História My Sweet Whore ( Minha Doce Prostituta) - Capítulo 20


Escrita por: ~

Visualizações 54
Palavras 524
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Bom mais um capitulo curto pra vcs bbs bjs e boa noite ♥

Capítulo 20 - Um tempo pra nós


- Archie eu faço idéia de como está arrasado, mas já adiei a viajem em dois dias e se eu não for imediatamente irei perder o curso e eu não... - fez uma pausa ao assistir aquela cena.

- Pensei que estivesse aos prantos pela morte de sua mãe mas vejo que a superou de formal triunfal - fala batento palmas, meu constrangimento era evidente quando tentei esconder meu rosto suado com os cabelos e me encolhi atrás dele com medo da reação imprevisivel daquela mulher.

Archie estava perplexo demais para explicar, ficou a encarar o chão.

- Vejo que você bem como todos se deleita com uma mundana qualquer.

Archie a olhou enfurecido.

- Mundana qualquer?- levantou- se- ela me oferece coisas que você jamais foi capaz de oferecer.

-  Um belo buraco? - ri 

- Cale a boca - ele a prensou contra a parede segurando com força em seus braços.

- Archie - me levantei para separar antes que ele tomasse alguma atitude equivocada.

- Ela me da amor, ao contrario de você que apenas quer o meu dinheiro e é uma mulher vazia, e só me disfere rancor, ela transborda de ternura, ato que nunca caberá em uma mulher sádica como você.

- Não importa - fala ela desamassando o vestido quando consigo fazer com que ele a solte - este negócio de amor é passageiro, logo saberás disto. Bom, estou a partir para França, a carruagem me aguarda -olha para mim - Espero que faça bom proveito pois logo pertencerá a mim e não será mais teu - pisca e sai.

- Vá para França e fique por lá a eternidade !- grita Archie.

- Não o darei este gostinho, logo minha agradável presença retornará para o nosso matrimônio.

Archie disferiu um soco contra a parede com violência, fazendo um som estrídulo ecoar pelo quarto, apoiou a cabeça na parede a respiração pesando nunca o vi zangado como estava. 

Me senti bajulada quando o vi me defender diante de sua esposa, mas ao mesmo tempo mal por saber que escondia um segredo dele, algo que ele nunca aceitaria.

Ele me olhou com preocupação. Sentia um misto de envergonhamento, gratidão, então fui invadida por uma onda de entusiasmo e andei até ele proferindo em seus lábios lascivos um fogoso beijo.

- Vamos sair daqui - disse ele desgrudando nossas bocas.

- Quer se dirigir ao seu quarto?- falo ainda pendurada em seu pescoço.

- Não, eu digo sair desta casa.

- Não entendo...

- Ir para uma de minhas casas de campo, respirar ares diferentes, esquecer um pouco tudo isto... ter um momento apenas nosso... o que me diz - sorri pegando em minha cintura.

- Eu aceito quando iremos?

- Hoje mesmo, vá para casa prepare uma mala e passo lá mesmo para te buscar - beija minha mão. 

Pela primeira vez naqiele doloroso dia eu sentia algo diminuir a tristeza que até aquele momento era crescente dentro de mim.

Em casa puxei de baixo da cama uma pequena mala, separando apenas os melhores vestidos e alguns casacos.

- Para onde pensa que vai? - perguntou minha mão colocando um pano de prato sobre o ombro enquanto limpava a mão em seu avental.

- Viver - sorrio fechando a porta de casa.



Notas Finais


Espero que tenham gostado comentem oq acharam amo ler oq vcs escrevem bjs não esqueçam de favoritar!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...