História Na linha do tempo-Camren (Adaptação) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, One Direction
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Normani Hamilton, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Camren, Larry, Nially, Norminah, Trolly, Ziam
Exibições 53
Palavras 1.070
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Aventura, Colegial, Crossover, Esporte, Famí­lia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá de novo pessoas!

Capítulo 3 - Amigas!


 Pov Camila

Começo a olha-la, a menina de olhos verdes observa meu pai, minha mãe e logo após olha para mim, me observa, e olha nos meus olhos, nessa hora morri, ficamos assim por alguns segundos, mas tudo oque é bom dura pouco, a mãe dela a chama e ela a olha, coro levenmente imaginando coisas, nada de pornografia nem tenho idade, mentes poluídas, mas pensei e vocês não vão saber! Ela conheceu minha mãe e depois a mesma me chama para me apresentar ainda levemente corada, falo meu nome e apelido, talvez possamos ser amigas, a mãe dela fez um pedido e ela saiu correndo depois de se despedir da mãe. 

-Filha deixe suas coisas no seu quarto, ele é o penúltimo a esquerda, arrume suas coisas e depois vá ver seu pai ele disse que queria falar com você-Assenti e subi entrando no meu quarto, peguei a mala e comecei a  arrumar no closet. O quarto era bonito, branco, com uma cama de solteiro ,claro, e tinha o banheiro. Quando terminei sai e fui procurar meu pai, ele estava na sala de trabalho, entrei e ele me olhou sorriu mas já voltou a ficar sério.

-Oi papa-Sentei na cadeira a sua frente e como é grande cruzei as pernas em forma de índio

-Bom Camila...já percebeu que a filha de nossa empregada estava aqui sim?

-Sim 

-Bom...como sempre digo, não quero amizades com essas pessoas, trocar uma palavra tudo bem...mas Nada de mais intimidade-Disse sério olhando fixamente pra mim

-Pai eu já sei disso, mas não vou ficar sem amigos aqui, e se preferir um amigo "inferior"-Fiz aspas com os dedos-A mim, não me prive.

-CAMILA pare com isso sabe que não gosto dessa gente-Bateu forte na mesa me assustando

-Mas a filha de Clara, é legal e educada, ela não é como você descreve eles; mal educados, interesseiros, ladrões e etc.

-Não são pois EU que pago o salário deles e muito bem, eles nem deveriam ser considerados gente, eles não são confiaveis, deixe um objeto de valor aos olhos de algum e procure depous pra ver se acha, eles não tem nem onde cair mortos, não tem uma educação, ficam andando por aí sem se importar se estão descalços, não sabemos nem se tomam banho, pessoas pobres, negras e homossexuais são uma jetalha.

-Que ridículo pai, o seu amigo era negro

-É mas tinha dinheiro, as pessoas são ruins, principalmente essas, e não quero você andando com elas ESTA ME OUVINDO?!

-Estou, mas não concordo com você, nunca vou, eu tenho 12 anos e a vida toda não tive amizades verdadeiras "amizades" que eu tinha sempre vinham com algum interesse,posso até não ser mais velha mas eu entendo, e você achar que faz essas coisas pro meu bem, MAS NAO FAZ, AS VEZES QUE QUERIA NAO SER SUA FILHA!!-Explodi na cara dele, ele me olhou com raiva mas não falou nada, levantei e sai dali, não aguentava mais meu pai com essa homofobia, racismo, de se achar superior so porque tem dinheiro dez de que completei 5 anos ele vem me ensinando essas coisas, mas a mama sempre dizia o contrário, ainda bem que segui o lado dela! Desci e vi a mas da lolo fazendo o almoço, sim lolo, quando estava arrumando o quarto eu jurei que iria achar um apelido legal pra ela é achei! Bom legal pra mim se ela vai gostar eu não sei, mas espero que sim. 

-Oi tia clara-Cumprimentei ela com um sorriso que foi retribuído, ela é tão simpática que no mesmo dia em que aconheci ja considero da família, não sei porque o papa é assim-Lauren já chegou?-Sentei no balcão-Queria brincar um pouco com ela

-Ela está aí na frente, querida

-Obrigada-Desci do balcão e dei um beijo na sua bochecha-Até o almoço tia

-Até Mila

Sai de la e fui passando pela grande sala até a janela. Ela estava fazendo embaixadinha. Sai de casa e cheguei perto dela.

-Lauren!-Gritei e toda a concentração que ela tinha foi perdida, ela vira com raiva, mas quando vê que sou eu sua expressão suavisa

-Sim?-Diz sem ânimo 

-Posso brincar com você?-Ela me olha com a cara tipo "sério?!"

-Sério mesmo que vó e quer brincar se bola?-Assinto-Duvido. Você deve gostar de boneca, tarde de chá com Clemilda e Anastácia-Pegou a bola e botou embaixo do braço

-Me de a bola que te mostro-Ela esitou mas cedeu. Comecei, aprendi na escola, via os meninos brincando e fui tentar e hoje sou muito boa. Nunca tive uma bola ou boneca, meu pai tinha aquele ditado de menina ter que brincar com boneca e essas coisas, mas sempre preferi pelúcias, então meu quarto é cheio delas. Não jogo futebol Brasileiro pois sou desastrada mas em embaixadinhas eu me ou bem. Contei 33 e parei e a olhei e ela tinha a nova aberta-Posso?

-P-pode-Geguejou. 

-Desculpa se te humilhou lolo-Sorri animada

-Tudo bem tenho que aprender a não subestimar as pessoas e...lolo?-? perguntou e eu corei

-É seu apelido, você disse que não tinha um e eu lhe dei esse

-Ok, vou lhe chamar de Camz-Eu sorri ainda corada. Quando ia dizer que gostei meu pai me grita dizendo que era pra eu ir almoçar. Olhei triste pra lolo e a abracei, vi ainda meu pai olhar com raiva ela, que saco, logo após entrou. 


Sentei ao lado de mamãe e papa sentou na ponta, tia Clara botou a comida na mesa e se retirou. Coloquei e comi em silêncio assim como meus pais. Subi peguei meu diário e meu lápis e sai, disse aos meu país que iria no lago. Chegando lá sentei na grama, e comecei a escrever sobre hoje, olho em volta isso é muito ele é muito bonito, avistei a Lauren e ela asenou pra mim, asenei de volta, ela começou a me chamar, franzi a testa, mas dei a volta e fui aonde ela estava

-Vem, eu quero lhe mostrar algo-Pegou na minha mão e fomos, ela desviava de uns galhos e não desgrudava nossas mãos, chegamos a um galpão velho entramos e ela solta minha mão para puchar um pano, embaixo tinha duas bicicletas

-Uau

-Legal ne, bom eu e meu pai consertamos mas não usamos até hoje

-Então vamos andar?

-Sim, vamos ser amigas e quero lavar você a lugares que só eu sei, eu não tive amizades femininas até hoje você é a primeira sinta-se honrada-Ela ri

-Claro...vamos logo andar- Ela solta um riso e monta ne uma das bicicletas e eu pego outra, saímos andando com ela na frente. É tenho uma amizade verdadeira




Notas Finais


BOA NOITE!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...