História My Sweet Whore ( Minha Doce Prostituta) - Capítulo 38


Escrita por: ~

Visualizações 38
Palavras 1.082
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boaa leitura espero que gostem!!

Capítulo 38 - A meretriz de meu pai


- Não! - vociferou archie em minha defesa - Eu conheço tudo sobe esta dama!

- Não bote suas mãos no fogo meu caro ou poderá se queimar - cutucou Nick.

Archie apertou a mão em torno do pescoço de Nick e o levantou com uma facilidade surpreendente visto que Nick era um velho rechonchudo.

- Acalme- se Archie! - ponho minha mão sobre seu braço que tinha os músculos enrijecidos pela furia.

- Não peça para que eu seja calmo quando esse homem te insulta desta forma Pandora -disse apertando o mais forte.

- Vai matá-lo! 

- Talvez eu devesse...

- Archie! -gritei e vi suas mãos afrouxarem o pescoço de Nick e o colocarem no chão.

- Esta mulher - Disse Nick visivelmente sem ar com as mãos em torno do pescoço avermelhado - É uma meretriz! 

- Cale a boca seu velho imundo! -Archie profere um soco violento e certeiro contra a parede, o punho passando a milimetros do rosto de Nick que estremeceu com o barulho do impacto.

- Digo apenas a verdade caro genro! - contestou - Esta mulher indigna vendeu- se facilmente á seu pai por poucas moedas.

Archie desviou seu olhar para mim pensativo.

- Não é verdade! - lágrimas começavam a escapulir de meus olhos, o enervamento de meu corpo desleal acusava que as coisas que dizia não detinham genuinidade alguma.

- Pandora... - murmurou Archie.

- Pergunte á seu pai e o mesmo dizer-lhe toda a verdade se não acreditar em mim, e sei que não crê, mas esta carne passou por outras mãos além da sua, lamento mesmo que tenha se apaixonado por essa imunda.

Eu ja me encontrava sem vigor  para contestar o que Nick enunciava.

Archie estava parado e esforçava- se para digerir o discurso palavra por palavra.

Talvez o melhor fosse acabar com tudo aquilo, Archie ja estava casado eu não o teria novamente... o que me doía era ter seu desprezo. 

- Não é verdade... eu... eu precisava do dinheiro - confessei.

Seus olhos se arregalaram.

- Então é verdade? Se deitou com meu pai?- falou espantado.

Abaixei a cabeça envergonhada, não conseguia olhar em seus olhos e dizer que sim.

- Seu silêncio saceia minhas duvidas! - ele estava histérico - Quando ocorreu isso? 

- Há alguns meses, seu pai sugeriu a minha mãe que eu fosse sua meretriz e ela concordou forçando-me a dar prazeres a Luke, ele havia prometido muito dinheiro a ela - fiz uma pequena pausa -Foi antes de me apaixonar por você! - complementei.

- Céus! Você teve a capacidade de se deitar com meu pai numa noite e ainda assim olhar nos olhos de minha mãe todos os dias, como se nada estivesse se passando? Como pode trair uma mulher enferma em seu leito de morte? Ela lhe tratou como a filha que nunca teve, lhe deu jóias, vestidos e é assim que você retribuiu, deitando-se com seu marido?- avançou em minha direção- E ainda assim teve a audácia de se aproximar de mim?

Dei um passo para trás.

- Eu amava sua mãe Archie, de verdade, não duvide de que sempre que a via eu tinha vontade de parar, mas não podia o sustento de minha familia dependia de mim. E quanto a você eu tentei inumeras vezes convencer-me a afastar-me de ti, mas meu coração é obstinado.

- Eu lhe pagava um bom salario Pandora! Não foi o suficiente?

- Não para minha mãe!

- Não se faça de vitima! Você sabe bem que se deveras não quisesse não teria que se submeter a ser uma mulher sem escrúpulos!- suas palavras eram torturosas.

- Somos similares Archie não somos capazes de afrontar nossas familias e fazemos tudo pelo interesse de outras pessoas.

- Não somos similares, de modo algum! Não sou como você e jamais serei.

Seus olhos vermelhos ardiam de raiva, ele bufava e apertava as mãos.

- Eu te amei Pandora! Como pode fazer isto a mim?

- Archie eu... eu sinto muito se te machuquei... eu te amo e sempre amarei! 

- Se me amasse não o teria feito - sua boca estava a centimetros da minha eu podia sentir seu halido quente encostando em minha pele. Então ele se afastou.

- O que está acontecendo aqui? - Sarah brotou no corredor - O que você está fazendo em meu casamento? - falou dando ênfase na ultima palavra.

- Os convidados estão curiosos para saber o porque desta gritaria - concluiu olhando para Archie e logo para seu pai.

- Esta mulher minha filha, é uma prostituta imunda e aproveitadora.

- Disto eu ja suspeitava! - censurou-me com o olhar afiado.

- O que não posso negar são os prazeres que desfrutar deste corpo me proporcionam - Nick passou a língua  nos lábios de maneira insinuosa.

- Já chega Nick estou farto de você - Archie avança em direção a Nick e assenta socos em sua face o derrubando no chão. Ele parecia a ponto de trucidá-lo. Eu estava em choque assim como Sarah e fui incapaz de me mover enquanto Archie dava golper impetuosos em Nick. O velho ja estava quase desacordado quando consegui me mecher.

- Archie solte-o! - empunhei seu braço. Ele se desvenciliou de mim de modo brutal.

- Não atreva-se a tocar em mim!  Abomino você! E extinguirei da memoria qualquer vestígio de que um dia você esteve em minha cama ou foi o fundamento de meus pensamentos. Vá embora daqui! O pudor acomete-se de mim por saber que tive capacidade para me deitar com uma mulher desvirtuosa.

Cada palavra seria lembrada, cada uma delas tinha um peso insuportável e apagarão as outras belas palavras que já foram ditas, então eu soube que quando me lembrasse dele apenas me recordaria deste ápice.

- Ande saia! -ordenou Sarah me enxotando para fora da casa onde havia uma aglomeração de homens e mulheres confusos com olhos que vigiavam cada movimento da casa  curiosos.

- Oque há?- as pessoas questionavam quando saimos.

Segurando em meu braço Sarah comunicou:

- Senhoras e senhores peço desculpa em meu nome, de Archie e de nossas familias pela incongruencia e sinto-me ligeiramente ofendida em declamar mas acho que devem saber da presença desta meretriz em meu casamento.

"Oh!" A repulsa veio em coro. Mulheres cobriram a boca com as mãos enluvadas, horrorizadas e lançavam me olhares fulminantes, alguns homens arregalaram os olhos enquanto outros lançavam-me olhares invasivos. Sarah conseguira fazer tudo que um dia aspirou contra mim. Conseguira desmantelar minha reputação.

 Seguida por vaias me retirei dali cabisbaixa, sentindo cada olhar odioso queimar minha pele, chegando a pensar em atirar-me do ponto mais alto do primeiro lugar que achasse para tirar-me a vida ja que a mesma não fazia mais sentido algum.




Notas Finais


Eai gente gostaram? Oq acharam da reação do Archie?
Deixem seus comentarios para me deixar informada do que estão pensando a respeito da historia! Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...