História Mystery Of The Shadows - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail, Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Fairy Tail, Guilda, Mago Celestial, Personagens Originais
Exibições 20
Palavras 1.354
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Magia, Mistério, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - The Magic Fight - Part one


Ainda em choque assenti e segurei a mão da menina que estava estendida para mim e em um piscar de olhos não estávamos mais nos escombros da escola e sim em um parque aberto perto de um lago. Crianças corriam soltando pipa e brincando com seus pais enquanto vários sons como de um carrinho de sorveteiro e de pipoca passavam sobre nós. O ar estava com cheiro de pão de queijo. Percebi o chicote que ainda estava na minha mão e o enrolei para que ninguém visse.

            - Meus amigos devem estar chegando. - Disse ela se sentando em um banco qualquer.
            - Obrigado. - Agora era a hora de tirar as dúvidas. Sentei-me ao lado dela. - O que houve...
            - Ah. - Disse ela parecendo se relembrar que eu não sabia de algo. - Você é um mago. Um mago celestial.
            - O que isso significa? - Perguntei tirando a chave dourada de Aquarius do meu bolso.
           - No mundo existem, que eu sabia 13 magos celestiais. - Ela prosseguiu - Magos celestiais são capazes de invocar espíritos de outras dimensões, e entre esse espíritos existem 12 que são mais poderosos do que os outros. Conhece os signos do zodíaco? 
            - Aqueles de aniversário? - Perguntei confuso. Várias meninas queriam saber os signos dos meninos que gostavam.
            - Exato. - Ela concordou - Cada mago recebeu uma chave do seu signo correspondente. O seu signo é de aquarios né?
            - Bem, sim. - Disse pensando - Agora eu entendo. Então eu posso invoca-la a qualquer hora?
           - Poderia, mas tem dois problemas. - Ela disse - Como ela é um espirito do zodíaco, ela exige bem mais magia para ser invocada e manter o portão da constelação aberta. E essa chave só pode ser ativada em contato com a água.
            - Entendi. - Disse guardando a chave me lembrando de tudo o que aconteceu na escola - E quem é você?
         - Sou Marabella. - Disse ela - Uma maga que controla as águas e pode se teletransportar. E minha arma é uma besta - Ela disse mostrando o seu braço direito me impressionando pela arma dela.
            - Por que a minha arma é um chicote? - Disse percebendo a incrível diferença de armas. 
            - Ah. - Ela disse rindo - Chicote é a arma das magas celestiais mulheres.
            - Ah? - Perguntei ainda mais confuso - Até onde eu sei eu sou um homem.
            - Desculpe. - Ela disse ainda sem interromper o riso - Você é dos três únicos magos celestiais que existem.
            - Claro. - Disse envergonhado.
          - Não se preocupe. - Ela disse - Esse chicote pode virar qualquer arma que você quiser, mas só poderá altera-la de uma arma para outra em um prazo de 24 horas.
            - Certo. - Disse percebendo duas pessoas atrás de mim. - Olá?
            - Esses são meus amigos. - Ela disse se levantando - Conheça Henry e Millie.
            - Oie! - Disseram ambos. O menino tinha cabelos pretos e uma pele branca pouco bronzeada. Seus olhos eram roxos e seu rosto era quadrado e anguloso e era bem mais alto que eu. Ele usava uma camiseta preta com calça jeans. Tinha uma espada presa ao cinto. - Esse é o último mago?
            - Sim. - Marabella concordou - Você está bem Millie?
           - E-Estou. - Ela disse. Seus cabelos castanhos estavam presos em um rabo de cavalo para trás. Seus olhos eram castanhos e sua pele mais bronzeada que a de Henry, mas não tanto. Ela usava uma camiseta branca com um casaco jeans por cima. Usava calça jeans e um all star preto. - Bem... Hibiki né? A guilda das trevas está chegando.
           - Depois explicamos. - Disse Henry entrando no assunto pegando sua espada e apontando para o norte - Eles querem te capturar e pegar o seu poder.
             - Pra quê? - Perguntei nervoso sentindo um frio na minha barriga.
            - Eles precisam da magia da formação das doze chaves do zodíaco. - Ele disse com os olhos tempestuosos para mim - E agora que você foi encontrado eles farão de tudo para captura-lo. 
             - Lá vem eles! - Disse Marabella entrando na nossa frente e com o braço direito apontando a besta na direção de três magos usando capuz preto que vinham em nossa direção. Com a mão esquerda ela estendeu para o lago.
             - Vamos acabar logo com eles e voltar pra guilda. - Disse Henry por fim se colocando na minha frente ao lado de Marabella sacando sua espada novamente.
             - Você vai ficar bem, Hibiki. - Disse Millie indo para o meu lado e sorrindo - Não deixaremos que eles tomem seu poder.
          - Obrigado. - Disse sorrindo enquanto colocava a mão esquerda no bolso segurando a chave com firmeza e a outra segurando o chicote.
          - Ataquem! - Disse o líder se transformando em um vendaval de sombras que nos cobriu enquanto os outros ficavam para trás lançando fogo e raios.
              - Isso vai aumentar meu inventário. - Disse Henry sorrindo fazendo uma aura de luz rodear ele e Marabella. - O que você acha Bella?
              - Você pegou o poder do João?! - Disse ela meio risonha - Ai ai... ele merecia isso. 
            - Concordo. - Disse ele carregando um punho cheio de uma luz e encostando na espada, fazendo com que ela brilhe e solte fagulhas. - Eu acabo com esse vocês peguem os outros. 
           - Vamos Bella! - Disse Millie pegando seu arco e atirando flechas nos dois magos que conseguiram desviar dos tiros. - Eu te dou cobertura!
              - Vamos! - Marabella disse correndo e se teletransportando lançando flechas com a Besta que quase não consegui acompanhar a velocidade. 
               - Uau... - Disse em um suspiro - vocês são tão bons assim?
               - Tentamos. - Disse Millie ainda concentrada, mas de repente se espantou. - Um deles sumiu!
               - O qu--  - Mal terminando a frase uma rajada de fogo lançou Mellie e eu para o chão nos fazendo cair com o pescoço queimando.

Agora que eu tinha parado para ver, percebi que meu braço estava vermelho e cheio de bolhas por conta do incidente do colégio. O corte na minha testa começou a latejar. Mellie pegou uma de suas flechas, mas essa tinha tons prateados na lâmina. Ela lançou a flecha com uma precisão incrível acertando o ombro esquerdo dele, mas ele ainda continuava a avançar na direção dela. Com dificuldade me levantei e abri o chicote e cheguei ao lado do mago de capuz. Quando a corda iria acertar o peito dele eu bradei:

            - Re-equipar! - Gritei alto atraindo a atenção de todos - Adaga!

A corda imediatamente se afiou e se transformou em uma adaga mortalmente afiada. A sensação foi como cortar uma carne extremamente dura. O mago agoniou e recuou me fazendo tirar a lâmina de perto dele que estava ensaguentada. O mago esticou o braço e lançou uma roda de fogo em nossa direção.

            - Cuidado Mellie! - Disse me jogando na direção dela enquanto a empurrava para o lado e eu me abaixando logo em seguida fazendo o fogo apenas queimar alguns fios do meu cabelo.
                 - Hibiki. - Disse Mellie zangada - Cuidado!- Ela pegou uma flecha com tons de azul e lançou na direção do lago. Quando a flecha atingiu a agua, uma torrente do tamanho de um tsunami se ergueu em meio a praça. Várias pessoas gritaram. Jatos de água caiam do céu.
                  - Vou ver como a Bella está. - Disse sorrindo pra Mellie que se levantava preparando outra flecha em frente a onda. Tirei a chave do bolso e coloquei a superfície em uma poça que havia se formado. - Abra! Constelação da portadora da água... Aquarius!

Após uma luz dourada o mesmo espírito apareceu. Eu me esforcei para ficar de pé por conta do cansaço momentâneo. Ela demonstrava ódio ao me ver novamente, mas implorei para ela ajudar só mais dessa vez e sem dizer nada ela começou a controlar a água como havia feito na escola. Saí correndo em direção aos outros que ainda batalhavam.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...