História My Teacher or My Daddy? || Imagine - Rap Monster - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Hot, Imaginebts, Namjoon, Rapmonster
Visualizações 264
Palavras 849
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ficção, Hentai, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Cap 4•


Fanfic / Fanfiction My Teacher or My Daddy? || Imagine - Rap Monster - Capítulo 4 - Cap 4•

Nj: Sim é um apelido fofo já que somos amigos, não gostou?

S/n: Sim eu gostei.
Digo com um sorriso, estou feliz e triste, feliz pois estávamos mais próximos e triste pois só eram amigos.

Mas também mal nos conhecemos, não tem como sermos namorados em tão pouco tempo.

Ele me puxa me tirando dos pensamentos e subimos algumas escadas velhas dando para uma porta que Namjoon abre.

Lá em cima dava para ver todos era cheio de flores e tinha um banco.

S/n: Aqui é lindo.

Nj: Igual a pessoa que cuida.

Ele fala todo orgulhoso me fazendo rir e ele também.

Nj: Então quer começar por onde?

S/n: Quero saber um pouco sobre a sua família.

Nj: Tá, minha família é complicada, na minha casa mora só eu e minha mãe mas ela está sempre viajando.

S/n: E seu pai?

Nj: Ele nos abandonou quando eu era uma criança.

S/n: Poxa sinto muito, como é sua mãe com você? 

Nj: Ela é super protetora, mas no fundo ela é legal.

S/n: Então sua mãe é o contrário dos meus pais.

Nj: Exatamente.

Ele fala rindo que homem, ele para de rir e fica me encarando também, estávamos nos aproximando até que nossos lábios se tocam, era um beijo calmo ele pede passagem com a língua e eu cedo, nos separamos por causa do ar.

Nj: S/n eu sei que esta muito cedo e que mau nos conhecemos mas gosto muito de você, não quero ser só um amigo mas entendo se não pensar o mesmo.

S/n: Nam eu gosto de você também, realmente mau nos conhecemos mas podemos nos conhecer.

Nj: S/n quer passar na minha casa depois da aula?

S/n: Tudo bem.
Digo com um sorriso meio envergonhado e ele também.

O resto da aula foi um saco, mas até que passou rápido, igual as mãos bobas de Namjoon.

O sinal da saída que mais parecia a liberação de vários prisioneiros tocou, Namjoon e eu fomos juntos até o estacionamento e entramos em seu carro, pelo caminho ficamos conversando e rindo do passado um do outro.

Chegamos em sua casa, fomos direto para o seu quarto.

S/n: O que vamos fazer agora.

Nj: Eu tô com uma fome.

S/n: Então come, ué

Nj: Se você me permite.

S/n: Eu juro que não entendi.

Nj: Aí aí s/n vou ter que te ensinar muito.

Ele fala se aproximando e chegando perto do meu ouvido.

Nj: Eu quero comer você.
Sinto um arrepio pelo meu corpo inteiro, Namjoon me pega no colo e eu passo minhas pernas pela sua cintura, ele me coloca na cama e começa a dar beijos  e mordidas de leve pelo meu pescoço.

S/n: Nam..Namjoon eu nunca fiz isso.

Nj: Tudo bem eu vou fazer ser especial, me chame de daddy a partir de agora baby.

Ele fala me dando um beijo quente e vai abaixando fazendo um caminho, me fazendo dar suspiros pesados, eu ajudo ele a tirar minha blusa e a dele, ele tira meu sutiã e fica me olhando.

S/n: Se a sua intenção é me deixar com vergonha, tá conseguindo.

Nj: Calma baby só quero admirar sua beleza.

Ele fala e da um beijo em meu seio direito e dava apertos prazerosos no esquerdo, me fazendo gemer manhoso e arfar, ele sela nossos lábios e vai tirando minha saia e começa a massagear minha intimidade por cima da calcinha.

Nj: Já está tão molhadinha Baby.

S/n: Haw..Daddy, mais.

Nj: Tá bom Baby.

Ele tira minha calcinha e começa a estimular meu clitóris e dava leves batida me fazendo arfar e gemer, puxei seus cabelos para beijar ele, mas de tanto que eu gemia não poderia ser considerado um beijo, quando estava prestes a gozar ele tira a mão.

S/n: Daddy por que parou?

Nj: Quero que goze comigo dentro de você.

Ele fala retirando sua calça e sua box fazendo seu membro saltar, ele fica passando a cabecinha de seu membro em minha entrada, me fazendo ficar mais excitada.

Nj: Diga o que você quer baby.

S/n: Quero que o Daddy me torne uma garotinha impura.

Digo e com isso ele penetra me fazendo gemer alto, a dor do início estava mudando para prazer, prazer que eu queria mais, rebolo em seu membro para mostrar que já tinha me acostumado, ele começa a penetrar rápido mas depois vai variando a velocidade, o único som no quarto era de nosso corpos se chocando e de nosso gemidos, era realmente prazeroso, gozo ele estoca mais algumas vezes e depois me limpa, ele se senta na cama e me olha.

S/n: Daddy você quer atenção?

Nj: Só vem.

Vou como um gatinho e pego seu membro fico dando alguns beijinhos e abocanho ele o que não coube na minha boca passei a masturbar, fiquei olhando para ele  enquanto subia e decia minha boca pelo seu membro.

Nj: Como vo..cê consegue parecer tão ino..cente mesmo me chu..pando?

Ele fala entre gemidos e acaba gozando em minha boca, eu engulo tudo e dou um sorriso sapeca.

Ele me puxa para um beijo.

Nj: Eu te amo, foi tão bom ser seu professor.

S/n: Você está falando sério?

Nj: Sim eu sei que é meio sedo, mas eu gosto realmente de você.

S/n: Nam eu também, vamos construir um futuro juntos.

Nj: Vamos e vamos viver eternamente juntos.

Ele me puxa para um beijo, depois disso dormindo felizes sabendo que em pouco tempo descobrimos o nosso verdadeiro amor.


Notas Finais


~Fim


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...