História Na cama ao lado - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jungkook, Kook, Suga, Yoongi, Yoonkook
Visualizações 74
Palavras 1.670
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Love it

Capítulo 6 - 6- Babá de um crianção


[Yoongi POV]

Escutei o barulho de algo quebrando e quando dei por mim Jungkook estava caído no chão segurando o tornozelo. Sai correndo para ajudar, me ajoelhei ao lado dele o puxando contra mim, ele gemia de dor.

- Tenho de leva-lo à enfermaria, Sr. Min solte-o! - disse o mentor Lee.

- Eu vou leva-lo também, ele é meu amigo e mora comigo - disse já irritado - não vou sair de perto dele!!

Carreguei Kookie no colo e segui o professor até a enfermaria, que era do outro lado da universidade. Mesmo Jungkook sendo mais alto parecia uma criança nos meus braços, eu sentia um aperto dentro de mim, só queria que ele parasse de sentir dor.

Assim que chegamos na enfermaria coloquei ele na maca, a enfermeira analisou o machucado e começou a mexer no tornozelo dele, Kook gritou. Ela estava o recolocando no lugar, caso contrario ele incharia. Fiquei olhando com medo, não sabia como reagir, fiquei apenas ao lado da cama segurando sua mão e ele retribuía com força pela dor. Me abaixei para falar com ele.

- Biscoito, vai ficar tudo bem - falei tenso - seu hyung está aqui, vou cuidar de você. Okay?

Ele apenas concordou com a cabeça, a enfermeira terminava de por a atadura. Assim que ela terminou Jungkook relaxou e parou de apertar minha mão.

- Ele ficará bem, ele apenas torceu um pouco o tornozelo - disse a enfermeira - em alguns dias você fica bem.

- Mas e as provas finais? - exclamou Kook tenso.

- São na semana que vem garoto, até lá você estará bem - respondeu a moça - mas terá que ficar em repouso, sem esforço. Vou lhe dar uma licença para ficar uns dias afastado. Quem é responsável por você?

- Sou eu, ele divide o apartamento comigo! - respondi para ela - Cuidarei dele.

- Ashi, teria que lhe dar uma licença também, - ela disse meio confisa - o senhor Jeon precisa de total cuidado, e não pode ficar só.

Eu pensei um pouco, Kook me olhava apreensivo. Concordei com a cabeça e peguei o papel da licença. Ele se levantou e se apoiou em mim para irmos para a entrada da faculdade, pegamos um taxi, o pequeno Jeon não falava nada.

Quando chegamos em casa eu o coloquei no sofá, ele estava fungando, fungava daquele jeito que faz quando está segurando o choro.

- Hey, calma! - disse - Você vai ficar bem, ta! Eu vou cuidar de você criança.

- Vai ser minha babá - disse ele revirando os olhos, mas estava na cara que estava triste - Babá de um crianção.

Eu ri sarcástico depois dei um tapa em sua nuca.

- Não comece! - adverti - Vou fazer Ramen pra gente almoçar, vai ficar tudo bem.

- Obrigado por cuidar de mim, hyung.

Segui para cozinha, pude ouvir ele ligar a tv. Eu não sabia cozinhar muito, mas Jin me ensinou algumas coisas. Depois de quase uma hora me perdendo naquela cozinha eu consegui fazer nosso almoço, levei uma tigela para Kook e uma para mim, sentei ao seu lado. Seus olhos estavam vermelhos, ele chorou enquanto eu não estava com ele, sabia que Jungkook odiava dar trabalho a outras pessoas, e como não pode fazer praticamente nada ficará mais irritado por ficar dependente.

Comemos em silêncio, não quis o precionar a falar algo, só deixei ele quieto.

[Jungkook POV]

Suga estava comendo ao meu lado, prestava atenção ora a comida ora a televisão. Eu já não queria mais assistir nada, meus olhos ardiam pois eu chorei enquanto o mais velho fazia a comida, o silêncio entre nós me incomodava. Eu estava muito decepcionado, tinha torcido o tornozelo; passei mico na frente da turma; e agora vou dar trabalho ao Yoongi.

Eu odeio ser dependente de alguém, gosto de me virar sozinho, de correr sem cólera; agora eu terei que ficar embaixo da asa do nosso anjo reluzente: Min Yoongi. Isso me irritava muito, talvez eu tenha chorado de raiva e não de tristeza. Eu nem costumo chorar, provavelmente peguei isso do Suga, ele podia ser grosso e firme mas chorava muito. O silêncio entre nós estava ficando estranho.

- Isso está muito bom, hyung! - Falei quebrando o silêncio - Jin hyung se orgulharia de você.

- Obrigado - respondeu de boca cheia.

Eu empurrei ele com os ombros.

- Tenha modos, ashi! - tentei descontrai.

Péssima idéia, fiz com que um pouco de Remen quente caisse em cima dele, eu simplesmente esqueci do meu tornozelo e me levantei pondo a tigela na mesinha de centro para ajuda-lo. Senti a dor percorrer meu corpo ao pôr o pé no chão.

- Hyung, pelo amor de deus me-me desculpe - falei e logo depois senti que iria cair pelo esforço em ficar de pé - Ai!

Senti meu corpo tombar, daria de cara no chão se Suga não tivesse me segurado. Ficamos nos encarando, ambos estávamos vermelhos, eu de vergonha e ele não sabia dizer se era raiva ou vergonha também.

- Hyung, me perdoa - senti uma lágrima de dor e de vergonha descer pelo meu rosto.

- Seu tornozelo?

- Está doendo - falei.

Ele mudou de posição sem me soltar e me carregou, seguiu comigo no colo ate o quarto, me pos na cama com calma. Foi ate o armário e começou a revira-lo, a dor no tornozelo aumentava me fazendo gemer de dor.

- Deve ter um analgésico por aqui - resmungava Suga - achei, volto já.

Ele saiu em disparada para fora do cômodo, voltou depois com um copo de água em uma mão e a pílula na outra.

- Beba, vai aliviar a dor - disse o hyung - caso não alivie nós vamos para emergências.

Assenti tomando o remédio, ele me cobriu com as cobertas, olhei para sua roupa suja de comida. Suga deu de ombros, se virou e tirou a camisa, senti um rubor tomar meu rosto. Olhei para seu abdômen que estava vermelho, mesmo estando de lado seu corpo era bem visível, sua pele pálida estava vermelha e irritada.

- Você está vermelho, meu deus eu sou um bobo imbecil! - falei sentindo raiva de mim por fazer mal ao hyung - Me perdoa, Yoongi.

Ele me olhou com aquele olhar de quem diz 'espera que já vou lhe dar uma bronca, mas até lá não enche'. Me encolhi na cama, ele tirou a calça e ficou apenas de cueca de costas para mim, sentia meu rosto arder de vergonha.

- Hyung...

Ele apenas fez um gesto de silêncio sem se virar, apenas apontou pedindo silêncio. Fiquei quieto vendo ele vestir um short e uma camisa. Yoongi veio na minha direção e se ajoelhou ao lado da cama.

- Olha, eu realmente quero cuidar de você - ele disse irritado - mas para de me olhar assim, foi um acidente, é só passar uma pomada contra queimadura que passa. Mas por favor, para de me olhar com essa cara de culpa.

- Só quero que me perdoe - disse.

- Okay, você está perdoado. Durma um pouco, eu vou na farmácia atrás de algo pro meu abs - falou meio envergonhado.

Assenti, me aconcheguei, o analgésico estava fazendo efeito e pude sentir o sono que ele trazia. Suga depositou um selar em minha testa e saiu pela porta, senti minhas pálpebras baixarem e logo estava dormindo.

[Yoongi POV]

Deixei Kook para descansar no quarto, precisava agora comprar algo contra a queimadura do Ramen. Peguei alguns trocados na minha carteira na sala e sai, aproveitaria para perguntar ao farmacêutico qual remédio ele indicaria para a dor no tornozelo do Jungkook.

Eu estava preocupado com Kook, ele estava tão indefeso e triste, e pensar que ele estava com dor por se importar comigo. Isso me doia por dentro, não queria ele se machucando por minha causa. Aliás, eu ainda estava intrigado com essa queda dele, Jungkook era um ótimo dançarino e não tinha como ele cair ou errar um passo. Irei perguntar para ele sobre isso mais tarde.

- Boa tarde, senhor. Em que posso ajudar Yoongi? - disse Jun.

Jun fez faculdade na área de farmácia, apesar ele estar preste a debutar na 1M fazia estágios por ai. Ele sorria com aquele jeito simpático que sempre faz, seu cabelo loiro comprido estava meio bagunçado; e o jaleco lhe caia bem.

(N/A: Gente, pra quem não conhece, esse Jun é o Jun do A.C.E. Só pra saberem ^-^)

- Preciso de algo para queimadura, o Kook sem querer me fez derramar Ramen quente em mim - falei a Jun - e também algo para dor, ele torceu o tornozelo e precisa de algo para aliviar as dores.

- Pode deixar! - respondeu indo em busca dos remédios no estoque.

Virei de costas e me apoiei no balcão, estava chateado com tanta coisa, hoje durante a aula Hoseok me abraçou sem pedir. Ficou sem me soltar rindo e falando como eu era o chato mais legal que conhecia. Isso me deixava confuso, e eu estava pensando muito em outra pessoa ultimamente, e agora eu tinha de cuidar dele.

- Aqui está, Yoongi - ouvi Jun dizer - diga que eu mandei melhoras para Jungkook.

- Digo sim, obrigado Jun - disse sorrindo.

Segui para o caixa, que para minha sorte estava sem fila. Coloquei os remédios no balcão, a moça mais velha sorriu para mim, lhe entreguei o dinheiro e depois a ajudei a pôr os mesmo na sacola.

- Obrigado - falei seguido de uma reverência.

Na volta para casa fui andando mais devagar, estava pensativo demais. Senti meus olhos arderem pelas lágrimas que eu estava segurando, a preocupação com Kook; o Hobi; as provas finais, tudo estava me fazendo ficar um caco de açúcar. Eu não sabia o que fazer.

Quando cheguei em casa encontrei Kook dormindo no quarto, peguei outra coberta e o embrulhei, ele estava tremendo de frio. Me ajoelhei ao lado da cama e acariciei seu cabelo, ele nem se mexeu, apenas respirava e roncava levemente.

- Ah, Biscoito - podia sentir a tristeza na minha voz - fica bem logo, por favor. Seu hyung só te quer bem, meu pequeno Jungkook. 


Notas Finais


Oie meus bolinhos de arroz, saudades da pedaço de gente? ... Não, ata...

Ta okay, sem drama, só estou zoando.
Não me matem por ter feito o Jungkook torcer o tornozelo, mas ele vai já já ficar bem, afinal ele tem o Suga como seu cuidador ein(aquela carinha...)
Não sei vocês mas eu amei esse final do Yoongi com o Kook, tão fofo.

Logo tem mais meus bolinhos de arroz.
Bjs da pedaço de gente MonHine♥
Corações coreanos a todos♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...