História My Stripper favorite (jikook- ABO-) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, G-dragon Alfa, Hoseok Ômega, Jikook, Jimin Ômega, Jin Ómega, Jungkook Alfa, Namjin, Namjoon Alfa, Taehyung Alfa, Taemin Beta, Taeyoonseok, Vhope, Yoongi Alfa
Visualizações 340
Palavras 1.118
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Lemon, Luta, Mistério, Saga, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom espero que vocês gostem \0/

Se quiserem fazer perguntas ou tirar alguma dúvida, só perguntar que eu vou responder com todo carinho do mundo!

BOA LEITURA❤

Capítulo 2 - Desilusão


(Jeon Jungkook pov's on) 

Estava na minha sala/escritório, lendo um livro que achei no meu quarto hoje de manhã. O livro realmente era muito bom!, cada vez mais que eu lia ele, cada vez mais queria saber o final dessa história tão emocionante, esse livro conta do amor de duas pessoas que são impossibilitadas de serem felizes. Além disso todos ao redor deles o odiavam menos suas famílias que cada vez mais estavam unidas. Comecei a me indetificar nessa história, a final, eu namorava a menina mais pura e sincera do mundo, seu nome era Tzuyu, ela sempre foi muito sincera e verdadeira comigo. Desde oitava série sou apaixonado por ela. Até então ela havia me dito que sentia o mesmo que eu. 

Começamos a namorar, e até hoje estamos juntos, pra ser bem sincero meu appa Namjoon não gosta dela. Ele acha ela falsa e bem fingida, meus irmãos também acham isso eles sempre me avisaram pra tomar cuidado com ela. 

 Enquanto  eu estava lendo aquele livro, a sala estava completamente silenciosa, apenas se soava o barulho do vendo batendo na janela, fazendo que as cortinas de algodão na cor creme, balançar, eu apenas estava consentrado no livro. A final já havia terminado os papéis que tinha que resolver, só estava meu queria irmão "irresponsável"  Kim TaeHyung aparecer no escritório e conferir tudo. Aos poucos os ventos foram de tornando mais fortes, fazendo que eu fosse até a varanda do meu escritório. 

Ao sentir aquele vento gélido passando entre meu rosto quente, senti um arrepio. Logo depois batem na porta eu simplesmente vou até ela e abro a mesma. 

- Já era hora do bonitão aparecer - falei sarcástico me sentado novamente no meu lugar e voltando a ler o livro que me  interessou - 

- Desculpa!, irmão eu estava cuidando de uns assustos pessoais - Tae se senta a minha frente me entregando os papéis já revisados - 

-Está tudo certo então né? - simplesmente eu disse marcando a página do livro que eu estava lendo, guardo os papéis na minha pasta - 

- Sim, e agora eu tenho que me encontrar com a Sun-Hee, fiquei de dar uma carona pra ela - Ele disse na maior cara de pau me olhando com um sorriso meio torto - 

- Use preservativos ok!? Não quero ser titio logo! - eu disse e Tae saiu da minha sala, pego meus documentos, carteira, celular. Guardo eles na pasta e saio da minha sala trancando a mesma, mais antes de sair de lá escutei gemidos e arfantes do nada vindo da sala de Tzuyu. Não dei muita importância e fui pro estacionamento da empresa, coloco minhas mãos no bolso do meu terno procurando minhas chaves e alarme do carro, me lembro que havia deixado eles no criado-mudo que tinha no escritório. - Aigo não vou ter que voltar lá - 

               (...) 


Voltei ao meu escritório, minhas chaves estavam mesmo lá. Peguei as mesmas e saí, mais os gemidos estavam mais autos. Apenas estava eu naquela enorme empresa, aliás eu e esses gemidos que me parecia muito familiar. Os gemidos estavam tão autos que o eco a foi dando um som mais alto ainda, e esses gemidos estavam vindo de uma sala. 

"O que será que tem lá pra ter tantos gemidos?" 

Vou até aquela sala, vou me aproximando cada vez mais da sala, e como eu me aproximava mais, mais alto os gemidos estavam. Abro a porta, Deparo Tzuyu sentada na sua mesa com as pernas abertas e uns dos meu empregados nú. Fiquei sem chão naquela hora, simplesmente meu lobo se descontrolou e eu saí daquela sala bem rápido. Eu estava morrendo de ódio, raiva, me sentia traído da pior maneira, aposto que essa não foi a primeira vez que ela fez isto. 

      

                   (...) 


 Estava saindo da empresa indo em direção ao estacionamento, quando os dois voltam vestidos com cara de tacho pra mim, eu simplesmente me virei e parei na frete de uns dos carros que tinha ali. 

- Por que fez isso comigo Tzuyu? Por que? - Eu simplesmente não sabia o que fazer, na verdade naquela hora queria me vingar ou até fazer pior do que ela fez comigo, eu queria encher a cara até não querer mais. Pelo simples fato de eu ser um chifrudo. - 

- Deixa eu explicar kookie, deixa eu explicar por favor! - Tzuyu vinha correndo atrás de mim, ela para na mina frete me abraçando fingindo choro e de estar arrenpendida - 

- E você Kiji? O que tem pra me explicar em? ANDA FALA LOGO, E ME DE UM MOTIVO BOM PRA NÃO TE MATAR - Naquele momento minha voz soou mais alto do que de costume, a ômega estava ali parada olhando pra minha cara e a de Kiji - 

- Eu dou som senhor, é assim Tzuyu não te ama, ela ama a mim. E eu a amo - Ele disse indo até ela e abraçando ela pela cintura na maior cara de pau! - 

- Ótimo, então espero que ache um bom emprego pra satisfazer essa cadela, desgraçada - Eu disse com minha voz ao normal - Ah mais uma coisa, amanhã vai a minha sala pegar sua carta de demissão, aliás nem precisa, já está considerando demitido amanhã mesmo vou depositar seu dinheiro na conta - Eu disse sem ao menos olhar na cara deles, entrei em meu carro e saio da empresa em alta velocidade, não estava me importando se levaria multa ou não, e sim como minha vida seria daqui pra frete - 


Eu preciso desabafar e a melhor pessoa pra isso seria o TaeHyung mais ele não estava em casa, então liguei pro Yoongi H-yung. 


(Ligação pov's on) 

EU:  Alô Yoongi H-yung? 

Estava desesperado chorando com a minha aparência horrível já de tanto chorar. 


Yoongi H-yung : Sim kook! O que houve? Por que está chorando? 

EU: Preciso que vamos pra um bar, nessecito de encher a cara 

Yoongi H-yung : Tá tem uma boate na esquina da rua chamada "ESCONDIDA" me encontrar lá e me conta tudo 

Eu : ok


Encerrei a ligação, e acelerei a velocidade do carro indo até aquela boate. 

Não demorou muito e eu e Yoongi chegamos lá, estava lotado cheio de homens esperando Strippers,ais eu estava foda-se pra isso apenas queria encher a cara. Peço uma bebida bem forte e começo a contar tudo o que houve pro Yoongi H-yung e ele simplesmente não me respondeu nada, só olhava pro palco que brilhava em um tubo brilhante. Logo soou-se um nome e entrou um homem lindo, um dos Strippers mais lindo que vi, pra ser sincero esse é o primeiro. 


- Yoongi H-yung quem é ele? 



Continua... 



Notas Finais


Espero que tenham gostado do capítulo
Desculpe os erros ortográficos
Da favoritos pois vai me ajudar a continuar essa história
Me segue ae
Até mais...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...