História My Two Favorite Babies (ABO) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Jikook, Kookie Bottom Taeyoonseok, Taegi, Yaoi, Yoonseok
Visualizações 28
Palavras 1.274
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Lemon, Luta, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Como eu disse irei reescrever a fic, e aqui esta o primeiro capítulo.

Beijos e espero que gostem

Capítulo 2 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction My Two Favorite Babies (ABO) - Capítulo 2 - Capítulo 1

Prólogo

Pov Sung Jungkook


 Normalmente quando se é adolescente, o mundo costuma fazer de tudo para te ferrar, e eu Sung Jungkook posso comprovar essas palavras por experiência própria. Até os meus 12 anos à minha vida era perfeita, tinha pessoas que me amavam, um melhor amigo incrível, e um futuro promissor garantido, nas diversas filiais da impresa de meu Appa pelo mundo, entretanto como eu disse a minha vida teve esse rumo até os meus 12 anos, até por que quando meu aniversário  de 13 anos de idade chegou, a minha vida acabou, o motivo?. Eu chonheci Park Jimin o sócio de meu pai de apenas 18 anos,  que em outubro chegaria a sua maior idade, e eu sabia que quando isso fosse acontecer minha vida viraria de ponta cabeça. 

Bem naquela noite eu chonheci a perdição, eu conheci o homem mais lindo, perfeito, maravilhoso,  e pra melhorar passou a frequentar à minha casa diariamente,  e foi a partir dai que minha vida foi de mau a pior, o garoto que era inocente,inteligente, obediente, e educado se tornou o mais perfeito submisso.

Submisso de Park Jimin, o homem que mais tarde destruiria a minha vida completamente. Eu jungkook aconselho a todos vocês, adolecentes que são bem fáceis de iludir escolham muito bem  antes de se apaixonar, principalmente se o garoto for 6 anos mais velho e sócio do seu pai, e um nivel de confiança no anteriormente citado era extremamente alto, meu Appa confiava plenamente em Jimin, principalmente seus mais impressionantes segredos. Como eu disse minha vida encontrava-se em um estado crítico após conhecer o Park, todavia em meu aniversário de 15 anos as coisas demandaram de vez.

Era uma noite chuvosa, e minha Omma e meu Appa estavam em Milão em uma conferência para uma nova filial no interior da Itália, e para completar a desgraça de estar sem meus pais em meu aniversário Park Jimin o novo bilionário de Seul estava em minha casa, pra que?, Bem simples o Deus grego estava fazendo fazendo papel de babá, pra quem?, exatamente pra mim um adolescente com 15 anos recém completos. Todavia  minha oopinião sobre aquela noite estava completamente equivocada, em meio ao olhares estranhos que o Park me lançava borboletas surgiram em meu estômago, e minutos depois Jimin já estava dentro de mim metendo forte.

No dia seguinte eu acordei e Jimin já não estava presente ao meu lado, e a única coisa que me veio a mente era que ele tinha ido embora, e quando eu desci as escadas para o primeiro andar, mus pensamentos estavam corretos, e a única coisa que Jimin deixará pra mim, fora um bilhete dizendo para eu me esquecer do que aconteceu entre nós.  

Dizer que eu fiquei super normal depois daquela notícia era uma grande mentira, na verdade eu fiquei arrasado,porém a pior notícia veio 2 semanas depois, por recomendação de Yoongi meu melhor amigo eu finalmente aceitei a proposta de fazer um teste de gravidez, tudo devido aos contínuos  enjoos sentidos por mim durante as 2 semanas, e o resultado saiu uns dias depois e  as suspeitas de Yoongi estavam certas, EU ESTAVA GRAVIDO. 

Após receber a notícia bombástica, a primeira coisa que me veio a mente foi informar o Appa da criança, vulgo Park Jimin , e apesar de ele estar me ignorando eu não achei certo deixar de avisa-lo sobre um futuro filhote, que nasceria 9 meses mais tarde, caso não houvesse nenhum imprevisto. Então no dia seguinte eu acordei bem cedo e fui para o escritório do Park mais velho.

Ao chegar ao escritório do Appa de meu filho, parei na recepção e fui atendido por uma mulher loira de olhos verdes, que depois de muito insistir me deixou subir ao 24° andar a onde se localizava a sala do Park. Todavia ao parar na frente da porta uns certos barulhos me intrigaram: Gemidos, e para piorar eram gemidos de mulher, entretanto eu não iria desistir de dar minha notícia,  então entrei na sala e oque encontrei foi ainda mais intrigante que os gemidos ouvidos por mim atrás da porta.

Em cima da mesa estava uma mulher de fios negros e um homem com aspectos estrangeiros, apenas com as roupas de baixo e no maior amasso, não querendo continuar vendo aquela cena eu simplesmente deixei o envelope com o exame em cima da mesa, e sai indo direto para a escola logo depois. 

[...]

- Você conseguiu avisar o Park Sung Jungkook- e novamente lá estava Min Yoongi meu melhor amigo, me importunando sobre eu ter ou não falado sobre a gravidez ao Jimin.

- Na verdade eu deixei o envelope com o exame em cima da mesa de seu escritório- eu dizia com firmeza nas palavras, tendo a certeza  de que Park viria me ver e aceitar nosso filho de braços abertos.

Logo depois eu me despedi de Yoon e fui direto para casa, porém ao chegar em minha residência, eu não esperava ver meus pais no sofá,  com caras nada boas e um envelope na mão,  o meu envelope.

AI NÃO! 

Antes que eu pudesse dizer algo, uma ardência atingiu a minha face, e aquela frase proferida por meu Appa apenas me deixou ainda mais abalado.

- Quero você fora desta casa ainda hoje, suas coisas ja estão arrumadas, apenas coma algo e vá,  eu não quero um Ômega impuro em minha casa- aquele homem de 41 anos dizia tudo friamemte,  e eu não pude nem contestar, apenas rumei a cozinha peguei alguns mantimentos,  peguei logo após as minhas malas, e sai de casa.

Era oficial Sung Jungkook se tornou um morador de rua,  e isso continuou  por 1 mês, quando eu  ja estava pálido com fome e provavelmente vivo apenas por amor ao meu filho que se encontrava em meu ventre avantajado. Minha vida mudou após algumaa semanas quando um Jovem hyung me ajudou, me deu comida pagou meu pré -natal e me arranjou um trabalho em seu restaurante, porém essa mordomia durou apenas 1 mês, já que Seokjin fora para os Estados Unidos,  viver com seu noivo Kim Nanjoom um oficial do exército americano.

Mesmo com a ida de Seok para o exterior eu consegui um trabalho em uma casa de família como empregado, mas devido aos grandes esforços feitos por mim meu filho nascerá,  3 meses depois com seus 5 meses, e para piorar o hospital era caro e agora eu devia muito dinheiro a família Jung cujo me ofereceram o trabalho como empregado. 

Mesmo que as coisas estivessem difíceis,  eu sempre dava um jeito de agradar meu pequeno Jinhyung, que saiu 5 meses depois de sua internação. E daqui a uma semana era seu aniversário, mas, de todos os presentes que Jinny me pedia esse foi aquele que eu tinha certeza que nunca poderia dar.

-Omma eu já sei o que eu  quelo de aniversálio- falava o pequeno de cabelos pretos e olhos azuis, com esperança na face.

-Sim meu amor diga, o oque quer , talvez a Omma consiga te dar.- Eu dizia, já esperando a resposta, do pequeno com o pedido para mim comprar o novo boneco do homem de ferro, porém a resposta de meu filho me surpreendeu. 

-Eu quero um Appa, Omma, o senhor pode me dar um ou é muito caro- O pequenino pronunciou essas palavras com tanta sinseridade que Jungkook se sentiu mal ao responder.

- Sim meu filho, Appas são muito caros,e a Omma não tem dinheiro para te dar um.- Eu disse com um peso no coração,  e logo depois eu vi meu filho virar-se para a parede se enrolar em seu cobertor e dizer um Boa Noite Omma, com uma voz triste, me deixando assim mais mau do que eu já estava.

Continua...



Notas Finais


Bem gente aqui esta o primeiro capítulo que eu prometi, espero que vcs gostem e me desculpem qualquer erro, ate segunda quando eu postarei o proximo capítulo.

BIJOCAS
EMMIE_97 CÂMBIO DESLIGO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...