História My Teacher or My Daddy? || Imagine - Rap Monster - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Hot, Imaginebts, Namjoon, Rapmonster
Visualizações 218
Palavras 1.200
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ficção, Hentai, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Cap 3•


Fanfic / Fanfiction My Teacher or My Daddy? || Imagine - Rap Monster - Capítulo 3 - Cap 3•


S/n: Tá bom.

Ele me leva até a garagem e seguimos o caminho inteiro em silêncio.

Nj: Chegamos, antes de sair passa o seu número?

S/n: Sim claro.

Passo o meu número para ele e saio do carro, ele acena para mim.

Entro em casa e vejo minha mãe falando no telefone, espero ela acabar.

S/m: Oi filha, onde você estava?

S/n: Estáva estudando na casa de um amigo.

S/m: Amigo ou namorado?
Minha mãe fala com um sorriso bobo.

S/n: Mãe é só um amigo.

Digo rindo envergonhada.

S/m: Tá bom, descobri que seu pai só vai chegar amanhã.

S/n: Poxa que pena, eu já vou indo.
Digo e vou subindo as escadas.

Tomo um banho e fico mexendo no telefone até o jantar ficar pronto.

Recebo uma mensagem do instagram falando que tinha um novo seguidor,  vou ver quem é, era Namjoon.

Fico stalkeando ele, nossa como ele é bonito.

Vou jantar e dormir.


 ~QUEBRA DE TEMPO


A escola foi a mesma coisa de sempre um tédio, estava ansiosa para ter mais uma aula com Namjoon.


Penso nisso e ouso a campainha tocar.

S/n: Oi.

Nj: Olá S/n.
Dou passagem para ele entrar e vamos logo para o meu quarto.

Ele estava me passando algumas contas, a mão dele estava meio boba as vezes.

Nj: S/n.

S/n: O que?

Nj: Você está linda hoje e sempre.

Fico vermelha, ele fica me encarando e eu encarando ele nosso rostos estavam se aproximando, até que nos beijamos, era um beijo calmo e doce até que foi ficando mais intenso, tivemos que parar pelo ar mas logo começamos a se beijar novamente,  Namjoon me pega no colo e me coloca na cama ficando por cima, ele começa a retirar sua camisa e eu tirava a minha, cada vez mais quente.

Estávamos semi nús quando ouvimos passos no andar de baixo.

Eu e Namjoon corremos para pegar as roupas, estava quase toda vestida e Namjoon estava se atrapalhando com o cinto, vou ajudado, quando bem nessa hora a porta se abre, era meu pai e minha mãe com os olhos arregalados e eu e Namjoon quase fugindo pela janela só esperando o sermão.

S/p: Não diga nada, se vistam quero os dois lá em baixo.

Assenti e terminei de me arrumar junto de Namjoon.

Nj: Será que ele vai brigar com nós?

S/n Eu não faço a mínima idéia, meus pais não são normais.

Déssemos as escadas com cara de criança quando faz coisa errada.

S/p: Então, eu não esperava chegar e atrapalhar o momento da minha filha, me desculpe.

Nj: Que? 

S/m: Nós já fomos adolescentes também, sabemos como é ter essa sede de sexo.

Estava tentando processar o que eles estavam falando.

S/p: Eu só digo uma coisa, não matem essa sede na minha casa, não quero vizinhos reclamando.

S/n: Vocês estão dando permissão para...

S/m: Para você namorar e ter algumas outras relações.

S/n e Nj: Não somos namorados.

S/p: Sexo sem compromisso?

Nj: Praticamente isso.

Namjoon fala com um pouco de vergonha.

S/p: Não acredito que os adolescentes estão assim, mas tudo bem pois eu sei que no fundo ambos se gostam e esse sentido vai aflorar, foi assim comigo e com sua mãe.

Ele fala com um sorriso e da um beijo em minha mãe.

S/m: Vamos? 

S/n: Vocês vão para onde?

S/p: Lugares.

Meu pai fala com um sorriso malicio, queria ser um avestruz para enfiar minha cabeça na terra e ficar um bom tempo lá.

S/m: Tchau crianças ou melhor mini adultos.

S/p: E lembrem na nossa casa não.

Meu pai é minha mãe falam e vão para o carro.

Nj: Seu pai e sua mãe são estranhos.

S/n: Eu sei, mas não esperava por isso.

Nj: Gostei deles e de você também.

Ele fala e eu fico vermelha, como pode? É tão fácil me deixar com vergonha.

S/n: Deve falar que gosta de todas só para levar elas pra cama.

Nj: Você é diferente.

Ele se aproxima lentamente e me dá um beijo calmo.

Nj: Tchau minha aluna.

S/n: T..Tchau m.meu professor.

Ele da um sorriso e sai, fecho a porta e me encosto nela tentando entender o que está acontecendo com a minha vida.


(Pdv Namjoon)


Tenho que tratar de ser mais carinhoso com S/n, é estranho oque estou sentindo, acho que estou gostando dela, o que está acontecendo com a minha vida, nunca gostei de uma garota assim, ela é tão bonita, fofa, ela tem seu lado de luxúria, ela tenta se fazer de difícil mas cada fez fica mais aberta a mim, ela meche com os meus sentimentos.

Chego em casa, droga minha mãe já tinha chegado.

Entro em silêncio tentando fazer o mínimo de barulho mas não adiantou.

M/N: Nam meu filhote onde você estava?

Nj: Oi mãe, não me chame de filhote eu não sou mais uma criança, estava na casa da menina que disse que iria dar aula.

M/N: Os pais dela estavam em casa?  Ela é legal? Quero conhecer espero que não seja mais uma garota vulgar.

Nj: Não mãe ela não é vulgar, ela é legal e os pais dela estavam em casa e mesmo se estivéssemos sozinho não iria engravidar ela na hora.

Nj: Não era disso que eu estava falando, se vocês tentarem qualquer coisa os pais dela podem não gostar.

Nj: Eles não são como você que me tratam como criança.

Digo e saio para o meu quarto, eu e minha mãe não nos dávamos muito bem, ela não é como os pais estranhos da S/n que são tão liberais.

Vou tomar banho e fico mais calmo, vou fazer S/n se apaixonar por mim, vou namorar com ela e vou cuidar dela imagino tanta coisa com ela, não sei se é errado mas eu não consigo parar.


~QUEBRA DE TEMPO


Saio de casa atrasado, chego na escola não tinha ninguém nos corredores.

Vou em direção a minha sala de aula e bato na porta.

Prof: Mais um atraso Namjoon, vou deixar você entrar.

Nj: Obrigado.


Vou em direção ao meu lugar e lá estava ela olhando para seu caderno desenhando algo, me sento parece que ela está com vergonha de falar comigo.


(Pdv S/n)


Ele veio, ainda bem tenho que falar com ele conhecer ele melhor, estou gostando dele e vou me aproximar dele, meu sentimentos estão ficando cada vez mais fortes, eu preciso dele, tentei não pensar nele, mas seu jeito bruto acabou mostrando um lado fofo, que eu gosto.

Nj: Oi, você está bem?

S/n: Sim, Namjoon.

Nj: O que?

S/n: Eu quero conhecer você melhor.

Nj: Você quer ser minha amiga?

S/n: É, sim eu quero ser sua amiga.
Mentira quero ser sua namorada.

Nj: Tudo bem, hoje no intervalo podemos nos falar, conheço um lugar calmo.

Dou um sorriso de canto e volto a desenhar.

A aula foi chata, parecia que o tempo não queria passar.

Depois de 94 anos ( dramática e exagerada? talvez ) o sinal tocou Sae ficou me esperando na porta e os amigos de Namjoon chamaram ele.

Nj: Eu não vou passar o intervalo  com vocês.

S/n: Sae vou fazer outra coisa, não passarei o intervalo com você.

Os meninos saem e Sae me olha com um sorriso malicio.

Sae: Essa S/n.

S/n: Cala a boca.

Ela sai rindo, Namjoon pega na minha mão e eu fico olhando ele.

Nj: Vou te levar para o terraço.

S/n: Não sabia que aqui tinha terraço.

Nj: Ninguém sabe, mas eu descobri quando era novo na escola e entrei em uma porta velha.

Ele fala e me puxa andamos por vários corredores e as pessoas ficaram nos olhando e falando coisas.

Chegamos a um corredor que não tinha ninguém e só uma porta no final.

S/n: Aqui é meio assustador.

Nj: Calma minha pequena, vou te proteger.

S/n: Você me chamou de minha pequena?

Pergunto corada.


Notas Finais


~Continua


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...