História Na escuridão da noite - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Turma da Mônica Jovem
Personagens Aninha, Cascão, Cebola, Denise, Do Contra, Franjinha (Franja), Magali, Maria Cebolinha, Marina, Mônica, Personagens Originais, Titi
Tags Drama, Romance, Tagmo&ce, Tmj
Visualizações 59
Palavras 1.208
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Quero agradecer a cada um e também quero dizer que o autismo da Mônica é baseado no meu tipo de autismo e algumas experiências minhas

Capítulo 3 - No silencio dos segredos


Fanfic / Fanfiction Na escuridão da noite - Capítulo 3 - No silencio dos segredos

Pov. Mônica

Eu totalmente me assustei e não conseguia olhar em seus olhos, e com uma força que não sei da onde eu me soltei , sabe eu poderia usar o algum golpe de karatê  só que eu estava acostumada a velhos bêbados fracotes e não a garotos fortes afinal toda vez que eu precisava de alguém pra me proteger o Cas tava la e nesse momento eu estava só,  com o meu livro sai correndo pro banheiro das meninas, e entrei no primeiro que vi e comecei a chorar sem parar quando eu parei eu limpei meu rosto e comecei a estralar meus dedos repetindo a mesma frase de sempre bem baixinho

- vai ficar tudo bem ,vai ficar tudo bem ,vai ficar tudo bem e vai ficar tudo bem - podia parecer estranho mas era o único jeito pra mim me acalmar

Esse tratamento me ajudava muito, por mais que fosse caro e minha mãe não tinha condição de pagar mesmo não sabendo do meu problema, eu ainda recebia pensão do meu pai e entao como só a Maga sabia ela me aconselhou a começar um tratamento psicológico e é claro que me ajudou muito, mesmo eu escondendo algumas coisas dela.

Ouço um barulho forte e percebo que é só o sino batendo
                                          *
Pov. Cebola

Ta eu não sei o que aconteceu aqui primeiro ela estava nervosa e depois parecia morrer de medo e fugiu assim sem mais nem menos

Mas eu não tinha tempo pra isso afinal o sino tinha acabado de bater. E por falar em bater eu acho que o meu dia vai ser assim batendo nos outros e por que? Acabei na entrada batendo e garoto

- Desculpa cara eu na...- levei uns segundos pra descobrir que era - Cascão?

- Cebola? - ele pergunta meio sem acreditar - nossa é voce mesmo pensei que tinha desistido de vim pra cá

- Nunca que eu iria desistir de algo- a gente começa a rir e professora chama nós dois pra dentro da sala

Quando eu entro tenho uma surpresa, ela esta lá!


Pov. Mônica

- Mô ta tudo bem ? - balanço a cabeça dizendo que sim - tem certeza por que você não falou nada desde que chegamos na sala- continuo calada e por fim fala - se quiser conversar estou aqui ta?- eu assento e volto a olhar pro Cas que estava conversando com um garoto que eu particularmente ja conhecia

Eu estava sentada na ultima carteira do lado da parede, a Maga estava na minha frente , e quando o Cas vem ele se senta do meu lado e o garoto que estava com ele senta do lado da Maga e na frente do Cas

- ei chatinha voce ta bem ? - Cas me olha preocupado e eu apenas digo que sim

Aquelas aulas foram com certeza as piores, do meu primeiro dia no 2 ano do ensino médio, depois da chamada descobri que o mesmo garoto idiota que era meu vizinho era o melhor amigo do Cas o tal do Cebola então quis mas manter mais distância ainda

- então Mô vai fazer o que depois da aula?-a Maga toda cheia de empolgação me pergunta

- Bom eu vou ouvir minhas musicas preferidas e ler um livro- Magali faz cara de tédio

- Affs eu ein não sei como você aguenta fazer isso todo dia

-Costume- respondo rápido sentando na mesa

Fecho os olhos e coloco meus fones , e começo a ouvir a musica " I'm only human " , quando abro meus olhos vejo que o Cas ja chegou com o tal do Cebola

- Entao chatinha não vai comer nada não ? - o Cas pergunta

- Não - digo

- Por que ? - é eu acho que o Cas deu de fazer um monte daquelas perguntas bestas, sabe quando tem pessoa nova e outra quer puxar assunto , pois é ele ta pior

- Sem fome

- Ata - ele responde - bom Cebola como voce ja vi essa é a minha namorada - ele aponta pra Maga, e eu na mesma hora olho pra baixo pro Cas não ficar todo besta pra me apresentar - e aquela ali NO FONE -ele da ênfase 'no fone' e começo a rir baixinho - é a Mônica a minha quase irmã


Pov. Cebola

Sabe meu pai falava que havia três tipos de mulheres no mundo : as que se você for atrás não vai demorar nem meia hora pra estar na sua cama, as que você nem deveria ir atrás porque voce ia se ferrar , e as que valia a pena riscar . A Mônica era daquelas que valia a pena riscar

- Bom Magali tenho uma coisa pra te falar - ela me olha atentamente com certeza achando que é um segredo do Cas - o Cascão não para um minuto de falar, principalmente de voce, como é que você atura ? - digo por fim ela ri e começo a comer

- Bom depois de um tempo voce se acostuma  - na minha opinião eu acho que vamos ser ótimos amigos apesar dela ser um pouco quieta ela é bem meiga e gentil

- E você Mônica é quieta assim de costume ou é por causa da nossa briga - pergunto sorrindo, porque sei que o volume do fone dela esta baixo e ela vai ter que me responder só que ela se levanta e sai

Magali me olha feio e pelo visto vai atrás da amiga, Cascão e eu nos entreolhamos e ele finge que nada aconteceu e tenta mudar de assunto

- Então o que você vai fazer hoje a tarde? -ele pergunta

- Nada por que?

- Os garotos vão jogar futebol mais tarde eu vou e você?

- é talvez eu vou- respondo sem muita empolgação

Pov. Mônica

Ta certo voce pode estar se perguntando:

Poxa Mônica se você conseguiu brigar e fazer um barraco com ele por que você não consegue falar com ele?

Simples, só consegui falar com a Maga e o Cas porque eles vieram até mim e não desistiram da minha amizade ( afinal né não paravam de me encher o saco) nunca me acostumei a mais ninguém e prefiro assim

Saio andando e sinto alguém me puxar pelo meu braço

- ei Mô o que foi aquilo - ótimo que droga ela percebeu

- Nada- respondo o mais rápido possível e tento não parecer nervosa

- Se não é nada entrado por que você está estralando os dedos? - esqueci de falar que a Maga sabia de todos os meus "costumes" , odiava ser autista por mais que agora eu estava quase totalmente recuperada

- Maga eu não quero falar disso agora por favor

- Entao pelo menos come um pouco Mô voce ta muito mal, e também pelo que eu vi você perdeu uns quilos - eu não sei o que seria de mim sem a Maga ela é com certeza um anjo na minha vida

-Ta - murmuro com um pouco de raiva - mas aonde a gente vai ?

- Bom depois do treino de futebol dos meninos eles vão para um barzinho. O que ce acha ?


Notas Finais


Entao gente o que vocês acham que vai acontecer comentem ai


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...