História Mysterious Love (Yoonmin) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jimin, Namjin, Suga, Yoonmin
Visualizações 45
Palavras 1.343
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem meus bolinhos ^^

Capítulo 8 - 8 - Four Years


Fanfic / Fanfiction Mysterious Love (Yoonmin) - Capítulo 8 - 8 - Four Years

Park Jimin

O meu tribunal havia passado, a sentença havia sido dita, ainda lembro de Yoongi chegando, dizendo que estaria ali como meu advogado, meu coração acelerou ao ver aquele sorriso confiante ao estilo Min Yoongi.

“- Kim Nayeon estava em um caso com Jeon Jungkook, ou seja, estava traindo Kim Namjoon, a vítima estava com Kim Namjoon apenas para tirar informações que seriam úteis para o Sr. Jeon. Quando Jeon Jungkook viu que as informações não o serviam mais, mandou assassinar Kim Nayeon pois ela sabia demais, assim obrigou um de seus empregados, Park Jimin, a fazer isso e o Sr.Park teve que aceitar se não seria agredido.”

Sim, era verdade, eu achava que amava Jeon Jungkook mas ao conhecer Min Yoongi vi que era totalmente errado amar alguém como Jeon, alguém que me ameaçava, eu tive que escolher entre minha vida e a de outro, fui egoísta e escolhi a minha, acho que ninguém se importaria se eu estivesse morto. Não falava com a minha família fazia anos, não tinha quase nenhum amigo, realmente eu era solitário de mais, alfas solitários são comuns, mas ômegas? Isso é quase impossível. Ele continuou a falar, me deixando surpreso por ter tantas provas.

“- Vocês querem provas não é? – Ele falou. – Aqui temos as cartas de Jeon Jungkook a Kim Nayeon que provam o envolvimento dos dois. “Espero que a sua próxima carta venha com informações, não quero ouvir desculpas Nayeon”, isso está escrito na carta 32, e em uma carta anterior a essa ele fingia ama-la. Posso provar que ele fingia pois tenho um áudio da minha conversa com ele em seu escritório. – Ele colocou e todos ouvimos o “Ela resolveu me ajudar, ela me amava, mas eu só estava com ela por interesses”, todos ficaram um pouco surpresos, até eu mesmo, que convivia com o Jeon. – Agora vamos para a segunda parte das provas, temos dois vídeos, um que mostra ele falando com alguém ao telefone e ele diz que Nayeon sabe de mais. O outro, Jeon Jungkook falando com um empregado que não quer ser identificado sobre ter ameaçado alguém, que é dito como assassino, ou seja, Park Jimin.  – Faltava pouco tempo para o tempo se esgotar, mas eu estava confiante. – Sei que não poderás tira-lo da prisão, mas farei o máximo para diminuir o tempo dele, pois ele foi obrigado a matá-la pela sua própria segurança, como as provas comprovam. Assim encerro minha defesa. - Finalizou”

A pena mínima era de seis anos, mas eles diminuíram pois eu fui obrigado a fazer aquilo por defesa própria. 4 anos, demoraria até eu sair de lá. Jeon Jungkook foi preso também, por ameaçar duas pessoas e ter envolvimento no crime, dois anos. Era terminante proibido que eu e o Yoongi conversássemos, pois ele havia me ajudado e julgaram que existia algum tipo de envolvimento entre nós. Quatro anos, provavelmente ele me esqueceria e eu teria que esquece-lo também. E as últimas palavras que falei para ele foram “Então, tente. Mas será difícil me ter nos seus braços de novo.”, como eu me arrependia de ter dito isso.

Min Yoongi

Consegui diminuir sua pena, o que já tinha sido válido para mim. Eu esperaria ele, afinal, eu o amava.

- Não precisei fazer nada, quatro anos ele conseguiu sozinho. Depois disso já vou ter esquecido de você. Mas se eu não ter esquecido, tornarei sua vida e daquele idiota em um inferno. – Hoseok disse rindo.

- Cala a boca e sai da minha frente. – Falei grosso.

Eu não aguentaria ficar sem ver Park Jimin por tanto tempo, é impossível ficar longe de quem se ama. O pior é que se ele não tivesse feito isso, talvez teria conhecido apenas seu corpo, e não sua personalidade que eu amava. Já estava com saudade de seu sorriso e da sua fofura, já sentia saudades de conversar com ele, ah... Jimin despertava o melhor de mim. Eu tentaria de todas as formas vencer essa barreira e vê-lo, mas seria difícil, conhecia todos os policiais dali, eles não quebrariam as regras.

Quebra de tempo (Dois meses depois...)

- Eu irei fingir ser outra pessoa e então poderei entrar... – Falei para o Jin. – Não aguento mais.

- Só fazem dois meses, como vai aguentar quatro anos? – Jin disse sincero.

- Se fosse Namjoon que estivesse preso você entenderia o que estou sentindo.

- Sim, eu entenderia e tentaria aguentar sem causar mais problemas.

- Se você estivesse no meu lugar não pensaria assim.

- Acontece que eu não sou impulsivo, nem tomo decisões precipitadas.

- Se eu conseguir vê-lo, tudo isso vai valer a pena. – O assunto iria ser encerrado ali.

- Yoongi, você precisa desculpar o Taehyung. – Ele disse mudando de assunto.

- Se não fosse ele eu e o Jimin estaríamos felizes, por que vou desculpar ele?

- Ele não sabia de nada Yoongi, você é tão orgulhoso ao ponto de não poder pedir desculpas ao seu amigo de anos?! – Seokjin virou a omma Jin agora...

- Eu vou pensar em falar com ele omma Jin. – Falei.

- Aish, só quero que vocês dois fiquem bem, não sou omma de ninguém. – Eu ri.

- “Só quero que vocês dois fiquem bem”. – Imitei ele. – Isso não é coisa que mãe sempre diz?

- Ah Yoongi, é melhor não irritar a omma ou vai ficar de castigo! – Ele riu entrando na brincadeira.

- E agora eu tenho um appa também! – Eu disse rindo. – Falando em appa, ele já te marcou? – Falei curioso e Jin pareceu desconfortável. – Muito pessoal?

- Não é isso, ele não me marcou ainda, isso me deixa pensando se ele não está me traindo ou coisa assim.

- Confia mais nele, ele te ama Jin. – Eu falei sincero.

- Espero que sim.

Quebra de tempo (1 Semana Depois)

Era hoje, tentaria ver ele. Coloquei um moletom de capuz preto, mal dava pra ver meu rosto. Havia pintado meu cabelo de um verde agora, ninguém tinha visto ainda. Era meu dia de folga, mas fui para a delegacia, não como o policial Min e sim, alguém que queria visitar Park Jimin.

- Quero visitar Park Jimin. – Falei para a estagiaria que cuidava do balcão.

- E você é? – Ela perguntou.

- Sou o namorado dele. – Disse. – Kim Chong-Yoon.

- Certo, espere aqui.

- Okay. – Disse e fiquei esperando até ela voltar com o policial que me levaria até ele.

- Venha comigo. – Falou e eu o segui por alguns corredores. – Não é permitido troca de objetos, nem nenhum tipo de contato físico.

- Certo. – Concordei. Ele parou e abriu a sala indicando que eu entrasse.

- Dez minutos. – Ele falou e fechou a porta, olhei para Jimin, encolhido na cadeira. Ele estava com alguns pequenos hematomas, eu queria abraça-lo e dizer que tudo ficaria bem, mas lembrei, sem contato físico. Jimin me encarava.

- Pensei que demoraria até nos vermos de novo...

- Yoon... – Falou e eu fiz sinal para que não terminasse.

- Isso mesmo, Chong-Yoon, seu namorado. – Ele entendeu.

- Então, decidiu aparecer, depois de dois meses.

- Eu te amo, mas te ver assim me faria ficar muito mal, eu queria poder te ajudar, mas em casos de homicídio não podemos simplesmente pagar uma fiança.

- Eles estão certos, eu deveria ter deixado ele fazer o que quisesse, ninguém sentiria minha falta.

- Eu sentiria – Eu falei, era a coisa mais sincera que tinha falado em meses.

- Nayeon tinha família. Eu não falo com a minha família faz tempo.

- Eu não aguentaria ficar sem você Jiminnie.

- Está sendo sincero?

- O mais sincero que consigo ser.  – Disse. – Quando você sair vamos ser felizes juntos. Não vou esquecer de você.

- Nem eu de ti, Yoon.

- Seus minutos acabaram. – O policial entrou com dois outros rapazes atrás dele. – Levem Park Jimin para a cela. – Quando ele disse isso, os dois outros policias o pegaram de qualquer jeito, ele estava sendo maltratado pelos próprios policiais?! Não falei nada, iria cuidar disso quando minha folga acabasse, mesmo que estivesse tremendo de raiva.


Notas Finais


É, quatro anos, espero que ninguém me mate haha
Amo vocês S2
To muitooo feliz mano, por diversos motivos, mas eu queria agradecer pois nesse exato momento estamos com 42 favoritos na fic S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...