História Mystery Of Life - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dakota, Debrah, Dimitry, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Violette
Exibições 6
Palavras 565
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aqui, estamos, again XD
Espero q curtam X3
Só lembrando que este capítulo será um flashback :3

Capítulo 8 - Sempre Ao Seu Lado, Serenity.


- Serenity, não vá tão longe! Sabe que o parque é meio perigoso de noite.

- Sim, pai. Mas olhe estas flores, a mamãe gostaria, não é?

- Com certeza. Bom, pegue algumas enquanto eu vou comprar um lanche para levarmos para casa.

- Certo pai!

Enquanto eu colhia algumas flores, alguém tocou no meu ombro.

- Ãh?

- Oi!

- Ah, é só você Armin.

- Como assim sou só eu?

- Eu estava com uma sensação estranha.

- Entendi.

- Espera, por que você não está em casa?

- Pronto, só porque eu gosto de jogar videogame eu tenho que ficar jogando o dia todo?

- Foi mal, haha. Foi só pra puxar assunto, estou esperando meu pai. Você vai à escola amanhã?

- Vou sim, tenho que ir né?

- Bobo.

P.O.V. Armin

Eu estava passeando no parque... Tá, eu não estava passeando, eu estava jogando no parque, quando eu vi a Serenity colhendo flores. Eu não sei o motivo mas sempre que eu chego perto dela, eu perco a vontade de jogar e só quero estar ao lado dela, afinal ela é minha melhor amiga junto com o meu irmão.

Não perdi tempo e fui falar com ela, ela parecia assustada quando eu disse oi.

- E-Eu só estava com uma sensação estranha.

Quando ela falou isso, eu comecei a pressentir que algo ruim iria acontecer, mas dei por discreto.

- Entendi.

Depois de algumas conversas, ela se virou para mim, com uma cara meio triste e perguntou algo meio inesperado.

- A-Armin, você promete que vai estar sempre ao meu lado? Eu não quero perder meus amigos...

- M-Mas por quê você está dizendo isso?

- Eu sinto... Que tudo vai acabar, minha vida...

- E-Eu acho que você não devia pensar nisso... Mas eu prometo.

Ela deu um sorriso, e me deu um colar com um coração pela metade.

- Esse foi um colar da minha prima, que provavelmente sumiu e está morta. Minha mãe me disse que ela me deu isso quando nasceu, e ela ficou com a outra metade do coração. Ela disse que, quando duas pessoas possuem as duas metades dos colares, essas pessoas nunca irão se separar.

- Obrigado, é muito gentil.

- Tudo pelo meu melhor amigo.

- Eu sempre estarei ao seu lado Serenity.

Eu a abracei, vi que algo a deixava triste.

O pai dela veio buscá-la, e eu ainda fiquei angustiado com tudo que ela me falou. Será que algo ruim acontecerá?

No dia seguinte, minha vida mudou sem eu sequer perceber.

- Armin?! Você ouviu o que eu disse?

- Ãh? O quê?

- Serenity não veio hoje, você sabe se ela está doente ou algo assim?

- N-Não, eu vi ela ontem no parque, e ela estava normal.

- Uhm, depois eu vou ligar para os pais dela.

Rosalya era uma das melhores amigas da Serenity, elas nunca brigavam.

- Não veio hoje, estranho. Ela sempre vem.

- Nathaniel, você sabe o motivo da Serenity não ter vindo?

- Uhm, não sei. Mas não é o tipo dela não avisar nada.

- Ok, valeu de qualquer jeito.

Na mesma tarde, após as aulas, eu e o Alexy fomos na casa da Serenity.

Antes de bater na porta, ouvimos choros, acho que eram da mãe dela, a senhora Wanda.

- E-E agora?! Levaram a Serenity, e nem temos uma pista sequer...

- Calma, querida. Ela já tem 11 anos, seja lá o que houve, ela vai superar e vai achar uma maneira de resolver isso. Mas ainda vamos procurá-la.

Eu e Alexy ficamos surpresos, e ao invés de ir falar com os pais dela, fomos avisar a todo mundo.

Continua...~



Notas Finais


Eu punirei-os, em nome da Lua!
-Sorry, ando assistindo muito Sailor Moon :v-


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...