História My Sweet Destiny - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Min Yoongi, My Sweet Destiny, Rap Monster, Suga
Exibições 13
Palavras 1.496
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Raiva


Ele franziu o cenho ao ouvir isso e cerrou o punho deixando um murro forte na mesa, me afastei um pouco surpresa com sua reação, mordi o lábio e taquei um livro na mesa com a página aberta no texto ENORME que eu escolhi, ele sorriu soprado ao ver o livro e o tacou no chão, suspirei e me sentei o encarando

 

-Talvez não seja hoje, nem amanhã, mas eu vou fazer você gemer meu nome a noite toda, depois quero ver você me chamar de criança de novo! -disse entredentes-

 

-Aaa com certeza eu vou me deitar com você... se enxerga garoto! -ri sarcástica- Agora, acho melhor você pegar a porra do livro e começar a fazer a lição!

 

-Que boca suja professora! Eu poderia te tirar daqui se contasse ao diretor os palavreados que você usa com seus alunos, só não faço isso porque acho excitante a forma que você tenta me dominar... -disse mordendo o lábio-

 

-Bom... -me levantei e fui até a porta e ele veio logo atrás- acho bom você fazer, se não quiser ficar a noite toda daqui!

 

-Assim que você abrir essa porta eu saio de qualquer jeito. -sorriu ladino- você nunca iria conseguir me impedir.

 

Olho para ele em tom de desafio, arqueio a sobrancelha e quando ia falar ouço passos se aproximando da porta, o que me faz calar, logo a voz do diretor ecoa por detrás da porta

 

- S/N?

 

-Sim! -disse enquanto aquele ser extremamente irritante me encarava com sorriso de deboche-

 

-Soube que colocou Min Yoongi de castigo, bom... realmente espero que leve a sério e não ceda as vontades dele! Sei que ele trabalha e uma hora vai querer sair daí -vi o sorriso de Min Yoongi se desfazer em segundos-

 

-Filho da puta!!! -gritou irritado-

 

-Até mais Yoongi, espero mesmo que cumpra as ordens da professora! 

 

Ouvi os passos se afastando e ficando cada vez mais longe, Yoongi dá dois murros fortes na porta e eu reviro os olhos indo até a mesa e me sento na mesma, confesso que não pensei que seria tão difícil fazer esse garoto copiar um texto. Ele me encara com uma expressão irritadiça, e vem a passos rápidos em minha direção que permaneço imóvel com cara de tédio, ele fica em minha frente, tenho certeza que estava pensando em mil formas de me matar ali mesmo, o encarei com a mesma intensidade e logo sorri cínica

 

-Temos muito tempo Yoongi, você pode pegar o livro, fazer o que pedi e ir embora sem problemas, ou você continua me encarando e ficamos presos aqui o resto da noite, vamos lá! Facilita as coisas para os dois lados... -olhei o relógio- já são sete horas da noite!

 

Ele colocou as mãos ao meu redor me prendendo na mesa e se aproximou de meu rosto, eu tentei me libertar daquela situação constrangedora, até porque aquele garoto era uma tentação e tanto, e mesmo eu já tendo 25 anos sinto que não poderia resistir caso ele fizesse o mesmo que fez na sala de música, ele me segurou quando ameacei levantar e encostou no meu pescoço roçando seu nariz deixando um rastro quente por onde passava, chegou em meu ouvido e disse

 

-Sabe o meu trabalho? Eu realmente não ligo, quero que se foda! Mas você...-agarrou meu pescoço- você vai se arrepender de ter me irritado assim!

 

Senti cada pelo do meu corpo se eriçar com aquelas palavras cheias de maldade, aquele garoto sabia provocar e muito bem, se não fosse meu aluno e estivéssemos dentro de uma sala de aula eu ia mostrar a ele as consequências de me provocar tão descaradamente, peguei em seu rosto o fazendo me encarar, ele tinha uma expressão extremamente sexy, mas ignorei esse fato voltando a minha sanidade e falei olhando em seus olhos para ficar bem claro

 

-Min Yoongi, acho que você não está entendendo a situação, sou sua professora e não parceira de transa ok? A um grande abismo entre um aluno e um professor -me levantei de súbito pegando na gola de sua camisa chegando perto de seu ouvido- vê se entende que eu não sou pra você, se você não fosse meu aluno talvez sim, poderia rolar algo, mas nas condições atuais não dá -soltei sua blusa a desamassando, eu também sei provocar e queria mostrar isso à ele- então seja um bom garoto e faça o que pedi, talvez eu diminua o tamanho do texto mas só porque também quero ir embora!

-Tá legal “professora”, eu faço!

Ele se afastou de mim e pegou o livro do chão o colocando sob uma mesa, fui até ele e abri a página do texto, ele arregalou os olhos pelo tamanho o que me fez dar um sorriso fraco, olhei no relógio e já eram sete e meia, eu estava realmente cansada e queria ir embora o mais rápido possível, então dei uma diminuída no texto o que o fez sorrir satisfeito, me sentei na cadeira afundando a cara num livro olhando pro nada, me lembrei que deixei meus alunos na sala de música sozinhos, mas o diretor deve ter ido lá e feito algo a respeito, olho rapidamente para Yoongi ainda não acreditando que ele estava realmente fazendo o que pedi, eu imaginei desde a primeira vez que o vi na sala que ele seria um grande problema pra mim, automaticamente eu comecei a analisar cada detalhe de seu rosto, seus olhos meio caídos que o deixavam com cara de sono, os lábios rosinhas que eram tentadores e seu rosto em si que dava um ar de “I don’t give a shit” o deixava mais atraente, agora ele se mantinha concentrado e aquele seu típico olhar perverso deu lugar a um mais sério. De todos alunos que já tentaram me “seduzir”, por incrível que pareça, já que só estou aqui a dois dias com hoje, ele foi o que mais conseguiu mexer com meu psicológico me obrigando a desviar a atenção de sensações e agir pela razão.

Eu não sou uma mulher feia por isso entendo eles, sim eu sou narcisista, tenho amor próprio e não fico falando por aí que sou feia só para ganhar elogios, sou bonita mesmo, o que torna a tarefa de dar aulas para adolescentes super difícil e até mesmo cansativa, já que eles só pensam em te levar pra cama. Tenho cabelo vermelho desde os vinte anos, quando comecei a colorir apenas por curiosidade, acabei gostando e aderi o estilo, meus olhos são castanhos claros e uso um estilo mais despojado, acredito que por isso chamo tanto a atenção deles, eu me visto e ajo como eles, o que os fazem pensar que estamos no mesmo nível.

Estava tão perdida em pensamentos que nem percebi que Min Yoongi estava parado na minha frente enquanto eu o olhava involuntariamente, ele me entregou o texto e sorriu safado, tentei ignorar o fato dele ter me visto o olhando daquela forma e me levantei rapidamente abrindo a porta e dando passagem para ele ir embora

-Vou usar isso na sua média se precisar -disse evitando contato visual- esta liberado para ir embora!

Sai porta a fora o deixando sozinho  na sala, ele sorria satisfeito e eu me condenava por ter permitido que isso acontecesse, fui até a sala de música e peguei minhas coisas que ainda estavam lá e sai da escola.

~um mês depois~

-Sério, eu não acredito que você conseguiu um milagre desses -me dizia boquiaberta Sohyun enquanto bebericava seu chá verde- eles nunca saíram do vermelho e olha essas notas!

O motivo pra tanto espanto? Simples, a sala que eu peguei para dar aula, a pior sala, a horrível, que ninguém consegue dar aula, estava entre as melhores do bimestre. E claro que os outros professores não aceitam a realidade e já chegaram a dizer que eu estou “dando de graça” as notas, mas na verdade, toda aquela indisciplina se resolveu com um pouco/muito esforço e boa vontade, é óbvio que eles tentaram me irritar de todas as formas, cola na caderneta, apagavam as lições que eu passava e até tarraxas colocaram na minha cadeira, só que eu vi antes de sentar, mas eles saíram perdendo porque o que não falta nessa escola é livro pra fazerem cópias. Eles agora não estão 100% mas me respeitam mais e eu consigo dar aula tranquilamente. Min Yoongi também melhorou, suas notas subiram e depois do dia que eu o obriguei a fazer a cópia ele nunca mais falou comigo, entre nós houve apenas troca de olhares os quais eu rapidamente desviava já que assim estava ótimo, ele sendo aluno e eu professora.

 

-Me diga, aquele garoto nojento não te causou mais problemas? -disse Sohyun-

-De quem você está falando Sohyun? -a encarei séria-

-Aa você sabe, Min Yoongi! -me levantei de súbito a encarando irritada-

-Nunca mais fale assim de qualquer aluno meu ouviu? Eles não tem culpa se tiraram uma classificação melhor que os teus!

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...