História My Small Bouts Of Bipolarity And The Tree Mouths - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Got7, Markjin, Yugbam
Exibições 26
Palavras 1.301
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção
Avisos: Álcool
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AHHHHHHHHHJHHJJJJJHHH

Oi bebês do meu core ❤❤ Estou de volta!!!!!!!!! Mas é só um imagine Ok? Não vão se acostumando 🌸🙃 Teve tantas notícias ruins esse mês 😢✨ Mas nos vamos passar por isso sim? ✨🙃

SEM REVISÃO

BOA LEITURA ✨

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction My Small Bouts Of Bipolarity And The Tree Mouths - Capítulo 1 - Capítulo Único

 - NÃO CHEGA PERTO DE MIM! EU ODEIO VOCÊ. - Eduarda gritava, pela milésima vez.

Ele apenas estava na sua frente. Ouvindo, como sempre. Ela não ligava se machucava ou não, apenas dizia. Parecia que não se importava com ele, apenas com si mesma.

E Jackson já não aguentava mais, em dois anos de namoro. Onde eles lutaram por tanta coisa, inclusive a rejeição dos pais deles. Que eram totalmente contra eles estarem juntos. Mas de um tempo pra cá as crises de bipolaridade da namorada haviam aumentado de uma maneira drástica, e mesmo ele pedindo para ela ir ao médico, ela se recusava, e isso estava acabando com ele.

Apesar de todos os pensamentos turbulentos, ele apenas virou de costas e se preparou pra sair do apartamento. Em silêncio, como sempre fazia. Ele sabia que ela precisaria pensar para recuperar a sanidade.

- Onde você pensa que está indo Jackson Wang? Agora você vai me ouvir...

- Mais do que eu ouço todos os malditos dias? - ele falou, logo sentindo um remorso enorme. Não devia ter perdido o controle.

- Sabia que devia ter escutado a mamãe! Ela bem que me disse que você não era homem o bastante pra mim...

Foi a gota d'agua para ele.

- Quem devia ter escutado a mãe foi EU. Quando ela disse que esse relacionamento não iria a lugar nenhum, que você tinha sérios problemas. QUE A MERDA DAS SUAS CRISES ACABARIAM AFETANDO NÓS DOIS. Que eu iria acabar saindo machucado disso tudo. TUDO PORQUE VOCÊ SE RECUSA A SE TRATAR.

- EU NÃO PRECISO DE TRATAMENTO NENHUM!

Ele respirou fundo, tomando uma das decisões mais difíceis da sua maldita vida.

- Precisa sim, se não vai acabar ficando sozinha. Porque eu - apontou pra si mesmo - Já não aguento mais. Preciso de um tempo. Preciso me distanciar de você.

[...]

1° Mês

Jackson finalmente tirou todas as suas coisas do apartamento em que dividia com Eduarda. Estava decidido a esquece-la apesar de ser uma tarefa bem difícil.

Não teve notícias dela desde as três semanas que se passaram, no grupo de amigos todos evitavam falar sobre ela na sua frente, até Yugyeom que era primo da mesma.

Todos sabiam que isso o afetaria de maneiras que nem ele sabia. Porque apesar de tudo, ele amava aquela garota.

Hoje ele iria sair pela primeira vez com seus amigos depois de tudo.

E estava bem ansioso por isso. Eles iriam se encontrar em um barzinho perto da faculdade. Para facilitar para aqueles que moravam nos dormitórios. Como Jackson agora.

Ele se vestiu "normalmente", uma calça jeans rasgada nos joelhos, uma camiseta escrita WANG 83 colocou o par de óculos e um boné.

Saiu e foi andando até o barzinho que não era tão longe. No caminho encontrou Mark e namorado Jinyoung, mais conhecido como Júnior ou Jr.

- E aí caras? - eles responderam o aceno só que com caras de enterro, como se quisessem contar uma coisa mas não podiam.

Eles entraram no bar com a maior calma do universo, lá já se encontravam Bambam, Jaebum, Youngjae e Yugyeom, o último que digitava furiosamente no celular.

- Oi pessoas! - falou Jackson puxando uma cadeira ao lado de Jaebum.

- Nos parecemos aquelas mulherzinhas se reunindo pra fofocar. - comentou Yugyeom, bloqueando o celular e o colocando no bolso.

- Fazer o que se quase todos nós somos purpurina? - falou Bambam, apontando pra todos menos pra Jackson, o que se dizia hétero.

[...]

2° Mês

Fazia exatamente 6 semanas que Jackson não a via. O que significava 42 dias e mais algumas horas. Sinceramente estava começando a achar que estava ficando paranóico. Todos não comentavam nada sobre o sumiço repentino dela, nem mesmo Yugyeom. E isso deixou a curiosidade e a preocupação de Jackson aguçados.

Ele estava morrendo de saudades dela, apesar de tudo, estava com saudades até de quando ela errava o seu nome de propósito, porque achava ele fofinho bravo.

"- Jaquisón faz pipoca pra eu, - ela disse com uma voz manhosa.

- Jackson, Duda. Odeio quando você me chama assim.

- Admite que você acha fofo. - ela respondeu passado as pernas por sua cintura.

Ele não podia negar."

Ele recolheu as roupas. Tinha que ir a lavanderia, se fosse outro dia... Espantou os pensamentos. Chega dela, chega de pensar nela.

Na saída ele viu Yugyeom falando ao telefone, não queria - mentira queria sim - mas parou pra ouvir a conversa assim que o nome dela foi dito.

- Como você tá? - ela respondeu do outro lado da linha e tudo que Jackson queria era poder ouvir a sua voz de novo. - Eles estão te tratando bem?

Eles estão te tratando bem?

Essa frase martelava na cabeça de Jackson no caminho até a lavanderia. Quem devia está a tratando bem? Um novo namorado? A família? Não a família seria improvável. Uma namorado novo? Então ela havia esquecido ele. Tão rápido pra alguém que dizia amar.

Ele afastou os pensamentos. Se ela seguira em frente, ele também faria o mesmo.

[...]

3° Mês

Eles estavam sentados na mesa do barzinho, havia se tornado costume se encontrarem toda a sexta feira lá.

Mas naquele dia Yugyeom não estava presente.

- Porque o Yug não veio? - ele perguntou pros amigos, que começaram a se entreolhar, decidindo se contavam ou não.

Então Bambam abriu o bocão.

- Foi visitar a Duda.

Jackson reprimiu o impulso de dizer que só quem a chamava de Duda era ele. Então todos ali sabiam onde ela estava. Praticamente mentiram pra ele. Como sempre.

Nessa oportunidade ele resolveu tirar a limpo, mas sem ninguém perceber.

- Visitar ela e o namorado novo? - ele perguntou, como quem não quer nada.

- Namorado novo? - repetiu Jaebum, estupefato.

E Jackson olhou para a cara dos amigos, cínico. Todos estavam se entreolhando, e depois olhando Jackson como se ele fosse louco.

- Eu ouvi Yugyeom falando no telefone. - respondeu.

- Você não tem vergonha na cara não? De dizer isso? - Jackson nunca ouvira a voz de Youngjae tão séria. - Aquela menina, apesar de tudo, ama você.

- Jack, eu concordo com ele. E seja lá o que você ouviu deve ter ouvido errado. - Jaebum concordou com o namorado.

- Eles estão cuidando bem de você - Jackson imitou a voz de Yug. Estava começando a ficar com raiva, estavam defendendo ela? Os seus próprios amigos?

- Seu grande merda! - falou Mark, quase sendo impedido por todos da mesa. - ela está em internada em uma clínica! Está fazendo tratamento contra a bipolaridade. POR VOCÊ! E VOCÊ NEM AO MENOS TEVE A CORAGEM DE PERGUNTAR!

Ele se levantou saindo da mesa a passos rápidos, sendo seguido pelo namorado. No final restou na mesa apenas Bambam e Jackson.

- Por que vocês não me cobraram? Eu... Eu...

- Você não teria feito nada Jack, ela pediu pra não contarmos. Pediu pra Yug não contar. Disse que queria estar bem por você e pra você. Eu entendo os meninos, você nem sequer perguntou dela esses meses, parecia que agia como se ela não existisse. Ela tem uma doença Jackson, e apesar de tudo, só queria que VOCÊ estivesse ao lado dela.

E então ele saiu também, o deixando sozinho.

[...]

1 Semana Depois

Jackson já sabia que era culpado.

Já tinha assumido a culpa e engolido todo o seu orgulho e perguntado pra Yugyeom como ela estava, ele falou que o caso dela era leve, só que pela preocupação e pelo estresse estava piorando.

Ele não falou mais nada depois disso, nem Yugyeom. Apenas em silêncio, ele esperou Jackson absorver tudo que ele tinha falado.

- Não sei se isso ajuda, - Yug deu um sorriso de lado, - Mas ela está na porta do seu dormitório. Te esperando.

Então Jackson correu como nunca correu na vida, iria de encontro a ela, dizer que a amava. Iria de encontro a sua felicidade.

Quando ele chegou em frente ao seu dormitório, ela estava lá. Senta na escada, seus cabelos agora um pouco mais compridos que antes.

Ela o olhou nos olhos.

- Olá Jaquisón.


Notas Finais


Espero que tenham gostado✨🌸😬 Bjs 😘😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...