História My Sweet Best Friend - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Vmin
Visualizações 7
Palavras 970
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura c:

Capítulo 1 - Memories


Fanfic / Fanfiction My Sweet Best Friend - Capítulo 1 - Memories

P.O.V Taehyung

×O sinal tocou e eu fui correndo para o portão da escola, esperar Jimin.

—ChimChim!- gritei ao ver o baixinho correndo.

Jimin havia me ignorado, aliás tinha feito isso o dia todo. Justo nesse dia, no dia do meu aniversário. Andei pela rua cabisbaixo, estava triste por Jimin não ter se lembrado e ainda por cima, me ignorado. Quando vi já estava na porta de casa, parado, secando as lágrimas involuntárias que caiam sobre meu rosto chateado.

—Taehyung, meu amor. Por que está chorando?- minha mãe me aconchegou em seu peito, me abraçando forte.

—Jimin, mamãe. Ele não...- minha mãe colocou o dedo indicador em cima de meus lábios, me fazendo ficar calado.

—Sobe no seu quarto.- ela se levantou e foi para a cozinha.

Subi as escadas correndo, quase que tropeço e saio rolando escada abaixo. Mas graças a minha irmã mais nova, meus pais colocaram um corrimão. Abri a porta do meu quarto e me deparei com aquela figura um tanto quanto "forte", cabelos negros, bochechas enormes, e um sorriso brilhante.

—Jimin?- sorri assim que o vi, mas ainda estava confuso.

O menor se levantou, e veio em minha direção com uma caixa. Sorri quando vi o que havia dentro. Era a jaqueta que tanto queria.

—Obriga..- Jimin tapou minha boca e me puxou pelo pulso.

—Não me agradeça ainda.- ele sorriu animado, eu apenas o fitei. Seus olhos brilhavam, parecia estar aprontando algo.

Jimin me tirou de casa, com uma euforia de outro mundo. Finalmente ele parou, e pôs suas mãos sobre meus olhos.

Consegui ouvir ele abrir uma porta, assim que tirou uma de suas mãos do meu rosto.

—Uau! Isso tudo é pra mim? Ah, ChimChim!- o abracei um pouco emocionado com o cenário que estava a minha frente. Jimin decorou toda a cafeteria de seus pais, só para mim. Definitivamente meu aniversario de 16 anos, iria ficar marcado.





(...)






Estávamos muito alegres, porém, cansados. Tínhamos comido quase todos os doces, bagunçado todo o local. Jimin se deitou no sofá, que servia de banco para clientes, e eu me joguei em cima dela. Ajeitei minha cabeça em seu peito, ouvindo seu coração que batia rápido.

—Tata, preciso te contar algo um pouco ruim.- ele se sentou, e eu o olhei nos olhos. Seu rosto tinha um semblante triste e ao mesmo tempo, nervoso.

—O que foi, Chimmy?- continuava o fitando, sem entender.

—Eu vou ter que viajar, vou morar em Busan novamente. Por isso quero que nunca se esqueça de mim.- Jimin segurou minhas mãos grandes, com suas pequenas mãozinhas gordinhas.

Meu coração havia se despedaçado em meu peito. Eu não queria perder o meu melhor amigo, a pessoa que me alegra e faz o meu corpo vibrar ao te ver, por mais que eu não entenda o motivo. Algumas lágrimas escaparam de meus olhos e Jimin rapidamente levou suas mãos até meu rosto, limpando onde elas haviam passado.

Agora meu coração pulava, o rosto de Jimin estava tão próximo ao meu, que eu podia sentir sua respiração descontrolada e quente sobre minha pele. Fitei seus olhos negros, que agora pareciam tão escuros e intensos, me olhavam com desejo e eu também o desejava. Por um descuido, me peguei fitando seus lábios avermelhados e fartos. Para mim, Jimin era o garoto mais belo do mundo. Meus olhos se fecharam, assim que senti aqueles lábios quentes, macios e doce, sobre os meus. Levei minhas mãos até sua nuca, entrelaçando meus dedos finos em seus cabelos escuros, enquanto ele pressionava forte minha cintura. Senti sua língua se enrolando na minha, fazendo a mais bela e perfeita dança. O momento estava maravilhoso, se não fosse pelo Jin, que bateu na porta da cafeteria. Estragando o clima.

—Eu te amo, Taehyung. Vou sentir sua falta!- ele saiu correndo, sem nem ouvir minha resposta.

—Eu também te amo, Jimin...- sussurrei baixinho, enquanto fitava a porta, chorando feito um bebê. Ah, eu ia sentir tanta falta dele. Do meu doce melhor amigo...×







∆...∆







—Eca! Isso é muito meloso!- Namjoon se levantou, fazendo cara feia.

—Por que nós namoramos, Joonie?- Hoseok lhe deu uma bronca. Sem duvidas o melhor casal que já vi.

—Porque vocês se amam e são insuportaveis igual.- Yoongi abriu a porta do apartamento, entrando sem nem bater.

—Yoongi, que surpresa. Veio me ver, porque me ama?- Sorri sarcástico e ele me fitou, com olhar furioso.

—Sobre o que estavam falando?- ele se sentou ao lado de Hoseok, pegando sua cerveja.

—Porra, folgado!- Hoseok lhe deu um tapa na testa.

—Eu estava contando sobre meu aniversário de 16 anos, do meu melhor amigo e de como eu era "apaixonado" por ele.- sorri ladino ao lembrar de tudo, e Yoongi fez cara de nojo.

—Você ainda gosta desse garoto?- ele me perguntou sério.

—Não sei, acho que não.- eu realmente não sabia. Será que se eu encontrasse Jimin, pelas ruas de Seul, eu o reconheceria? Eu ainda ia sentir tudo aquilo? Eu nunca havia parado para pensar em tal situação.

—Acho bom, pelo menos você não ilude o coração de Jungkook. Agora tenho que ir, trabalho para ser um homem bem sucedido. Até a noite, feliz aniversário Tae.- Yoongi saiu pela porta, desfilando como um modelo. Adorava o seu humor ácido.

—Até mais, Yoongi!- Namjoon e Hoseok falaram em uníssono. Eles eram um casal lindo até nisso.

—Até, Yoongi. Obrigada!- sorri ladino e Fechei a porta.

—Se importam, se eu for tomar um banho ligeiro?- perguntei ao casal que praticamente invadiram meu apartamento, pela manhã.

—Por mim tudo bem. Gosto de ficar a sós com o Hobi.- Namjoon sorriu maroto, me tirando gargalhadas.

—Aish, seu pervertido! Não iremos transar na casa do nosso amigo.- Hoseok jogou uma almofada nele, e assim começaram uma "guerra".

—Não destruam nada, principalmente você, Namjoon.- ele me lançou um sorriso cínico, me fazendo rir. Desisti de olhar os pombinhos e fui tomar o meu quente e aconchegante banho na banheira. Tinha custado caro, eu teria que aproveitar o meu dinheiro bem gasto.


Notas Finais


OIIIIIIIII EU TO FAZENDO ESSA FIC NOVA EU ESPERO DE CORAÇÃO QUE VCS GOSTEM. AAAAAAAA ESPERO QUE TENHAM GOSTADO.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...