História My (teacher) Daddy - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Bertolt Hoover, Connie Springer, Eren Jaeger, Erwin Smith, Hange Zoë, Historia Reiss, Jean Kirschtein, Levi Ackerman "Rivaille", Marco Bott, Mikasa Ackerman, Petra Ral, Reiner Braun, Sasha Braus, Ymir
Tags Eren, Ereri, Levi, Riren, Shingeki No Kyojin
Visualizações 264
Palavras 1.664
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Lemon, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hello hello hello ~like a RuPaul.

Como vocês estão meus amores? Dessa vez eu me surpreendi com esse capítulo e realmente gostei. Eu só tenho uma coisa a agradecer, em poucas semanas eu me sinto ótima por saber que estão gostando cada vez mais dessa fantic mas meu Deus, olhem o tanto de favoritos e imaginem minha felicidade.
Eu estou berrando mesmo parecendo calma.


MAS SEM ENROLAÇÃO E TALS, VAMOS AO CAPÍTULO E BOA LEITURA.

Capítulo 6 - 0.6


Fanfic / Fanfiction My (teacher) Daddy - Capítulo 6 - 0.6

Eu não me movia. Olhava aquelas pessoas se esfregando e suadas, dançando feito loucas como se o mundo fosse acabar a qualquer momento mas não me movia. Pessoas batiam nos meus ombros sem querer e eu apenas me afastava da pista de dança, meus amigos dançando e eu olhando para o nada.

Meu recém Daddy tinha voltado para a cidade ao mesmo tempo em que Levi tinha voltado, isso era estranho demais só que não tinha sentido. Meu Daddy tinha uma personalidade totalmente diferente de Levi. Enquanto meu Daddy era carinhosa e atencioso, Levi era grosso e frio. Definitivamente não eram a mesma pessoa.

-Ei, por quê não dança? - Mikasa perguntou balançando meus ombros tentando me fazer dançar.

-Eu vou para casa, não estou no clima hoje ok? Desculpa - deixei o corpo de água em qualquer mesa daquela boate- á qual só conseguimos entrar porque Annie conhecia o dono- e sai correndo até a saída, assim que pisei do lado de fora me senti totalmente em paz e um táxi passou na minha frente, pedi para ele parar e dei o endereço da minha casa. Usei o dinheiro que Mikasa tinha me dado para comprar bebidas na boate e fui correndo para dentro do prédio sem nem ao menos olhar para o porteiro e desejar uma boa noite.

Eu estava desesperado para ter a presença de Levi, queria ele perto de mim o máximo possível, queria aqueles lábios pálidos colados aos meus mais uma vez mas me decepcionei assim que bati na sua porta e ele abriu, entrei as pressas mas antes de falar qualquer coisa percebi que tinha mais uma pessoa na sala, seu amigo loiro - o mesmo da sorveteria- estava no sofá segurando uma taça de vinho que parecia bem cara.

-A-Ah...me desculpe, eu não sabia que tinha alguém com você -andei alguns passos para trás mas ele segurou no meu pulso me impedindo de entrar no meu apartamento e me sentir desesperado de novo.

-Aonde você estava? Está com cheiro de bebida barata - abaixei minha cabeça envergonhado, não queria falar que estava em uma das boates mais badalas de Tokyo e muito longe. - Me responde - segurei na sua mão e tirei ela do meu pulso.

-Eu estava em uma boate com meus amigos, quando você me viu saindo estávamos indo para lá - expliquei agora levantando minha cabeça para saber sua reação.

-Erwin, você pode passar a noite aqui ok? Vou acompanhar Eren por enquanto - veio na minha direção e fechou a porta trás de si - Esse é meu amigo Erwin, ele estava ficando aqui por um tempo enquanto eu estava fora e agora que chegou só vai passar mais essa noite aqui, quero conversar com você- segurou novamente meu pulso e me puxou, tirei a chave do meu bolso e dei para ele que abriu a porta do meu apartamento com pressa.

-Por quê está assim? -ele parecia realmente bravo, seu olhar estava mais escuro que o normal e seu aperto em meu pulso estava piorando. -Levi, está me machucando - tentei puxar minha mão mas ele me puxou em direção a sala e me empurrou fazendo meu corpo cair sobre aquele sofá macio e em cima dos pequenos travesseiros.

-Você acha que pode sair assim? Você é menor de idade Eren - me sentei no sofá abraçando minhas propias pernas e olhando para frente realmente sem saber o que responder, ele estava totalmente certo sobre aquela situação.

-M-Me desculpe - senti meus olhos se enchendo de lágrimas e respirei fundo tentando segurar o choro. Fui surpreendido quando Levi segurou minhas duas mãos e se jogou em cima de mim me fazendo deitar novamente no sofá, suas mãos soltaram as minhas e ele abraçou minha cintura com força enquanto seu nariz passava pelo meu pescoço. Como eu estava? Paralisado olhando para a luminária cara que meus pais compraram em um Natal.

-Eu estava com tanta saudade de você, Eren - Senti seus braços me apertarem mais e sem perceber minhas mãos foram até seus cabelos segurando seus fios e fazendo uma massagem ali arrancando alguns suspiros dele- Me desculpe por brigar com você ou não me despedir, estava desesperado sem você - abracei seu pescoço com força quase acreditando que ia apertar tanto ao ponto de explodir ele mas apenas recebi um sorriso pequeno que foi reparado por mim apenas por que sua boca estava colada ao meu pescoço.

-Eu também senti saudade - admiti fechando meus olhos e aproveitando o momento. Ficamos naquela mesma posição por alguns minutos até ele se levantar a parecer ser o Levi de antes.

-Você bebeu? - perguntou indo até a cozinha e pegando um copo de água, era incrível como ele já se sentia em casa.

-Não, apenas água - me levantei tirando meu tênis e os levando comigo até o quarto.

Tirei minha roupa devagar e peguei uma toalha entrando no banheiro e assim que liguei o chuveiro apoiei minhas mãos na parede respirando fundo, eu não conseguia ficar perto dele sem perder o ar, eu sou realmente um idiota por se apaixonar pelo professor.

-Eren - algumas batidas na porta foram o bastante para me tirar daqueles pensamentos e desligar o chuveiro enrolando a toalha na minha cintura- Você quer chá? - perguntou enquanto eu destrabcava a porta mas assim que olhei para o espelho e vi meu estado abri apenas um pouco para ver seus olhos escuros me olhando.

-Sim, mas antes você por fazer um favor e separar uma roupa pra mim? -pedi apontando para meu guarda-roupa. As roupas de dormir estão na gaveta embaixo. - ele concordou e eu fechei a porta esperando enquanto olhava para a lâmpada do banheiro imaginando como seria se fôssemos um casal e ele pudesse entrar a hora que quisesse no meu banheiro enquanto eu estivesse lá. Sem perceber um sorriso pequeno se formava em meu rosto, ouvi a porta sendo fechada e abri a porta do banheiro devagar saindo do mesmo e trancando a porta do quarto para me vestir. Assim que terminei sai do quarto indo direto para a cozinha enxugando um pouco meus cabelos no caminho.

- Eren, você tem algum segredo obscuro? - Levi perguntou olhando para o chão enquanto bebia seu chá sentado na mesa totalmente distraído.

- Na-Não -quase ia me batendo por gaguejar daquele jeito, qual o meu problema?. Eu nunca fui de mentir mesmo, não seria agora que eu seria bom nisso.

-Eu tenho um segredo...é mais um fetiche, muitas pessoas tem hoje em dia. Você realmente não tem nenhum segredo assim? - agora ele me encarava, seu olhar era diretamente em meus olhos como se quisesse arrancar algo de mim. Respirei fundo tentando não olhar para ele.

-Não tenho - suspirei aliviado por não ter guaguejado e caminhei devagar até a mesa e me sentei pegando mais uma xícara e me servindo devagar enquanto ele ainda me olhava.

-Ah sim..esta muito tarde, você por acaso não quer dormir? - perguntou enquanto eu piaçava algumas vezes pelo sono. Concordei terminando o chá e me levantando, ia andar até meu quarto e me deitar normalmente como todas as noites mas me lembrei que Levi disse que ia passar a noite comida...mas provavelmente dormia no sofa, nao queria isso para ele por isso tomei coragem e me virei falando.

- Vêm dormir comigo - recebi um olhar surpreso do mais velho e ao mesmo tempo um sorriso, mordia minha boca em total nervosismo ao ver sua reação. Mas sua ação foi totalmente diferente, ele levantou e veio na minha direção segurou minha mão, desligou a luz da cozinha e da sala enquanto caminhava até meu quarto, me puxou até lá fechando a porta e me deixando confuso e nervoso ao mesmo tempo. Desligou a luz do quarto deixando tudo realmente escuro demais mas ele apenas me puxou para a cama, me deitei de barriga para cima sentindo ele segurar meus ombros e me virar de costas para ele. Assim que senti sua mão entrando debaixo de minha blusa e abraçando minha cintura passei 5 segundos sem respirar mas assim que seu corpo se juntou ao meu senti algo realmente bom, fechei meus olhos com um pequeno sorriso nos lábios e dormi como nunca tinha dormido antes. Em paz.

Eu estava quase 30 minutos acordado olhando para a parede a minha frente enquanto ainda sentia a respiração de Levi em meu pescoço, acordei de madrugada e não consegui dormir. Sentia meu coração bater tão rápido que acho que até Levi poderia ouvir ou sentir ja que agora ele está mais colado que antes em mim. Sem fazer muito barulho segurei sua mão e me virei de frente para ele vendo seus fios negros caídos sobre seus olhos fechados, seu rosto estava sereno e calmo. Assim que tirei alguns fios de seu cabelo do rosto sua mão procurou minha cintura e me abraçou de novo fazendo com que nossos rostos ficassem quase juntos. Sentia sua respiração bater na minha bochecha e sorri ao perceber ele piscar algumas vezes antes se abrir os olhos e se surpreender ao me ver o olhando.

-Por quê está me olhando enquanto durmo? - perguntou passando sua mão pela minha pele quase me abraçando.

-Você fica bonito assim, tão calmo - deu um sorriso de lado e olhou para o relógio atrás de mim.

-São 3:56, por quê está acordado agora? - colocou seu rosto na curvatoria do meu pescoço e lembrei que mais tarde teria um encontro com meu Daddy e me afastei um pouco. - O quê houve? -tentou segurar de novo minha cintura mas me afastei mais.

-E-Eu tenho um encontro hoje. Não podemos ficar assim, Levi - ao mesmo tempo que queria ficar com ele eu queria ficar com meu Daddy mesmo não conhecendo ele.- Eren, você não precisa ir. Fique aqui comigo por enquanto - me abraçou com força me fazendo passar meus braços pelo seu pescoço e retribui o abraço com mais força ainda- Você não vai faltar a esse encontro - achei sua frase bastante confusa mas ignorei fechando meus olhos de novo e dormindo.


Notas Finais


E aí? E aí? Gente me desculpa por esse capítulo tão sentimental mas eu chorei escrevendo algumas partes ouvindo Young and Beautiful. Espero se tenham gostado e me desculpem por qualquer erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...