eu terminasse de falar

 

    Elena: Se Enzo não nos acompanhar até lá, eu topo – Falou divertida

 

 

 

         Caroline Forbes

 

 

 

    Levei Jenna pra casa e Enzo a Bonnie, mas tive que voltar pro Mystic Grill porque esqueci minhas chaves de casa lá

 

    Meu celular começou a tocar enquanto eu procurava a maldita chave, o local estava para fechar

 

 

    Caroline: Alô? – Atendi o número que era de Klaus enquanto procurava a chave. Escutei meio que um barulho de choro e barulho de ambulâncias atrás – Alô? – Repeti já que não obtive respostas

 

   

    ??: Caroline? – A voz feminina e pouco familiar segurou o soluço

 

    Caroline: Eu te conheço?

 

    ??: É a Rebekah – Soluçou – E-eu peguei o celular do Klaus e te liguei, lembra de mim?

 

    Caroline: É, claro, o que houve? – Finalmente achei a chave e fiquei preocupada – Rebekah?

 

    Rebekah: Ele estava me levando pro meu apartamento e.. – Respirou fundo – Acho que um bêbado bateu no nosso carro e.. Meu irmão não acordou depois do acidente – Ela chorava e senti meu coração gelar

 

    Caroline: Ele está bem? Vocês estão bem? – Pedi um minuto pro dono do Mystic, já que ele queria fechar

 

    Rebekah: Eu estou bem, só alguns ferimentos, mas ele.. Acabamos de chegar no hospital perto do mesmo shopping que você me viu, Hospital Saint Peace eu acho – Falava nervosa – Caroline vem aqui, eu to.. Só venha, ok? – Segurou o choro

 

    Caroline: Ok, claro – Ela desligou e eu guardei as chaves na minha bolsa e fui correndo pro meu carro, em direção ao hospital

 

 

    ....

 

 

 

  

 


Notas Finais


Postei e sai correndo

E ai? Até o próximo 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...