História My Sweet Lolita !!! - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Brinquedo, Drama, Lolitas, Love, Namjin, Novela, Sex, Sweet, Taekook, Yoonmin
Visualizações 87
Palavras 2.266
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


JK: Veeey onde cê tava ?
N/A: Cêis nem ligam pra eu !!!
Jin: Ligamos sim aish menina teimosa
Tae: Senti sua falta sabia 😭😞💔
N/A: Ointwwww, relaxa omma voltou
NJ: Finalmente <3

Capítulo 4 - Baby Boy !!


Fanfic / Fanfiction My Sweet Lolita !!! - Capítulo 4 - Baby Boy !!


                                                                                ~ VISÃO JEON~ 

Acordei com a claridade do sol entrando pela janela, meu corpo estava dolorido ao olha pro lado via Tae dormindo suavemente, não  queria o acordar me levantei calmamente indo em direção ao banheiro, abri a torneira deixando encher a banheira, fui ate o espelho me deparando com os arranhões  da noite passada maravilhosa, ao entrar na banheira sinto um leve desconforto pela água quente encostar nos arranhões, sinto duas mãos deslizarem pelo meu tórax  e um beijo quente na curvatura de meu pescoço 
          Bom dia Daddy- O menor sussurrava no pé do ouvido sinto meu corpo extreme-ser aquela voz rouca e manhosa, deixando meu membro  semi enrijecido, o menor entra na banheira sentando em meu colo dando algumas leves reboladas.                        
                                                                                                  ~ VISÃO TAEHYUNG ~

 Sentei no colo do maior ele estava semi-enrigecido, realmente Jeon era um homem muito bom no que faz, eu queria senti-lo  novamente,  separo  alguns fios de cabelo que insistiam em ficar nos olhos do moreno tampando aqueles olhos castanhos que faziam você  se afundar em pensamentos insanos, mordo meu lábio inferior faço uma carinha de cachorrinho que caiu da mudança
                D-Daddy m- me fo-fodee - falo entre gemidos enquanto acelera a o ritmo das reboladas,sinto o seu membro ja enrigecido , pulsando de tesao, sedento por prazer era isso que eu queria ser fodido por ele.
                        O maior puxa minha cintura com uma das mãos  e com a outra, segura seu membro e adentrando em minha pequena entrada, cravo minhas unhas em seu membro soltando um gruido fraco de dor. O maior começa a depositar beijos pelo meu torax ate meus mamilos, dando pequenas mordidas, fazendo com que eu joga- se a cabeça pra trás, já não sentia dor apenas prazer então comecei a quicar sobre seu colo, o barulho erótico que se fazia no banheiro fazia com quem ambos gemessem de prazer, o maior levou uma das suas mãos ate meu membro que aquela altura jogava pre- gozo em seu abdômen  definido, aquilo foi o pico pra me deixar fora de mim comecei  a rebolar e quicar fazendo seu pau enconstar varias e varias em minha próstata, meu gemido fazia com que Kookie segurasse  minha cintura ditando os movimentos, em poucos minutos sentíamos o ápice  de nosso prazer assim ambos se desfazendo, arfei enconstando na volta de seu pescoço.
     Tenho uma surpresa  pra você hoje a noite Daddy.- o maior me olhava com desejo com malicia, mordi o lábio inferior me levantei e fui me trocar.                        
                                                                                ~ VISÃO  JEON ~                        
                   Terminamos aquele momento glorioso, como aquele garoto conseguia me fazer ter tantos desejos maliciosos, termino meu banho e vou pro quarto onde em cima havia uma calça preta com rasgos no joelho e na coxa, uma camisa social branca e uma jaqueta preta e branca e claro uma box preta, me vesti rapidamente, desci as escadas sentindo um cheiro maravilhoso de Toddynho e pão  torrado, ao chegar na cozinha quase tive um treco Tae estava vestido de empregada com um vestidinho preto  curto com babadinhos brancos  uma meia branca fina indo ate a coxa uma das pernas havia uma cita liga (PUTA QUE PARIO EU VOU FUDER ESSE GAROTO AQUI E AGORA).
           Venha Daddy você  precisa se alimentar, ou não  terá forças pra hoje a noite- o mesmo sorri maliciosamente, agachando-se até  o forno, fazendo com que aquele espetáculo de bumbum fica a mostra deixando a mostra sua calcinha fio dental, não  me aguentei fui ate o menor pressionando  meu membro que já  acordava contra aquela perfeição chamada Tae. 
            Sr Jeon?- eu conheço essa voz porra e o Soo, viro meu olhar em direção a porta vendo o Mesmo de pé com uma mala nas mãos, me afasto do menor ajeitando minha roupa.
             A- aonde você  vai com essa mala ?- Sinto meus olhos marejarem 
      Terei que viajar minha irmã  esta muito doente e terei que cuidar dela de Jimi meu sobrinho, me perdoe senhor - Ele caminha ate mim depositando um beijo o mesmo  sorri dirigindo seu olhar a Tae.
      Cuide muito bem de meu menino hum? - a essa altura as lagrimas já  percorriam  em meu rosto, Tae acento afirmativamente com a cabeça, o mais velho caminha ate a porta que dava pro elevador dos empregados.
      Até daqui uns dias meu filho, eu prometi cuidar sempre de ti e eu vou cuidar . o mais velho saiu me deixando ali.
      Estou indo pra empresa caso precise de algo me ligue okay?-  pego minha mochila indo pra saida.
                                                                              ~ QUEBRA DE TEMPO~
            Estava em meu escritório, quando de repente, sim Namjoon arrombou minha porta de novo.
             Caralho seu Poste ambulante  como  tu consegue quebrar so a minha porta?- coço a nuca tentando entender àquilo.
         Nossa  calma e só uma porta caralho , depois mando arrumar, agora me conta como foi com a princesinha lá? - o maior se joga no sofá,  dando uma gargalhada, arqueando apenas uma das sobrancelhas.
            Foi muito bom, ele e todo apertadinho e uma delicia de fode-lo , mas estou todo arranhado- inclino-me na cadeira colocando os pés  na mesa.
     Ele tem uma surpresa pra mim hoje, de certa forma estou curioso..- Nam me encara 
        Jin disse a mesma coisa to curioso também, eu amo tanto esse ser . Enfim preciso ir tem reunião hoje- o mais velho da um pulo e caminha ate a porta a colocando no lugar .
                                                                      ~ QUEBRA DE TEMPO ~

 Lá estava eu dentro do elevador subindo pro ultimo andar, naquele momento eu só queria me deliciar daquela bunda redondinha de Tare eu apenas queria fode-lo a noite toda, sem me importa com o dia seguinte, afinal amanha seria sábado, então Tae seria meu a noite toda, hoje eu não seria bonzinho com ele, hoje ele iria saber que eu gosto de FODER, fui despertado de meus pensamentos ao ver a porta do elevador se abrir, caminhei ate meu apartamento, coloquei a mão no bolso a fim de pegar as chaves e pra minha surpresa eu havia a esquecido em cima da pasta no escritório obviamente eu não voltaria até lá só para pega-la, apertei a campainha, demorou alguns minutos ela se abrir e eu me deparar com um Tae totalmente sexy, senti um arrepio percorrer meu corpo e um calor entre minhas pernas, aquele garoto com o o olhar angelical de mais cedo, estava totalmente mudado dando lugar a sorrisos maliciosos, estava vestido de coelhinho com direito as orelhinhas pretas, uma calcinha box feminina preta, no bumbum havia um pompom branco, a calcinha era presa por um dois suspensórios pretos e uma blusinha branca com apenas dois botões, realmente aquele garoto não queria minha saniedade mental boa, e cá entre nós eu também, hoje ele não saberia o quanto iria ter prazer eu iria fode-lo de uma maneira inesquecível.

Daaaaddy !!!!- o mais novo, pula no meu colo fazendo com que eu deixa-se a mochila cair e segura-lo a essa altura meu membro já estava bem acordado.o mais novo me envolvia em beijos molhados, mordiscando meu pescoço.

Gostou do presente Daddy? - o menor agora me encarava como espera-se uma resposta 

Amei MEU BABYBOY !! - entrei com o menor ainda em meu colo, fechei a porta com os pés, levando o menor pro sofá eu não aguentaria esperar até subir ao quarto, o joguei no sofá deitando em cima do mesmo, naquela altura minha mão já estava percorrendo todo o corpo perfeitamente esculpido de Tae, o beijei pedindo passagem pra língua que logo fora cedida pelo menor, era um beijo fogoso, havia uma pequena briga por espaço, desvendava cada canto daquela boca, suas unhas percorriam por todo meu corpo, a falta de ar se fez presente, arfei ao sentir a mão do menor puxando alguns fios de meu cabelo, aquela sensação era maravilhosa.

Rasguei a roupa do menor sem pensar duas vezes deixando o somente de calcinha preta que o apertava deliciosamente, apertei seu membro com uma pequena força e o mesmo se contorceu de prazer, era agora minha gora de faze-lo implorar por meu pênis, de faze-lo implorar por ser fodido por mim, direcionei meu olhar ao menor mordi meu lábio inferior soltando um sorriso malicioso, deci minha boca por sua clavícula deixando  beijos, percorri a lingua pelo seu toráx, parando em seu mamilo esquerdo ou eu mordi que com certeza ficaria marcas, era isso que eu queria que ele fosse marcado que ele soubesse que tinha um dono, com o direito apenas apertava entre os dedos, o menor aquela altura já gemia alto.

O que você quer BabyBoy ?-  o olhava com desejo eu queria fode-lo, mas queria ver o implorando pra isso.

Q- quero  v- você m-me ffodendo Daddy-  o menor falava entre gemidos sua voz estava manhosa, aquilo eram musicas pro meu ouvido eu queria louco por mim eu queria realmente maltratar eu queria realizar todos meus desejos agora com aquele garoto de cabelos claros.

Eu vou pensar se você merece hoje!!!-  dei um sorriso nasal e voltei a beija-lo, aquela altura meu membro já escorria pré gozo, retirei minha roupa em questão de segundos eu estava nú em cima daquele pedaço de mal caminho delicioso chamado TaeHyung, retirei a calcinha e um gemido manhoso saia da boca do menor, não pensei duas vezes e abocanhei seu membro, chupava com vontade seu pré gozo escorria por minha boca e aquilo era otimo ver o menor se retorcer de prazer, retirei o da boca dando sugadinhas na glande, o menor estava quase gozando quando parei.

Você só irá gozar quando eu permitir, agora vira de quatro!!! - minha voz se fez autoritária, o menor extreme-seu e logo ficou de quatro, aquela imagem poderia ficar gravado em minha mente pro resto da vida, aquela pele branquinha, sua entrada apertadinha só me esperando, me ajoelhei afastando com a mão um pouco o bumbum do menor e depositando beijos em sua entrada, o menor se contorceu mais ao sentir minha língua quente e molhada ao redor de sua entrada,enfiava e tirava a língua varias vezes vendo o menor gemer alto pelo cômodo.

K- KOOOOKIE - AAAAAHHHHHHHH, P- POR F-FAVOOOOR M- ME  F-FOOOODE  AHHHHHHHHHH-  Aquilo me deixava louco, continuei por mais alguns minutos, ver o menor naquele estado fazia com que meu membro lateja-se, sedento por foder ele não pensei duas vezes e o penetrei com toda a força e rapidez que eu pude, o menor gruiu de dor enterrando seu rosto na almofada, fiquei alguns minutos sem movimentar, apenas apreciando aquela imagem ele de quatro implorando por mim, era bom ter alguém submisso a mim, que estava ali apenas pra satisfazer meus desejos sexuais, porém não deixava de enaltecer a beleza do menor, ele me deixava a vontade pra fazer o que eu queria.

Após alguns minutos, o mesmo rebolava pedindo pra que eu bomba-se, e assim se fez comecei com movimentos de vagar, mas a vontade era tão maior que em questão de segundos já estava estocando forte a porto de encostar em sua próstata, o menor ia a loucura a cada estocada ele gemia.

Eu quero que você, grite pra todos ouvirem que você adora ser fodido por mim seu DONO, grita que quem manda em você sou eu ANDA GRITE !!!!!-  o menor arfou, acentiu afirmativo com a cabeça soltando um gemido manhoso quando acertei sua próstata novamente.

J- JEEEON O M-MEEEEELHOR D-DOOONO AHHHHHHHHHHH EU A- AMOOOOOO AHHHHHH S- SER AHHHHHHH F-FODIDOOOOO AHHHHHHH POR ELE, M- ME FODEEEEEEE DADDY KOOKIE AAAHHHHHH, EU SOU SUA PUTA AAAAAAAAAHHHHHHHHHHH - PUTA. De uma certa forma aquela ultima frase me deixou um pouco encabulado eu não havia gostado, então desferi um tapa em sua bunda.

Você NÃO é minha puta  hum? Nunca mais diga isso - Arqueei uma das sobrancelhas e continuei as estocadas, puxei o menor pra cima fazendo com que suas costas batessem em meu peito suado o menor já pingava de suor, o mesmo tombou a cabeça pra trás dando reboladas e contraindo de vez em quando sua entrada, aquilo era bom sua entrada tão apertadinha me deixava com mais tesão a vontade de arrombar ele era imensa, mas não faria isso, direcionei minha mão ao seu membro já esquecido e comecei a bombea-lo fazendo movimentos de vai e vem, o menor aquela altura já estava cansado, o quarto estava abafado os barulhos eróticos se faziam presente na sala, em alguns minutos o  menor sentia seu ápice se desfazendo em minha mão a deixando melada, levei dois dedos a minha boca a chupando aquilo realmente era o néctar dos Deuses, retirei meu membro do menor que gemeu em forma de reprovação.

O baby quer leitinho ? - Tae  logo ficou de joelhos seus olhos eram sedentos de vontade, sua boca aberta a saliva demonstrava a sede pelo prazer que ele estava, não precisou de resposta pois o mesmo já se encontrava com meu membro em sua boca, com a testura aveludada, sua língua pareciam pinceis macios, era como estar no paraíso, tombei minha cabeça pra trás e me deixei gemer, o menor ia cada vez mais rápido ao me ouvir gemer.

TaeTae ahhhhh como é bom teu boquete ahhhhh-  segurei sua cabeça e ditando a velocidade, em questão de minutos senti meu ápice, meu corpo extreme-seu e me desfiz na boca do menor que tomou tudo, deitei no sofá o puxando fazendo com que nossos corpos suados e sujos ficassem naquela posição de até certa forma me fez sorrir o corpo quentinho de Tae me fez gostar, comecei a acariciar =os cabelos molhados do menor que aos poucos fechava até que adormece- rá ali em meus braços, onde me fez ir no embalo.

 


Notas Finais


espero que gostem e por favor COMENTEEEEEEEEEEEEEEEEEEM EU GOSTO QUANDO VCS INTERAGEM COMIGO :'(


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...