História My wolf story - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Camila Cabello, Demi Lovato, Fifth Harmony, Selena Gomez
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais, Selena Gomez
Tags Alren, Camariana, Camren, Dariana, Lauriana, Norminah, Selriana, Semi
Visualizações 219
Palavras 1.846
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Escolar, Esporte, Ficção, Mistério, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Intersexualidade (G!P), Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiee por um tempinho mas era só falta de criatividade.

Espero que gostem.

Capítulo 12 - Memories


Fanfic / Fanfiction My wolf story - Capítulo 12 - Memories

P.O.V Lauren

Essa história toda é maluquice, eu e Camila tivemos um imprinting é loucura. Pra uma pessoa que queria apenas curtir a vida sem ninguém para atrapalhar, beber, pegar muitas mulheres, a minha vida esta uma embolação só. Desde alguns séculos pra ca, sou eu contra o mundo lá fora. E o acampamento contra os sobrenaturais. Tenho medo de um dia perder tudo, Ariana, Selena, meus amigos, minha vida. Nunca fui aquele tipo de “pessoa normal", sempre fui o tipo conturbada, implico com tudo e nunca paro no lugar. O que ajuda a fugir dos que me caçam. 

Uma vez, quando eramos crianças, eu, Dinah e Ally estávamos brincando na beira de uma cachoeira que ficava perto do castelo onde morávamos e tentaram nos pegar. Isso foi no mesmo dia que Augusto e Klaus sequestraram Ariana.

FLASHBACK ONN

- Lauren eu acho melhor voltarmos. O tempo esta ficando feio. Estou com um precentimento ruim.- dizia Ally pela vigésima vez, sim eu estou contando quantas vezes ela falou isso.

- Não Ally! Já Estamos aqui então vamos continuar. A queda é ali na frente.- eu respondia. Até finalmente chegarmos e Dinah já começar a tirar a roupa para pular, e eu não estava atrás e fomos contando até três.

- No três Lauren. Um... dois... tres. Foi- pulamos e quando caímos na água, Ally já estava voando e vendo se estávamos bem.

Eu e Dinah começamos a rir e a zoar da cara de Ally. Pra quem tem sete anos ela se preocupa demais. Só não reclamo pois ela é um anjo então é normal.

-Lauren. Sem brincadeiras, tenho a impressão que estamos sendo observadas.- Dinah disse. Isso vindo dela é novidade. Dinah sempre é a bagunceira do grupo, sempre fazendo piadinhas.

-Af Dinah. Não vou cair nessa sua pegadinha.

- É sério Lauren.- ela olhou para cima e vimos que Ally já não estava mais nos olhando. Nos olhamos e subimos correndo e lá em cima, bem no meio da pedra em cima da cachoeira havia um homem segurando Ally e nos olhando, principalmente pra mim, como se guisesse me matar.

- Olha quem apareceu. A pequena Grande Jauregui. Onde estão seus pais minha querida?- um homem de mais ou menos 1,70 falou e estava apertando Ally até demais pro meu gosto. 

- SOLTA ELA AGORA.- Gritei para que ele me escutasse bem e entendesse o recado.

- Que valente você. Me diga ontede estão seus pais, ai eu pensarei no seu caso.- esse cara já esta me irritando.

Antes de qualquer coisa que possamos fazer, Ariana aparece atrás dele e tira Ally de seus braços e o empurra da cachoeira. Ela pega Ally nos braços e a trás até nós.

- Saiam daqui. Eu cuido dele.- Ariana sempre treinou muito mais que eu, por isso é tão confiante que vai conseguir.

- Não Ariana. Ele é bruxo, pode muito bem até te matar. Eu fico aqui e te ajudo.

- Não digo eu Lauren. Vocês não sabem nada sobre ele. Ele é Augusto Gomez, o maior inimigo do papai. Ele vai tentar nos matar para chegar no papai e depois acabar com todos.- antes de ela conseguir continuar explicando, um cara cai por cima de Dinah a jogando na água- Vão embora. Eu salvo Dinah e depois voltamos Ok?

- Então vai logo antes que aconteça algo.- ela pula na água e depois de um tempo ela sai com Dinah que esta desacordada em suas costas e ela a trás até nós.

- Voltem logo pra casa. Falem ao papai e fiquem em casa e não saiam por nada ok?

- OK mas toma cuidado, por favor.- disse preocupada. Não supostaria ficar ser ela.

Levamos Dinah até o castelo e quando chegamos no portão mamãe já estava ali acho que nos esperando e vamos até ela.

- Mãe. Eu e as meninas estávamos na cachoeira e um homem pegou Ally mas Ariana chegou e consegui o empurrar da da queda e a salvou. Depois outro homem derrubou Dinah na água mais dai a Ari a salvou e... Ai... Ela ficou lá... Lutando com eles.- disse toda embolada e mamãe pareceu um pouco confusa mas entendeu o que eu disse.

- Como assim? Ela falou que homem era aquele?

- Ela falou que era um tal de Augusto Gomez.- quando disse o nome dele, mamãe parou e me olhou assustada e começou a andar de um lado para o outro pensativa.- Ela disse para chamar o papai para ele ir lá e para nós não sairmos de casa.

- Vão chamar o seu pai que eu vou indo até lá. Falem para ele ir urgente até lá e deixem Dinah num quarto e não saiam de lá. E rezem para dar tudo certo.

Assentimos e fizemos tudo o que ela pediu. Quando falamos para o papai ele enlouqueceu e saiu correndo explodindo de raiva daqui. 

Agora estamos esperando Dinah acordar no meu quarto. Ela engoliu bastante água. Estou preocupada, eles ainda não voltaram e já fazia um tempinho que tinham saído. 

- Laur, Ally? São vocês?- Dinah foi acordando aos poucos e tossindo um pouco até abrir totalmente os olhos.

- Sim Dinah, somos nós. Como você se sente?- perguntei enquanto Ally usava seus poderes para tentar ver se estava tudo bem mesmo.

- Bem, na medida do possível. Cadê a Ariana?- essa pergunta fez meu coração dar uma parada. Cadê a Ariana? Por que estão demorando tanto?

- Nem nós sabemos Dinah. Depois que saímos de lá só vimos ela lutando com aqueles caras.- Ally respondeu por mim.

Ficamos conversando mais um pouco até escutamos a porta ser fechada com uma força desumana, o que é desumana mesmo. Me assustei ao escutar o grito que o papai deu lá em baixo e graças aos meus poderes de vampira ouvi minha mãe chorando e meu coração se partiu. Saímos de meu quarto e corremos até o andar de baixo os encontrando lá.

- Pai?Mãe?Cadê a Ariana?- perguntei desesperada. Minha mãe nos olhou e chorou mais ainda e meu pai estava saindo da sala para ir até a sala de treinamento.- CADÊ A ARIANA?- Gritei sem paciência

- Não a achamos filha.- mamãe disse. Como assim não a acharam? Cadê minha irmã?- Mas não vamos desistir de procurar até a acharmos e matarmos aqueles filhos da puta.- nunca vi minha mãe falando palavrões mas não me impertei. Mamãe veio até mim e me abraçou passando segurança e confiança e ali me permiti chorar.

FLASHBACK OFF

Esse foi um dos piores dias da minha vida, nunca pensei que sentiria tanta falta de minha irmã ao meu lado naquele dia. As buscas continuaram ate acharmos ela e a trazemos de novo para casa.

FLASHBACK ONN

- MIKE! MIKE! MIKE CADÊ VOCÊ? ACHAMOS A ARIANA.- minha mãe chegou em casa gritando e pulando de alegria e papai desceu as escadas como um raio. Acharam a Ari? Acharam minha irmã? Tomara que tenham achado mesmo. 

- Como assim Joan? A acharam? Aonde?- papai perguntava todo afobado de frente a mamãe.

- Numa montanha numa cidade próxima daqui. Vamos logo gente andem.- Não precisou falar duas vezes. Papa veio até mim e me pegou no colo e saímos correndo de casa, pedi para que Ally e Dinah fossem junto e eles deixaram.

Passamos por uma grande floresta e depois dela vimos uma linda visão da cidade que mama comentou e para segurança trouxemos um exército junto. Fomos até a tal montanha e lá havia um homem, o mesmo que derrubou Dinah na água.

- Olha quem temos aqui. Mike Jauregui. Quanto tempo meu amigo.- ele disse olhando para papa e depois olhou para mim e elas outras meninas que nos escondemos- vejo que trouxe companhia e um exército, o que não era preciso.

- Cala a boca Klaus. Me diga aonde está minha filha e eu posse até pensas em não te matar.- ele olhou para meu pai assustado. Se eu estivesse no lugar dele também ficaria.

- Ela era sua filha? Não faz importância. Não vai mais aceitar ela a partir de hoje mesmo. Espero que seu ódio por bruxos não continue, ou matará sua própria filha.- quando ele disse isso papai tentou o atacar, mas ele desapareceu do nada. O que ele fez com Ariana?

Entramos todos correndo pela grande entrada da montanha e chegamos em uma espécie de sala e havia um homem ali. Acho que foi o mesmo que Ariana jogou da queda. Se não me engano o nome dele é Augusto.

- Ora ora. Se não é o Jauregui a minha frente. O todo poderoso.- meu pai já estava com os punhos serrados e se não fosse por mamãe ele já estaria em cima daquele vagabundo. Ele olhou para mim e me escondi atrás de papa, Dinah e Ally fizeram o mesmo.

- CADÊ A ARIANA?- 

- Olhe você mesmo.- apontou para uma outra salinha que tinha ali ao lado e desapareceu também.

Fui até onde ele havia mostrado e meu coração erra uma batida quando vejo o que era aquela sala. Uma sala de tortura. E Ariana estava pendurada em uma corrente que havia ali.

- ARIANA- Corri em sua direção junto com as meninas e meus pais. Papai a soltou e ela caiu inconsciente ao chão e consequentemente fomos junto a ela. Como fizeram isso com ela? Como tiveram coragem? COMO?

- Ariana por favor fala comigo filha.- mamãe chorava ao seu lado, e eu não estava diferente. A blusa dela havia sido arrebentada e em sua barriga havia um sinal bem esquisito e diferente. Ela tinha várias marcas po corpo e estava cheia de sangue. A abracei e tentei passar segurança a ela. Mesmo sabendo que ela estava desacordada e não sentisse o meu abraço. As meninas se juntaram ao abraço e chorei. Chorei por não conseguir ter feito nada para ter conseguido evitar isso.

- EU VOU MATAR AQUELES DESGRAÇADOS. NEM QUE EU MORRA PARA ISSO- meu pai repetia isso diversas vezes e jurei ter sentido a terra tremer.

Levamos Ariana de volta para casa com bastante cuidado e cuidamos  de todos as feridas dela, que infelizmente por ainda não termos nos transformado pela primeira vez não vai cicatrizar rápido. Dormi abraçada a ela, mesmo nossos pais não querendo. Eu queria apenas ter a certeza que ela estava ali, comigo.

FLASHBACK OFF

Deitei em minha cama e chorei lembrando desses dias que passei sem Ariana ao meu lado. Eu me sentia incompleta, me faltava uma parte, uma metade. Até por que somos gêmeas e nossa conexão é muito forte. Mas saber que poderíamos nos separar novamente me fez ficar muito emotiva e pensando no que eu posso fazer para não acontecer nada de ruim em minha vida novamente em minha vida.

- Lembrando daqueles dias de novo?- Dinah e Ally apareceram na porta de meu quarto. Dinah de braços cruzados me olhando com uma certa pena no olhar e Ally me olhava com preocupação.

- Sim Dinah. Não consigo esquecer o que senti quando a perdi e depois que a encontrei. Eu a amo muito e isso nunca vai mudar.- e é a verdade. Por mais que brigamos e quase saímos no tapa eu a amo acima de tudo.

E agora que Camila apareceu? Eu vou conseguir mudar? Vou conseguir amar alguém verdadeiramente? Com esses pensamentos acabei dormindo e por coincidência sonhei com Camila.




Notas Finais


Comentem e compartilhem por favor. VALEUUUU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...