História My Type - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, IKON
Personagens B.I, Bobby, Chanwoo, Donghyuk, Jinhwan, Junhoe, Personagens Originais, Yunhyeong
Tags Bobby, Ficção, Ikon, Imagine, Romance
Visualizações 17
Palavras 1.712
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - De volta ao passado?!


Fanfic / Fanfiction My Type - Capítulo 6 - De volta ao passado?!

Sentei no mesmo banco de sempre, gosto muito desse lugar*, fora estar no palco cantando é o único lugar que me traz paz, é sempre bom para refletir. O dia está agradável, o céu está limpo, mas o sol não está tão forte, ainda bem. Fecho os olhos e sinto uma brisa boa no meu rosto, e então me vem algumas lembranças.

~Flashback On~

Era um dia importante para nós, três anos de namoro... e também vou contar a ela que já está confirmada a data do debut. Fiz ela pensar que eu havia esquecido, sei que ela deve ter ficado furiosa, mas vai valer a pena, fiz uma reserva no melhor restaurante da cidade, ela merece, e essas flores... ela vai amar. Sohyun sempre esteve comigo, me apoiou e me motivou a nunca desistir dos meus sonhos, eu a amo, e é com ela que quero passar o resto da minha vida.

Tomei um banho caprichado e vesti a minha melhor roupa, a ocasião merece... mas decidi chegar de surpresa no apartamento dela, eu havia dito que não nos veríamos por conta dos ensaios constantes, mas consegui um tempo para ficarmos juntos.

 

Pego um taxi e vou... Chegando no prédio aviso o porteiro que era uma surpresa, como ele me conhece me deixou subir, então eu subo,  estou tão nervoso, ela deve estar querendo me matar... Chego na porta e entro tentando não fazer muito barulho, olho na sala e na cozinha e ela não está, então vejo a porta do quarto meio encostada com a luz acesa, então eu sigo para lá... Mas quando entro, me arrependo profundamente de ter visto o que vi...

_ MAS QUE PORRA É ESSA MIN-SOHYUN? E  SEHUN, SEU FILHO DA... – a mal caráter resolveu entrar na minha frente.

 _ POR FAVOR BOBBY, NÃO É NADA DO QUE VOCÊ ESTÁ PENSANDO... – gritou chorando tentando me abraçar. A empurrei em direção ao babaca do Sehun antes que eu fizesse alguma besteira. Eu estava a ponto de matar esses imbecis.

_ NÃO SOHYUN, NÃO É MESMO... EU VI SUA OTÁRIA... – continuei gritando... – O QUE ESTAVAM PENSANDO? QUE EU NUNCA IRIA DESCOBRIR?...

_ BOBBY, EU POSSO EXPLICAR... – É sério que filho da puta vai dizer isso? Não penso duas vezes e acerto um murro na cara do maldito.

_ O QUE ESTAVA PENSANDO SEU BABACA? – ele coloca a mão no rosto e posso ver o sangue escorrer de sua boca, mas ele não revida, e eu também não continuo, não vale a pena... - Qual é Sehun? Acha que eu nunca percebi o jeito como a olhava? Como você a tratava? – ri ironicamente. – Eu só queria estar errado, mas não, você não vale nada, como nunca valeu... – Ele apenas me olhava em silêncio. Então me viro para Sohyun, que chorava desesperadamente, como ela ainda tem coragem de chorar? - E você Min Sohyun, por que está chorando? Não é a vítima aqui... – enxugava as lágrimas olhando para baixo. – Não consegue me olhar não é mesmo? – os dois continuavam em sillêncio. - Tá vendo aquele lixo no chão? Era pra você sua imbecil, eu gostaria que fosse a melhor noite da sua vida... – ela resolveu me olhar. - Fiz reservas em um restaurante sabia?! Eu ia te fazer uma surpresa, íamos comemorar três anos juntos, se lembra disso? Mas você decidiu comemorar de outra forma não é mesmo sua vaga...  – então fui interrompido.

_ CHEGA! Por favor Bobby... – disse Sehun se levantando.

_ Fica tranquilo, eu já acabei, nada do que eu disser vai desfazer toda essa palhaçada que vocês armaram... Só fiquem longe de mim,  e nunca mais me procurem, vocês ainda irão se arrepender por isso e eu nem preciso fazer mais nada, a vida se encarrega do resto. – saí e bati a porta.

 

Entrei no elevador, e não pude evitar as lágrimas que estava segurando caíssem. Como eles puderam fazer isso comigo? Meu melhor amigo com a minha namorada... será que essa foi a primeira vez que isso aconteceu?  Ou eu só fui um idiota que não quis enxergar...

~Flashback Off~

Sehun… suspirei com ódio abrindo os olhos. Como esquecer tudo o que aconteceu?! De melhor amigo a babaca... como ele conseguiu ser tão babaca?! E Sohyun... eu a amava, graças a ela agora sou frio, e nunca consegui gostar de alguém outra vez, a música hoje é meu refúgio, e tudo o que eu fizer daqui pra frente será somente para deixar meus fãs felizes... Eu jamais vou perdoá-los por isso, eu confiava neles, desde o dia que os apresentei...

~Flashback On~

 _ Oppa! – Veio correndo enquanto eu a esperava no portão da escola, então nos abraçamos. – Estava com saudades... – "Eu também" susurrei, então saí do abraço de Sohyun, e a puxei pela mão.

_ Vem pequena, tem uma pessoa que quero que você conheça... – assentiu sorrindo, e então fomos até Sehun que nos esperava do outro lado da rua.

_ Sehun, essa é a minha namorada Sohyun... – ele a olhou e fez revêrencia, e ela fez o mesmo. – E pequena, esse é o meu melhor amigo Sehun... – ela sorriu para o mesmo, e colocou uma mecha do cabelo que havia caído em seus olhos atrás da orelha...

_ É um prazer conhece-la Sohyun... – Sehun estendeu a mão, ela também, e eles se cumprimentaram. – É bom conhecer quem vai dividir o Bobby comigo, agora entendo por que ele não tem tanto tempo assim para mim...

_ Como assim? – Ela perguntou envergonhada.

_ É muito bonita Sohyun, não chego a seus pés, Bobby tem sorte e... bom gosto. – Minha pequena sorriu envergonhada, e fez reverência como forma de agradecimento, não gostei muito do comentário, mas relevei, ele é meu amigo, não a desrespeitaria.

~Flashback Off~

Era o que eu pensava, até pegar os dois na cama quase sem roupa. Depois entendi o porque de tanta aproximação, e sempre que queria fazer alguma coisa só com ela, inventava de chamar Sehun, aish.

Que inferno! Quando penso que esqueci toda essa palhaçada, aparece uma garota não sei de onde pra me lembrar da existência desse babaca, e ainda é filha do meu chefe, e também vai trabalhar comigo, vou vê-la quase sempre, e corro o risco de ver a cara de Sehun também. AAAAAAAAAAAAAAAH MERDA!... Pensando bem, vou pra casa, não foi uma boa ideia vir pra cá, só me trouxe más recordações. Pego um taxi e sigo para a casa.

 

Chego em casa e nenhum dos meninos estão, ótimo, preciso ficar sozinho mesmo. Vou até a cozinha e preparo alguma coisa para comer, e enquanto como meu pensamento é invadido outra vez... S/N... Será que estou enganado com a relação a ela e Sehun e eles também não tem nada... E se eu fui rude a toa com ela? Aish. Tanto faz também, não quero aproximação de ninguém, quero distância, afinal, alguma ligação com aquele babaca ela tem. Termino de comer e decido tirar um cochilo, vou descansar porque a semana vai ser tensa, então vou aproveitar a folga.

 

Acordo com barulho no quarto. Ninguém me respeita mesmo nesse lugar, abro os olhos e tateio da lado da cama procurando o celular, olhei as horas, 21:17hrs... Caralho, eu dormi muito!... Sentei na cama esfregando os olhos...

_ Desculpa te acordar... – disse B.I coçando a cabeça, nós dividimos quarto, então era inevitável um não acordar o outro sem querer.  Acenti. – Está melhor? Podemos conversar? – sua voz soou preocupada.

_ O que quer saber? – eu não queria falar sobre isso, mas ele é meu melhor amigo, ele sabe tudo sobre mim, e me conhece melhor do que ninguém, é como um irmão para mim.

_ O que houve entre você e a S/N? Você a conhecia? – se sentou na cama do meu lado esperando a resposta.

_ Não, nós nos esbarramos no corredor antes de eu entrar para a reunião, e... eu derrubei café nela. – falei sem ligar muito e ele me olhou assustado.

_ E por isso discutiram daquele jeito? - perguntou ainda assustado. - Não faz sentido algum Bobby, foi um acidente... – disse calmo, tentando entender.

_ Foi... quer dizer não... ah não sei... – eu não queria lembrar de Sehun de novo. – Tem outro motivo, mas não quero falar..

_ Bobby, eu sou seu amigo, e te conheço melhor do que ninguém... – pousou a mão sobre meu ombro. – Se não quiser falar sobre isso tudo bem... – Me levantei e cocei a cabeça.

_ Sehun... – B.I me olhou confuso. Então eu sentei de frente para ele. – Eu escutei ela falando com ele no telefone, creio que eles devem ter alguma coisa e você sabe... – respirei fundo e joguei a cabeça para trás tentando dispensar lembranças, B.I respirou fundo também.

_ Bobby... – olhei para ele. – Você só ouviu uma ligação, não sabe se eles realmente tem alguma, ou só são amigos... E Sehun... – fez uma pausa. – Já faz tanto tempo, precisa superar isso...

_ É difícil para mim esquecer, você sabe, éramos amigos de infância... – eu não consigo perdoar, e sempre fico com raiva quando me lembro. – E-eu não quero mais falar sobre isso. – Me levantei e fui até o banheiro, e antes que eu entrasse B.I disse.

_ Tudo bem, mas antes de tirar qualquer conclusão você não pode sair descontando isso nos outros. Seja qual for seu problema com Sehun, S/N não tem nada a ver com isso. – se levantou e veio até mim. – Vamos trabalhar juntos Bobby, ao menos a trate com educação. Pode fazer isso por nós? – pousou a mão em meu ombro esperando minha resposta. E eu acenti entrando no banheiro.

B.I é muito maduro, um ótimo amigo, e não temos o que reclamar da liderança dele. Sei que ele foi duro comigo, e tem toda a razão, mas não consegui conter meu nervosismo ao lembrar de tudo aquilo, mas também é meu dever agir melhor e evitar confusões, é o nosso sonho, e eu jamais prejudicaria os meninos com os meus problemas, somos uma família. Vou fazer o possível para não estragar o que estamos vivendo.

 

Fiz o que tinha que fazer no banheiro e voltei a dormir. Vamos ter uma semana bem cheia já que o comeback está próximo. Talvez eu deva desculpas a S/N por hoje, mas não quero a amizade dela, só quero distância, e mais nada.

 

~P.O.V BOBBY OFF~


Notas Finais


Lugar* eu pensei em algo como um lago com bancos em volta, algo assim, mas vocês podem usar a imaginação :))
É isso pessoooal, espero que tenham curtido e tenham entendido um pouco a cabecinha do Bobby *.*
Ainda tem muita confusão pela frentee, aguardem os próximos capítulos jahkdkasghhkfh
Até galeris, beijaaas e fui ;ppp


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...