História My Sweet Vincent - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Políamor, Sobrenatural, Yaoi
Visualizações 13
Palavras 749
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Harem, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Reiko eu te venero >.<

Capítulo 2 - Reiko


Fanfic / Fanfiction My Sweet Vincent - Capítulo 2 - Reiko

A mãe de Derek e Ryo ficava muito pouco em casa, estava sempre em viagens de trabalho e sempre se culpou muito por não estar presente enquanto seus amados filhos estavam crescendo.
Mas ela sempre dava um jeito de voltar e ficar com eles nem que seja por algumas horas. E hoje foi um dia desses.
Ryo fazia o café da manhã enquanto Derek ficava no sofá jogando vídeo game e Vincent tomava banho quando a campainha tocou, sem aviso prévio e nem um telefonema da portaria do prédio. Na porta estava sua mãe que havia milagrosamente conseguido uma semana de férias. Reiko era uma famosa estilista, ela competia frente à frente com a brilhante filha da família Shiram, a irmã de Vincent, Kashi.
Como odiava esperar ela ficou tocando a campainha até alguém vir atende-la, num movimento brusco Derek abriu a porta e ao vê-lo tao afobado ela riu e disse:
"Hehe estavam fazendo sacanagens com o pequeno tigrinho, não?"
"Mãe esse é o seu jeito de comprimentar seu precioso filho que não vê a um mês e meio?"
"Oh desculpe meu amor, como está meu precioso moranguinho?" 
Reiko passou a chamar Derek assim desde o dia em que ele pintou o cabelo de vermelho, ela era esse tipo de pessoa, pregava peças nos outros, incentivava quais quer que fossem as ideias de seus filhos, desde que fossem boas e não deixava de demonstrar o quanto os amava. Era uma mulher belíssima, seus cabelos negros desciam por suas costas até seu quadril, seus olhos castanhos que se olhasse por alguns minutos veria pequenos pontos verdes e sempre vestindo as mais requintadas roupas.
"Então até quando vai deixar sua mãe na porta assim?"
"Desculpe, mas a senhora sempre entra sem eu nem precisar falar."
"Senhora sua mãe, não sou senhora!"
"E não é minha mãe?"
"E quem te disse que sou?"
Reiko começou a rir e entrou colocando as malas em frente à Derek para que ele as levasse e deixou seu pobre filho com uma cara triste na porta.
"Às vezes é tão cruel madame."
Era a maneira que Derek chamava sua mãe às vezes.
"Eu sei meu moranguinho, por isso que vocês são assim, tão fortes."
Ela passou o corredor que ligava a entrada à porta da dispensa e a outra que dava para o resto da casa, ao passar a segunda porta chegou a sala que era junto da cozinha e nela estava Ryo fritando bacons e fazendo panquecas.
"Meu kiwi, te botaram para ser o chef hoje?"
Dizem que ela o chamava assim por que quando era pequeno amava tudo que continha kiwis, mas talvez ela somente gostasse de apelidar todos com nomes de frutas, já que esse era o tipo de pessoa que Reiko era.
"Mãe!"
Ryo exclamou ao vê-la e correu para abraçá-la.
"Oi meu amor."
"Cuidado Ryo, ela tá de malévola hoje!"
Disse Derek enquanto arrastava as malas para perto dos sofás.
"Serviçais não falam querido."
"É verdade Dek, não falam."
Falou Vincent que havia acabo de tomar banho e ido até a sala onde ouviu uma voz feminina familiar.
"Vi! Meu pequeno tigrinho!"
Reiko gritou e correu para abraçar seu amado genro, ela o amava como um filho, Derek até reclamava às vezes que ela o amava mais que seus próprios filhos. Os três então se sentaram nos sofás e comessaram a conversar.
Depois de muitos papos e conversas fiadas, Reiko finalmente disse o por quê de ter ido tão cedo:
"Antes de terminar minhas férias eu queria pedir um favor para você Ryo."
"Eu?"
"Por que Ryo?" Derek disse com uma voz chateada.
"Um fotógrafo amigo meu queria um modelo como vocês, mas ele queria um ar mais natural e serio. Então disse para ele que meu filho seria perfeito e fiquei de levá-lo quinta para conhecê-lo... Então, você pode fazer isso por mim querido?"
"Claro! Só tenho que ir até a faculdade para entregar um trabalho para meu professor e depois estarei livre!"
"Ótimo! Então amanhã partimos e quando voltarmos poderemos passear e passar o tempo todo juntos!"
"Sim!" Falaram Ryo e Vincent.
Derek não ficou muito feliz, mas depois de uma conversa e o jeitinho de mãe que Reiko tinha, ela conseguiu convencê-lo, ele se alegrou ao saber que teria Vincent só para ele durante três dias.
Quando o amanhã chegou Reiko e Ryo partiram para Paris. No aeroporto, Ryo prometeu que voltaria antes da Lua cheia, quando os instintos Incubus de Vincent despertavam e começava seu cio.

 


Notas Finais


Vincent fica tão lindo no cio *--*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...