História My star butterfly - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Star vs. as Forças do Mal
Tags Aventura, Drama, Mistério, Romance, Starco
Visualizações 45
Palavras 569
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Demorei? Pse não me abandonem pessoal ❤❤

Capítulo 16 - Fugitivos do palácio.


Fanfic / Fanfiction My star butterfly - Capítulo 16 - Fugitivos do palácio.

Autora on. 

A loira respirou fundo aparentando calma ao olhar atento e encorajador dos amigos, sorriu fraco para que todos aumentassem sua confiança, mas de que adiantaria? Se a sua confiança se mantinha bem longe de estar firme.

Fechou os olhos para que nesses poucos segundos pudesse se concentrar no calor que seus amigos lhe transmitiam.

Sentiu suas mãos esquentarem, cada fio do seu cabelo se ergueu, uma falha aura roxea se formou entre os seus dedos. Estava fraca e possivelmente não funcionaria.

"Eu não posso falhar!" 

Repetiu a si mesma diversas vezes, mas a única coisa que sentiu com essas palavras foi o seu corpo pesar mais e mais, estava a beira do desespero de falhar ou decepcionar os que estavam a sua volta.

Porém,  mais uma vez respirou fundo, se concentrou e esperou pacientemente que todos os corações do lugar se acalmassem e enfim, aconteceu. Sentiu seu corpo leve prestes a flutuar, a luz que emanava do seu corpo feria a visão.

Abriu os olhos vendo apenas o seu objetivo a sua frente, estendeu uma das mãos e arrebentou todas as correntes sem saber bem como, depois viu a parede de tijolos derreter e escorregar para o piso.  Toda aquela mágica derrepente sumiu aos poucos do seu corpo lhe devolvendo sua visão para os arredores. 

A exaustão tomou conta de si e aos poucos a sua leveza se dissolveu fazendo o seu corpo ser lançado contra o chão. 

Para o seu alívio, sentiu duas mãos firmes lhe segurarem em pleno ar a impedindo de colidir com o chão. 

Abriu os olhos com certa dificuldade,  da última vez não havia ficado tão cansada,  talvez o fato de estar tão esgotada mentalmente a tivesse afetado mais do que deveria.  Encarou os olhos escarlates do demônio que a segurava pousando delicadamente no chão. 

Tom: tudo bem com você? 

Star: sim, eu só to com uma baita dor de cabeça.. 

C/pônei : arrasou amiga!  Agora vamos,  precisamos sair daqui. 

A jovem enrolou um dos braços no pescoço do demônio para conseguir caminhar rápido,  enquanto isso o restante abria caminho pelos corredores. 

Star: Marco,  preciso da minha varinha! Nos aposentos reais. 

O moreno acenou com a cabeça e atravessou para o outro lado,  abrindo com cuidado a porta,  quando teve certeza que estava vazio entrou no lugar e se pos a procurar o objeto. 

A pônei logo invadiu o quarto flutuando até o teto. 

Marco: o que foi? 

C/pônei : a rainha costumava esconder as coisas da Star no telhado. 

Ela tocou a ponta do chifre no telhado fazendo uma caixa pesada de tamanho médio ir a encontro com o chão.  O barulho que ela fez a seguir foi tão alto e estridente que o seu eco percorreu por todo o quarto. 

Ambos se encararam em completo silêncio lutando para que o pânico não os atingisse,  os guardas logo chegariam com o som.  Marco começou a chutar o cadeado com toda a força que a adrenalina do momento permitia e com um último chute arrebentou o metal fazendo o baú abrir automáticamente,  a pônei segurou a varinha entre os dentes sumindo depois de passar pela porta. 

~Quebra tempo~

Todos estavam escondidos na carruagem em meio a floresta. 

Tom: então não podemos mais contar com a rainha? 

Star: bom... Eu acho que não. 

Janna: nos damos um jeito,  sempre conseguimos. 

Marco: e o que nos temos fazer? 

Star: temos que derrotar o Toffee,  prender o Ludo e salvar Mewni. 




Notas Finais


Bom, é isso pessoal.
Quero dar um pequeno aviso sobre o rumo da história, eu vou resumir " The battle for Mewni" em alguns capítulos apenas para não deixar esses acontecimentos em branco e para complementar a continuação da história. Pretendo focar no relacionamento dos personagens também então por favor tenham paciência ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...