História My Sweet Angel - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Jimin, Long-fic
Exibições 40
Palavras 1.002
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hesllou, não tenho o que dizer.
Boa leitura~

Capítulo 4 - Do not be stupid!


Fanfic / Fanfiction My Sweet Angel - Capítulo 4 - Do not be stupid!

Acordei pela manhã, fiz minha higiene matinal com uma certa dificuldade por causa da perna quebrada e parei em frente a escada.  

-Descer isso todos os dias, está acabando comigo – revirei os olhos e fui descendo de vagar. Quando já estava no ultimo degrau, errei o pé e cai no chão. A dor que atingiu minha perna é como se estivessem rasgando-a lentamente, gritei de dor deixando lágrimas caírem de meus olhos.  

-JOOMI! Por que não me chamou? - Jimin desceu as escadas rapidamente e juntou-me do chão, carregando-me no colo até o sofá onde sentou-se comigo. - shiii... A dor já vai passar, calma.  

-Desculpe – abracei-o chorando ainda mais.   

-Não foi nada, mas da próxima me chame doce – ele acariciava meu cabelo enquanto eu soluçava de tanto chorar, graças a Deus a dor está amenizando.  

-Tá bem.  

-Vou te levar na clinica para ver se está tudo okay – assenti com a cabeça apertando-o.  

-Te abraçar me acalma, me sinto bem. - falei fungando  

-Jura? Que bom! Te abraçarei mais vezes então - dei uma risada soprada e mexi minha perna para ver se ainda sentia alguma dor e graças a Deus passou. - vou te levar lá. - levantou comigo ainda em seu colo, andou até o carro, sentou-me no banco do caroneiro e depois sentou-se ao meu lado.   

Quando chegamos na clinica, Jimin falou com a enfermeira enquanto eu ficava sentada em um dos bancos.  

-Nós já podemos passar, venha. - levantei meus braços e ele sorriu pegando-me no colo e levando-me até a sala da enfermeira.  

*********************************************************************************************

-Está tudo bem então! Ainda bem – Minnie sorria sentado no sofá de casa.

-Sim, foi só um susto – sorri – mas doeu pra caramba! - fiz careta e ele riu.

-Viu, dá próxima me chama que eu te trago aqui pra baixo senhorita. - passou o dedo por meu nariz e eu balancei a cabeça - vem aqui – abriu os braços para que eu me aconchegasse nele e foi o que fiz. Ficamos nos encarando até que eu em um movimento rápido dei um selinho em Jimin que ficou sem reação.  

-Éh... Desculpaaaaaa, não sei o que deu em mim. Perdão - tampei meu rosto com minhas mãos envergonhada.  

-Tsc. - ele tirou minhas mãos de meu rosto e puxou-me para um beijo lento e carinhoso que acabou algum tempo depois por estarmos com falta de ar. - não precisa pedir desculpa. - Jimin falou dando-me mais um selinho e sorrindo em seguida.  

-A-aha... - sorri – o que vamos fazer agora?  

-Quer sair? - enquanto ele falava eu observava seus lábios avermelhados por conta do beijo.  

-Se você quiser, eu quero.   

-Hum... Então vamos aonde? -  pensei por um momento e escolhi o shopping, por mais que seja um lugar cheio de gente e eu esteja caminhando de muleta, faz tempo que não passeio por lá.  

-Shopping? - apertei-o contra meu corpo   

-Certo, vamos nos arrumar. E deixa que eu te levo meu doce! - falou beijando minha testa   

-''Meu doce''? - fiz aspas com os dedos  

-Sim. Você é doce e... - Jimin pensou por um momento – vamos lá - levou-me no colo até o meu quarto e deixou-me na frente do guarda-roupas apoiada na muleta.  

Peguei um vestido rodado branco com detalhes pretos e uma sapatilha preta. Penteei meus cabelos e passei uma maquiagem leve. Caminhei de vagar até a beira da escada e esperei por Minnie que chegou alguns minutos depois. Sua camiseta como sempre branca, coloquei meu vestido para combinar, claro.  

-Uau, você sempre lindo Minnie! - ele puxou-me para perto de si e pegou-me no colo me dando um selinho demorado.   

-Você que é sempre linda. - sorriu descendo as escadas enquanto eu segurava minha muleta.   

Park Jimin P.O.V On  

Não seja burro e idiota Jimin, você não pode se apaixonar por essa mulher. Você vai acabar magoando ela, da forma mais cruel. Quando eu sumir desta casa, ela talvez irá me odiar para sempre, mas será necessário, farei uma viagem para longe, talvez eu não volte nunca mais, tem gente que me espera lá.   

Coração fraco, é isso que sou. Mal cheguei aqui e já sinto como se eu precisasse vê-la a todo momento. O que eu faço agora? Não posso deixa-la ainda, apenas quando sua perna estiver melhor e ela estiver bem de vida, trabalhando.  

As vezes me sinto tão pequeno perto dos outros, não pelo meu tamanho, mas sim pelo que sou. Não sou eu que fiz a escolha de ir embora, são eles que me obrigam a voltar por fatos do passado, por mim eu ficaria...   

Um dia ela saberá de tudo e por que de eu ter que ir embora.   

O tempo que estou aqui cuidando-a, é um tempo muito precioso para mim, vê-la sorrindo é uma felicidade imensa, estou aqui para faze-la feliz e vejo que consegui. Minha meta, é que nada de ruim aconteça com ela, que ela seja muito feliz e que tenha o trabalho e família que tanto quer.   

Não posso deixar com que ela se apaixone por mim, isso trará muitos problemas, o maior -talvez- problema é como ela irá reagir quando eu for embora.   

Eu não me importo em me apaixonar por ela, por que eu já não posso mais fazer nada, mas uma coisa me incomoda muito... Eu irei perder algo muito precioso para mim.  

Kwon Joomi P.O.V On

Adentramos o shopping que estava cheio, caminhávamos com os braços enroscados observando as lojas. Assim que passamos por uma loja de chocolate, Jimin puxou-me para dentro e saímos com uma sacola cheia de trufas, em seguida entramos em uma loja que vendia ursinhos de pelúcia e ele comprou um urso gigante. Depois de muitas compras: roupas, acessórios e doces, decidimos ir até a praça de alimentação comer alguma coisa antes de irmos embora.  

Quando já estávamos no estacionamento, fui caminhando na frente de Jimin que estava pagando, foi quando ouvi a buzina e a luz forte de um carro chegando cada vez mais perto de mim.  

-CUIDADO! 


Notas Finais


Até o próximo cap~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...