História My Teddy Bear ☆Yoonmin☆ - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan, Bangtanboys, Gay, Jimin, Min, Min Yoongi, Namjin, Park Jimin, Suga, Sugamin, Vhope, Yoonmin
Visualizações 185
Palavras 4.134
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Escolar, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Sci-Fi, Shonen-Ai, Slash, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaaaaa❤
(Nem demorei...magina)

Ola bearzinhos, desculpem minha demora demorada, mas é que tenho ficado deveras ocupada (com provas e tal)

Porém...

AI ESTÁ ESSA CAPÍTULO GRANDÃO PRA VCS ^3^
AH E...OBGD PELOS 180 FAVORITOS SEUS LINDOS/AS!

ESPERO QUE GOSTEM ^3^❤

Capítulo 2 - Adoção


Fanfic / Fanfiction My Teddy Bear ☆Yoonmin☆ - Capítulo 2 - Adoção

Indignação.

Era o que Min Yoongi estara à sentir naquele momento ao ver tal pessoa em sua frente. Jimin observava com frustração toda a cena com medo de que no final, a culpa ainda sobrasse para si.

–Então é esse o motivo de tantas faltas...

O moreno diz ainda incrédulo, balançando a cabeça em negação.

–Que merda esteve pensando durante todo esse tempo para fazer esse tipo de coisa?...Seung.

O mesmo perguntou, fitando com ira o hoobae que "trabalhava" consigo. Ele empurrou Min, fazendo com que esse o soltasse.

–E de que te interessa? Isso não é problema seu...cuide da porra da sua vida.

Ameaçou, segurando e puxando com força a corrente de Jimin.

–Não ouse encostar um dedo nele enquanto eu estiver aqui.

Avisou o moreno, perdendo a paciência.

–Ou o quê? Eu paguei por ele.

Seung provocou. O pequeno Jimin estara à chorar diante da situação, parado ao lado do estranho e com um olhar aflito nos olhos. O bem-sucedido estava à um fio de socar a cara daquele infame que testava seus limites; quando um homem com um cigarro na boca, barba mal feita e ao que aparentava também meio grogue, vinha do fundo do beco, caminhando até a banca e olhando para os dois em sua frente.

–Mas que caralho está acontecendo aqui?!

Ele intervém, observando Seung que segurava a corrente com o rosado preso na mesma.

–O que pensa que vai fazer? Se quiser leva-lo, terá de pagar.

O homem diz, nos fazendo deduzir ser o dono dos pequenos bichinhos. Seung riu em escárnio ao ouvir tais palavras do dono, fazendo o mesmo arquear uma sombrancelha com a atitude hoobae.

–Pagar?

Ele pergunta em ironia.

–Eu já paguei por ele, ele é meu. 

O homem solta uma pequena risada nasalada, apagando o cigarro na parede.

–Olhe aqui cara, eu vou repetir apenas mais uma vez...se quiser leva-lo, então terá de pagar.

O mesmo repete, lançando um olhar ameaçador para Seung.

–Eu já disse que eu paguei por ele...não é?

Ele pergunta para o rosado que, assustado, apenas olha para o hoobae, sem dizer uma palavra. O homem, que antes observava o menor, voltara o olhar para Seung, esperando que o pagasse.

–Ora, seu...

Ele diz baixo para o menor, que anda passos curtos para trás, se afastando do mesmo e estremecendo-se.

–Eu pago por ele.

Yoongi intervêm, arregalando os olhos, desacreditado do que havia dito, chamando a atenção de todos, mas principalmente a de Jimin.

–Não importa a quantia, dinheiro não me é um problema.

O mesmo complementa, fazendo Seung o olhar com desdém.

"Isto foi meu instinto? Aish, Min Yoongi..."

O bem-sucedido pensava incrédulo, lembrando-se da falta de tempo que tinha.

Min retira sua carteira do bolso de sua calça e se dirije ao dono; depois de um tempo negociando, os dois acabam entrando em um acordo e o moreno entrega o dinheiro ao homem que sorri de lado, contando as cédulas recebidas. Ele caminha até o hoobae que puxa com força o pequeno para frente.

–É uma pena...eu pretendia te foder até que não pudesse andar mais, mas infelizmente, parece que esse não será meu trabalho afinal.

Ele diz, sorrindo cínico para o rosado que arregala os olhos ao ouvir o que o mesmo dissera.

–Divirta-se com essa vadia.

Seung ri em escárnio e o empurra sem o mínimo de delicadeza em direção á Yoongi, o fazendo tropeçar e cair, machucando seu joelho e fazendo o mesmo chorar ainda mais ao sentir a dor causada pelo local ferido.

De repente, a risada do hoobae é contida por um forte impacto que acertara seu rosto o que o fez cair ao sentir a dor provocada pelo mesmo. Min, ainda com o punho cerrilhado, olha com ira para o rapaz que agora se encontrava no chão em meio a choramingos.

–Escute aqui seu desgraçado, é melhor que você tome cuidado com suas atitudes, pois a partir do momento que eu o "comprei", ele não pertence mais á você, ou seja, você não tem mais direito de fazer o que bem entende dele...

O moreno o segura pela camisa.

–Então o trate com respeito se não quiser que eu acabe fazendo algo pior.

Ele o solta e o mesmo continua no chão, murmurando xingamentos aleatórios enquanto colocava a mão onde o batera na tentativa falha de amortecer a dor.

Yoongi revira os olhos e se dirije ao pequeno que ainda estara chorando, sentado no chão, agora, pelo machucado que havia sido feito ao ser empurrado por Seung; ele se abaixa com cautela, observando-o.

–...Você está bem?

O maior pergunta, fazendo o rosado se assustar, colocando suas pequenas mãos à sua frente, como se fosse se defender.

–Ei, ei, calma...eu apenas quero te ajudar...

Diz Min em tom suave, tentando o confortar.

–Eu não irei machucar você.

Por mais que passar confiança fosse sua intenção, ele não podia culpa-lo por estar tão aflito; suas condições eram péssimas, estava vestido com andrajos, aparentava mal alimentação e cansaço e pensar nas atrocidades que deveriam fazer á ele, só pioravam a sua situação.

"Aish, o que devo fazer?"

O mesmo se perguntava enquanto observava o menor que o encarava com medo expresso no rosto.

Jimin permanecia frustado, de um lado ele estara feliz pelo moreno ter o escolhido, mas do outro, se mantia inseguro; ele não podia confiar em alguém apenas pelo que vira a pouco tempo, quer dizer, ele mal o conhecia, não sabia suas intenções e muito menos se realmente era o que parecia ser. Sua experiência ao decorrer do tempo também não ajudava muito; faziam anos que ele já não confiava em mais ninguém que não fosse a si mesmo – Sem contar em seu trauma por toques, causado pelos abusos e a violência que sofria –, além do mais, ele não podia se esquecer do que era, e infelizmente, ser um bear não melhorava seus pensamentos sobre a pessoa que pagara para "te-lo".

Além de suas dúvidas que as mesmas perturbavam sua cabeça: E se aquele tal de "Seung" estiver certo? E se ele o quisesse apenas para suprir seus desejos? Ele não sabia, mas sabia que não queria usado como objeto outra vez. O único pensamento que se ocupava em sua mente era o de uma chance de tentar uma nova fuga, porém, de nada poderia fazer agora, teria de fazer tudo que lhe será mandado ou então...poderia ser devolvido; e voltar para aquele lugar novamente era algo que o rosado jamais queria repetir.

Um suspiro calmo vem de Yoongi, fazendo seu peito encher-se de ar. Cautelosamente as pequenas orelhinhas do rosado se movimentam, captando o som produzido pelo maior.

–Meu nome é Min Yoongi...

Ele diz se apresentando. O nome chama atenção de Jimin, fazendo com que arqueasse as mesmas; surpreendo o moreno.

–E como você se chama?

O mesmo pergunta, curioso.

–J-Jimin...P-Park Jimin.

Ele diz começando à corar ao notar que Yoongi o olhava fixamente. O mesmo, por outro lado, acabou se distraindo com a feição do pequeno Park, seus lábios grossos, suas bochechas gordinhas que ficavam fofas ao tomar um tom rubrado, seus olhinhos castanhos que vez ou outra faziam surgir "eyes smile" na mínima expressão de "sorriso" e claro, seus fios rosados juntos com as pequenas orelhas de forma "arredondada".

–Me desculpe...

Desculpou-se Min, ficando sem jeito ao perceber o que estava à fazer, levantando-se e caminhando para onde estara à ir momentos atrás, pegando sua maleta que havia jogado no chão; de repente, o mesmo para, e volta seu olhar para Jimin, que ainda estara sentado no chão, observando o maior de longe. Min estranhou seu comportamento, mas ignorou, movendo sua cabeça para o lado, o chamando para que o acompanhasse.

Jimin engoliu em seco e se levantou, correndo de maneira desajeitada – Por conta do machucado feito pelo empurrão – até o maior que arqueou uma sombrancelha ao notar algo errado com o pequeno.

–Quer ajuda?

Perguntou Yoongi, se aproximando, o fazendo se afastar, assustado. Por mais apressado que o moreno estara para aproveitar seu "tempo livre", ele não podia deixar o pequeno para trás, estava mais do notável que ele precisava de ajuda...mas sem sua colaboração, iria tornar tudo mais difícil; até que uma ideia surgiu-se em sua mente.

O mais velho estendeu os braços na direção do rosado, o fazendo fechar os olhos, os abrindo apenas ao sentir algo se mover abaixo de si, e se assustando ao perceber estar acima do chão, porém, sob o ombro de Min, que trilhava na mesma velocidade de antes, em direção ao estacionamento. Enquanto caminhava, Min pensava no que fazer com o ursinho, não podia ficar com ele, afinal, ele não era qualquer pessoa...era Min Yoongi, o que estava sempre ocupado, o que não tinha tempo nem para si mesmo e muito menos para outra pessoa...ou bear.

"Sinto muito pequeno, mas não irei poder ficar com você..."

O mesmo pensou, tentando não fazer contato visual com o que estava em seu ombro.

"Assim que se recuperar, eu deixarei que siga seu caminho."

Ao chegar ao estacionamento, o bem-sucedido retirou as chaves do bolso e destravou as portas de seu carro, trazendo um olhar de fascínio do pequeno Park ao ver o veículo luxuoso em sua frente; a tintura escura, seu comprimento largo, porém, espaçoso, ele nunca vira algo de tal porte em sua vida.

Min notou seu entusiasmo ao ver o automóvel, fazendo um pequeno sorriso surgiu em seus lábios; o mesmo abriu a porta traseira e assim que se abaixou, o rosado saltou de seus ombros sob o assento de couro branco, observando todos os detalhes do interior do veículo que, como o esperado, realmente era maior por dentro. Ele acomodou-se no local onde sempre gostara de ficar, perto da janela.

Min aproximou-se do mesmo para o colocar o cinto de segurança, porém, se surpreendeu ao ver o quanto o pequeno estava nervoso, não podia culpa-lo, afinal, se aproximar de alguém dentro de um carro sem ninguém por perto, poderia ser assustador até para o próprio.

Jimin nem por um segundo tirara o olho do maior, sua respiração estava descompassada, o coraçãozinho do mesmo batia rápido novamente e seu rosto estava à esquentar, o que devia estar o fazendo corar.

O moreno pegou o cinto, mas quando pretendia fecha-lo, escutou murmúrios arrastados vindos do rosado.

–Hmmm...

Era o som que o mesmo estava à fazer próximo ao seu ouvido, trasformando-se em choramingos logo em seguida. Yoongi fechou o objeto e se afastou do menor, surpreso ao ver que o mesmo estava quase a chorar de frustação. Ele não estara à pensar que Min pretendia fazer algo ruim...não é?

"Parece que será mais difícil do que eu pensava."

Yoongi pensou e apenas fechou a porta, caminhando até a porta da frente, entrando na mesma. O mesmo colocou a chave na ignição, deu a partida e logo o carro estava a se locomover, rumo à sua casa. No caminho, o mesmo olhou no retrovisor notando Jimin que, novamente, se encontrava encantado, observando tudo pelo vidro, arqueando as pequenas orelhas ao ver algum bear ou algo que chamasse sua atenção, fazendo um mínimo sorriso surgir nos lábios do maior.

Jimin estava pensativo enquanto olhava a janela, o que irá acontecer com ele? Teria de ser chantageado como os bears que havia visto? Engoliu em seco, observando a tez clara do motorista pelo retrovisor á sua frente.

Ao se aproximar de casa, Min abre o grande portão de sua casa, entrando com o carro. Jimin olhou pelo vidro traseiro do carro, observando o portão se fechar lentamente.

"Aigoo...agora não poderei fugir."

Pensou o baixinho, abaixando suas orelhas, sentindo-se derrotado; porém, ao virar seu rosto, o mesmo teve a vista para o jardim que rodeava a casa, com flores, arbustos e uma vasta grama verde que as mesmas ficava ao redor de uma "trilha" que o carro seguia. Tudo simplismente mudaram a expressão do rosado, a transformando em puro fascínio; entretanto, mais à frente, lá estava a grande casa de Yoongi, a pintura branca um pouco gasta, as janelas de cor escura e ainda com um segundo andar. Aos olhos de Jimin, ele sabia que não se tratava de uma casa...e sim uma mansão.

O menor, ainda em tamanha admiração pelo lugar, nem havia percebido quando o automóvel havia parado. Min saiu do carro e caminhou até a porta de trás, abrindo-a para que Jimin pudesse sair. Park, por outro lado, ficou a encara-lo, esperando que dissesse algo á ele.

–Vamos?

O moreno perguntou, olhando para o pequeno que retirou o cinto, passando-o pela cabeça ao invés de abri-lo, desçendo do veículo e encarando-o, à espera de sua "ordem".

O bem-sucedido arqueou uma sombrancelha e virou-se, caminhando em direção à varanda na qual a porta da frente se encontrava. Park o seguiu com receio, ouvindo seus próprios passos sobre o solo meio pedregoso, subindo as pequenas escadas da varanda e parando ao lado do maior, lançando-lhe levemente corado.

As atitudes de Jimin estavam opacas para Yoongi, havia alguma coisa errada com ele, e isso desde a hora que se encontraram, porém, Min não queria piorar a sua relação com ele, com perguntas íntimas deste assunto ou algo do tipo...pelo menos não agora.

Yoongi tocou a maçaneta da porta, a abrindo de uma vez, respirando de forma relaxada.

"Finalmente."

O mesmo pensou, com um sorriso mínimo expresso em seu rosto. Enquanto o pequeno, ficou boquiaberto com o local, era ainda mais charmoso e luxuoso por dentro, pisos brancos de cerâmica, um sofá espaçoso no qual ele gostaria de se deitar depois de várias noites sem uma boa noite de sono, um lustre de pedras cintilantes que iluminava o local, uma televisão enorme e um tapete entre o sofá e a mesma, era sem dúvidas, uma casa grande e sofisticada.

O moreno colocou a maleta sobre uma mesa e voltou-se para Jimin, que o mesmo saiu de seu transe e focou seu olhar em Min, parado ainda na porta.

–Jimin...você pode entrar, sinta-se a vontade.

Diz o maior, o observando. O rosado andou alguns passos a frente e parou novamente, encarando-o. Ao virar-se de frente, o moreno notou o machucado em sua perna, feito pelo empurrão de Seung.

–Então era por isso que estava a marcar...

O mesmo diz, colocando a mão sobre o queixo.

–Teremos de cuidar disso.

A frase fez o pequeno recolher-se com receio, abaixando suas pequenas orelhas. Yoongi aproximou-se com cuidado do rosado que se afastou do mesmo, corando levemente.

–Jimin...eu disse que não irei te machucar, não precisa ter medo de mim.

O moreno diz de forma confortante.

–C-como posso c-confiar em você?

Pergunta o pequeno, ainda afastado. Yoongi pensou, e então lembrou-se de umas das poucas lembranças que tinha de seus pais e o que haviam feito com ele quando estava assustado.

–Er...

O bem-sucedido tentava agir, desajeitado com a situação. Até que o mesmo estendeu seu mindinho, despertando um olhar curioso do rosado.

–Juro de dedinho que não irei fazer mal à você.

"Aish..."

Reclamou para si mesmo, envergonhado do ato que estava a fazer. Park não entendeu de princípio, evitando até mesmo rir da cena, mas logo estendeu seu minúsculo mindinho em direção ao de Min onde os mesmos se juntaram, completando o "juramento". Yoongi sorriu mínimamente.

–Venha, vamos cuidar disso.

Disse o maior, virando-se em direção às escadas. Ao virar-se, o pequeno o observou por alguns segundos, sorrindo e formando seu "eyes smile", antes de segui-lo. Ao chegar à pequena suíte, Yoongi abaixou a tampa do vaso sanitário e o colocou sob a mesma.

–Agora, deixe-me ver.

O mesmo disse, fazendo o pequeno se encolher.

–Jimin...se não me deixar ver, isso pode piorar.

O rosado se recusou por alguns instantes, mas logo cedeu, expondo seu joelho machucado. Yoongi examinou o mesmo e encarou o menor.

–É só um arranhão, mas é preciso higienizar para não infeccionar.

Park não sabia muito bem o que era "higienizar" mas ao que aparentava, parecia ser doloroso. O moreno o colocou sentado sobre a borda da banheira de cor clara e pegou a pequena ducha ao lado, enxaguando seu joelho e tirando uma expressão de dor do rosado. Min pegou o sabonete e encarou o menor.

–Isto irá doer um pouco.

O mesmo disse, o passando sobre seu machucado e tirando um gemido baixo de dor do pequeno, fazendo Yoongi arrepiar-se levemente.

–Pronto...

Concluiu o moreno meio sem jeito.

–Tome um banho, pequeno, tentarei arrumar algumas roupas para você.

O mesmo diz, abrindo a água da banheira até o nível adequado para o menor e o deixando à só, o esperando no quarto.

Yoongi se sentou sobre a cama e sentiu seu celular vibrar em seu bolso, ele o desbloqueou.

Horseok: Ola cambito fino, como vai você?

You: Hobi, preciso da sua ajuda.

Horseok: Não me avisaram que iria chover hoje.

You: Haha, dá para parar com essa porra e me ouvir?

Horseok: Nossa não precisa se estressar...grosseiro. O que houve?

You: Como fez para cuidar do Taehyung?

Horseok: Bem aleatório você, mas sobre o Taetae...não foi muito difícil, ele já estava acostumado com pessoas e tudo mais.

You: Você não teve nenhum problema?

Horseok: Bem, ele me estranhou de início, porém logo se acostumou...mas, teve um mais íntimo...e um tanto embaraçoso.

You: Me conte, por favor...é meio complicado.

Horseok: É que...ele passou por algumas transformações ao longo do tempo, sejam fisicamente, sejam de comportamento...era tudo muito novo para mim, mas eu sabia que isso iria acontecer...porém...

You: Porém...o quê?

Horseok: Porém...junto com isso, uma explosão de hormônios veio com elas, a famosa "adolescência". Ele teve de passar por uma fase que deu início a um ciclo que de tempos em tempos (ou sendo mais específico, de meses em meses) reaparecia com intensidade.

You: E qual seria o nome disto?

Horseok: Gummy, esse é o nome dessa explosão de hormônios.

You: Gummy? Como se fosse...Gummy Bear? Não me parece sério.

Horseok: Não a apelidaram assim apenas por este motivo...

You: Há mais algum?

Horseok: Caso você não saiba, esse não é o único significado de Gummy.

You: Não está sugerindo que...

Horseok: Grudento, gosmento...o que acha que estou a me referir?

You: ...

Yoongi não estava a crer, ele não poderia estar se referindo a um tipo de...

You: "Cio"?...

Horseok: Er...Não diria bem nesse sentido (até porque não são animais) mas os sintomas chegam a ser parecidos, principalmente quando estão próximos disso.

You: Mas, por que Gummy?

Horseok: Bah, me poupe de detalhes, se um dia tiver um bear...você irá entender.

You: O quê? Não, me conte.

Horseok: Isso é pessoal, entre eu o Taetae, cambito fino.

You: Pare de me chamar assim, alazão.

De repente, a porta se abre em uma pequena brecha, mostrando o rosto corado de Jimin.

–Ah...Perdão.

Desculpa-se o moreno, levantando-se e indo em direção ao guarda-roupas. Min não sabia exatamente o que dar de vestir ao rosado, ele era muito pequeno e ao que se lembrava não tinha roupas para bears. Porém, olhando mais a fundo, ele avistou uma roupinha, essa era de quando ainda era um garoto, seus pais haviam dado á ele de presente, mas nunca à usara, até pelo fato de que não havia gostado dela.

O mesmo à pegou e levou até Park, que ainda aguardava na porta. O menor às puxou para dentro e em alguns segundos, saiu vestido com ela, a blusa acabou ficando um pouco grande para seu corpo, entretanto, o pequeno short ficou no tamanho correto – Até pelo fato de que seu quadril ocupava todo o espaço da pequena peça –. O bem-sucedido evitava observar aquele local avantajado, a fim, de não causar uma má impressão.

–Sei que não é bem uma roupa de bear, mas se quiser...

–Eu...eu amei.
Interrompeu Jimin, o que tirou um olhar de surpresa do maior. O rosado nunca se vestiu com algo do tipo, tudo que tinha eram suas velhas roupas gastas, e também as únicas que tinha.

–Obrigado...senhor.

Agradeceu o rosado, voltando seu olhar corado para Yoongi.

–Oh, fico feliz que tenha gostado...mas não precisa de ser tão formal, pode me chamar apenas de Yoongi...

O mesmo disse, sorrindo com os lábios unidos, fazendo o pequeno assentir com a cabeça.

–Vamos desçer, você me parece com fome.

E o maior não estava errado, comida era algo pelo qual seu corpo clamava, o pequeno não havia se alimentado a muito tempo e mesmo sabendo que esse não era seu objetivo ali, seu instinto pedia.

Os dois desçeram as escadas e foram até à cozinha, a mesma era grande como o esperado para Park. Min o pegou e o colocou sobre a cadeira, essa um pouco mais alta que as outras, e preparou um sanduíche para o rosado, que observava curioso o que o maior estava à fazer. Ao terminar, o moreno o entregou para o Jimin que o mesmo começou a come-lo como se fosse sua última vez.

–Acalme-se Jiminie, ou irá se engasgar.

O apelido fez o pequeno parar o que estava à fazer, voltando seu olhar para Min enquanto arqueava suas orelhas.

–Digo...Jimin, desculpe-me.

O mesmo sentou-se sobre uma cadeira da bancada e pegou seu celular, desviando a vista do menor que o encarava, desbloqueando o mesmo.

Horseok: Hahaha.

You: Ainda tem coragem de rir!?

Horseok: :)

You: Aish, olha...depois disso eu não devia, mas preciso que venha à minha casa amanhã.

Horseok: Para...

You: Conversarmos.

Horseok: Sobre?

You: É meio complicado.

Horseok: Sabe que não posso deixar o Tae sozinho.

You: Aish...então o traga, mas só dessa vez, e fique de olho nele! Porque se ele fizer o que fez da última vez...

Horseok: Relaxa branquelo...aquilo foi um acidente e mais, ele não é mais exatamente aquele Tae.

You: O quê está querendo dizer?

Horseok: Você irá entender.

You: Ok...até amanhã.

Horseok: Até e veja se esfrie essa cabeça...ou vai queimar tudo.

Horseok ficou offline


Yoongi guardou o objeto em seu bolso e voltou seu olhar para Jimin, que esse se encontrava com a cabeça debruçada na mesa, amortecida por suas pequenas mãos; o maior sorriu com a cena e aproximou-se do rosado, o pegando e o colocando sobre o sofá, colocando uma pequena almofada em sua cabeça e o cobrindo com lençol que ficava sobre o móvel.

Min sorriu ao ver o quão fofo era o pequeno à dormir, ele realmente estara muito cansado e aparentava não ter boas noites de sono. O mesmo caminhou com cuidado até as escadas, se assustando ao deparar-se com Yun, a empregada, que esta contia um sorriso expresso no rosto enquanto encarava o bem-sucedido.

–Yun?

O mesmo disse de forma desajeitada.

–Você ainda está aqui, pensei que tivesse ido embora.

–E eu estava indo...mas quando vi que havia trazido este pequenino e o modo carinhoso como o tratou, não resisti a tentação de observa-los...

Disse a empregada, sorridente.

–Ainda mais quando você fez o "juramento de dedinho".

Completou a mesma, evitando um riso e fazendo com que um leve tom rubrado aparecesse nas bochechas de Min.

–F-foi necessário...ele estava à recusar minha ajuda...e eu precisava de algo para convencê-lo...

O mesmo forjou um revirar de olhos.

–Até porque eu não tenho tempo para este tipo de coisa...

Concluiu o moreno, subindo as escadas.

A empregada soltou uma leve risada. Mesmo com todas as provas, Yoongi não se dava por vencencido, mas a moça sabia que ele tinha conhecimento de sua derrota, e irrita-lo com isso era algo realmente muito divertido.

Yun caminhou com cautela pela sala e sorriu ao ver a pequena criaturinha à dormir sobre o sofá, contando também com a vontade avassaladora de apertá-lo, mas resistiu e apenas continuou até a porta, fechando-a sem ruídos.

Enquanto Yoongi, subira até a suíte na qual tomou um banho curto e deixou o banheiro, deitando-se sobre a cama e encarando o teto, pensativo.

"Será que fiz a coisa certa? Quer dizer...eu poderia ter o deixado, mas seria muito cruel de minha parte...porém, agora eu não sei o que fazer, minha vida ocupada atrapalha, mas também não posso deixa-lo ir tão cedo e em tal estado, seria o mesmo que abandona-lo...aish."

As dúvidas atormentavam sua cabeça, o fazendo virar-se para outro lado. Mas de uma coisa ele tinha certeza...

"Eu não posso ficar com ele."

O moreno suspirou com seu último pensamento.

Enquanto no piso de baixo, o menor virou-se, puxando o pequeno lençol que o cobria.

"O senhor Yoongi não me parece ser um humano malvado...e talvez o único que me tratou bem durante a minha vida...mas ainda sim, eu não posso me deixar levar pela aparência, afinal, ele me comprou, certo? Talvez isso faça parte da chantagem para em troca me abusar...de qualquer forma, eu não posso ficar aqui..."

O mesmo fechou os olhos.

"Lembre-se que seu objetivo é apenas fugir...apenas isto."

Pensou Park antes de cheirar o aroma que exalava do lençol que contia o cheiro de Yoongi.


Notas Finais


Espero que tenham gostado ^3^

Demorei pakas para fazer isso, mas fiz ( e com amor) 'u'

Até a próxima bearzinhos ^3^❤

AH NÃO SE ESQUEÇAM DO NOSSO GRUPINHO NO WHATS:

https://chat.whatsapp.com/9sdce8pYkg6AHg3GXLrgeQ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...