História My turn;; chanbaek BOOK TWO - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Baekhyun, Boyxboy, Chanbaek, Chanyeol, Romance
Exibições 73
Palavras 1.503
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Mutilação
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


espero que gostem <3 AVISO: MPREG
AVISO 2: vão ter 2 bônus <3

Capítulo 19 - Final alternativo


Depois que Chanyeol saiu da clínica, ele abriu seu Twitter, e leu todos as mensagens de apoio de Baekhyun. Ele resolveu procurar saber sobre o garoto, o que havia acontecido. 


Chanyeol descobriu que a avô de Baekhyun o encontrou no chá de seu quarto, com os pulsos cortados, e o rosto coberto pelas lágrimas.


Chanyeol pagou todas as despesas do Hospital.

Baekhyun ainda estava em coma, mas isso não impedia Chanyeol de conversar com o menor.


– Baek, me desculpe, eu me sinto culpado pelo o que aconteceu com você... mas se você acordar, eu posso mudar isso tudo, e eu prometo, você nunca mais vai ser ignorado por mim. Obrigado por tudo, pelas mensagens de apoio, por seu carinho e preocupação por kim... Obrigado por existir. Eu te amo, Baekhyun.


                          –♡–


2 anos depois.


À um ano atrás, Baekhyun finalmente acordou do coma. Ele estava bem melhor, agora, ele visitava o psicólogo duas vezes por semana.


Depois de tudo o que passou, os médicos acreditavam que seria melhor para o garoto, e realmente foi.


E Chanyeol? Não saía do lado de seu pequeno, o acompanhava em tudo. Eles não eram um casal, era como uma amizade colorida, sen relações sexuais, só com amor e muito carinho.


Eles trocavam algumas carícias um pouco mais quentes, mas nunca passava disso. Eles se amavam, qualquer um poderia olhar nos olhos dos dois o quanto eles se amavam.


Baekhyun o amava demais, mais como um fã ama seu ídolo, ele amava Chanyeol como pessoa, como seu amante. Chanyeol também, mas Baekhyun queria que o grandão fizesse o tão esperado pedido de namoro, e Chanyeol faria.


                          –♡–


Chanyeol preparou toda a surpresa, ele queria que fosse uma surpresa inesquecível e romântica.


Baekhyun ainda não tinha voltado do psicologo, e não fazia a mínima ideia.


Chanyeol e Baekhyun moravam juntos desde que o baixinho saiu do hospital, pois a avô de Baek já era bem velhinha e não tinha forças e dinheiro para cuidar de seu neto.


Quando Baek chegou, estava escuro, mas a sala estava iluminada pelas velas acesas, espalhadas pela sala, em um caminho de pétalas e velas, que iam até o quarto dos dois.


A cada passo que o menor dava ele sorria mais com os olhos marejados. Ele queria chorar, mas chorar de felicidade, ele estava tão feliz...


Quando ele entrou no quarto, sentiu vontade de chorar mais ainda. O amor de sua vida estava segurando um buquê de flores, usando um terno preto que caia super bem com o grandão.


Chanyeol estava lindo. O quarto ainda sendo iluminado pelas velas. A cama, estava com um enorme coração e um “Eu te amo” em pétalas de rosas vermelhas.


Então, Chanyeol começou a falar:


– Oi neném, você deve estar surpreso, não é? Bom, não vou enrolar. Eu deveria ter feito isso a muito tempo, mas eu estava esperando o momento certo, e ele chegou. Eu aprendi a te amar do jeito que você é, e agora não consigo mais parar. Você é a coisa mais perfeita do mundo, eu queria ter te conhecido antes. Você é um amor,  uma pessoa incrível, lindo, e quase uma criança, a minha criancinha. Eu amo seu jeito, seus olho, seu sorriso retangular e muito fofo, sua risada gostosa... Ou seja, eu amo tudo em você. Enfim, eu quero viver com você pra sempre, construir uma família, ter dois filhos porque você não quer uma equipe de futebol completa... - o menor e o grandão se permitiram rir com a fala - eu quero casar com você, viver juntos, viajar para todos os cantos do mundo, fazer amor com você, e fazer um featuring com você, porque você canta muito, e sua voz precisa ser enaltecida. Vou direto ao ponto... Byun Baekhyun, você aceita namorar comigo?


Baekhyun em meio as lágrimas, e com um sorriso enorme, não poderia dizer outra coisa. 


Ele amava Chanyeol demais, e isso era tudo o que ele mais queria.


– S-sim... Eu aceito. Eu te amo demais.


                          –♡–


3 anos depois.


Baekhyun e Chanyeol tinham uma família incrível. Eles tinham dois filhos maravilhosos, Park-Byun TaeOh e Park-Byun YangMin, ambos tinham 2 anos, e eram uns amores.


Chanyeol e Baekhyun contrataram duas barrigas de aluguel, e deram sorte pelas duas terem engravidado no mesmo período, fazendo os bebês nascerem no mesmo mês, o que era ótimo.


Agora eles estavam completos, com dois filhos, uma casa incrível, família maravilhosa, e noivos.


Eles e seus filhos estavam sentados juntos no centro da sala.


– Amor, toca alguma coisa pra gente


– OK, mas você vai cantar junto comigo.


Então Chanyeol começou a tocar She's Dreaming:


– Byeoldeulmajeo jami deuneun neujeun bam

Oeroi tteuneun dal

Salmyeosi changgae naeryeowa bichwo jumyeo

Jami deun neol kkumkkuge hae 


Essa era a música que gravaram juntos. Música que Chanyeol compôs.


– Geugot aneseon neon yuriro mandeun gudul singo

Naege dagawa sujubeun moseubeuro nae pume angyeo utgon hae

She’s dreaming, she’s dreaming

Dalbiche jitge muldeun bam yuilhan uriui sigan


– She’s dreaming, she’s dreaming

Nae ane jami deun neol majimothae useumyeo

Nan geujeo neoreul barabonda

Achimi omyeon amu il eoptdeut kkaebeorinikka


Eles estavam numa perfeita harmonia. As vocês se misturavam, cantando juntos.


Eles estavam em uma bolha, feita só para eles.


– Nan neul eonjena neoui kkume natana danduri hamkkehagon haesseo

Sunjinhan ai gateun neol bomyeon gwaenseure nakkaji utge dwae michigesseo

Yoksimburigo sipeo neol pume ango saranghanda malhaneun geotdo

Utgiji achimi omyeon tto gieok mothal tende nan ijhyeojilkka geopna no no no come back

Gipeun bami kkeutnal ttaemyeon yeongicheoreom

Nan huimihage sarajyeo

Dasi eoduun bame kkumeul gajigo

Naeryeowa neoege

Maeil kkumsoge neoreul myeot beonigo chajagado

Cheoeum bondeuthan eolgullo barabol ttaen gakkeumssik chamgi himdeungeol

She’s dreaming (she’s dreaming) she’s dreaming (she’s dreaming)

Dalbiche jitge muldeun bam (jitge muldeun bam) yuilhan uriui sigan (neoneun gieokhalkka)

She’s dreaming (she’s dreaming) she’s dreaming (she’s dreaming)

Nae ane jami deun neol (jami deun neol) majimothae useumyeo

Nan geujeo neoreul barabonda (neoreul barabonda) achimi omyeon (tto dasi)

Amu il eopsdeut (amu il eopsdeut) kkaebeorinikka (ijhyeojil kkum)




                         –♡–

5 meses depois.


Baekhyun não sabia o que fazer, se ria, se sorria, se chorava ou gritava.


Ele estava grávido. Grávido de Park Chanyeol.


O problema era, como contar para Chanyeol? Ele estava grávido de um mês.


Ele esperou Chanyeol chegar em casa para ter uma conversa séria com seu noivo.


Felizmente, TaeOh e YangMin já sabiam sobre a gravidez e ficaram super felizes com a ideia de que em breve teriam um irmãozinho - ou irmãzinha -.


Já estava na hora de Chanyeol voltar para casa, então não demorou muito para ouvir o grito dos mais novo avisando que havia chegado.


– Amor?! Cheguei!


Baekhyun foi até a porta receber o noivo. Ele brincava com suas próprias mãos, uma mania que tinha quando estava nervoso. E Chanyeol percebeu, conhecia muito bem seu pequeno.


– Está tudo bem? Você está brincando com as mãos.


– A gente precisa conversar...


Aquela simples fala fez o coração de Chanyeol acelerar.

Baekhyun não estava com uma cara nada boa, o que fez o maior se preocupar com seu pequeno.


– O que aconteceu? Tem certeza que está tudo bem? Aconteceu alguma coisa com você? Com as crianças?! Amor, me fala.


– Calma meu amor, não aconteceu nada com as crianças... É que... Primeiro, senta por favor, tenho medo da sua reação.


Assim como foi pedido pelo mais velho, Park sentou no sofá puxando seu noivo para o meio de suas pernas, colocando as mãos em suas lindas coxas e olhando para Baekhyun.


– Você sabe que eu estava sentindo enjôos não é? Então... eu fui no hospital, e conversei com um médico, ele me passou exame de urina e sangue antes pra saber o que eu tinha... Então, o resultado saiu, e... Chanyeol, eu to grávido. 


Baekhyun estava nervoso, não sabia qual seria a reação de Chanyeol. Ele achava que o maior não gostaria da notícia e pediria para o menor abortar a criança.


Mas foi completamente ao contrário.


Chanyeol abriu um sorriso lindo e largo, parecido com os sorrisos que dava para seus filhos e seu noivo constantemente.


– Eu não acredito! Eu to tão feliz, você não faz ideia! Eu não poderia estar mais feliz amor.


Com essas palavras Baekhyun pôde suspirar aliviado e aproveitar os carinhos e mimos que seu grandão lhe oferecia.



Baekhyun não poderia pedir coisa melhor. Ele tinha uma família linda e unida, e isso, era a coisa mais importante na vida dele.



                         –♡–

3 meses depois. 


Era a quarta ultrassom que Baekhyun iria fazer para ver seu precioso bebê.


Na terceira ultrassom, não conseguiu ver o sexo do seu pequenino pois o mesmo não abrira as perninhas.

Mas dessa vez ele tinha certeza de que conseguiria ver.

Chanyeol estava acompanhando o menor.


Seus filhos foram deixados na creche, mas Park e Baekhyun iriam os buscar cedo para comemorar o sexo do novo integrante da família.


Baekhyun havia acabado de deitar na cama da médica como a mesma havia pedido.


Logo ele sentiu o gel gelado que havia acostumado na sua barriga, vendo o aparelho passando por cima do mesmo. 


Ele e Chanyeol olhavam sorridentes para o monitor onde podiam ver seu pequeno príncipe.


Eles escutavam o coraçãozinho da criança que se formava ali. Ambos estavam emocionados e a médica contente, nunca vira um casal tão feliz em uma consulta. 


– Querem saber o sexo do bebê agora?


O casal apenas concordaram com a cabeça ainda sorrindo, e logo puderam ver a médica mexendo o aparelho e sorrindo.


– Parabéns, vocês vão ter um menino.



Notas Finais


até o bônus meus amores <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...