História My Wolf - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Abo, Chanbaek, Chenmin, Hunhan, Kaisoo, Kristao, Mpreg, Sulay
Exibições 195
Palavras 2.677
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLA LOBINHOS !!!!!

Bom vocês ja sabem por que de não ter atualizações e eu espero que realmente vocês me desculpem serio me desculpem

Mas gente são praticamente 200 lobinhos, tipo obrigado OBRIGADO !!!!!!!!!!!!!!!!!!! Serio obrigado

Eu não quero falar muito agora então nas notas finais a gente se fala

Beijos e ate la !!!!!!!!!!!!!

Capítulo 14 - Capitulo 11


 

Quando abri os olhos senti uma dor muito forte e um desejo enorme por Jong In, não sei o que esta acontecendo com meu corpo nunca senti isso por alguém, não sei o que aconteceu depois minha vista estava escura, embasada, não sei. Quando "acordei", nem me lembro de ter desmaiado, estava sendo carregado por meus amigos conseguia sentir o cheiro de Kai, como seu cheiro é bom, forte muito forte, mas ao mesmo tempo irresistível. Senti quando me colocaram no chão, senti as folhas de alguma planta em minhas costas e ao meu lado estava Jong In .

Foi tudo tão rápido, logo Jong In estava em cima de mim, meu desejo aumentava cada vez mais por ele, seus toques eram brutos mais de uma maneira boa, suas mãos logo adentraram por debaixo de minha blusa tocando minha pele, suas mãos ásperas faziam carinho em minhas curvas do quadril, fiquei arrepiado com seus toques. Em algum momento minhas mãos também foram explorar seu corpo...

 

~&~

 

Quando abri meus olhos minha mente logo viajou para a imagem de Kyungsoo, meus instintos, meu corpo, minha razão, meu eu queria ele, quando nos deixaram sozinhos não ouve como resistir, fui para cima de seu corpo, minhas mãos involuntariamente foram para seu corpo, não tinha como parar eu preciso dele. Quando toquei sua pele, não a como descrever, ele é meu somente meu. Quando senti seus toques em mim o mundo parou...

 

~&~

 

Os dois corpos estavam em uma bolha separando eles do mundo real, cada toque, uma sensação diferente, novas, quando Kai  levantou seu tronco para tirar a camisa, KyungSoo corou tanto por vergonha, de ver o maior sem blusa, quanto por excitação, também pode observar seus músculos e abdômen, mas Kyung queria outra coisas que é de seu moreno, Kai voltou a sua antiga posição olhou dentro dos olhos de Soo e para seus lábios, Kyung se sentiu tentado a beija-lo e assim fez .

O beijo começou calmo, pois nenhum dos dois conhecera uma boca antas, quando menos se espera novas sensações foram surgindo, com o passar do tempo o beijo foi ganhando velocidade, Kai sentiu quando Kyung pediu passagem, abriu seus lábios deixando as línguas se tocarem, com o fim do beijo os dois se olharam pela primeira vez um nos olhos do outro.

- Quer mesmo fazer isso, não quero que seja só por causa do ci... - Foi impedido de falar por um dedo de Kyung em seus lábios

- Vamos com calma - disse o menor - Não temos pressa não? Temos alguns dias - falou com calma, mas seu corpo queria Kai com  todas as forças, precisava dele

- Não vou conseguir ir com calma baby, me desculpo Soo eu preciso estar dentro de você agora!

 

~&~

 

Estou preocupado, fizemos tudo que Amber falou mas mesmo assim preocupados não sabíamos o que ia acontecer com eles meu irmãozinho estava transando com um cara que conhecia aproximadamente um mês, não vou falar nada por que eu também quero transar com Chanyeol, isso não é normal ...

-Baek... Baek- Chan tentava me levantar da cama, quando voltamos todos foram para o quarto dos meninos- Vamos Baek temos que acordar- Não é que eu seja preguiçoso mas ser acordado por Chanyeol é maravilhoso, sua voz rouca, suas mãos leves mas com uma pegada forte- Baek... Amor acorda- Ele começou a raspar a ponta de seu nariz na pele do meu pescoço... Pera ele me chamou de AMOR! Meu cu tá na mão

-Para Chan

-Não acorda meu amor- Disse me dando beijos na clavícula

-Acordei- Disse abrindo meus olhos, vendo seu lindo sorriso, como da vontade de beija-lo- Chan...

-Sim

-Nada deixa pra lá... Vamos nos arrumar e acordar os outros?

-Ahh você dormiu demais e os outros já estão no refeitório amor- Ate quando ele vai continuar a me chamar de amor, como eu queria que ele soubesse do meu desejo

 

~&~

 

-Isso da medo Fan me tira daqui- Disse olhando para baixo Kris tinha me levado ate o terraço para ver o amanhecer, mas na minha cabeça a gente ia ficar longe do inicio do telhado já na do Yifan era só um centímetro pra morte

-Não da amor- Ele apartou ainda mais seus braços ao meu redor, começando a ir mais perto da beirada

-Amor não vai tão perto da beirada, por favor.

-Não, vamos ver o amanhecer, por favor, meu anjo... Por mim você faria anjo?- pergunta olhando nos meus olhos

-Claro que por você eu faria de tudo

-Então olhe para frente e não para baixo

-Yifan... –sussurrei, segurando mais forte em seus braços, pois sentia que onde eu pisava estava metade solida e metade queda mortal- Amor me segura- se estava desesperado não imagina.

-Nunca vou te soltar, sabe por quê?- fiz não com a cabeça- Porque eu te amo ZiTao- disse me roubando um beijo... O primeiro de muitos outros naquela dia

 

~&~

 

-Não se controle In... Eu preciso de você- disse por ultimo em sussurros, sua consciência estava inda embora.

Os beijos, os gemidos, todas as caricias estavam dando mais prazer aos dois, Kai não aguentava mais seu membro estava tão duro necessitava estar dentro de Kyung.

 

“Oh oh oh oh oh oh oh
Quando chegar a hora
Eu pensarei em você

Cada vez mais quente, era como Kyung se sentia, ver JongIn seminu em sua frente era uma tentação realmente, as roupas eram tiradas aos poucos, quando perceberam já estavam nus, os dois ficaram corados, era a primeira vez que viam outro corpo nu sem ser o seu.

Oh oh oh oh oh oh oh
Tenho uma bebida nas mãos
Mas não é porque estou bêbado                                                                                     Oh oh oh
Me desculpe, me desculpe
Me desculpe, garoto

-Kai? –Soo sussurrou

-Sim meu bebe-mesmo tendo respondido JongIn não tira seus olhos do corpo de KyungSoo, era a coisa mais linda que já viu no mundo.

-Posso te beijar?-perguntou corado, mas mesmo assim estava olhando para os olhos de JongIn.

-Nem precisa pedir-KyungSoo juntou logo seus lábios com os de JongIn


Oh oh oh
Me desculpe
Por sempre estar te ligando nesses momentos, garoto
Oh oh oh
Eu realmente tentei parar com isso, garoto
Não me entenda mal                                                                                                           Oh oh oh
Mas a bebida estava dentro de mim e eu não podia fazer nada

Kai poderia dizer que já esta viciado nos lábios de KyungSoo, doces e viciantes. Uma droga feita especialmente para ele. O beijo foi suave sem malicia.

As memórias e experiências que compartilhamos
Continuam a cruzar minha mente
Eu estou bebendo bastante água
Mas ainda estou com sede pra caralho
Minhas memórias estão desaparecendo
Refresque minha memória esta noite
Oh sim, oh sim

KyungSoo nem percebeu quando as posições foram trocadas ficando em cima de Kai, estavam tão ligados no beijo quem não repararam em suas ações. Suas mãos estavam mais uma vez explorando o corpo abaixo do seu, sem ter as roupas como interferência.

Vamos fazer um 1 a 1
Eu estou pronto para submeter
Prepare-se para se molhar
Eu vou treiná-lo através disso
Depois iremos ter outra rodada
Eu te acalmarei
Quer saber a diferença
Entre nós e os outros casais?
Nossa relação é como uma brisa fresca na sombra escura

Suas mãos desceram para as clavículas, indo para o peito, tocando a barriga, e por ultimo o membro de JongIn.

Oh oh oh oh oh oh oh
Quando chegar a hora
Eu pensarei em você                                                                                                      Oh oh oh oh oh oh
Eu tenho uma bebida nas mãos
Mas não é porque estou bêbado

Quando Kai sentiu seu membro ser envolvido pelas mãos delicadas de KyungSoo, foi impossível não gemer e arquear as costas.

-Eu te macuquei?-Kyung perguntou olhando preocupado para JongIn

-Não é... É que isso é muito bom Soo, faz de novo.

KyungSoo recomeça os movimentos olhando para as excreções de Kai, indo para baixo e para cima, hora rápido e hora devagar, o que lê chamava a atenção, era as caras e bocas de Kai, o moreno não conseguia conter os gemidos, eles saiam livre mentes.

-Pare não quero gozar sem estar dentro de você-pede Kai, que esta quase em seu ápice.  

 

Não vamos enrolar
Eu e você,
Queremos isso, agora
O motivo por eu ter te ligado
É bem óbvio
Não estava querendo saber
Se você estava acordado ou não
Oh sim, oh sim

-Seu cheiro esta me matando Soo- Kai fala com seu rosto na curva do pescoço do menor

-Nini tem alguma coisa de incomodando- fala com a carinha contorcida por causa desse desconforto

-Aonde meu lindo- perguntou preocupado. KyungSoo pegou sua mão levando-a ate sua entrada, molhada por causa do lubrificante.

-Aqui- fala com inocência, JongIn não sabe o que fazer –Faz parar, por favor.

KyungSoo não tinha mais sua consciência ao seu lado, tudo foi para o espaço só de ouvir os gemidos de Kai, com isso as pupilas de Kai dilataram, ficando com uma cor de vermelho sangue, ele não tinha sua consciência ao seu lado. Ele passou seus dedos ao redor do buraquinho rosado, enchendo-os de lubrificante, levando ate seus lábios. Sentindo o melhor cheiro e gosto do mundo, uma mistura entre flores de cerejeiras e gardênias, com uma mistura do gosto de chocolate.

 

Ayyy, desde a noite passada
Eu venho pensando em você
Guardei o dinheiro que estava contando
E fiz uma chamada de repente
Sinceramente,
Eu estou sozinho e você pode ser tolo
Mas você está deitado ao meu lado agora

-Faz de novo Nini!- pediu

JongIn fez novamente o movimento só que dessa vez colocando um dedo dentre do corpo de KyungSoo.

Soo abriu a boce nenhum som saiu, foi uma das melhores coisas que já aconteceu com sigo, ter um dos dedos de JongIn dentro de si. Kai começou a movimentar o dedo, deixando Soo mais excitado, se isso é possível.

-Eu quero mais Nini, por favor-pediu manhoso.

-Não foi você que falou para irmos com calma?-disse dando uma risadinha

-Faz o que eu mandei e esquece o que eu disse! –pediu mandão, ouvindo a risada de Kai ao fundo.  

Você diz que se sente mais confortável comigo do que com ele
Eu te ouvi levantar e colocar suas calças
"Seu idiota"
Foi assim que me chamou
Eu não me orgulho também
Mas eu tenho que ir                                                                                                          Por que está viajando do nada?
Como se eu nunca tivesse te visto nu antes
Por que é que você está me pedindo para ficar?
Como se eu nunca tivesse te pedido antes
Não, não, não sou todo amores
Como Buda
Eu tentarei deixar você no passado
Mas quando você põe suas pernas em minha cintura
E me pergunta

As caricias tinham acabado com isso eles voltaram para a antiga posição, Kyung por baixo com Kai em cima.

Kai puxou para um beijo. Era um beijo profundo, eles necessitavam um do outro, Do nem percebeu quando JongIn se arrumou para penetra-lo. D.O sentiu uma leve ardência no meio de sua bunda, foi ai que perceber que seu Nini estava entrando em seu corpo.

JongIn entrou por completo dentro de seu amado e esperou.

-Nini... –Kyung chamou-o com a voz tremula

-Sim pequeno-Kai estava se controlando para não foder o pequeno, queria que tudo ficasse perfeito

-É tão bom ter você dentro de mim, me sinto amado, protegido... Completo... –falou

-Você não sabe o quanto eu estou me controlando para não te foder ate você ficar sem andar

-E quem disse que eu quero que se controle meu amor?-um sorriso malicioso saiu de seus lábios

"Por que? Hein, por quê?"
Mas por quê tu se preocupa comigo?
Muitas intrigas na minha cabeça
Não há espaço pra você aqui, garoto
No alto do espinheiro
O pássaro sangra, e somos os assassinos da baleia
O relógio continua a tick-tackear e as oportunidades nascem
O dinheiro está em cena, e eu também

Eu estou no paraíso agora, Nini é perfeito na “cama”, os movimentos dele são maravilhoso, deve ser por causa da dança. Ele acertava varias vezes meu ponto doce, me fazendo gritar, senti também seu a cabecinha de seu membro dilatar deixando um sensação gostosa dentro de mim

-Mais rápido Nini...

-So tem alguma coisa acontecendo- Nini falou fazendo uma careta de dor

-Nini o que esta acontecendo, eu ...

Comecei a perceber que os olhos de JongIn estavam começando a ter uma tonalidade avermelhada

-Seus olhos eles estão vermelhos Nini, a transformação...

Oh oh
É tão óbvio
Oh, é tão óbvio                                                                                                               Oh oh oh oh oh oh oh
Quando chegar a hora
Eu pensarei em você                                                                                                     Oh oh oh oh oh oh oh
Tenho uma bebida nas mãos
Mas não é porque estou bêbado

Os movimentos começaram a ficar mais rápido o prazer começou a aumentar, nossos gritos devem estar sendo ouvidos na escola, começo a sentir uma grande vontade de marcar JongIn, já tinha lido sobre a marca e vejo que Nini também quer me marcar

-Eu quero muito te marcar, lem.lembra do que vai acontecer com nos ne?

-Lembro sim....

Não vamos enrolar
Eu e você,
Queremos isso, agora
O motivo por eu ter te ligado
É bem óbvio
Não estava querendo saber
Se você estava acordado ou não
Oh sim, oh sim”

 

Os movimentos começaram a ficar difícil o rosto de JongIn estava no meu pescoço, ele dava lambidas e mordidas, comecei a fazer as mesmas coisas em seu pescoço, senti  que estava peste a gozar, mesmo não tendo me tocado meu pênis estava esmagado entre nossos corpos

-Nini\Soo –gememos juntos na hora em que gozamos, ele gozou dentro de mim o que gerou seu no, gemi dolorosamente, para esquecer minha dor mordi seu pescoço deixando minha marca bem profunda, com JongIn a sensação foi a mesma, seu membro foi espremido dentro de KyungSoo, com a formação do primeiro no ele sentiu dor, sentiu seu Soo marca-lo, foi ao encontro do pescoço branquinho o mordendo, marcando-o como seu para sempre.

-Nini eu te amo, mesmo não sabendo como ou quando comecei a te amar

-Isso me deixa feliz meu amor, ahh –soltou um gemido de dor

-Nini –Kyung tentou se levantar, mas isso causou mais dor para JongIn 

-Não se mova... Ahh o no ele esta me causando dor- tentou controlar a careta

-Vamos dormir então-disse sorrindo

-Mas eu vou te machucar posso...

Foi cortado por um beijo calmo e puro

-Não me importo, so durma vai se sentir melhor quando acordar- disse dando vários selinhos em seu Nini

Passaram o resto do dia dormindo, com sorrisos bobos em seus rostos

~&~

-Espero que isso não volte a se repetir senhores Kim –falava o diretor eu e Chen havíamos sidos pegos em uma área privada da biblioteca

-Não vai acontecer mais diretor- falou Chen

-Bom mesmo, na próxima vez  suspenção e vou querer seus pais aqui, bom me esperem tenho que pegar alguns papéis para vocês assinarem- fala saindo da sala

-Chen...

-Sim –ele esta com as mãos em seu rosto cobrindo os olhos, então não deve ter reparado no que eu reparei

-Que livro é aquele- aponto para um dos livros na prateleira atrás da mesa do diretor

-Hun? –ele tira suas mãos do rosto –É um ... É UM DOS DIARIOS!!

Vou ate lá é realmente um dos diários, folhei-o e na ultima pagina esta o nome do autor que  é a Amber?

-De quem é –ele pergunta vindo ate mim

-Da Amber

-Mas não é só um diário para cada Lúpus? –fala com cara de desentendimento

-É isso que Kyung e JongIn falaram

-Estranho, mas de qualquer modo é um dos diários guarde ele na sua bolsa antes que o diretor volte

-Mas Chen isso não é estranho porque um dos diários estaria na sala do diretor?

-Não sei Min, guarda logo isso

-Ta..

Nos dois voltamos para os lugares quando sentamos o diretor entrou, fizemos tudo o que tínhamos que fazer e fomos para o dormitório, já estava cause na hora de recolher, uma parte de mim estava preocupado com Soo e Kai, já a outra com esse diário.

Por que ele estava na sala do diretor ?

 

 


Notas Finais


Bom meus lindos, vocês ja devem saber o que aconteceu comigo ne? Mas passado é passado e o tempo passa muito rápido para ficar se lamentando.
Então eu ACHO que voltei, mentira EU VOLTEI !!!
Para a minha volta eu vou continuar escrevendo My Wolf e vou escrever mas duas fanfic's.
Eu quero escrever uma adaptação que vai ser de um livro mas ta tudo pronto ainda, eu tenho que pensar muito se a ideia vai ser boa mesmo e claro que vai ser yaoi . Vamos deixar essa parte de lado agora

Como vocês estão? Espero que todos estejam bem.
Gente serio vocês não tem ideia de como é bom escrever nas notas.
Bom, eu acho que isso se tornou coisa minha recomendar fanfics. Vamos la
1- 48 Horas Sem Ele
2- Alma Gêmea
3- Blue Eyes
4- Four Moons
5- On My Screen
Claro tem muito mais, so que eu quero deixar so essa agora AHH TODAS SAO DO EXO!!!

~J-HOPELOVE eu voltei

È isso meus lindos

Beijos e Abraços de Lobos
Tchau Lobinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...