História My Sweet Vincent - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Políamor, Sobrenatural, Yaoi
Visualizações 13
Palavras 970
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Harem, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - O Cio


Fanfic / Fanfiction My Sweet Vincent - Capítulo 4 - O Cio

Assim que chegou no ponto de encontro Derek viu Keitarou com seus outros colegas e seu professor, o que era ruim, pois o certo seria chegar antes dele. Ao vê-lo Keitarou falou:
"Onde estava cara?"
Sua colega que também era sua ex namorada também estava lá e disse:
"Já estávamos cansados de te esperar!"
"Desculpe, mas eu realmente não queria vir!" Disse Derek ao parar ao lado dela.
"Todos nós! Mas eu sei o por quê se atrasou, não é Dek?" A menina falou com um sorriso no rosto, ela sabia da relação que Derek e Ryo tinham com Vincent.
"Estava com ele só para mim por três dias!" Derek parecia chateado, mas claro que estaria, poderia ter ficado com Vincent durante três dias! Mas teve de se encontrar com seus colegas que segundo ele já aturava o suficiente durante a semana e não precisaria os aguentar até nos dias de folga.
"Muito bem, graças a um certo alguém! Já estamos atrasados uma hora! Então vamos!" Seu professor não parecia nem um pouco contente com seu atraso.
Chegaram a Tokyo e foram direto ao hospital onde seria feita a experiência, o curso que o professor ensinava era químicas avançadas, por isso ele sempre contava a mesma piada quando iam fazer alguma experiência com produtos mais perigosos.
"Se tiverem de morrer que seja no hospital!"
Era engraçado no início, mas com o tempo perdeu a graça, ele continuava pois isso irritava muitos dos meninos e ele adorava tirar sarro deles.
Em Paris, Ryo e Reiko foram para o ateliê onde ficava o estúdio do amigo necessitado. Era um prédio grande de três andares, a sacada do terceiro andar tinha plantas e essas plantas desciam por suas paredes até o primeiro andar.
"Chegamos! É aqui que a mamãe passa a maior parte de seu tempo!"
"E é aqui que irei perder o meu."
"Oh não fale assim querido! Vai ser divertido!"
Os dois entraram e foram diretamente para o estúdio onde o amigo de Reiko, Stefan estava. Ao entrarem ele os estava esperando.
"Achava que não chegariam tão cedo!"
"Queria apresentá-lo o mais rápido possível!"
"Estou animado para vê-lo!"
Quando Ryo entrou na sala Reiko animada o agarrou pelo braço e disse:
"Esse é um dos meus filhotes! Ryo."
Stefan parou por um minuto e quando recuperou o fôlego falou:
"Aí meu Deus! Não acredito! Esse homem é seu filho?"
"Prazer em conhecê-lo" Ryo parecia envergonhado, não estava acostumado a receber atenção assim. Bem na verdade estava, mas não desse modo e também sua mãe se gabando não ajudava.
"Muito prazer também!" Stefan pareceu gostar muito dele e quando deram um aperto de mão não queria soltá-lo.
"Nem tente Stef! Ele já tem dono!"
"Mas é claro! É sempre assim! Os bons já foram pegos! Mas e seu irmão? São gêmeos idênticos não é? Ele está disponível?"
"Tem o mesmo dono!" Disse Reiko, ela estava se divertindo, era isso que ela mais gostava! Causar inveja nas pessoas, mas era boa e sempre ajuda os outros.
"O mesmo? What? Como assim?"
"Eu e meu irmão namoramos o mesmo menino." Ryo não parecia muito contente e soltou a mão, pois Stefan parecia não querer fazê-lo.
"Menino? Que menino de sorte então!"
Reiko estava se divertindo e puxou seu celular falando:
"Quer ver uma foto do tigrinho?"
"Mas é claro que sim!" Gritou Stefan eufórico.
Quando Reiko mostrou a foto Stefan parou.
"Que pequeno anjo é esse?"
"Não é adorável?!"
"Nunca vi um ser tão angelical assim. Reiko você tem de trazer esse menino para mim!"
Ryo ficou sério, quase fuzilou Stefan pelo olhar. Reiko viu e se divertiu mais ainda.
"Se o senhor ali deixar!" Ela disse enquanto ria olhando para Ryo.
"Se já acabaram vou esperar por você lá fora." Ryo não parecia muito feliz e estava chateado.
"Está bem querido, espere por mim enquanto apronto as coisas com Stefan." Disse Reiko ao dar-lhe um beijo na bochecha.
Ryo estava esperando Reiko do lado de fora do ateliê quando duas jovens passaram conversando:
"A Lua vai estar tão linda essa noite!"
"Eu sei, eu e Kei-chan vamos vê-la juntos! Vai ser tão romântico!"
"Vai mesmo! Hahahaha..."
Sem querer Ryo escutou a conversa delas e rapidamente pegou o calendário, dia 04/26, está noite será noite de Lua Cheia.
Aflito ele voltou para dentro, chegando no estúdio fotográfico onde Reiko estava aprontando as últimas coisas com o fotógrafo disse:
"Mãe! Me dá a chave do carro! Preciso voltar para Kyoto!"
"O que?! Por que? O que houve? Aconteceu algo ao Derek ou ao Vincent?!"
"Rápido mãe! Hoje é Lua cheia preciso chegar em casa antes que ela esteja no céu!"
Reiko sem entender ia perguntar o por que, mas ao se lembrar agarrou rapidamente a chave que estava na mesa ao seu lado e a jogou para Ryo dizendo:
"Vá rápido! Vou ligar pra companhia e comprar sua passagem! Não pare no balcão de compras vá direto para as reservadas, entendeu?!"
"Sim! Obrigado mãe, te amo!" Disse Ryo correndo sem nem completar a frase direito.
"Não pare, me ouviu?! Passe direto! Também te amo meu amor!" Gritou Reiko para que ele pudesse ouvi-la.
Em Tokyo, Derek também percebeu seu erro em observar as fases da Lua, então correu para pegar o trem e chegar a tempo em casa.
No apartamento, em frente à porta de vidro para a varanda que ficava no quarto, sentado na cama, estava Vicent observando a grande e belíssima Lua que se ergueu no céu cheio de estrelas. À medida em que seu brilho aumentava, os loiros cabelos foram mudando e ficando vermelho sangue, os olhos que antes eram castanho claro se tornaram verde esmeralda e as unhas que já eram negras ficaram grandes e pontudas.
Vincent tombou para o lado e com uma lágrima escorrendo pelo olho direito, choramingou:
"Mamãe..."

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...