História Mystery - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Dogas, Mistério, Sexo, Trafico, Zayn
Exibições 8
Palavras 1.225
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Mistério, Policial, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiii, essa fanfic demorou mas saiu.
Ai está, espero que gostem, por que essa fanfic vem me dando trabalho a bastante tempo.
Se vocês gostarem comentem e divulguem por favor. Para ajudar.
Boa leitura. Beijos <3

Capítulo 1 - Capítulo Um


Os olhos esverdeados de Esther Jones encaravam pela milésima vez nessa semana aquele painel de cortiça cheio de alfinetes com fotos, nomes e vários pontos de interrogação sobre os supostos ajudantes de Zayn Malik, o chefe da maior gangue de tráfico de drogas da região.  Fazem mais de dois anos que a morena estava investigando o caso de Malik e, como ele consegue ser muito sigiloso, ela por enquanto só tem nomes de suspeitos, algumas fotos e nada mais. Realmente, é muito pouco para dois anos de trabalho.

Estava em pé refazendo um coque que, pela milésima vez, havia desmanchado esperando que isso fosse lhe trazer alguma resposta. Volta para sua mesa, pega a pasta com todos os dados que tem até agora e caminha em direção à saída.

Estava com a cabeça cheia, era só isso que havia pensado a semana toda, precisava relaxar um pouco.

Parou em frente o espelho que tinha na entrada da delegacia em que trabalho, vê seus olhos verdes, pesados, cansados. Ela precisava tirar férias.

Estava indo para casa quando sua melhor amiga Charlotte, carinhosamente apelidada Charlie, decide ligar, assustando a morena com o toque do celular.

- Hey Esther! Já tomou banho? Passo te buscar oito e meia! – Ela disse. Esther conseguia sentir o sorriso infantil da amiga apenas pela sua simples frase. Bate a palma da mão na testa e fecha os olhos com força. “Como pude me esquecer da festa?”

- Ok Charlie, tudo bem! – Disse a morena tentando fingir uma animação que não tinha.  Sua amiga grita de felicidade do outro lado da linha. – Tenho que desligar, estou no metrô. Tchau.

Depois de ficar vinte minutos sendo esmagada como uma sardinha dentro do metrô, Esther finalmente chega onde queria chegar, em casa. Lar doce Lar. Ela joga sua bolsa em cima do sofá, indo em direção ao banheiro. Tira sua roupa e entra no chuveiro, deixando a água morna cair sobre seu corpo, sentindo meus músculos relaxarem.

Esther sai do banho, se enrola na toalha fofinha bordada com seu nome e vai até o closet, escolhe uma saia preta e uma sandália do estilo gladiador também preta. Faz uma maquiagem carregada com preto para esconder sua cara de cansaço e um batom vermelho. Coloca sua gargantilha favorita e deixa seu cabelo solto. Estava pronta.

Um toque de campainha tira a morena de seus pensamentos, provavelmente era Charlie. Caminha até a porta não antes de se olhar no espelho do corredor e checar se estava tudo em seu devido lugar. Coloca um sorriso no rosto e abre a porta, vendo Charlie vestida com um sapato preto com um salto que aparentava ter vinte centímetros, um vestido preto, uma bolsinha rosa e seu típico sorriso infantil estampando seu rosto, enquanto tira uma mecha de seu divertido cabelo cor de rosa da frente do olho esquerdo.

- Hey gata – ela diz abraçando a morena. – Pronta para badalar?

- Eu nasci pronta. – Não segura uma piscadela para a amiga, que olha com o sorriso que não saiu de seu rosto. Caminharam pelo corredor até o elevador e a garota de cabelos cor de rosa aperta o botão e as duas amigas esperam, enquanto Charlie falava sobre um cara que conheceu na festa da noite passada, mas a maior realmente não estava prestando atenção, apenas assentindo com a cabeça à tudo que sua amiga lhe dizia.

O elevador finalmente chega, mas Charlie não se cala, e de repente um aviso qualquer no quadro de avisos do elevador pareceu tão mais interessante do que o que Charlie estava falando.

Finalmente chegam ao térreo e Esther apenas manda um aceno de cabeça para George, o porteiro do prédio.

Entram na garagem e a morena destrava seu carro. Charlie entra no banco do carona e liga o rádio num volume desnecessariamente alto, tocando Predictable, sua música favorita de Good Charlotte, sua banda preferida.

Chegando à boate, após Charlie voltar sua música do começo incontáveis vezes. Estava cheia de gente, as garotas andam direto para o bar e pedem uma tequila. Era o que a morena mais precisava naquele momento: tequila. Foram para a pista de dança com o copo na mão, as garotas beberem mais umas três doses, ou “eram quatro?” Elas nem sabiam mais.

Esther estava dançando loucamente, ao som de Ariana Grande, quando vê um homem alto, sexy, moreno, musculoso, com um olhar... um olhar indescritivelmente sedutor e ao mesmo tempo misterioso, que fez Esther se perguntar, por breves segundos, se seria aquele homem uma miragem.

Ela devolveu o olhar na mesma intensidade ao rapaz e começou a movimentar seu corpo em sua direção sem nunca cortar o contato visual. Mexia sua cintura em círculos. Estava dando certo, ela achava, pois ele estava chegando cada vez mais perto de seu corpo.

Ela se voltou para o balcão para deixar o copo lá, mas foi interrompida por mãos grandes e geladas em sua cintura, as mesmas viraram Esther com certa brutalidade para que o encarasse. Em um ato extremamente rápido  ele cola seus corpos e vai, aos poucos, acabando com a distância entre seus rostos, quando de repente ele se afasta , coloca a mão no bolso e atende o celular. Esther fica parada, indignada que eu estava prestes a beijar um desconhecido, “um lindo desconhecido.” Acrescentou em pensamento.

- Cara, que merda! – gritou– Claro que eu sei o que o Harry está querendo – podia-se ouvir o que Zayn falava pois o mesmo estava gritando. Quando escutou o nome “Harry”, Esther, automaticamente  lembrou de um outro traficante da cidade. Sua profissão não a permitiu ficar sem ouvir.   – temos que buscar a Selena seu merda... Não caralho, ela vai fazer falta!!... Sim, claro que eu dou um jeito! Eu sou Zayn Malik, já esqueceu?!

“AI MEU DEUS, eu não acredito, ele é Zayn Malik? Eu estava prestes a beijar Zayn Malik?” Pesou Esther após ouvir essa parte da conversa. Ela se afastou um pouco pensando. “Tenho tudo que preciso para resolver esse caso, se eu conseguir prender Zayn eu vou ganhar uma promoção e um aumento muito bom! Agora tinha que achar um jeito de me aproximar dele e descobrir tudo que eu preciso para prendê-lo.”

Ele desligou o celular e se virou indo em direção a saída. Ela saiu da boate indo atrás dele e viu ele sentado na sarjeta fumando a uns 20 metros da porta da boate, foi até ele.

 

Point of View (Esther)

- Oi? Está tudo bem?- perguntei inocentemente.

Ele me fitou e pareceu me reconhecer, estreitando os olhos.

- Não to afim mais, gata – Ele disse olhando para frente, encarando o horizonte.

- Quem disse que íamos transar, só achei que talvez quisesse conversar – me sento do lado dele e pego o cigarro de sua mão e dei uma tragada. Ele ficou me encarando, sério, com um olhar indecifrável, lábios retos, até o momento em que eu soltei a fumaça em seu rosto e ele deu um pequeno sorriso de lado, meio debochado.

- O que você quer? Não percebeu que eu quero ficar na minha, pirralha? – ele pergunta ficando sério novamente.

- Como você fala muito baixo – disse com um tom sarcástico em minha voz – eu pude ouvir você mencionando um ‘Harry’, eu conheço um Harry se for o mesmo, tenho informações que podem ser úteis. – eu disse sorrindo, torcendo para ele cair na minha armadilha.


Notas Finais


Gostaram? espero que sim, e se sim, comentem e favoritem.
Logo postarei o segundo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...