História Na linha do tempo-Camren (Adaptação) - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, One Direction
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Normani Hamilton, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Camren, Larry, Nially, Norminah, Trolly, Ziam
Exibições 33
Palavras 2.614
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Aventura, Colegial, Crossover, Esporte, Famí­lia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiiii, boa notícia, deu problema no sistema das notas e...NAO FIQUEI EM RECU DE ED. FÍSICA.
Obrigada pelos coments de motivação 💗💗💗
Postei agora pois tenho insônia as vezes e não tinha nada pra fazer então fui escrever. Desculpa postar agora bolinhos!
Boa leitura

Capítulo 7 - Lembre de mim...


Pov Camila

Dias depois...

Depois daquele dia em que a lauren veio aqui, as coisas estam complicadas pra conseguir vela. Hoje é sexta e meu pai tem mania de dormir na rede de casa, além de hoje ser o dia que ele deixa eu sair. E como disse ele deixou sair e depois dormiu. E fui chamar a Lauren na casa dela. É 12Horas e 30min e assim que cheguei ao meu destino reparei nela, com uma camisa cinza e um short, falei com a mãe dela a abraçando e perguntando como esta ela e Mike. Depois de me despedir pego a mão da Lauren e nos fomos correndo até uma área afastada da minha casa e da casa dela


O local era rodeado de árvores com o tronco fino, com vários galhos se alastrando juntando a outros das árvores próximas, tinha o lago mas distante no lado Leste de onde estamos correndo ainda de mãos dadas. O chão com várias plantas, não reconheço todas, no máximo vejo umas flores crescendo nos troncos junto ao limo.

-Eai, como foi que você se livrou do seu pai dessa vez?-Perguntou quando paramos e nos recompomos da corrida

-Bom...todas as sextas, sabados e domingos ele me deixa sair por um bom tempo, e depois do almoço ele dorme, me permitindo ficar mais tempo e ir mais longe com você

-Hum...-Estávamos perto de uma árvore, eu encostada na árvore de costas pra ela, e sorri do olhando a florzinha rosa no tronco ate quando sinto ela pega a minha mão botando encima da flor e a arrancando, me viro pra ela que está sorrindo, a mão dela estava ainda segurando a flor junto a minha mão ao tronco 

-Toma-Me da a flor e eu sorrio

-Obrigada-Falo e ela ri fraco

-De nada Boni-Fala sorrindo

Ficamos ali um bom tempo até eu ter que ir umas 17Hors e eu ir. Me despedindo com um abraço rápido.

Dia seguinte...

Sábado, melhor dia da semana. Acordo radiante como todos os dias em que sei que vou ver a Lauren, engraçado como eu só vivo pensando nela, é sempre ela. Ri comigo. Pensamentos a parte, fasso minha higiene e vou descendo pra tomar café da manhã, são 7Hors e 40min

-Oi tia Sandra-A cumprimentei sorrindo animada

-Oi Mila-Retribuiu o sorriso so que simpático. Sandra tinha duas semanas e meia que trabalha aqui e também tem um filho, o nome dele é Otávio as vezes ele vinha aqui falar com a mãe. Ele tinha olhos negros, cabelos negros, bronzeado, era fofo, e tinha a minha altura, falo com ele meio que escondido, e pra quem pensou Alejandro, acertou, meu pai meio que quando soube que ela tinha um filho ja me proibiu de ter algum contato além do nescesario e blá blá blá, mas se eu obedeço? Só quando ele ta por perto, quero evitar o máximo de brigas. Já brinquei com ele, mas...não é que nem a Lauren sabe? Ele não gosta de conhecer os lugares e só sabe o caminho da escola pra casa. Mas a Lauren, ela é diferente dele, de um jeito que me faz me sentir diferente, especial, e ela me faz feliz, minha primeira melhor amiga, embora isso seja triste é o fato de eu ter que ir embora já que apenas estou de férias, mas se meu pai fosse permitir eu poderia estudar em um dos colégios daqui, tem particular e públicos, mas depois da Lauren creio que ele não iria permitir, mamãe não ligaria, só que papai não lhe daria ouvidos, como sempre fez. Voces podem achar que de ter uma rede de hotei em todos os EUA seja um fato qaue nao chame atencao da mídi, mas cham, pois muitos famosos e o ex-presidente dos Estados Unidos ja se ospedou em um uma vez, então digamos que tem bastante gente interessada na nossa vida, e isso me irrita, meu pai pretende ter outro filho ou filha, ele quer que eu assuma a empresa a todo custo, e admito apesar dele ser chato as vezes, eu o amo, e ele pretende ter outro filho só pra eu não ter que assumir a empresa como não é do meu desejo, eu também sou errada em algumas ações com ele e já falei coisas que não deveria pra ele, vocês podem achar que sou uma garota mimada, mas tentem não dizer besteira quando estão estressados é muito difícil, se com 12 ja estou cansada da mídia, imagino futuramente. Suspiro.-A algo errado Mila?-Percebi que fiquei um bom tempo olhando pro nada

-Ah...sim...esta tudo bem...só estava pensando em algumas coisas besteira-Falo e ela assente sorrindo-Vou ali fora rapidinho, depois venho tomar café-Saio e vejo Otávio a uns metros distante de minha casa embaixo de uma árvore, me aproximo e vejo que está dormindo. Pensamentos malignos. Chego perto do seu ouvido e grito:

-OTÁVIO

-AHHHH EU NAO FIZ NADA DE ERRADO EU JURO-Acorda gritando e assustado e começo a rir de sua cara, ele vê que sou eu e cora-Oi...Mila-Diz com um sorrisinho alegre e envergonhado no rosto, paro de ri e respondo

-Oi Ota, porque estava dormindo ai?

-Ah...f-foi p-p-orque na-ão dormi direito 

-Hum-Sentei perto dele e o mesmo ficou tenso-Porque veio aqui agora?

-Eu...quero falar com você então iria te esperar acordar so que dormi-Ele estava nervoso, pois, suava um pouco engolia seco e as mãos apertavam uma na outra e também brincava com os dedos

-Pode falar

-Bom...eque...tem um tempinho já que eu...bem....eu reparei...-Parou respirou fundo e continuou-Sei que pra voce pode parecer rapido mas... eu estou meio que estou gos...-Ele é interrompido por uma voz, mas não é qualquer voz era aquela voz

-Camz!-Olhamos em direção a pessoa que já sabia que era a minha lolo, no mesmo instante em que a vi meu coração acelerou como todos os dias, meu sorriso se alargou e eu levantei em um solavanco pulando nela e quase caímos

-Lolo!-Botei meu rosto no seu pescoço encontrando o cheirinho dela de erva doce-Voce veio de novo, maluca-Ela riu-Você ri ne descarada?-Sorri contra o seu pescoço-Eu fico preocupada com oque pode acontecer com você e sua familia e voce ri, ta bom-Me afasto e pego sua mão como sempre entrelaco nossos dedos e sinto meu corpo responder a isso-Ah, lo esse é meu amigo Otávio, ele é filho de Sandra que ficou no lugar de sua mãe, e Ota essa é a lolo que é minha melhor amiga e outra so chame ela de Lauren ou laur-O fuzilei e Lauren ri

-O-oi-Fala ele parecendo incomodado quando olhava nossas mãos mas não liguei. Lauren sorriu simpática e estendeu a mão esquerda a que não estava ocupada pra ele que pega e aaperta soltando rapidamente

-Oi-Ela diz ainda sorrindo

-Bom e-eu vou indo, so passei pra falar com a Mila, mas depois eu falo-Se levantou rápido e saiu apressado

-Oche...estranho esse seu amigo em-Falou Lauren 

-Ele nunca agiu assim-Estranhei-Mas deve ser coisa dele-Dei de ombros-Mas...a que está fazendo aqui se é perigoso?-Falei ccm uma sobrancelha arqueada e ela revirou os olhos

-Não é óbvio que vim ficar com você?

-Eu sei, mas esperava eu ir até sua casa   

-Eu sei que é perigoso Camz, sei as consequências que pode ter se seu pai me ver, mas as consequências parecem,  sei lá, não terem sentido contra a vontade de ver você-Corei e suspirei

-Está bem-Ela sorriu e me abraçou 

-Pode vir comigo agora?

-Não sei lo, meu pai não acordou e pode achar estranho eu não está lá 

-Vai porfavor, se eu voltar pra casa minha mãe vai me matar

-Porque? Oque você aprontou Lauren?

-Nada demais, so quebrei a TV quando estava brincando de bola enquanto ela disse que não é pra jogar

-Nada demais? Lolo você quebrou a TV sendo que poderia ter sido evitado se onedecece sua mãe!-Disse e ela pareceu refletir

-Desculpa camz

-Você tem que pedir desculpas a ela

-Eu sei...

-Eu não sou um exemplo completo ja que estou desobedecendo meu pai, mas as situações são muito diferentes

-Tá bom eu tava errada

-Ainda bem que sabe-Sorri

-Vamos?

-Espera eu tomar café rapidinho, fica escondida papa pode acordar

-Ok-Falou e se escondeu. Fui pra casa tomei bem rápido o café e o papai desceu na hora que quase tinha acabado de comer, perguntei se podia ir e ele concordou e perguntou que horas chegava, disse umas 11Hors e meia por ai, mas garanti que voltaria pro almoço. Sai e encontrei a Lauren ainda escondida, olhei se ninguém olhava e fui com ela.


Reconheci o lugar, era um Vale pequeno depois de uma andada chegamos, e brincamos de várias coisas, até eu achar que já estava na hora de ir. 

-Antes de ir quero te falar, olhe no seu diário a algumas páginas a frente tem algo lá-Falou sorrindo e eu a olhei curiosa

-Oque é?

-Vai descobri

Me despedi e voltei. Meu pai não desconfiou de nada como sempre, esperamos mais uma meia hora e almoçamos com algumas conversas entre meu pai e minha mãe eu só comia mesmo. Depois do almoço escove os dentes e fui pra fora de casa com meu pai, ele deitou na rede com o sempre e adormeceu, fui até o píer que tem perto de casa mas dustante o suficiente pra que ninguém de casa me veja. Cheguei e me sentei lembrando do primeiro dia aqui, em que a lolo me levou no nosso píer e me ensinou a pescar. 


Distraída, não vi a Lauren atrás de mim, so vi ela se jogando na água do lago, fazendo a água chegar a mim e eu me proteger.

-Tá fria-Comecei a rir dela que tinha uma cara fofa de frio

-Aw, essa carinha de frio sua é tão fofa ,Boo-Felei e ela sorriu

-Sua carinha de irritada também é fofa, Boni-Me deitei na madeira e estiquei meu braço e ela o dela e então entrelacamos nossos dedos...


Mais tarde a noite...

Estava em meu quarto, já tinha feito tudo oque deveria, todos estavam dormindo, o que fazia acordada? Escrevia no meu diário quando me lembro oque a Lauren me disse e vou procurar. Depois de várias folhas de papel passadas, encontro um desenho de duas meninas de mãos dadas, e encima no meio delas está desenhado um coração. Ai meu Deus Lauren! Ele deve ter feito no dia em que deixei o diario do lado dela para ver o tronco da arvore caida. Sorri tanto, que agradeço aos céus por ter boca nesse momento. Fico olhando abóbada pro desenho, e escuto pedrinhas serem jogadas na minha janela, que não era muito longe do chão

-Am? Lauren?-Falo quando vejo que era ela que jogava as pedras. Ela sorria sapeca pra mmi

-Vem-Falou baixo

-Você tem noção que já é de noite?

-Claro que tenho, não sou cega e nem burra-Sorriu-Vem logo, oque eu quero lhe mostra não pode ver de dia-Suspirei e disse:

-Está bem...espera aí-Entrei e vesti uma roupa que não fosse meu pijama e voltei a pequena janela-Como vou descer?-Perguntei com um pouco de medo

-Com as mãos e os pés oras

-Não sua idiota, isso eu sei-Bufei irritada e ela riu baixo

-Adoro te irritar-Falou e se aproximou da janela-Vem...eu te ajudo...confia em mim-Falou e olhei no fundo dos teus olhos e me senti confiante

-Não me deixa cair-Alertei ja descendo

-Nem louca-Disse com os braços pra cima, desci um poico e ela pegou minha cintura, e eu desci o resto sem problemas-Ótimo

-Obrigada

-Não a dique Boni...bom vamos-Pegou minha mão e saiu. Andamos e andamos, não reconhecia o lugar pous estava muito escuro ja que também não é noite de lua cheia. Ela se sentou perto de uma sesta e eu fiz o mesmo

-Oque é isso?

-Eu e meu pai que fizemos-Diz orgulhosa e sorrio-É uma flor simtilante, você ascende com o isqueiro-Ascendeu, E pronto, está é vermelha, tem Farias outras cores-Sorri olhando o objeto

-Que lindo-Peguei a flor com cuidado o fiquei olhando. Logo após um tempo, olhei pra Lauren que olhava fixamente pra mim, abaixei um pouco a flor. Eu queria...queria novamente, seus lábios nos meu, a necessidade veio, como se essa fosse a última chance de senti-Los, aproximei devagar, trocando o olhar entre sua boca e seu rosto, ela percebeu e entrelacou nossos dedos da mão direita e esquerda, chegando mais perto. Nossos narizes se tocaram, seu hálito fundia-Se com o meu e batia na minha boca entre aberta, e cansadas de esperar para o encontro dos nossos lábios, eles se tocam...diferente da primeira vez, esse foi uma explosão, tinha calma, ela moveu sua cabeça e abriu mais os lábios, senti sua língua na ponta do lábio inferio, e eu abri mais a boca e o membro (N/A: Esse membro é a lingua) dela entra com calma e envergonhada, mexo a minha e encontro a dela, nesse momento tudo pareceu parar, Isso é tão diferente e estranho. Gente eu nunca fiz isso! Ela movumenta a cabeça e continua passando a lingua na minha, e as vezes passando em outros cantos, como não sabia o que fazer, lembrei dos beijos na televisão e tentei seguir meus instintos dando a continuidade. Paramos e demos o último selinho, eu provavelmente estava MUITO corada, mas ela não iria ver muito bem ja que só tinha a luz da flor

-Ammm...entao camz-Começou atrapalhada 

-Foi...estranho-Adimiti-Mas muito bom...vamos fazer de novo?-Posso até ir combater o exército depois dessa pergunta, pra vocês pode ser exagero mas pra mim fui eu derrotando o exército dos EUA

-Não sei se tenho físico e coração o suficiente não-Ri

-Só um selinho de nada, porfavor-Fiz voz pidona

-Ok-Falou e juntou nossos lábios em um simples selinho, depois se afastou-Temos que ir

-Eu sei-Disse suspirando desanimada

-Hey...anha Vamos nos ver denovo Boni

-Algo me diz que não

-Não pense assim negativo-Acariciou meu rosto-Vai dar tudo certo-Assenti, ainda com o pensamento e voltamos e pra nossa infelicidade, meu pai estava lá na frente com uma cara nada boa, meu coração acelerou e olhei pra Lauren assustada, ela estava séria, mas sentia que não estava bem. Sem se importar a abracei a li mesmo sentindo a sensação de última vez em que possa ver ela

-Lolo...não me deixa-Falei quase chorando-Eu estou com medo

-Olha pra mim camz-Falou carinhosa e a olhei-Não importa o que ele fassa esta bem?-Assenti-Lembre de mim 

-Sempre-Me separei dela e passei por meu pai e ele não falou nada. Entrei e vi as malas feitas-Pra que isso

-Vamos embora-Subiu as escadas e se trancou no quarto sem dar a chance de eu falar. Subi para meu quarto com os olhos marejados e me joguei na cama chorando


Ele deve ter visto que sai. Chorei por um longo tempo até dormir

(Ouçam a música que deixei nas notas finais)

Dia seguinte...

Acordei triste pra fazer a higiene matinal e vi que tinha umas roupas minhas ali prontas. A mesma em que eu cheguei aqui, pensei a observando, e lembrando de quando vi Lauren pela primeira vez, meus olhos marejaram mas não chorei. Vesti e desci encontrando meu pai conversando com um pessoal la. Vi minha mãe e a mesma me olhou como se disse se "Eu tentei" eu sorri fraco pra ela e a abracei

-Vamos esta tudo pronto-Levou nossas malas pro carro, né. Vou poder me despedir. Entrei e sentei no fundo, o carro  olhei a janela, vendo nos Flash de nos duas. Eles entraram logo após e meu pai partiu para entrada. Após algum tempo ouvi.

-Camila!-Ouvi bem fraco e meu coração disparou quando percebi que era ela, sua blusa com os botões todos soltos so com o top e o short branco pedalando rápido. Boto minha cabeça e metade do corpo pra fora da janela e a olho sentindo as lágrimas se formando, levanto o braço e aceno e ela faz o mesmo so que somente levanta o braço como se quisesse me alcançar e parou de pedalar. Abaixei o braço quando nao a vi mais e ja estavamos lonje. Botei minha cabeça e a metade do meu corpo pra dentro e assim que penso ne tudo, choro, choro e choro, com medo de nunca mais vela.


Susurrando baixinho pensando que talvez ela pudesse de alguma forma me ouvir...susurrei:-Lembre de mim...





Notas Finais


Eu tava conversando com meu colega Pedro, e ele me recomendou ler pegação ou momentos perigosos camren enquando ouvia Bad Things, e olha...ele tava certo...é muito massa ler camren com essa música achei muito bom mesmo recomendo pencas de horrores a vcs.
Link: https://youtu.be/f1ci4gOq60Y
Quem gosta de irmao urso lembra
Boa dia eu acho bjs 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...