História My Sweet Sin - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Tags Baekyeol, Chanbaek
Exibições 20
Palavras 1.589
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HELLO PIMPOLHOS!!!
Ainda lembram de mim? NÃO PRECISAM JOGA PEDRAS EM MIM AGORA PLEASE? -q
Eu posso me explicar!!!! bom, eu estava sem nem um pingo de imaginação pra escrever essa fic sorry, eu tentei e tentei em todos esses 3? 4 messes? (num sei '-') mais nada saia, nem uma fuck palavra e como eu não queria trazer uma merda em forma de cap pra vcs eu decidi só posta quando minha amiguinha vulgo imaginação voltasse E EIS que essa semana ela voltou (não essa mais a outra......ehh okay '-') MAIS eu já ocupei demais vcs........ então
GO GO GO VÃO LER

Capítulo 3 - Forget


Fanfic / Fanfiction My Sweet Sin - Capítulo 3 - Forget

Tudo tinha começado com uma simples frase.

- Mamãe Yeollie esta me chamando!

Baekhyun tinha apenas três anos quando falara isso, as palavras ainda enroladas mais mesmo isso não impedia que sua mãe o entendesse.

Desde muito pequenino BaekHyun apresentava um comportamento estranho na visão de seus pais, sempre estava a brincar sozinho mais eram muitas as vezes que o viam falando com um tal de ‘’Yeollie’’ chegaram a perguntar ao garoto quem era esse, mais apenas recebera a resposta ‘’ e meu amigo mamãe.’’

Baekhyun era uma criança agitada e tagarela, vivia correndo pela casa espalhando seus diversos brinquedos, sua voz tipicamente infantil era ouvida ate mesmo de longe, já virara ate mesmo costume escuta seus gritos enquanto descia as escadas seja imitando o barulho de um carro ou apenas por grita.

E exatamente por ser uma criança tão agitada seus pais julgaram que esse seu ‘’amigo’’ deveria ser consequência de sua imaginação aguçada demais para uma criança tão pequena, deveria ser apenas seu amigo imaginário.

Mais agora com seus exatos quatro anos continuava a conversa com seu ‘’amigo’’ sempre um assunto novo e descontraído, seja falando de seu dia ou de como adorava seus novos brinquedos.

ChanYeol era fascinado pela inocência do Byun, sempre tão atento e curioso, lembrava bem do dia em que BaekHyun o vira pela primeira vez tinha apenas um ano de idade, e por não saber fala ainda apenas mostrava seus poucos dentes quando o via, em um sorriso fascinante demais na visão do jovem anjo.

Com o tempo fora aprendendo aos poucos a falar e andar, seus pequenos olhos curiosos sempre buscavam o anjo ao seu redor e quando o achava era impossível segura seu sorriso deixando a mostra suas pequenas pressinhas.

ChanYeol se sentia inseguro pelo pequeno fato de BaekHyun poder o ver e ainda mais pelo fato do garoto sair falando dele para Deus e o mundo, isso era novo para si, seus outros protegidos só o haviam visto ate seus um ano de vida, não entendi porque BaekHyun continuava a velo com cinco anos.

----------------------------------------XXXXXXXXXXXXXXXXXX-------------------------------------------------------

Hoje era um dia especial para o pequeno Byun, segundo seus pais hoje iria ser seu primeiro dia na escola. Se sentia agitado e nervoso, andava de uma lado para o outro no quarto enquanto falava com seu fiel amigo.

- e se eles não gostarem de mim? – perguntara pela decima vez ao anjo, esse por sua vez apenas deixara um sorriso brincalhão escapa-lhe os lábios fartos enquanto voltava a falar a mesma frase.

- e claro que eles irão gosta de você meu pequeno.

- eu não sei não Yeollie. – falara mais uma vez enquanto parava de andar e sentava na cama.

Baekhyun tinha apenas cinco anos, seu pai ainda queria espera um pouco para colocarem ele na escola mais segundo a Sra. Byun era melhor o colocar logo na escola pós tinha medo que BaekHyun continuasse a falar com esse seu ‘’amigo’’ achava que tudo isso era pelo simples fato de que o garoto era sozinho e na falta de alguém da sua idade para brincar e conversa acabara criando alguém.

Antes que ChanYeol pode-se falar mais alguma coisa a mãe de BaekHyun aparecera na porta de seu quarto o chamando para irem.

Não iria negar que estava apreensivo quanto a isso, achava que BaekHyun ainda não estava na idade de ir para a escola, mais quem  era ele para falar afinal? Nunca tinha ido para a escola para saber qual a idade ideal, mais tinha medo que alguém o machucasse ou fizesse alguma coisa contra o Byun, havia se apegado pelo garoto isso era fato.

--------------------------------------------XXXXXXXXXXXXXXX--------------------------------------------------------

O caminho todo para a escola fora agitado pela parte de BaekHyun, que agora cantava uma musica qualquer que estava passando na radio.

Não demorou muito tempo para que chegassem na pequena escola, havia muitas crianças dentro e fora da mesma, algumas acompanhadas de seus pais e outras das professoras do local.

ChanYeol estava boquiaberto com o grande numero de anjos que estavam ali, alguns simplesmente olhavam seus protegidos outros andando  atrás dos mesmo.

Estava insegura quanto a isso, um ambiente de tantos celestiais era propicio a alguns desentendimentos, ou ate mesmo denuncias de má conduta.

Saiu de seus pensamentos quanto ouvira mais uma vez a voz infantil de BaekHyun, o garoto falava mais uma vez com a sua mãe antes da mesma entrega-lo para uma das mulheres que estavam na frente da escola.

Caminhava á todo momento atrás de BaekHyun, não tirava os olhos do garoto nem por um segundo sequer, para sua surpresa, ou nem tanta assim, não fora difícil para BaekHyun encontra novos colegas, assim que entrara estava tímido e calado, mais foi apenas um dos garotos chama-lo para sentasse com ele em um pequeno grupo de meninos que o mesmo começara a se soltar.

O primeiro dia de aula fora apenas o básico, apresentações, brincadeiras etc. em poucas horas BaekHyun já estava mais uma vez dentro do carro de sua mãe falando sobre como fora seu primeiro dia de aula.

Estava com a sua típica animação, animação essa que não passou nem mesmo quando chegara em casa e sua mãe mandara ele se arruma para jantar.

ChanYeol olhava o menino atentamente enquanto sorria discretamente da empolgação deste.

- Como foi seu dia de aula? – perguntara mesmo sabendo de exatamente tudo.

Para a sua frustração não ouve nem uma resposta, BaekHyun continuara se arrumando normalmente como se nem sequer houvesse falando com o mesmo.

- Baek? – chamara mais uma vez, na esperança do garoto falar consigo, já que BaekHyun adorava fazer brincadeirinhas de ignorar o anjo.

Mais novamente para a sua frustração, BaekHyun nem mesmo esboçara uma sequer emoção.

- BaekHyun! Pare de me ignorar! – falara um pouco mais alto já entrando em desespero pela falta de palavras do menor.

Chegara mais perto do menor e ficara o observando, esperando que o mesmo parasse com essa brincadeira sem graça. Baekhyun novamente nada fez, apenas passara por si normalmente como se nem sequer estivesse o vendo.

Quando já estava a ponto de ter um colapso, sentiu um vendo forte vim da janela e assim que olhara vira uma luz forte vim de lá, fechara os olhos por impulso e virara para o lado oposto da luz.

- ChanYeol? – ouvira uma voz calma chamar seu nome e virara seu rosto a procura de quem o chamara, para a sua surpresa bem diante dos seus olhos onde a alguns segundo atrás estava toda aquela luz agora havia um anjo ali.

Não reconhecia ele, tinha certeza disso, olhava-o intrigado, como ele sabia seu nome?

- Olá ChanYeol, sou Uriel príncipe de Dominações*, e vim aqui ajuda-lhe. – falava o anjo denominado Uriel, ChanYeol já ouvira falar dele, o mesmo tinha um imagem digna de príncipe como o esperado, seus cabelos eram loiros de tom claro, tamanho mediano que cobriam parcialmente seus olhos, olhos esses de cor azul turquesa, tão claros que chegavam a brilhar sob a luz do quarto, sua pele era branca como os pequenos flocos de neve que caiam no inverno, suas vertes eram brancas como a de qualquer anjo, suas assas eram enormes e igualmente brancas e balançavam sutilmente atrás de si, em sua mão direita um enorme cetro dourado em formato oval era visto, o mesmo brilhava maravilhosamente em  sua mão, ouvira falar que o cetro representava a sua autoridade e poder divino sobre a criação, procurara a tão típica espada dessa classe de anjos mais não encontro-a.

Saiu de seus pensamentos quando ouvira a porta do quarto bater anunciando a saída de BaekHyun do quarto, olhara suplicante para o anjo a sua frente antes de falar:

- por que ele esta me ignorando? – perguntara baixo, amargurado.

- ele não esta te ignorando ChanYeol. – respondera sereno, enquanto caminhava lentamente na direção de ChanYeol.

- Como não? Eu falei com ele repetidas vezes e ele nem sequer me olhou! – falara indignado tentando ao máximo não eleva seu tom de voz, seria uma falta gravíssima se o fizesse.

Ouvira a risada baixa do Dominações a sua frente e o olhou indignado por tal.

- BaekHyun apenas te via pelo fato de ser uma criança pura, sem quaisquer contato com o mundo exterior, agora ele conheceu novas pessoas, novas experiências, Baekhyun já não e tão puro do mesmo jeito que era quando estava nessa casa somente com você e seus pais. – explicara calmamente, sorrindo doce no final.

ChanYeol estava estarrecido, não sabia oque falar.

- então quer dizer que ele nunca mais vai me ver? – perguntou no fio de voz que conseguiu escapa de sua garganta.

- Exatamente. – aquiesceu o anjo a sua frente logo prosseguindo. – BaekHyun agora não o vera mais e nem lembrara mais de você, tudo não passara de um rápido sonho para ele.

Estava horrorizado, mais uma coisa ainda não saia de sua cabeça por que apenas BaekHyun o via ate os cinco anos?

- por que apenas ele me via ate os cinco anos? – perguntara choroso.

- os seus antigos protegidos já tinham um prevê contato com o mundo, nunca viveram tão isolados como BaekHyun por assim dizer.

Tudo estava tão embaralhado em sua cabeça, sentia como se um nó estivesse preso fortemente em sua cabeça, olhava perdido para o anjo a sua frente, sua visão começara a ficar turva e pequenas lagrimas começaram a escorrer por sua bochecha alva.

Pensa na possibilidade de ser apenas um sonho para BaekHyun era doloroso demais pra si, sentia como se mãos invisíveis estivessem apertando seu coração, tudo isso era demasiado doloroso para si.


Notas Finais


Então oque acharam? valeu a pena a demora? *-* -q
erros? erros? algum me ajudem plis? ;-;
Eu espero ter ficado legal!! *-*
Qualquer coisa me falem certo? aqui somos todos dollynhos, seus amiguinhos!! (vó tomar meus remédios ;-;)
eu realmente irei tentar não demorar tanto de novo!! esse com toda certeza era o cap onde eu tinha mais bloqueio e como eu consegui fazer creio eu que os outros serão mais fácies.
Vamos ao dicionarios da fic!!!!
1- ''príncipe de Dominações'' - Bom cada tríade tem um príncipe, então não seria diferente com a Tríade Dominações certo? essa e a 2 Tríade!! mais assim como o Potestade citado no cap anterior eu não poderei explorar muito ele, com o decorrer dos caps e que todos eles serão explorados e explicados!! Promise!
Então e só isso!!! :'')
Beijinhos de luz e ate a próxima!!! ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...