História Na escuridão da noite - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Turma da Mônica Jovem
Personagens Aninha, Cascão, Cebola, Denise, Do Contra, Franjinha (Franja), Magali, Maria Cebolinha, Marina, Mônica, Personagens Originais, Titi
Tags Drama, Romance, Tagmo&ce, Tmj
Visualizações 115
Palavras 3.172
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente eu quero agradecer muitíssimo a todos vocês que comentam e favoritam, e queria avisar que eu ja estou começando a trabalhar na fic que eu vou postar quando essa acabar e eu vou estar deixando pistas do titulo ex: Códigos morse , letras escondidas etc.

Capítulo 5 - A resposta pt. 2


Fanfic / Fanfiction Na escuridão da noite - Capítulo 5 - A resposta pt. 2

Pov. Magali

- ....ai até que foi legal ficar la no barzinho - Cascão comentava enquanto a gente corria pra minha casa

Não tava tipo: nossa que chuva vamos morrer afogados, tava mais pra tipo: Vamos logo que eu não quero pegar gripe por causa desse sereno

- Verdade, pena que eles tinham que fechar - respondo o Cas vendo alguma coisa no parque que me chama a atenção - e..... Ei Cas aquele ali não parece seu amigo o tal do Cebola com uma ...... garota ?

 - Bom se não for ele, vamos la no Cê e avisar que ele tem um irmão gêmeo kkk- Cas ria enquanto eu me aproximava deles dois que estavam na chuva parados

Pov. Cebola

Eu esperava mesmo que ela me beijasse, mas não, eu ja sentia o cheiro do batom dela quando ela se afastou e começou a abrir a boca.
Eu vi que ela ia responder quando a Maga chega, e o pior é que ela estava com o Cas

Então imagina um irmão super protetor como o Cas vendo eu agarrando a " irmã" dele com os braços todos cheios de sangue. Eu vi que ele estava sorrindo quando vinha pra cá, mas quando ele viu que era a Mônica ele fechou a cara na hora

- Posso saber o que esta acontecendo aqui - ele realmente esta nervoso afinal ja chegou gritando

Eu vejo a Mônica escondendo a lamina, bem rápido no bolso de sua calça. Eu a solto mais do que rápido e o Cas grita de novo

- EU JA FALEI, O QUE ESTA ACONTECENDO AQUI

- Cas calma - a Maga tenta acalmar ele só que não adianta muito

- Cascão calma não é nada demais deixa a gente explicar e voce se acalma ta bom - eu tento parecer o mais calmo possível afinal né ja tinha gente nervosa o bastante

- É Cê voce tem razão é só eu ir e fazer isso...- ele pega fecha os punhos e sei que ele vai me socar entao eu só fecho os olhos

- Cascão espera eu posso explicar mas por favor para - a Mônica entra no meio e eu fico preocupado

- Então explique - ele fala só que dessa vez um pouco mais baixo - e eu quero saber o porque de voce estar aqui nessa chuva  toda cheia de sangue e o Cebola estava te agarrando pelo braço

- Cas a gente pode resolver isso depois, olha essa chuva, a Mô ta toda encharcada e o Cê também eles podem pegar uma gripe - a Maga tenta interferir

- Bom se eles estivessem mesmo preocupados com a chuva não estariam aqui, e se eles quiserem sair daqui o mais rápido possível é só me darem uma boa resposta e se eu achar que é mentira vamos ficar aqui muito mais tempo que o necessário - ele olha firma pra nós dois

- Cas mas e você- por um momento quis que a Maga parasse de interferir e deixasse a gente explicar

- Eu já estou molhado mesmo não vou me importar com uma chuvinha dessa . Agora Mônica pode explicar

Vi que ela estava com um olhar meio que com raiva, tristeza e medo e sabia que ela ia explicar por isso decidi ficar quieto, afinal já tinha me intrometido o bastante pra me deixar ferrado

- Eu estava vindo pro parque, e fiquei sentada no balanço, so que eu estava lendo uma pagina rasgada de um antigo livro meu sabe, aquele que eu tinha perdido e quando achei só tinhas sobrado algumas páginas - ela faz uma pausa e ele assente - só que ai veio uns pirralhos e eles pegaram a pagina, e como era a que eu mais amava eu comecei a correr atrás deles pra pegar de volta só que ai começou a chover - ela olha pra mim com um olhar tipo: " concorda em tudo que eu falar se não voce se ferra " eu so balancei a cabeça de leve pro Cascão não reparar - e enquanto eu corria na chuva, eu acabei escorregando por causa da agua e cai de bruços no asfalto e...

- Foi quando eu cheguei! - interrompo ela e começo a falar porque eu vi que ele ja estava começando a ficar des confiado de só a Mônica ficar falando - eu tinha que ir na biblioteca pra pegar um livro pra Maria a minha irmã lembra? - essa é desculpa mais esfarrapada que eu tinha pra dar ou seja não tinha jeito tive que entrar nessa mentira - só que ai eu vi a Mônica caída e fui ajudar ela , e foi quando vocês apareceram

- Certeza ? - não sei porque mais eu sempre achei que o Cas era calminho, só que agora ele parece bem mais estourado do que a Mônica

- Sim e... eu tenho que ir agora pra casa limpar meus machucados antes que infeccione tchau a gente se amanha e.... Hã Cebola obrigado por me ajudar tchau de novo e Maga passa lá em casa e cuidado pra não ficar gripada - ela da uma abraço no Cas e resmunga alguma coisa pra Maga que eu não consigo ouvir e vai embora

O Cas vai junto com a Mô e eu fico só com a Maga

- Então Cebola ago....- interrompo antes que ela me perguntasse qualquer coisa

- Maga eu preciso ir tchau a gente se vê amanha, e também eu tenho que tomar um banho quente pra não ficar resfriado

Saio de la e fico pensando. Será que ela ia....? Não era só impressão minha.

Pov. Mônica

Depois que o Cas me encheu de perguntas e foi embora, eu corri para o meu quarto

Arranquei minha roupa e fui pro chuveiro. Queria que aquele idiota não estivesse la , talvez assim eu teria conseguido terminar aquilo que demorei pra começar.

Mas também não queria pensar nisso agora, simplesmente queria deixar que o tempo levasse assim como aquela agua quente estava levando os sangue dos cortes dos meu punhos pelo ralo

Quando sai do banheiro vesti uma calça larga preta e um moletom.
 Minha barriga estava roncando e por mais que eu não quisesses admitir eu realmente estava com fome, desci as escadas não tinha visto minha mãe entao deduzi que ela teria saído de novo: Que novidade!

Só preparei uma xícara de chá bem quente de camomila e fui em direção ao meu quarto, quando tranquei a porta eu coloquei a xicara no criado-mudo e deitei na cama e já estava quase dormindo quando escutei um barulho era o celular tocando

- Oi

- Quem é ? - respondi quase reconhecendo a voz

- Cebola

- Como conseguiu meu numero?

- Não venha mudar de assunto, por que você mentiu ?

- Não mudei de assunto afinal quem esta mudando é você. Como conseguiu meu numero?

- Estava no seu face, agora me responda voce por que mentiu

- Eu não vou responder- grito com ele do outro lado do telefone e escuto uma risada - do que você rindo sua Cebola azeda

- Voce acha mesmo que eu vou deixar de lado aquela mentira que voce me enfiou, sabe Mônica voce não me conhece

- Cebola eu não tenho medo de você - falo tentando parecer firme

- De mim não mas e da Maga, voce sabe muito bem que ela é super protetora

- Não tenho medo dela , afinal ela é minha amiga

- Ah é - ele pergunta num tom bem diferente e eu não sei porque mais fico arrepiada - voce pode não ter medo dela mas e do Cas ?

- Fala logo o que voce quer Cebola

-  Humm que interessante essa pergunta.- ouço outra risada - Quero que me voce me explica o que aconteceu no parque se não eu mesmo conto pro Cascão

- e....eu.....nã...nao poss....posso - bosta por que toda vez que eu preciso falar serio eu só consigo gaguejar

- Pode sim, e como eu sou bonzinho - só que não parece o demônio encarnado em gente - eu vou te dar um prazo e quero a resposta pra amanhã na escola tchau Mônica sonhe comigo

- Vai se fuder idiota

- Que desculpa eu não ouvi, estava ocupado demais decorando o que eu vou falar pro Cascão - ele ri e eu desligo na cara dele

Como ele pode ser assim será que ele já não esta contente não, queria que ele sumisse da minha vida assim eu não iria precisar ficar ouvindo ameaças.

O que me da mais raiva é que ele esta comigo em suas mãos, sabe eu poderia simplesmente contar pro Cas sobre tudo que eu tenho e...  eu queria mesmo contar que tinha depressão, anorexia, bulimia etc.

Sabia que o Cas só quero ajudar e me amava como irmã, só que ele ficaria muito desapontado comigo e se eu sofrer só mais uma decepção eu sou capaz de criar coragem suficiente pra fazer aquilo que eu já estava com vontade de fazer faz tempo

Pov. Cebola

Ótimo! Fui pra chuva por causa dela, quase ferrei minha única amizade por ela , eu ajudei ela . E o que eu recebo em troca, vamos Cebola trouxa responda

- NADA, É ISSO QUE EU RECEBO NADA, A NÃO  SER UMA MALDITA GRIPE - começo a gritar comigo, mesmo sabendo que ela estava nas minhas mãos. A única coisa que eu queria era beijar uma garota, mas não que garota eu fui escolher , justamente a que me da um fora

- Cebolinha seu idiota para de gritar, pelo amor , voce esta me deixando nos nervos eu hein - a Maria abre a porta e grita comigo, eu pego um travesseiro e taco nela , pena que ela é mais rápida e fecha a porta

Quer saber eu vou ir atrás de outra me enganei dessa vez. Mas pelo menos uns beijos eu vou roubar dela ah se vou...

Estava me preparando pra dormir quando recebo uma mensagem

- oi amanha voce vem aqui na minha casa depois da aula e eu te conto tudo, mas por favor não conta pro Cas ele vai se decepcionar muito comigo
Ass: Mônica

- ok

É tudo que eu consigo responder, e amanha eu vou mostrar pra Mônica onde é o lugar dela e talvez eu coloque ela na minha lista de garotas que eu já peguei

Pov. Mônica

Eu coloquei uma calça jeans azul forte e como estava de mal humor só fiz um rabo de cavalo , vesti uma blusa preta de alça e um suéter estilo jaqueta que ia até o joelho
Desci e tomei um copo de leite e sai pra escola.

Me deparei com a Magali na frente da minha casa me esperando e fiquei surpresa por que ela sempre ia com o Cascão ou só

- O que você esta fazendo aqui ? - bom acho que ela estava de bom humor afinal estava com um vestido rosa lindo e ela só se vestia assim quando estava feliz

- Bom dia, pra você também - ela começa a fazer drama - eu dormi ótima só que eu quis aproveitar que estava chovendo e resolvi acompanhar minha amiga afinal ela não esta de guarda-chuva, só que parece que ela acordou com pé esquerdo né Mônica - se a Maga não fosse tão tímida ela seria uma ótima... Não ótima não ela seria uma perfeita atriz

- Ai Mags obrigada - ela sorri eu vou pra debaixo do guarda-chuva dela

Começamos a andar eu fico um bom tempo olhando pro nada só pensando o que eu ia falar com o Cebola

Eu não queria ter que ser assim, queria tanto dividir os meu segredos com o Cascão, mas é só com a Magali que eu consigo, apesar de eu ter conhecido ela depois do Cas eu sinto, mais confiança com ela com qualquer outra pessoa, e também foi muito difícil eu me comunicar com ela entao imagine um estranho como o Cebola. Eu não tive escolha, ou era contar pra ele ou era contar pro Cas e ver o olhar de decepção dele me machucaria , e muito . As vezes eu tenho raiva de mim mesma por ter medo de coisas tão fúteis , tenho medo de machucar os outros mas a mim mesma me machuco todos os dias, tenho tanto medo do que os outros vão falar de mim que prefiro me esconder delas , queria que tudo isso acabasse.

- Mô agora sem mentiras - a Maga suspira e começa a falar de novo - o que foi que a conheceu ontem, vamos sem mentiras sem invenções ou qualquer outra coisa porque a única coisa que eu quero é a verdade

- A verdade é que.........- começo a contar pra ela tudo mesmo deixando algumas lagrimas caírem, pois eu sei que ela vai me ajudar como sempre

Pov. Cebola

Acordei super desanimado, afinal sempre que esta chovendo eu acordo desanimado porque eu quero ficar na cama mas sou obrigado a ir pra " prisão "

Vesti minha calça preta, uma camisa polo preta um sapatênis também preto com alguns detalhes brancos e uma jaqueta preta. Não estava muito no clima de alegria e sempre que eu fico assim eu visto preto

Não queria encontrar o  Cascão com sua cara de raiva, a Magali com suas montes de perguntas ou a Mônica e seu jeito misterioso e estranho

Mas fazer o que né a vida não é perfeita, saio com o meu carro ( sim eu tenho um carro mesmo com 16 anos) e vou pra escola sem nenhuma vontade de ficar naquele lugar

                                           ***

Saio do carro e entro na escola, encontro o Cascão junto com as meninas numa mesa, e vejo que a Mônica esta mais linda do que nunca, pode parecer uma roupa simples mas ela estava linda

- Oi - cumprimento o pessoal e sento na mesma mesa que eles

- Fala ai Careca como você ta - vejo que o Cascão esta um bem mais calmo , ou seja a Mônica deve ter inventado uma ótima desculpa

- Um pouco gripado, mas nada que nao passe né ? - eu falo e ele assente - e você Maga como esta ?

- Na verdade Cebola um pouco preocupada sabe ?- ela fala e eu assento como se soubesse - mas nada que a verdade não resolva

Vejo que a Mônica da uma cotovelada de leve na Magali e sei que com certeza ela contou pra ela, mas ainda bem que o Cascão nem percebeu porque estava ocupado com alguma coisa no celular

- É mas a verdade nem sempre é dita né - retruco com sarcasmo pra Maga e ela fecha a cara

Mas não da tempo dela falar nada porque o sino bate

- Bom gente vamos afinal né vocês não querem se atrasar né  -  a Mônica também retruca nós dois e sai pra sala

Quando vou saindo sem perceber esbarro numa menina

- Ai gatz será que você não prestou atenção não fófis - Que?

- Que?

- Nada fofo só estou dizendo que voce tem que prestar mais atenção por onde anda afinal não é todo mundo que é boazinha como a Denise aqui - ela começa a se gabar de como é boa e sai andando pra sala com aquelas marias-chiquinhas

                                          *
Cara eu não sei como nunca prestei atenção nela, tipo ela tão gata, engraçada e pelo que eu vejo é amiga de todos , bem diferente da gótica da Mônica

Eu não consigo tirar os olhos da Denise por mais que eu eu tente concentrar na aula

Pov. Mônica

Mais que filho da p..... Na primeira deixa ele já sai e fica quase fazendo uma piscina de baba em cima da Denise . Ai que ódio

Perae não Mô você tem que achar bom aquele idiota vai parar de te irritar e... Quer saber eu quero que ele se foda com ela também e morram agarrados

Aquelas aulas de matemáticas eram as mais interessantes, mais eu não sei o porque  eu não consigo me concentrar

Depois da minha conversa com a Maga ela me deu uma bronca por querer contar minha vida pra um estranho e não falar a verdade pro Cas . Só que ela não sabe que um estranho pouco se importa e depois vai embora, mais alguém conhecido ficaria com raiva por mentir esses anos todos e me largaria, e eu ja fui abandonada o suficiente pra poucos anos de vida

                                    ***

- Bom Mô entao outro dia a gente marca o sorvete ta ? - a Maga teve que mudar por causa da chuva mas pra mim quanto menos eu sair melhor

- Ta - respondo entro pra " casa " e me despeço da Maga

Fecho a porta e dou de cara com a minha mãe, fijo que nem vejo tento subir antes que ela me chame

- Fugindo é filhinha! porque não quer me contar como foi seu passeio no parque ontem - como ela soube - sabe um amiguinho seu ligou aqui em casa ontem pra saber como você estava, e eu perguntei porque teria alguma coisa de errada com voce e ele me contou do seu showzinho no meio da rua

- Quem foi ? - pergunto mai quase ja sei a resposta

- Um tal de Cebola- ela fala lentamente -
AGORA VEM AQUI- ela grita comigo me puxa pelo cabelo e....

Pov. Cebola

Bom agora é a hora da verdade . Subo as escadas que dão entrada na varanda e ouço uns gritos e fico vendo pelo canto da janela o que esta acontecendo la dentro

- Sua vadia será que não da pra você parar com essa babaquice - vejo uma mulher mais velha que a Mônica batendo no rosto dela e puxando pelo cabelo

- O que eu fiz pra você - a Mônica grita bem alto segurando o rosto agora vermelho por causa do tapa

- Que pergunta mais idiota né Mônica - ela pega e agora da um tapa tão forte que derruba a Mônica no chão

Por que ela não faz nada

- Quero que voce pare de contar vida sua pra porra de amigo, se você acha que vai volta pra casa do seu pai esta muito enganada ele esta bem mais feliz sem voce . Agora eu vou subir e acho bom voce não me incomodar

A Mônica sai correndo pra fora e quase bate a porta em mim só que ela esta tão distraída que não me vê

Pov. Mônica

É sempre assim, que raiva do Cebola, desde que ele chegou na minha vida virou de cabeça pra baixo
Saio correndo pra fora por sorte estava chovendo e a rua estava deserta ou seja, ninguém viu, pelo menos é o que eu acho até ouvir uma voz meia rouca atrás de mim


- Precisamos conversar

-........


Notas Finais


Entao mais um capitulo cheio de " mistérios " né . Primeiro fic nova agora isso o que será que tem por vir
Comentem ai embaixo, e eu juro que se vocês comentarem a mão de vocês não vai cair não ta kkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...