História My woman - Capítulo 52


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Lauren Jauregui
Visualizações 802
Palavras 2.545
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Luta, Mistério, Orange, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo pra vocês, esse é um capítulo simples nada de mais tem nele, confesso que ele ta meia boca sabe, mas é que eu estou tristinha talvez isso tenha passado para a escrita, mesmo assim espero que gostem ❤

Capítulo 52 - Pedido de desculpas


Fanfic / Fanfiction My woman - Capítulo 52 - Pedido de desculpas

       Pov Camila 

- Estou falando a verdade, eu não bati na Lauren, eu nunca bateria em uma mulher, chame ela aqui e ela vai confirmar o que eu estou dizendo. 

- ta bom, irei chamar ela aqui para vocês conversarem - sai da sala e começei a procurar Lauren, encontrei ela na sala da recepção com o celular na mão e com a mão enfaixada. - o que houve com a mão? - ela levantou a cabeça e me olhou 

- eu já estava ligando pra você. - ela se levantou - vamos sair daqui, minha mão só tem alguns arranhões, os cortes não foram profundos, e não teve que dar pontos, mas a enfermeira disse pra não fazer nenhum esforço. 

- antes de ir pra casa, quero que faça algo por mim 

- só falar que eu faço 

- vá conversar com o nick 

- não mesmo, me peça qualquer coisa menos isso 

- por que? 

- camila, ele me falou várias merdas, se eu ver ele na minha frente eu vou querer arrebentar ele outra vez. 

- por favor, Lo, é só vocês conversarem, ele vai te pedir desculpas, eu prometo que vai ser rápido. 

- OK, mas que seja rápido 

- te amo Lo. Vamos até lá - fui na frente dela até a sala onde nick estava, entrei e Lauren entrou logo atrás de mim - nick - ele olhou pra mim e depois pra Lauren - nick, Lauren me disse que você falou coisas ofensivas sobre mim, e além disso coisas que não eram verdade, isso é verdade? 

- camz! é verdade sim! - olhei pra Lauren, pedindo em silêncio para ela ficar quieta 

- Nick? - ele me olhou e suspirou 

- é verdade, eu disse algumas coisas

- que coisas? 

- que tínhamos transado, o que não é verdade 

- não quero que você fique me difamando por ai, dizendo coisas que não aconteceu, espalhando mentiras por ai, envolvendo o meu nome. Se isso voltar a se repetir eu vou ir até a polícia te denunciar. Somos amigos nick, ou não somos? quando deixamos de ser? Eu nunca sai por ai dizendo mentiras de você, por que raios você foi falar mentiras de mim? - ele abaixou a cabeça 

- Me desculpe - ele pediu sem me olhar 

- quero que peça olhando nos meus olhos - ele levantou a cabeça e olhou pra mim 

- me desculpe, eu não deveria falar coisas que não aconteceu entre nós dois. Eu te prometo que isso não vai mais se repetir 

- tudo bem, eu aceito a suas desculpas - olhei pra Lauren - agora chegou à hora de outra pessoa pedir desculpas - Lauren que olhava tudo calada olhou pra mim 

- o que foi? - ela perguntou 

- você tem que pedir desculpas 

- não foi eu quem ficou espalhando mentiras sobre você por ai 

- mas foi você que bateu nele 

- porque ele pediu pra apanhar 

- eu já disse milhares de vezes que as coisas não se resolvem com violência 

- camz... 

- Lauren - ela respirou fundo 

- ta bom, me desculpe - ela pediu tão baixo que eu quase não escutei 

- Lauren, eu não ouvi direito, acho que nem deu pro nick ouvir 

- me desculpe - ela disse mais alto 

- ta pedindo desculpas pelo o que? e ta pedindo pra quem? 

- nick, me desculpe por ter te batido, a camila sempre fala pra mim que as coisas não se resolvem com violência, mas eu fiz exatamente ao contrário do que ela sempre me fala. 

- Tudo bem, mesmo que você tenha me arrebentado - ele riu sem graça - eu te desculpo, eu fui um babaca imaturo, não deveria falar aquelas coisas sobre você. 

- seria demais se eu pedisse um abraço entre você dois 

- Sim! - os dois responderam juntos 

- nick - ele me olhou - eu já vou, espero que fique bem, e quando você melhorar eu quero te ver de volta na academia 

- OK - ele sorriu - vou estar lá quando eu melhorar - sai da sala e Lauren também saiu, e logo depois saimos do hospital, entramos no carro e eu dei partida 

- acho que você não deveria ter perdoado ele - Lauren falou e ficou emburrada no banco 

- Lauren, todos merecem uma segunda chance 

- ele não merece nem a primeira chance - ri do que ela disse e ela ainda estava brava 

- Vai saber o que ele saiu por ai falando de você, se ele falou pra mais pessoas do que só para aquele cara que tava lá com ele 

- se ele disse algo a mais do que ele falou, e se ele falou pra mais pessoas ele vai desmentir. - falei sem olhar pra ela, quando estou dirigindo fico muito concentrada. - vou direto pra casa, to cansada, quer ficar na sua casa ou no meu apartamento? 

- você não precisa nem perguntar, eu quero você, quero o seu apartamento - sorri e disse:

- então, vamos para o meu apartamento 

- você não pode estar cansada, quando chegarmos lá, vamos comemorar 

- comemorar o que? 

- comemorar a vida, a felicidade - parei no sinal e um cachorro passou na frente do carro para atravessar a rua - comemorar por esse cachorro ser educado, esperar o sinal ficar vermelho pra ele atravessar - começei a rir do comentário dela, o sinal ficou verde acelerei o carro - temos que comemorar por qualquer coisa, mas Temos que comemorar. Daquele jeito que você sabe bem qual é 

- Lo, eu to cansada e a sua mão está enfaixada 

- e daí? eu tenho outra mão, esqueceu? 

- você não vai dar conta, você ta dodoi 

- como ousa falar isso de mim? É claro que eu aguento! você vai ver quando chegar em casa 

- gostei de ter falado: em casa

- me desculpe, a sua casa 

- lo, eu gostei do que você falou, a casa também é sua, considere como sua casa. Amor, o que aconteceu com aquela sua prima que não sai do seu pé? 

- ela já saiu do meu pé, desde o dia em que a Dinah ameaçou ela - ela gargalhou - depois disso ela nunca mais se aproximou

- fico muito feliz por isso, não gosto dela ficar na sua cola, por mim você passaria essa semana toda no meu apartamento. 

- gostaria disso acontecer 

- então, vamos pra lá, fique lá o resto da semana, irei adorar ter a sua companhia 

- amanhã eu já vou levar algumas roupas, porque a sua não cabe em mim 

- ta me chamando de gorda? - entrei no estacionamento do meu prédio e estacionei o carro na primeira vaga que eu vi. 

- Não - desliguei o carro e olhei pra ela - você é mais magra que eu, dai as roupas ficam pequenas - franzi as sombrancelhas - camz, eu juro que não foi isso que eu quis dizer. Por favor, acredita em mim. - começei a rir do desespero dela - camz, do que você ta rindo? 

- do seu desespero, to brincando com você, boba, vem cá - ela se aproximou, colei nossos lábios iniciando um beijo lento, quando nossas línguas se tocaram gememos juntas - tava com saudade disso - murmurei rápido e depois voltei a beijá-la, nossas cabeças se moviam de um lado para o outro. Terminamos o beijo com um selinho demorado - vamos entrar, lá dentro ficaremos mais à vontade 

Entramos no apartamento nos beijando, com muita dificuldade eu tanquei a porta 

- quer... um banho quente? - Lauren me perguntou, não respondi nada e continuei beijando seus lábios - hmmm - ela falou quando afastou seus lábios dos meios - você está cansada, quer um banho quente? eu preparo pra você - ela sorriu e beijou minha testa, fechei os olhos e sorri 

- não precisa, Lo. Eu só quero você agora - colei nossos lábios outra vez, dessa vez o beijo era rápido, paravamos para respirar ou suspirar, quando eu dei por mim já estavamos no quarto. Joguei Lauren na cama e subi em cima dela ficando no seu colo, minha bunda ficou empinada, Lauren colocou a mão sobre ela e apertou 

- tão gostosa, tão linda, tão minha - ela colocou a mão barra da minha blusa e tentou levantar 

- tem certeza? você ta machucada - começei a beijar seu pescoço 

- tenho sim, eu te quero muito - me sentei corretamente no colo dela, tirei a minha blusa e joguei em qualquer canto do quarto, Lauren apertou meu seio, mordi o lábio, me livrei da peça que cobria meu seio. 


    Pov Lauren 

Aos poucos camila foi tirando sua roupa, ela se levantou da cama, eu já ia protestar, mas vi que ela se levantou para tirar a sua calça. Tirei a minha blusa e ela tirou a sua calcinha, me sentei corretamente na cama, com as costas na cabeceira da cama. Camila voltou a se sentou no meu colo, com as suas unhas curtas ela arranhou o meu abdômen. Voltei a beijar os lábios da minha namorada. 

- Mô, levanta - ela se levantou um pouco, coloquei dois dedos na sua entrada, ela ficou parada e eu só coloquei a pontinha do dedo - senta - disse com os lábios nos dela, ela se sentou bem devagar, e quando meus dedos estavam por completo dentro dela, ela jogou a cabeça pra trás e gemeu. Camila começou a se mover no meu colo, quicava bem devagar, mas depois aumentou o seu ritmo. 

- Lo... Lauren... - ela sussurava o meu nome e eu gemia junto por ouvir isso. Ela me olhou e beijou meus Lábios. 

- é disso que você gosta né sua safada! - ela jogou a cabeça pra trás e começou a ir pra cima e pra baixo com mais rapidez. Ver a cena dela subindo e descendo nos meus dedos, ver seus seios balançando freneticamente, diante dos meus olhos. Isso foi o meu fim, coloquei a mão na sua cintura para auxiliar seus movimentos. 

- Lauren.... - meu nome saiu de seus lábios, como um sussurro arrastado. olhei para o seus olhos e eles estavam fechados, e sua boca estava entreaberta. Ela estava suando, e sua respiração estava falha, ela estava cansada, mas mesmo assim, continuava quicando, e mastigando os meus dedos com as suas paredes internas. 

Camila abriu seus olhos e eu pude ver desejo em seus olhos, seus olhos que antes estavam castanhos, agora tomou uma coloração escura, seus olhos negros olhavam nos meus olhos. camila voltou a se movimentar com mais rapidez, e depois de alguns segundos ela se desmanchou nos meus dedos, olhei pra baixo e vi aquele líquido branco, escorrendo nos meus dedos, gemi só de olhar aquilo. Camila estava tremendo, ela nos se aguentou, iria cair pra trás, mas com a minha mão machucada, eu a segurei, e impedi ela de cair pra trás. 

- calma - dei um selinho demorada em seus lábios. Sua respiração estava alterada, coloquei ela deitada na cama. 

- lo... - seus olhos estavam fechados, e ela estava com uma carinha de cansada 

- shiiii não fala nada, só descansa. - beijei sua testa, e depois os seus lábios. Meus dedos estavam com o gozo dela, então eu tratei de limpar com a minha lingua - você ta cansada, vê se descansa, meu amor. O dia foi longo pra você - ela se afastou de mim - o que foi? - ela sorriu 

- deita aqui, esse é o meu lugar - ela se virou ficando de bruços - agora me abrace apertado, e fique aqui comigo, quero me sentir segura... e só você sabe fazer isso - ela se virou para me olhar - você vem ou não? 

- vou pegar o Edredom - me levantei, peguei o Edredom e voltei pra cama 

- você não está com frio? 

- você... - ela bocejou - me fez ficar com muito calor. - ela sorriu e se virou para o outro lado. Cobri nós duas, coloquei o braço ao redor da cintura da minha namorada, beijei seu ombro e suspirei. 

Acordei ao lado da minha namorada, já havia anoitecido, me levantei e fui até a cozinha, bebi um pouco de agua. Voltei para o quarto, minha namorada estava dormindo, eu iria acordar ela, mas achei melhor não acordar, ela estava tão fofa dormindo. Melhor eu não acordar ela, sai de seu apartamento, peguei um ônibus para ir até a minha casa, desci do ônibus e andei até chegar em casa. Entrei em casa e encontrei a minha família na sala de estar 

- filha - minha mãe me chamou - onde você estava? pensei que iria chegar depois da escola 

- fui pra casa da minha namorada - bom... isso realmente é verdade - vou ficar alguns dias lá, semana que vem eu to de volta. 

- essa sua namorada ta roubando você de mim 

- é só alguns dias - fui até ela e beijei sua cabeça - semana que vem to de volta - subi para o meu quarto. Peguei uma mochila, coloquei algumas roupas dentro, peguei a chave da moto e sai do meu quarto. 

{…}

Entrei no apartamento da minha esposa, a luz estava acesa, o que eu achei estranho já que eu tinha deixado apagada 

- Lauren! - fechei a porta e camila apareceu no meu campo de visão. 

- ai que susto, camz - coloquei a chave no bolso e fui até ela - você me deu um baita susto - coloquei as mãos na sua cintura, ela colocou seus braços em volta do meu pescoço, aproximamos nossos nariz, demos um beijo de esquimó e ela sorriu 

- adoro isso - dei um selinho demorado em seus lábios, peguei seu lábio inferior e puxei. - Pensei que tinha ido, e não iria voltar. Acordei não te encontrei ao meu lado, fiquei triste 

- agora eu estou aqui - beijei sua testa - fui buscar algumas roupas pra ficar aqui com você 

- sério? - ela sorriu e seus olhos brilharam - sim, meu amor, vou ficar aqui com você - ela dei um gritinho, pulou e depois começou a me beijar

{…}

Acordar ao lado da minha namorada foi uma das melhores coisas que já aconteceu comigo. Acordei antes do seu despertador, faltava 5 minutos para ele tocar, beijei seu rosto e seu ombro, fui balançando ela aos poucos para fazer ela acordar, ela resmungou um pouco, mas acabou acordando 

- já ta na hora? - a voz dela estava extremamente rouca 

- não - ela se virou pra mim, encarei seu rosto e fiz carinho no mesmo - ainda temos um tempinho - me deitei corretamente na cama, começei a beijar seus lábios, um beijo lento cheio de carinho, e que foi interrompido pelo despertador 

- a não - ela resmungou 

- está na hora, você tem que trabalhar e eu tenho que ir pra escola - ficamos nos encarando por um tempo 

- bom - ela fez um carinho no meu rosto, fechei os olhos e sorri - pelo menos vamos ficar juntas lá, vamos se ver e a saudade de você vai diminuir


Notas Finais


O que acharam do capítulo? Mesmo ele estando normal sem nada demais eu quero saber a opnião de vocês. Em breve vai chegar as Tretas os acontecimentos para dar uma balançada na fic. No próximo capítulo tem um personagem novo, que vai trazer uma dorzinha chata de cabeça pra Lauren. Talvez eu poste mais um amanhã ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...