História Mysterious Love (Jungkook-BTS) - Capítulo 64


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Chanyeol, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtanboys, Bts, Exo, Got7, Jungkook, Mysteriouslove
Visualizações 471
Palavras 1.680
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie meus amores, tudo bom? Espero que sim, eu sempre deixo recado aqui nas notas da autora, mesmo sabendo que ninguem lê, mas assumo , de certa forma eu gosto de conversar com vocês por aqui, queria agradecer também a ajuda , que a @leeyumie deu pra mim , no meu imagine do Jimin, No Sense, ela fez a capa, quem quiser pede pra ela, o contatinho que talvez ela faça pra você, eu amei, e adorei ela , que também escreve e é uma ótima autora no spirit ! Dem amor a ela.

Link do imagine Park Jimin No sense- nas notas finais 🚩

Capítulo 64 - 60- Ir embora


Fanfic / Fanfiction Mysterious Love (Jungkook-BTS) - Capítulo 64 - 60- Ir embora

Pov's Jungkook

Segui o carro, por mais de 30 minutos, sabia muito bem a onde aquele carro estava indoz e não é mesmo que era , pra casa do meu amiguinho Jackson, mas isso ta se tornando cada vez mais interessante, ah esses traidores me pagaram com suas vidas.

O carro estaciona e Jun desce, como sempre ando armado, seria interessante matar ele agora, mas ainda não é a hora, eu sei o que faço, e isso chamaria a atenção, não é uma atitude muito inteligente, eu tenho anos de experiência, e o que mais gosto é de dar a chance da pessoa, pensar que se livrou de mim, até eu do nada voltar.

Ele se afastou e entrou pelos portões da casa do jackson, mas manteve somente elas dentro do carro , perfeito ele fez tudo que eu queria, deixou as presas a solta, tenho pena de quem vira bandido mas é burro.

Segui na direção do carro, abrindo a porta.

Lisa: Jun que bom que voltou, ia nos deixar aqui ?

Ela não tinha percebido, mas Jasmine já nos olhava apavorada  

Jungkook: é uma pena não ser ele.

Lisa tenta gritar mas eu impeço

Jungkook: você ficara quietinha, e vai me seguir, ouviram as duas, se tentarem gritar explodo a cabeça das duas. - mostro minha arma pra elas, que estavam com os olhos cheios de lágrimas, essas vadias mandadas ninguém merece, so servem de isca mesmo.

Arrasto as duas pelos cabelos e levo até meu carro, já que os outros incompetentes não acharam elas, mas sim eu, estou levando o que é meu por direito.

Arremesso as duas no banco de trás do carro.

Jasmine: por favor jeon, tenha pena de nós, prometo não fugir mais, e te obedecer.

Jungkook: cala a boca.

Lisa: por favor nos perdoe... Por favor

Jungkook: EU MANDEI CALAR A PORRA DA BOCA VAGABUNDAS.

Lisa: mas eu...- nem espero ela terminar de falar e dou uma coronhada com minha arma bem na cabeça dela.

Jungkook: agora ela fica quieta- olho pra jasmine que estava assustada - quer que eu faça você ficar quieta também ? - ela apenas meche a cabeça em sinal de não. - sabia escolha.

Viro pra frente dando partida no carro, andei rapidamente não vai demorar até ajun voltar e vir atrás de suas cadelinhas, o mais interessante é Jasmine e Lisa juntas e como lisa conhece Jun?! Elas tem muito a me explicar.

Corria pelas ruas de seoul, já estou cansado de fazer o jogo fácil, agora sera do meu jeito, nada fácil pros outros.

Chego em casa, e arrasto uma pelo braço e a outra ponho sobre meus ombros, pois estava desacordada,. Vou até porão jogando as duas ao Chão, não me importo com a dor delas, se não está ao meu lado, ira sofrer as consequências de me trair.

Jasmine: você é um homem. Pare se nos agredir - arqueio uma sobrancelha.

Jungkook: eu nunca bateria em uma mulher, você é uma vadia e mulher não é vadia.

Saio e deixo a mesma choramingando enquanto abraça a "amiga" , essas vadias so me dão dor de cabeça, agora preciso falar para aqueles imundicias que ja as achei, aposto que levaram a sério, o que eu disse sobre não voltarem sem elas. Pelo menos ordens eles sabem acatar.

Meus problemas ainda, não acabaram preciso ir atrás da s/n nem sinal dela, e eu estou sem celular, desde o incidente na China, pelo amor de deus eu sou um só, pra tanto problema a se resolver.

Lembrei agora que minhas coisas estão na casa dela, e é pra onde eu vou, e depois ir até delegacia , tentar ver ela ou ter notícias é arriscado mas vale por ela.

Pego minhas chaves e saio..

Dirigi o suficiente para controlar a raiva de matar aquelas vadias, entro na casa da s/n, subindo oara seu quarto, da até um aperto no coração de ver todas as minhas coisas, se misturando com as dela, e saber o quanto ela sofreu dentro desse quarto, pensando que eu tinha morrido, se fosse ao contrário comigo, acho que eu teria me matado.

Abro o roupeiro dela, e minhas roupas por ordem de cor, estão nos cabides, sorrio vendo isso , pego uma camisa vermelha de manga curta, calça jeans preta, e minhas notinas pretas também, claro que uma cueca box e meias, rumo ao banheiro dela, preciso de um banho!

[....] Durante banho so ela me vinha na cabeça, e não era coisas impuras, mas sim preocupação, como ela estava se sentindo, e todo esse escândalo, como ela superaria, fechei o chuveiro , sequei meu corpo na toalha felpuda rosa, bem coisa da minha menina, e visto a roupa, depois de pronto, noto telefone dela sobre a cama, e tinha mensagens... E não eram poucas , eram mais de 60 mensagens, fiquei tentado a ler, mas algo me impedia, a porcaria da senha, eu teria que entrar com um programação pra desbloque-lo, sem os dados se perderem.

Mas lembrando, ela trouxe tudo que é meu para cá, então meu notebook deve estar por aqui.

Me levanto da cama, indo a busca do notebook perdido, onde ela poderia ter colocado?

Vasculho quase quarto todo e nada, até pensar onde mais não procurei.

Jungkook:  Em baixo da cama- penso alto, mesmo que eu não tivesse procurado, por achar isso um local inapropriado, não é se se duvidar que a s/n tenha posto ali.

E eu estava certo... Exatamente ali, eu cuidava com tanto amor desse notebook e ela o atira no chão, aish. Abro ele, acessando rapidamente, pois minha memória é muito boa, ate dou risada lembrando quando fingi perder a memoria, sendo que o que tenho se melhor é ela, sempre guardo muito bem números, e senhas, depois de entrar, prendo minha atenção em um e-mail, nele dizia " PARA O GLORIOSO JEON JUNGKOOK" , Cliquei sobre e meu abriu uma pasta, cheia de arquivos e fotos da s/n.

Olho e nelas eram fotos dessa casa, por dentro , ela sozinha, dormindo se várias formas, me sinto um arrepio percorrer meu corpo, alguém vigiava minha menina, me desespero, preciso tirar essa pessoa de perto dela, não havia nada escrito no corpo de texto do e-mail, somente imagens em anexo e esse título no assunto, alguém entrou aqui?!

Tento abrir meu programa de hacker na hora , pra identificar o e-mail, ele ele veio de.

seoul, South Korea! 

Mais então essa pessoa está mais perto do que eu imaginava. Tento desbloquear o celular da s/n com a programação e deu certo. Abro enfim as mensagens.

Numero desconhecido: eu irei te destruir!

Número desconhecido:  ele não te ama, você ira morrer.

Número desconhecido:  sorte que você perdeu esse monstro que chamaria de filho

Essa mensagem me deixou assustado, o que isso significa, filho como assim?  

E todas as 60 mensagens seguiam no mesmo nível, xingamentos, raiva e incentivos a suicídio.

Largo telefone dela perplexo com tudo que li, s/n corre perigo, muito além do que eu podia imaginar.

Ouço sons de barulho na parte de baixo da casa, quem é que lode estar aqui! 

Desço lentamente as escadas , destravando minha arma, qualquer coisa... Estou pronto.

Pov's Taehyung

Estavamos feito loucos tentando procurar, a lisa e a jasmine, jeon vai nos matar somente isso.

Taehyung: jungkook vai nos matar, não encontramos elas ainda.

Jimin: quanto medo desnecessário, ele depois se amanssa.

Taehyung: ele não é mais o mesmo ele nunca faloi daquela forma com nos.

Jimin: isso é verdade, mas tudo é um processo todos trairam ele, então está difícil de acreditar em alguém.

Taehyung; mas ele não parece estar tentando melhorar.

Jimin; ele tem a s/n, ira ficar bemz ela o ama, ser amado cura qualquer coisa

Taehyung; eu não sei de nada, a garota que eu gosto me chutou de vez, e esta namorando tal vernon.

Jimin; esse cara é uma sarna, porque pegava young quando estava com hoseok, e agora soohyun, ele tem problema é com nós. - ele fala rindo mas daz sentido.

Taehyung: jimin, isso faz sentido, ele quer nos atingir.

Jimin: que jeito mais besta

Taehyung; mas deu certo, okha as besteiras que hoseok fez, tudo porque young o traiu, talvez ele queira que nos acabamos nos destruindo entre nos mesmos.

Jimin: e o que ele ganharia com isso?ja investigamos o cara e não tem nada sobre ele, basicamente ele só é um ladrão de namoradas alheias.

Taehyung: acho que ele ganharia ....

Sou interrompido pelo meu telefone tocando.

Taehyung: alô.... Ah oi s/n - jimin mal deixa eu terminar de falar e tira celular da minha orelha.

Jimin: s/n onde você está? Vamos te resgatar da cadeia.

Não sei no que ela respondia, mas ele pediu papel e caneta e anotou um endereço.

Desligou o telefone e me entregou.

Jimin: temos que buscar a s/n, ela está presa no quarto de hotel, do appa delaz ele veio e prendeu ela, dizendo que ira levar a mesma pro Japão, não posso permitir isso.

Taehyung: ue porque número dela não apareceu na tela então, pensei que era outra pessoa 

Jimin; ela pegou escondido o dele. Vamos não temos muito tempo, ele saiu a alguns minutos.

Pegamos nosso carro e fomos em direção ao tal endereço, era um lugar, chique e muito caro.

Subimos até o andar que ela nos disse, ligaram para o quarto, e ela confirmou nossa subida, tinhamos que tirar ela de la, chegamos e encontro a porta fechada.

Uma das camareiras do local passam e eu a chamo.

Taehyung: moça poderia nos ajudar, nos trancamos a porta sem querer, e acabamos esquecendo o cartão dentro do quarto, poderia liberar pra nós?

Ela me olhava estranho, não disse nada, apenas pegou e abriu a porta.

Assim que entramos estava ela deirada na cama entediada, mal viu Jimin e saiu correndo pulando em seu colo.

S/n: que bom que você veio!

Taehyung: ei eu também vim.

S/n; ue tae o que faz aqui?

Taehyung; jeon me obrigou ah..ir com o..

Jimin me corta

Jimin; depois falamos disso, primeiro levaremos essa mocinha embora, respondo suas perguntas no carro.

Saio dali as pressas, junto da s/n e jimin que conversavam caminho todo, ele explicava tudo a ela como se fosse o namorado, tenho pena do jimin agindo dessa maneira, se iludindo atoa. 

Ela pediu para passar na casa dela primeiro, e levar algumas coisas pro jungkook, nem quero ver quando chegarmos ele estava tão brabo, mas acho que levando a s/n ele ira se acalmar mais ! Assim espero




Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...